,

Acidentes em elevadores

Opa, você que fica incomodado por demais quando senta no banco da frente, e o joelho da pessoa de trás parece um facão rasgando suas costas através do couro/tecido queridos leitores! A dica de hoje foi do leitor Paulo Screath. :P

Esse post, era pra ter saído ontem… Mas não tive tempo de postar. Enfim, aqui está. Se você é aquela pessoa que sempre entra num elevador com um certo receio (assim como eu), esse post fará com que você pense 2 mil vezes antes de entrar no próximo que aparecer em sua frente. Duvida? Assista o vídeo…

Ficou óbvio no vídeo, mas não custa nada dizer que o vídeo foi pego no Necropatia. :)

Usuário Android, iOS ou Windows Phone clique AQUI.

Gente… Sério… Essas filmagens me chocaram de verdade. De longe, esses foram alguns dos “por acasos” mais chocantes que já vi na vida. Agora, o carinha que começou a bater  na porta do elevador com um carrinho, tomara que tenha morrido e que o cano do guidão tenha entrado Cu-A-Dentro, pra ele deixar de ser tão BURRO. PQP, como alguém consegue ser idiota a esse ponto?

No mais, sem mais, personalidades. Sugestões no [email protected] ou no Facebook.

Até a próxima. Beijo na bunda! :P

Written by Peu

Namorado da Miss Sombra, sou apaixonado por voar e por música. Um Pernambucano que gosta de tudo um pouco.
"Sou o coração do folclore nordestino, eu sou Mateus e Bastião do Boi Bumbá. Sou o boneco do Mestre Vitalino, dançando uma ciranda em Itamaracá. Eu sou um verso de Carlos Pena Filho, num frevo de Capiba, ao som da orquestra armorial. Sou Capibaribe num livro de João Cabral.

SOU MAMULENGO DE SÃO BENTO DO UNA, vindo no baque solto de um Maracatu! Eu sou um alto de Ariano Suassuna, no meio da Feira de Caruaru. Sou Frei Caneca do Pastoril do Faceta, levando a flor da lira pra Nova Jerusalém... Sou Luis Gonzaga e eu sou mangue também.

Eu sou mameluco, sou de Casa Forte... Sou de Pernambuco, sou o Leão do Norte.

Sou Macambira de Joaquim Cardoso. Banda de Pífano no meio do Canavial. Na noite dos tambores silenciosos, sou a calunga revelando o Carnaval. Sou a folia que desce lá de Olinda, o homem da meia-noite puxando esse cordão... Sou jangadeiro na festa de Jaboatão

Eu sou mameluco, sou de Casa Forte... Sou de Pernambuco, sou o Leão do Norte."

Comentários