,

Caiu na máquina de moer barro

Seguuuuuura, galera do pinto pingando pus e ardendo um pouquinho ao fazer xixi peãozada! O post de hoje, é mais uma dica do parceiro Leley Oliveira, que nem está sentido muito calor lá em Limoeiro do Norte – CE. Através do nome desse mestre do carteado, deixo aqui meu abraço pra toda galera de lá. Vamos lá.

Um trágico acidente de trabalho envolvendo um pobre homem, que trabalhava como ajudante de operador de um trator que fazia retalhamentos de barro. Tudo que se sabe sobre este acidente, é que foi na Tailandia . O operário acabou caindo na rosca transportadora , que carregava o barro para confecção de tijolos e acabou sendo dilacerado , misturando se com o barro. No vídeo podemos ver o momento em que outros operários retiram o homem todo dilacerado de dentro da máquina.

GoreGrish.GG751

GoreGrish.GG752

GoreGrish.GG753

GoreGrish.GG754

Vídeo

Usuário Android, iOS ou Windows Phone clique AQUI.

Estragou pouquinho. Nada que um band-aid não resolva! #SQN

Vai uma espaguete a bolonhesa, com bastante carne moída?

Bolonhesa

Desejo a todos um ótimo final de semana, regado a muita cerveja, paz e saúde. Ah, quero mandar um beijão pra minha amiga Iriss Queiroz, a quem tenho dado pequenos conselhos. Pronto, Iriss, agora alguém já mandou um beijo pra você. :D

No mais, sem mais. Sugestões no [email protected] ou no Facebook.

Até a próxima. Beijo na bunda! :P

Written by Peu

Namorado da Miss Sombra, sou apaixonado por voar e por música. Um Pernambucano que gosta de tudo um pouco.
"Sou o coração do folclore nordestino, eu sou Mateus e Bastião do Boi Bumbá. Sou o boneco do Mestre Vitalino, dançando uma ciranda em Itamaracá. Eu sou um verso de Carlos Pena Filho, num frevo de Capiba, ao som da orquestra armorial. Sou Capibaribe num livro de João Cabral.

SOU MAMULENGO DE SÃO BENTO DO UNA, vindo no baque solto de um Maracatu! Eu sou um alto de Ariano Suassuna, no meio da Feira de Caruaru. Sou Frei Caneca do Pastoril do Faceta, levando a flor da lira pra Nova Jerusalém... Sou Luis Gonzaga e eu sou mangue também.

Eu sou mameluco, sou de Casa Forte... Sou de Pernambuco, sou o Leão do Norte.

Sou Macambira de Joaquim Cardoso. Banda de Pífano no meio do Canavial. Na noite dos tambores silenciosos, sou a calunga revelando o Carnaval. Sou a folia que desce lá de Olinda, o homem da meia-noite puxando esse cordão... Sou jangadeiro na festa de Jaboatão

Eu sou mameluco, sou de Casa Forte... Sou de Pernambuco, sou o Leão do Norte."

Comentários