,

Ciganos brutalmente assassinados (Atualizado)

Aew, restos de aborto (créditos ao leitor Willison, via facebook hahahaha) carinhosos leitores! O vídeo de hoje, foi enviado pelo leitor Anderson Felix, por email. Segundo ele, o vídeo mostra ciganos sendo mortos a pauladas, pedradas e outras “adas”, pela simples razão de estarem copulando ao ar livre roubando os animais da população circunvizinha para seu próprio sustento. Não faço a mínima ideia de onde aconteceu, e se os fatos citados são verdadeiros, só sei que o pau come nesse vídeo. Aceitamos informações. Paga-se bem nada. Rsrsrsrs.

_____________________________________________________________________________

Atualização 07/07/2013 – 19:56

O leitor Guilherme Batista disse ter visto em outro que não vem ao caso citar, informações que diziam o seguinte:

“Isso aconteceu na Rússia. Alguns jovens de lá tem esse hábito de bater ou até matar ciganos, pessoas de países vizinhos e etc. Dois dos jovens que aparecem no vídeo são irmãos, e já são conhecidos por fazerem isso.” (Via Facebook)

Usuário Android ou iOS clique AQUI.

Pessoas, num é que eu tow me dando bem com o facebook? Rsrsrsrs. Irônico. Enfim, quem tiver alguma sugestão de post, e quiser me enviar, é só mandar para [email protected] ou via face, onde você pode me adicionar clicando AQUI.

No mais, sem mais. Um ótimo domingo a todos. Até a próxima. Beijo na bunda! :P

Written by Peu

Namorado da Miss Sombra, sou apaixonado por voar e por música. Um Pernambucano que gosta de tudo um pouco.
"Sou o coração do folclore nordestino, eu sou Mateus e Bastião do Boi Bumbá. Sou o boneco do Mestre Vitalino, dançando uma ciranda em Itamaracá. Eu sou um verso de Carlos Pena Filho, num frevo de Capiba, ao som da orquestra armorial. Sou Capibaribe num livro de João Cabral.

SOU MAMULENGO DE SÃO BENTO DO UNA, vindo no baque solto de um Maracatu! Eu sou um alto de Ariano Suassuna, no meio da Feira de Caruaru. Sou Frei Caneca do Pastoril do Faceta, levando a flor da lira pra Nova Jerusalém... Sou Luis Gonzaga e eu sou mangue também.

Eu sou mameluco, sou de Casa Forte... Sou de Pernambuco, sou o Leão do Norte.

Sou Macambira de Joaquim Cardoso. Banda de Pífano no meio do Canavial. Na noite dos tambores silenciosos, sou a calunga revelando o Carnaval. Sou a folia que desce lá de Olinda, o homem da meia-noite puxando esse cordão... Sou jangadeiro na festa de Jaboatão

Eu sou mameluco, sou de Casa Forte... Sou de Pernambuco, sou o Leão do Norte."

Comentários