,

Condutor mata passageiro por causa de R$ 0,65

Koé, galera! rs
Como cês taum? Beleza, véi!? hahahahaha!

O que dá não ter 65 centavos para pagar o ônibus? Talvez o rapaz fosse retirado do veículo não? Não. No Brasil dá morte.

Abaixo, a notícia original retirada do Jornal Extra.

RIO — Um crime por motivo banal teve seu desfecho na noite desta quinta-feira, com a prisão do motorista de ônibus Fábio Assis Silva, de 31 anos. Ele é acusado de matar, no último dia 8, o bombeiro hidráulico Marcos Paulo Zanazi, de 21, após uma discussão pelo pagamento de 65 centavos, quantia que faltava da tarifa na linha 540 (Ricardo de Albuquerque-Nova Iguaçu).
Nesta manhã, cerca de 10 parentes de Marcos Paulo foram à 52 DP (Nova Iguaçu). Alguns chegaram a soltar fogos para comemorar a prisão. A mãe da vítima, a dona de casa Fatine Zanazi de Souza, de 55 anos, dizia que queria apenas “olhar para este bandido”.
— Ele é muito frio. Não diz nada. A prisão dá um certo alívio, mas tenho passado esses dias todos chorando. Não desejo isso para ninguém. É muito triste — disse Fatine.
Muito emocionada, ela era consolada por um dos filhos que presenciou o crime.
— Para de chorar, mãe, ele já está preso — disse o adolescente de 13 anos, cuja família pediu para que ele não fosse identificado.
Segundo ele, quando saíram do ônibus, o motorista sacou a arma e atirou.
— Nós dois corremos, mas só o meu irmão foi atingido. Ele poderia ter sido salvo, mas perdeu muito sangue — explicou.
Marcos Paulo caiu a poucos metros da 52ª DP, gritando por socorro. Alguns policiais o ampararam, enquanto outros fizeram buscas nas imediações do terminal rodoviário. Fábio Assis Silva conseguiu fugir, mas apresentou-se na delegacia nesta quinta-feira após a Justiça expedir o mandado de prisão: 12 dias depois do crime.
Segundo a delegada Juliana Emerique, as investigações prosseguem para tentar encontrar a arma utilizada no crime. De acordo com ela, um grupo foi para cima do motorista durante a discussão, mas ainda não é possível afirmar se o motorista foi agredido ou não, como o acusado relatou na delegacia.
— Vamos ouvir mais testemunhas para entender o que realmente aconteceu — afirmou a delegada.

Agora vejam o vídeo pois farei algumas ponderações.

Primeiro: quem começa a briga é o “coitado” que morreu. Se o cara não começasse a porra da briga, creio eu, que nada disso teria acontecido.
Segundo: Diz no vídeo que os passageiros discutem com o condutor mas ninguém se habilitou a pagar os 65 centavos do rapaz que morreria posteriormente.
Terceiro: Tá certo que ninguém pode andar armado por aí mas, por segurança, alguns motoristas andam armados. Até mesmo para se protegerem contra assaltos e tudo mais.
Quarto: Nem preciso comentar que ele foi imprudente ao atirar no rapaz de 21 anos.
Quinto: tá tudo errado.

Se o cara sabe que a passagem custa tanto, vai querer dar uma de malandro pra quê? PRA QUÊ? Primeiro que pra ser malandro, é um pré-requisito ser carioca e, pelo visto, o rapaz não era. Malandro demais (que não é carioca) dá nisso aí que vocês viram no vídeo, ó.

A pergunta que fica: qual é o preço da vida humana?

Written by DraftL

O que está em cima é igual ao que está embaixo e, o que está embaixo, é igual ao que está em cima, para realizar os milagres de uma coisa única.

Comentários