,

Era uma vez uma mão

Um homem, ao tentar estourar fogos de artifícios, tem sua mão arregaçada. São nesses momentos em que eu parabenizo um médico, pois se fosse eu tava chorando junto com o cara dizendo “Já era cara, não tem mais jeito”.  Mas ainda bem que quero ser bióloga.

O cara se debate de dor e, reparem, que não sobrou nenhum dedo pra contar história. E depois me perguntam porque eu não gosto do ano novo u.u

Um bom dia a todos vocês e só pra não perder o costume sim, sim, sim esse amor é tão profundo 

Written by cudocamelo

Sim, Cudo é uma menina.

Comentários