,

Estuprada, e com uma vara de cana na vagina [FOTOS SEM CENSURA, DOENTES]

Atualização 04/07/2013 – 21:48

O leitor iago me mandou um link contendo as fotos sem censura, e eu resolvi postar pra que esse bando de doente morram na punheta, e parem de encher meu saco, que já estava a ponto de estourar com tanta besteira e comentários doentios. ¬¬

_______________________________________________________________________

Opa, Phthirus pubis senhores leitores! O link desse caso, chegou pra mim por email, enviado pelo leitor Start. Confiram:

A usuária de drogas Vanusia Silva Pereira, de 29 anos, foi assassinada na madrugada deste sábado (29/06) em Arataca – BA, com requintes de crueldade. Na cena do crime (um terreno baldio), o corpo da mulher foi encontrado sem algumas partes das vestimentas, com uma perfuração no rosto, na altura do olho e com uma vara de cana de açúcar introduzida na vagina. De acordo com as Polícias Militar e Civil, nas primeiras horas da manhã, populares encontraram o corpo, e os informaram a barbárie praticada. O pai da vítima, Sr. Wilson, informou que a motivação do crime pode está ligada as “péssimas amizades” que ela andava. Já a polícia, não descarta a possibilidade de um crime passional. Segundo o perito criminal Paulo Libório, que realizou o Levantamento Cadavérico com sua equipe, a morte de Vanusia Pereira teve muita “raiva”, o que aumenta a possibilidade de um crime movido pela paixão.

 

 

Espero que estejam satisfeitos, urubus/doentes.

 

Por hoje, é isso, pessoas. .

Até a próxima. Beijo na bunda! :P

Written by Peu

Namorado da Miss Sombra, sou apaixonado por voar e por música. Um Pernambucano que gosta de tudo um pouco.
"Sou o coração do folclore nordestino, eu sou Mateus e Bastião do Boi Bumbá. Sou o boneco do Mestre Vitalino, dançando uma ciranda em Itamaracá. Eu sou um verso de Carlos Pena Filho, num frevo de Capiba, ao som da orquestra armorial. Sou Capibaribe num livro de João Cabral.

SOU MAMULENGO DE SÃO BENTO DO UNA, vindo no baque solto de um Maracatu! Eu sou um alto de Ariano Suassuna, no meio da Feira de Caruaru. Sou Frei Caneca do Pastoril do Faceta, levando a flor da lira pra Nova Jerusalém... Sou Luis Gonzaga e eu sou mangue também.

Eu sou mameluco, sou de Casa Forte... Sou de Pernambuco, sou o Leão do Norte.

Sou Macambira de Joaquim Cardoso. Banda de Pífano no meio do Canavial. Na noite dos tambores silenciosos, sou a calunga revelando o Carnaval. Sou a folia que desce lá de Olinda, o homem da meia-noite puxando esse cordão... Sou jangadeiro na festa de Jaboatão

Eu sou mameluco, sou de Casa Forte... Sou de Pernambuco, sou o Leão do Norte."

Comentários