,

Você já se imaginou juntando pedaços de quem você ama?

Olá, você que também já ralou tudo andando de carrinho de rolimã queridos leitores! Como prometido, o segundo post de hoje. Vi o vídeo de hoje enquanto dava uma zapeada pelo mundo cibernético.

Não existia uma descrição, ou sequer um mínimo de informações… exceto o título do vídeo. Este, chamou minha atenção, ao enunciar “Pobre mulher chora enquanto coleta pedaços de seu amado e os junta na estrada” (Título original “Poor woman weeps as the remains of her loved one are collected together in a pile from the road”). E isso me fez refletir um bocado… você já se imaginou juntando pedaços de quem você ama?

Vídeo original AQUI.

Valorize quem você ama, e quem te ama, valorize em dobro. A vida é como uma roda gigante, onde no momento, estamos em cima, numa boa… e num instante, tudo muda, e estamos lá embaixo. Se preocupe menos com coisas banais, e dê valor ao que realmente vale a pena. Não esqueça que a magia está nos pequenos detalhes, e as atitudes mais simples expelem tudo que as pessoas precisam de você.

E por hoje, é só. Sugestões no [email protected] ou no Facebook.

Até a próxima. Beijo na bunda. :)

Written by Peu

Namorado da Miss Sombra, sou apaixonado por voar e por música. Um Pernambucano que gosta de tudo um pouco.
"Sou o coração do folclore nordestino, eu sou Mateus e Bastião do Boi Bumbá. Sou o boneco do Mestre Vitalino, dançando uma ciranda em Itamaracá. Eu sou um verso de Carlos Pena Filho, num frevo de Capiba, ao som da orquestra armorial. Sou Capibaribe num livro de João Cabral.

SOU MAMULENGO DE SÃO BENTO DO UNA, vindo no baque solto de um Maracatu! Eu sou um alto de Ariano Suassuna, no meio da Feira de Caruaru. Sou Frei Caneca do Pastoril do Faceta, levando a flor da lira pra Nova Jerusalém... Sou Luis Gonzaga e eu sou mangue também.

Eu sou mameluco, sou de Casa Forte... Sou de Pernambuco, sou o Leão do Norte.

Sou Macambira de Joaquim Cardoso. Banda de Pífano no meio do Canavial. Na noite dos tambores silenciosos, sou a calunga revelando o Carnaval. Sou a folia que desce lá de Olinda, o homem da meia-noite puxando esse cordão... Sou jangadeiro na festa de Jaboatão

Eu sou mameluco, sou de Casa Forte... Sou de Pernambuco, sou o Leão do Norte."

Comentários