,

Membros do exército sírio torturam e matam civil

E aew, políticos queridos leitores do IÉB! Começarei o post de hoje dando as boas vindas ao nosso novo companheiro, o wWolf! O cara já começou botando pra quebrar. Seja bem vindo, e espero que o IÉB lhe proporcione momentos tão bons quanto proporciona a mim, cara! :D

Quanto ao post de hoje, vem direto da Síria, e não é nada que já não tenhamos visto algo parecido. A dica, é do leitor Everson Henrique, e chegou a mim via Facebook. Abaixo, uma pequena descrição, que pode ser encontrada no próprio vídeo.

“Os membros do Exército Sírio voltam a torturar um civil desarmado enquanto lhe amaldiçoam com as piores palavras que se pode imaginar. Eles esfaqueiam-no repetidamente, e um deles corta os dedos do homem . Depois de barbaramente torturado, para satisfazer a sua doença mental, eles atiram no homem, levando-o à óbito. Tais crimes não são melhores ou piores do que o uso de armas químicas, mas, obviamente, não parecem ser suficientes para chamar a atenção da comunidade internacional“.

Usuário Android ou iOS clique AQUI.

No mais, sem mais, pessoas. Quero desejar uma ótima semana as senhoras e aos senhores.

Até a próxima. Beijo na bunda! :P

Written by Peu

Namorado da Miss Sombra, sou apaixonado por voar e por música. Um Pernambucano que gosta de tudo um pouco.
"Sou o coração do folclore nordestino, eu sou Mateus e Bastião do Boi Bumbá. Sou o boneco do Mestre Vitalino, dançando uma ciranda em Itamaracá. Eu sou um verso de Carlos Pena Filho, num frevo de Capiba, ao som da orquestra armorial. Sou Capibaribe num livro de João Cabral.

SOU MAMULENGO DE SÃO BENTO DO UNA, vindo no baque solto de um Maracatu! Eu sou um alto de Ariano Suassuna, no meio da Feira de Caruaru. Sou Frei Caneca do Pastoril do Faceta, levando a flor da lira pra Nova Jerusalém... Sou Luis Gonzaga e eu sou mangue também.

Eu sou mameluco, sou de Casa Forte... Sou de Pernambuco, sou o Leão do Norte.

Sou Macambira de Joaquim Cardoso. Banda de Pífano no meio do Canavial. Na noite dos tambores silenciosos, sou a calunga revelando o Carnaval. Sou a folia que desce lá de Olinda, o homem da meia-noite puxando esse cordão... Sou jangadeiro na festa de Jaboatão

Eu sou mameluco, sou de Casa Forte... Sou de Pernambuco, sou o Leão do Norte."

Comentários