,

Menino de 5 anos morre após ser levado por pipa gigante durante festival no Vietnã

Olá, você que é sovina ao ponto de comer o que caga pra não gastar queridos leitores! A sugestão de hoje é da leitora Marta Solange, via Facebook.

Um festival acabou se transformando em um filme de terror depois que um menino acabou voando ao ficar com a linha de uma pipa amarrada ao pé(WHAT?), antes de cair para a morte. A tragédia aconteceu no domingo, depois que a criança de 5 anos foi levada ao céu por uma pipa gigante.

O menino caiu e acabou sobrevivendo ao impacto, mas morreu horas mais tarde no hospital, devido às lesões que sofreu com a queda. O acidente aconteceu na cidade de Ho Chi Minh, no Vietnã. Os pais de Van Minh Dat(WHAAAAAT?), a vítima, que vendem bebida na região, estavam realizando preparativos durante o festival, que seria realizado em Vung Tau, uma cidade costeira a cerca de 100 quilômetros de Ho Chi Minh.

Vídeo original AQUI.

– Morreu de que?
– De Pipa.
– (Silêncio eterno)
Já disse, e repito: Morro e não vejo de tudo nessa vida. Ou como diriam os vietnamitas, Hill và tôi thấy tất cả cuộc đời này.

E por hoje, é só. Fiquem bem, crianças!

Sugestões no [email protected] ou no Facebook.

Até a próxima. Beijo na bunda. :P

Written by Peu

Namorado da Miss Sombra, sou apaixonado por voar e por música. Um Pernambucano que gosta de tudo um pouco.
"Sou o coração do folclore nordestino, eu sou Mateus e Bastião do Boi Bumbá. Sou o boneco do Mestre Vitalino, dançando uma ciranda em Itamaracá. Eu sou um verso de Carlos Pena Filho, num frevo de Capiba, ao som da orquestra armorial. Sou Capibaribe num livro de João Cabral.

SOU MAMULENGO DE SÃO BENTO DO UNA, vindo no baque solto de um Maracatu! Eu sou um alto de Ariano Suassuna, no meio da Feira de Caruaru. Sou Frei Caneca do Pastoril do Faceta, levando a flor da lira pra Nova Jerusalém... Sou Luis Gonzaga e eu sou mangue também.

Eu sou mameluco, sou de Casa Forte... Sou de Pernambuco, sou o Leão do Norte.

Sou Macambira de Joaquim Cardoso. Banda de Pífano no meio do Canavial. Na noite dos tambores silenciosos, sou a calunga revelando o Carnaval. Sou a folia que desce lá de Olinda, o homem da meia-noite puxando esse cordão... Sou jangadeiro na festa de Jaboatão

Eu sou mameluco, sou de Casa Forte... Sou de Pernambuco, sou o Leão do Norte."

Comentários