,

O misterioso desaparecimento do Boeing 777

Olá, pessoas!
Mais uma vez tentarei pô-los a par do que está a acontecer no nosso mundo.
Se manter atualizado é uma das coisas mais difíceis hoje em dia nesse mundo globalizado onde o dia tem menos tempo do que tinha anteriormente.

Comecemos sem delongas.
O avião do voo MH 370 era um Boeing 777. Este avião é reconhecido pela sua robustez e segurança no ar. Alguns leitores poderão se lembrar de um outro acidente que houve com um Boeing 777, mas foi por diferentes causas. Naquele caso foi em uma aterrizagem mal efetuada. Neste, por sua vez, o avião simplesmente SUMIU no ar. Sumiu. Puff! Desapareceu. Pó de pirlimpimpim nele.

Pelo o que parece, era um voo comum. O avião saiu às 13:40 da última sexta-feira (7) de Kuala Lampur e deveria chegar às 19:30 em Pequim. Um voo muito próximo. O voo demoraria quase 6 horas para chegar a Pequim, tempo equivalente a um voo do Rio de Janeiro a Manaus com uma escala. Ou seja, próximo.
Só que o problema todo é que duas horas depois, às 15:40, a aeronave simplesmente SUMIU!

Não querendo falar de teoria da conspiração, mas eu havia dito previamente que algo GRANDE iria sufocar as notícias sobre o impasse na Crimeia. E é o que está acontecendo porque isso é o que geralmente é feito.

Mas e a caixa preta?

Vamos por partes agora.
O que é a caixa preta?

A caixa-preta é um dispositivo que contém informações cruciais sobre o avião e sobre o vôo. Nela ficam gravadas as conversas entre os tripulantes da cabine e dados importantes como velocidade, aceleração, altitude e ajustes de potência, entre outros.

E de preta, a caixa só tem o nome. A caixa-preta é, na verdade, laranja. E tem duas tiras que refletem a luz. Assim fica mais fácil encontrá-la no mar, em florestas ou em meio aos destroços do avião.
Com cerca de 13 cm de altura, 22 cm de largura e 40 cm de comprimento, ela agüenta uma temperatura de até 1.100ºC. Caso caia no mar, ela suporta uma pressão de 20 mil pés, ou aproximadamente 6 mil m de profundidade.

Retirado do Portal Terra

Como é a caixa preta?

Mostro abaixo um detalhe de um Underwater Beacon presente em todas as caixas pretas. Este transmissor atua automaticamente em caso de contato com água, enviando “pings” a uma frequência de 37.5 Kilohertz (kHz) até uma profundidade de 4.267 metros (o Golfo da Tailândia é raso). O pulso sonoro é emitido uma vez por segundo durante aproximadamente 30 dias. Até o momento nenhum sinal do “beacon” foi recebido.

FDR e seu Underwater Beacon

O sinal das caixas pretas só é acionado se houver contato com a água, e eles transmitem em um raio de 2 milhas (aproximadamente 3,7Km), o que significa que os navios têm que passar perto para capturarem o pulso ultra-sônico.
O Boeing 777-200 pode possuir diversos ELTs (pelo menos 11 ao todo, pode ter mais). Os localizados nas escorregadeiras precisam de contato com a água para serem ativados (8 deles), os outros acionam com água ou em caso de choque. O sinal é um pouco mais forte que dos beacons das caixas pretas, mas não tenho a informação de qual o raio de alcance.

Retirado de: avioesemusicas.com

O que há de mais misterioso nesse voo?

1) Mesmo se o avião tivesse caído, diversas partes do avião não afundariam. Em diversas outras quedas de avião, diversos pedaços de avião podiam ser vistos boiando em uma trilha de destroços. Um exemplo é a espuma do assento que  pode ser usada para boiar, além de outras partes não metálicas também.

2) Se um míssil tivesse destruído a aeronave teria deixado uma assinatura de radar. O que é uma assinatura de radar? São ondas que informam a forma e o tamanho de um objeto e são recebidos pelo radar. O problema nessa teoria é que não existe um míssil de disparo terrestre, submarino ou aéreo que não deixe tal assinatura.

3) Os controles de tráfego aéreo possuem quase todos os detalhes de onde a aeronave estava no momento em que desapareceu. Eles sabem a localização, altura e velocidade. Vale relembrar que os controladores de voo não são idiotas e já viram outros tipos de explosões e como funciona a queda dos destroços. Só que, desta vez, estão totalmente atordoados com o que aconteceu com o voo MH370.

4) Se o avião fosse sequestrado, não desapareceria do radar. Mesmo, por algum acaso, desaparecendo do radar, há um tipo de comunicação por telemetria que não pode ser desabilitado. Além disso, há como o piloto e o co-piloto informarem à torre de comando, caso isso aconteça, através de códigos na comunicação. SE o voo tivesse sido sequestrado, o resto do itinerário só não apareceria se houvesse algum tipo de operação para esconder os arquivos do radar.

5) Algumas notícias – não sei se são boatos – informam que parentes, ao tentarem se comunicar com os desaparecidos por telefone, este chama normalmente, como uma ligação comum.

Ao clicarem aqui, vocês poderão ver o itinerário do avião. Demora pouco menos de dois minutos para ele desaparecer subitamente.

A força aérea da Malásia informou que, possivelmente, a aeronave, por algum motivo, desviou de sua rota assumindo esta configuração abaixo.

Hoje, 14/03, foi divulgada a imagem de um objeto que seria uma parte dos destroços do voo. O objeto foi capturado por um satélite chinês. Satélites de outros países como França, Rússia e Estados Unidos ajudam nas buscas também.

Observem que a imagem do satélite é horrível. Só podia ser ching-ling mesmo.

Se as dimensões dadas pela agência chinesa estiverem corretas, pode ser que estes pedaços não tenham relação com o avião. A minha dúvida vem em relação ao pedaço maior, de 24×22 metros, pois não há uma área quadrada tão grande assim na aeronave (528 metros quadrados – ok, não é um retângulo perfeito, mas seria um valor aproximado). A área da asa, que é gigantesca, possui 310 metros quadrados, logo, ou este pedaço não é do avião, ou as dimensões fornecidas pela agência chinesa estão erradas.
Mesmo que a fuselagem fosse desenrolada, ainda assim não atingiria a medida. Na imagem abaixo, o desenho oficial da Boeing mostra que o diâmetro da fuselagem é de 6,2 metros. Calculando a circunferência (C=2R*Pi), teríamos aproximadamente 19,5 metros.

Comentário retirado do site avioesemusica.com

O que possivelmente deve ter acontecido:

Link permanente da imagem incorporada

Se vocês quiserem maiores informações, só acessar os sites em que eu busquei informações. O último é onde é atualizado corriqueiramente.

Aqui vai o endereço: http://www.avioesemusicas.com/boeing-777-da-malaysia-desaparecido-post-sera-atualizado-mh370.html

Espero que tenham gostado mancebos de araucária!

Written by DraftL

O que está em cima é igual ao que está embaixo e, o que está embaixo, é igual ao que está em cima, para realizar os milagres de uma coisa única.

Comentários