,

Pode ser que o mundo ainda tenha jeito

Opa caroços de pus queridos leitores! O post de hoje não te fará ter nojo, aversão ou ficar indignado. Muito pelo contrário. O que vemos por aqui, todos os dias, são pessoas más, sem sentimentos, fazendo apenas o mal a seus semelhantes e/ou a raças “inferiores” (Que pra mim, são muito superiores a nós). Mas hoje, verão uma boa ação.

Uma brigada de incêndio chega a um local consumido (ao menos em partes) pelo fogo. Adentram neste, a procura de vítimas, e logo encontram uma: Um jovem gatinho. O coitado já está praticamente desfalecido, e inerte, até que um dos homens dessa brigada o leva para o exterior da residência, e me faz ganhar o dia, por me passar alguma esperança para com esta humanidade tão nojenta e cheia de perversões.

Usuário Android, iOS ou Windows Phone clique AQUI.

O belo ato deste bombeiro me deixou tão feliz, que me fez ouvir o Show Das Poderosas da Anitta. Só que não com ela.

Usuário Android, iOS ou Windows Phone clique AQUI.

Isso sim é música de qualidade. Percebem como até a música mais merda do mundo, pode ficar se tomados alguns cuidados? Essa é a magia do mundo da música. ;)

No mais, eu só queria mandar o leitor Reclamoso ir chupar o caralho do Kid Bengala. Sugestões no [email protected] ou no Facebook.

Até a próxima. Beijo na bunda! :P

Written by Peu

Namorado da Miss Sombra, sou apaixonado por voar e por música. Um Pernambucano que gosta de tudo um pouco.
"Sou o coração do folclore nordestino, eu sou Mateus e Bastião do Boi Bumbá. Sou o boneco do Mestre Vitalino, dançando uma ciranda em Itamaracá. Eu sou um verso de Carlos Pena Filho, num frevo de Capiba, ao som da orquestra armorial. Sou Capibaribe num livro de João Cabral.

SOU MAMULENGO DE SÃO BENTO DO UNA, vindo no baque solto de um Maracatu! Eu sou um alto de Ariano Suassuna, no meio da Feira de Caruaru. Sou Frei Caneca do Pastoril do Faceta, levando a flor da lira pra Nova Jerusalém... Sou Luis Gonzaga e eu sou mangue também.

Eu sou mameluco, sou de Casa Forte... Sou de Pernambuco, sou o Leão do Norte.

Sou Macambira de Joaquim Cardoso. Banda de Pífano no meio do Canavial. Na noite dos tambores silenciosos, sou a calunga revelando o Carnaval. Sou a folia que desce lá de Olinda, o homem da meia-noite puxando esse cordão... Sou jangadeiro na festa de Jaboatão

Eu sou mameluco, sou de Casa Forte... Sou de Pernambuco, sou o Leão do Norte."

Comentários