,

Salto de paraquedas que não deu certo

Opa, você corcunda, que vive na torre de alguma catedral queridos leitores! O material de hoje, foi mais uma sugestão do Fabiano MadDog, pelo Facebook.

O vídeo registra um (provável) treinamento de paraquedismo, na Tailândia. Eis que, alguns minutos após o início do vídeo, algo dá errado, e um dos soldados acaba por ficar enganchado na rampa do avião. Ele passa algum tempo preso, balançando, até que seu equipamento se solta (ou é solto pelos outros soldados, não entendi bem), e ele despenca para a morte, como se fosse uma pedra.

Usuário Android, iOS ou Windows Phone clique AQUI.

Como disse o Fabiano, eu nem consigo imaginar a aflição desse cara. Não deve ser muito legal, tu ver que vai morrer. Eu sinceramente, não consigo imaginar o que deve se passar pela cabeça de alguém nessa situação.

No mais, eu queria pedir desculpa a vocês, por não estar postando com tanta frequência. Acho que essa semana, ou no máximo, na próxima, eu vou conseguir voltar a atividade como sempre foi. :)

Sugestões no [email protected] ou no Facebook.

Até a próxima. Beijo na bunda! :P

Written by Peu

Namorado da Miss Sombra, sou apaixonado por voar e por música. Um Pernambucano que gosta de tudo um pouco.
"Sou o coração do folclore nordestino, eu sou Mateus e Bastião do Boi Bumbá. Sou o boneco do Mestre Vitalino, dançando uma ciranda em Itamaracá. Eu sou um verso de Carlos Pena Filho, num frevo de Capiba, ao som da orquestra armorial. Sou Capibaribe num livro de João Cabral.

SOU MAMULENGO DE SÃO BENTO DO UNA, vindo no baque solto de um Maracatu! Eu sou um alto de Ariano Suassuna, no meio da Feira de Caruaru. Sou Frei Caneca do Pastoril do Faceta, levando a flor da lira pra Nova Jerusalém... Sou Luis Gonzaga e eu sou mangue também.

Eu sou mameluco, sou de Casa Forte... Sou de Pernambuco, sou o Leão do Norte.

Sou Macambira de Joaquim Cardoso. Banda de Pífano no meio do Canavial. Na noite dos tambores silenciosos, sou a calunga revelando o Carnaval. Sou a folia que desce lá de Olinda, o homem da meia-noite puxando esse cordão... Sou jangadeiro na festa de Jaboatão

Eu sou mameluco, sou de Casa Forte... Sou de Pernambuco, sou o Leão do Norte."

Comentários