,

Senhor de 55 anos morre ao testar moto 750cc do sobrinho (Update)

Opa, você que só ganha apelando no Mortal Kombat queridos leitores! A sugestão de hoje é da leitora Jana Rodrigues, via Facebook.

Segundo ela, o fato ocorreu na cidade de Ribeirão Preto – SP. Ela disse que um jornal local dizia que um senhor de 55 anos foi testar a moto nova do sobrinho, uma Suzuki 750 e acabou morrendo, provavelmente por ter perdido o controle do veículo. A avenida em que ocorreu o acidente é uma grande reta, e já morreram muitos motociclistas nela, pois alguns se empolgam com a ausência de curvas e obstáculos, e acabam perdendo o controle da motocicleta ou caindo dentro de um rio que corta a avenida.

Update 18/08/2014 – 18:53

O leitor Jonathan Pereira mandou um link contendo esta notícia:

“O diretor técnico do DER (Departamento de Estradas de Rodagem) Duílio Tronco Júnior, 56 anos, morreu na tarde deste sábado (16) em um acidente de moto na avenida Maurílio Biagi, próximo ao cruzamento com a avenida Presidente Kennedy, em Ribeirão Preto.

Tronco Junior pilotava uma Suzuki 750, quando perdeu o controle da direção e bateu contra um poste de iluminação pública.

Com o impacto, a vítima teve a perna direita decepada e o resto do corpo arremessado a 40 metros de distância. Já a motocicleta ficou totalmente destruída.

Segundo os policiais militares, a suspeita é que a vítima pilotava a
moto em alta velocidade. Isso porque o velocimetro da moto apreendido no local do acidente ficou travado em 200 km/h.

A velocidade máxima permitida para tráfego de veículos na Maurílio Biagi é de 70 km/h, no exato ponto do acidente. Caberá a Polícia Científica emitir laudo sobre a causa do acidente.

O policial militar Fábio Minchio conta que testemunhas teriam presenciado quando o motociclista perdeu o controle da direção e colidiu contra o poste.

“Pelo estado que a moto ficou, totalmente destruída, acreditamos que a vítima pilotava em alta velocidade. Mas somente a Polícia Científica poderá dar a resposta assim que concluir os laudos”, disse.

Novidade

O diretor técnico do DER havia comprado a moto no final de junho. A vítima não havia nem mesmo feito a transferência de toda a documentação.

Já o ex-dono da motocicleta Jairo Eduardo Pontin foi até o local do acidente, depois de a polícia telefonar para perguntar se era sua a moto do acidente. O próprio Jairo foi quem avisou a família de Duílio sobre a tragédia, que deixou trecho da avenida Maurílio Biagi interditada por quase duas horas”.

Fonte: Jornal A Cidade.

14ae5e1c-ba2c-4bd0-a446-888d2196c800

10605840_842709092429454_1310085284_o

10615906_842709095762787_1759664024_n

10614770_842709105762786_178031971_o

10599926_842709102429453_1436393647_o

10627642_842709099096120_1419882667_o

No mais, desejo a todos uma ótima semana, cheia de paz e de bons acontecimentos. Sugestões no [email protected] ou no Facebook.

Até a próxima. Beijo na bunda. :P

Written by Peu

Namorado da Miss Sombra, sou apaixonado por voar e por música. Um Pernambucano que gosta de tudo um pouco.
"Sou o coração do folclore nordestino, eu sou Mateus e Bastião do Boi Bumbá. Sou o boneco do Mestre Vitalino, dançando uma ciranda em Itamaracá. Eu sou um verso de Carlos Pena Filho, num frevo de Capiba, ao som da orquestra armorial. Sou Capibaribe num livro de João Cabral.

SOU MAMULENGO DE SÃO BENTO DO UNA, vindo no baque solto de um Maracatu! Eu sou um alto de Ariano Suassuna, no meio da Feira de Caruaru. Sou Frei Caneca do Pastoril do Faceta, levando a flor da lira pra Nova Jerusalém... Sou Luis Gonzaga e eu sou mangue também.

Eu sou mameluco, sou de Casa Forte... Sou de Pernambuco, sou o Leão do Norte.

Sou Macambira de Joaquim Cardoso. Banda de Pífano no meio do Canavial. Na noite dos tambores silenciosos, sou a calunga revelando o Carnaval. Sou a folia que desce lá de Olinda, o homem da meia-noite puxando esse cordão... Sou jangadeiro na festa de Jaboatão

Eu sou mameluco, sou de Casa Forte... Sou de Pernambuco, sou o Leão do Norte."

Comentários