,

Celulite dissecante do couro cabeludo

Fala pessoal beleza? Bom, no post de hoje trago essa doença, que se chama “Celulite Dissecante Do Couro Cabeludo”, que a propósito eu não encontrei muitas informações sobre ela e na maioria dos lugares que pesquisei dizia sempre as mesmas coisas, “é uma doença inflamatória crônica dos folículos pilosos do couro cabeludo que se manifesta como múltiplos nódulos dolorosos e abscessos”, mas resumindo, é basicamente uma inflamação ou infecção causada por bactérias, que vai se espalhando aos poucos. No mais, é uma grave doença, e dolorosa também no início. Quem tiver mais informações sobre essa doença fique à vontade em enviar pelos comentários. Mas vamos lá!!!

Nesse vídeo você verá o início da doença em um rapaz, que começou com pequenas saliências e foi crescendo:

E aqui abaixo, fotos completas da doença, passo a passo, desde o começo da doença, o espalhamento e processo de tratamento, e finalmente a cura. Esse caso durou 6 anos até o rapaz ficar completamente curado (muito tempo heim?).

Veja as fotos:

Caramba, deve ter sido seis anos longos e difíceis heim?
Bom, demorou mas pelo menos ocorreu tudo bem, é o que importa!!!
Muito tenso essa doença…

Nesse Blog, enviado por Renan, possui os relatos sobre esse sujeito, só que em inglês (quem for fluente em inglês e quiser ajudar fique a vontade =D):

http://dissectingcellulitisofthescalp.blogspot.com.br/

Bom é isso ai, por hoje é só pessoal, até o próximo post e um abraço!!!

Written by Cayky_SPN

Nascido e crescido no interior de Minas, interessado em: mulheres, filmes/clássicos, séries, esportes, livros/quadrinhos, amante do mundo rock/metal e seus derivados (hard, heavy, thrash, death, black e etc)

103 Comments

Leave a Reply
    • Eu acho que é a doença que faz isso, se mexer nas “feridas”, creio que faz espalhar mais rápido, no começo, mas espalha de qualquer jeito…

      • Não sei não… eu acho que cortaram o couro cabeludo justamente pra evitar o alastramento da doença. Mas tudo isso é achismo… não pesquisei. Desculpem.

        • Acho que é Fasceíte necrosante,é uma forma extremamente grave de celulite que destrói o tecido infectado por baixo da pele.
          Esta infecção é causada por uma variedade particularmente perigosa de estreptococo. Contrai-se da mesma forma que qualquer outra celulite, mas destrói o tecido a grande velocidade (alguns chamam-lhe «doença devoradora de carne»). A pele adquire uma tonalidade violácea, surgem grandes bolhas cheias de líquido e pode desenvolver-se gangrena. Em geral, o paciente sente-se muito fraco e tem febre, aumento do ritmo cardíaco e uma deterioração mental que oscila entre a confusão e a perda de consciência. A tensão arterial pode baixar devido à grande quantidade de líquidos que é eliminada pela zona infectada.
          O tratamento para a fasceíte necrosante é a terapêutica com antibióticos e a exerese cirúrgica do tecido morto. Em alguns casos, torna-se necessária a amputação do braço e da perna infectados. O índice de mortalidade é de cerca de 30 %. As pessoas de idade avançada, aquelas que sofrem de outros problemas médicos e aquelas em quem a doença atingiu um adiantado grau têm um mau prognóstico.

          • Cara, simplesmente ele deve ter engordado rapidamente e emegrecido rapidamente.
            Eu não sabia que essa parte nossa podia se regenerar desse jeito :O

    • tbm pensei a mesma coisa, muito bonito ver os tecidos de granulação crescendo e o resultado final do tecido cicatrizado,

      certamente foi feito algum tipo de debridamento ou dissecação para retirada do tecido lesionado, a julgar pela “cor” do tecido que ficou exposto eles fizeram esperando a cicatrização mesmo,

      eu so discordaria desse tempo de tratamento, apesar que não da para saber as possiveis complicações que ele teve no processo de cicatrização, mas é mto interessante, eu mesmo nunca tinha ouvido falar dessa doença, o autor do post está de parabens!

  1. Nossa,gente do céu!Que agonia isso ai!Deve doer muito!Mas será que não nasce mais cabelo?E nunca tinha ouvido falar desse problema,muito tenso!

  2. Só corrigindo o autor, isso ai é uma dermatite folicular por Streptococcus Beta Hemolitico del Grupo A. (encontrado normalmente no interior do reto anal).

  3. Cayky! Poderia me explicar o que aconteceu depois que se curou a infecção? Como que ele recuperou o couro cabeludo, apenas cresce de novo e se cura, como um machucado qualquer, ou é um processo medicinal? Eu meio que não entendi as imagens nessa parte e.e’

    • Ola amigo, é um processo medicinal, que como mostrado nas fotos eles colocam um tipo de tecido alguma coisa assim até ele ficar completamente curado, quem entende mais sobre o assunto pode te explicar melhor, mas é um processo medicinal mesmo :)

    • É enxerto de pele. A “tela” é pele artificial, usada para a proteção enquanto não é feito o enxerto, feito provavelmente da pele de outra parte do corpo dele, como nádegas, pernas e costas.

    • Olá amigo, esse fala sobre a Celulite em geral, mas não especificamente a da Celulite Dissecante Do Couro Cabeludo. Mas agradeço mesmo assim :)

  4. imagina o q esse cara passou nesses 6 anos… imagina como pra dormir… isso com certeza deve ter sido horrivel, cara adorei esse post, vou fazer campanha pra ter no minimo 1 por semana igual a esse kkkk parabéns champz o/

    • Porra cara, que comentário infeliz em?

      Ninguem escolher ter uma doença dessas, Deus me livre nao desejo isso pra ninguem e muito menos tenho ‘nojo’ de uma coisa que pode afetar eu, voce ou qualquer um.

    • Que fodaaaaa =/

      Ainda bem que superou isso, nao desejo isso a ninguem de verdade mesmo..

      Problemas financeiros, amorosos, familiares, sociais, são tensos.. mas problemas psicológicos e estéticos tem o poder de acabar com a vida de uma pessoa.

  5. Já vi um amigo assim, meio estranho. Provavelmente ele não sabe que isso é doença, até pq é menor a porcentagem na cabeça…

    Nem vou falar nada tbm, as pessoas não reagem bem quando dizemos que estão doentes ou com problemas….

    Enfim, medonho!

  6. Cara eu tenho foliculite no couro cabeludo, é uma porra, doí pra caralho e não encontro solução, mas isso ai puta que pariu deve ser horrível….

  7. Mano que merda. Coitado do cara…
    Quantos enxertos não foram necessários para a reconstrução desse couro cabeludo eim? E que dor e ardência que deve ser. Coitado :s
    Como você disse, ainda bem que se curou.
    A vida(e tudo que vem com ela, seja coisas ruins ou boas) é um bagulho estranho e absurdo mesmo.

  8. By the way, se algum de vocês precisar de ajuda com qualquer tradução(em inglês para português) que seja, estou a disposição. Trabalho em um curso de inglês e sou professora da lingua :P

  9. Nossa, cada coisa que aprendo no IÉB, nunca tinha ouvido falar dessa doença, que brabeza, imaginem numa menina. =P
    Esse rapaz deve ter passado 6 anos sem namorar… mas fez um puta sucesso nas festas de Halloween.
    Ainda bem que tem cura, mesmo que demorada.

  10. Meu,que nojo,acredito que o cara ficou estourando no começo achando que iria resolver,mas parece que piorou,meu,durou 6 anos???puts,ele tinha namorada antes do tratamento(legal foi ver o sutiã dela pendurado) e era magro…..6 anos depois aparece ele curado e beeemmm gordo….sera que o amor deles superou tudo?(difícil hein?)

  11. …as vzs, na vida, certas coisas so acontecem se fizermos certos sacrificios…eu me submeteria a tal tratamento caso nao houvesse outro modo de se curar essa doença…belo post, cara…

  12. QUE BARATO NOJENTO SE E LOCO…..KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK E O PIOR E A MINA FILMANDO TUDO NORMAL… KKKKKKKKKKKK POE A CABECA NO ACIDO E MATA ESSAS PORRA KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    • Acho que esse tratamento ao qual o cara recorreu foi muito radical. Mas não posso julgar, não sou médico. Mas fico imaginando o transtorno de ter ficado com a cabeça desse jeito por tanto tempo… Ter que limpar a cabeça todo o dia, ficar com aquela sensação grudenta e ardida na cabeça… E ainda por cima, pelo jeito, ter que ficar andando com um monte de pano para não deixar a área exposta…

      Eu vi em um vídeo de um outro tipo de tratamento para essa doença, não lembro qual vídeo do youtube, onde o médico fazia aplicações de uma certa substância na cabeça (ao mesmo tempo que retirava o pus das bolhas, limpava a área e aplicava a substância com seringa diretamente na área). A pessoa tratada, após ter recebido sua seção de “expreme bolota”, tinha sido recomendada pelo médico a usar um shampoo especial e uma série de outros cuidados para as bolotas não retornar. O resultado apareceu em algumas semanas, com uma drástica redução das bolotas. No final, as bolotas sumiram, apenas com as áreas curadas sem cabelo… Quando eu achar esse vídeo no youtube eu coloco o link. Tentei achar mas não lembro como achei. O caso ocorreu nos Estados Unidos. o cara vivia com boné e gorro na cabeça para esconder essas bolotas.

  13. Essa parte foi retirada por cirurgia. As vezes é necessário fazer esse procedimento pra curar … Depois foi feito enxerto , e cicatrizou mt bem.

  14. Esse é de longe um dos posts mais nojentos que eu já vi aqui no blog. Parabéns pela publicação, embora essa doença bizarra não sai da minha cabeça, gostei bastante. Parabéns.

  15. Em mim começou isso ai, ainda tenho marcas na cabeça, mais controlei com pomadas e lavando mais vezes o couro cabeludo, isso da em pessoas q tem muita oleosidade na pele, principal mente na cabeça.

  16. O comentário da Anna foi o melhor até o momento.

    Ela descreveu todos os fatos da doença de forma detalhada.

    O que ocorre nesse caso é que existe a necessidade de ser retirado o tecido atingido para que os tecidos adjacentes não sejam infectados.

    A regeneração da pele costuma ser dessa forma mesmo, mas é bem lenta devido a cicatrização de terceira intenção, visto que não existe forma de unir pele x pele.

    Os tecidos próximos migram e a área danificada é preenchida com tecido fibroso como forma de proteção e preenchimento.

  17. Gente, o nome da doença é foliculite dissecante do couro cabeludo (sn. Foliculite abscedante do couro cabeludo). O paciente teve quadro muito grave, talvez pela própria doença, talvez por tratamentos inadequados ao longo de anos. É uma doença inflamatória/infecciosa. Porém nada tem a ver com coisas ditas acima como fasciite necrotizante ou infeção por bactérias intestinais (viajaram!). O tratamento dele foi bem ousado, nunca vi chegarem ao ponto de remover o couro cabeludo, deve ter sido um caso q tentaram de tudo e não resolveu, pois essa é a ultima opção terapêutica. Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *