, , , ,

O Livro de São Cipriano

Olá, ex crianças arteiras que faziam amor com a cabrita do vizinho queridos leitores! Como prometido no meu último post da série “Mitos e Lendas“, trago a vossas senhorias, a história acerca de São Cipriano, e seu famoso livro de feitiços.

Começarei este post levantando alguns pontos importantes:

  1. Não é de minha intenção, tão pouco de qualquer integrante do site, incitar, incentivar e/ou induzir qualquer leitor a gostar ou fazer parte de religião/crença alguma, assim como não demonstra/exclama a religião/crença de nenhum dos envolvidos com o domínio Isso É Bizarro. O conteúdo é unicamente explicativo, e apenas para o estudo e conhecimento do assunto.
    .
  2. Não foram usadas palavras e/ou termos com intuito de denegrir qualquer religião/crença. Os termos usados, em sua maioria, foram transcritos ou até copiados de outras fontes. O restante, foi simplificado para melhor entendimento dos usuários do site. Se algum deles foi ofensivo a quem quer que seja, peço-lhes desculpas antecipadas, e também peço que por favor me avisem para que possa ser corrigido/modificado/retirado o mais rápido possível.
    .
  3. NÃO SERÁ TOLERADO QUALQUER TIPO DE OFENSA, por mínima que seja, contra qualquer religião e/ou crença que se tenha notícia. Quem quer respeito, respeita, e qualquer expressão abusiva levará o comentário imediatamente para caixa de Spam. O mínimo que for identificado, já será o bastante, e o resto da frase ou texto nem será lido. Não importa se você é cristão, ateu, budista, adepto do candomblé, espírita, umbandista, catimbozeiro, satanista ou o que quer que seja: Apenas respeite para ser respeitado.
    .
  4. Nós, que fazemos parte do Isso É Bizarro preferimos manter o site como um território neutro quanto a religião/crença, por tanto, discussões sobre qual religião é certa ou errada, ou qual é a melhor ou pior também não serão toleradas (Até porque, na maioria das vezes, isso acaba violando o termo de nº 3). Se você discorda da opinião de outro leitor, dê a sua sem confrontar a do outro.
    .
  5. Por último, mas não menos importante: NÃO PROSSIGA se você se impressiona fácil, se assusta com relatos e/ou histórias, tem a mente fraca, se está passando por momentos difíceis, ou apenas se tiver pensado em recuar. Recue. É o melhor que você faz. O que vem por aí, é realmente capaz de abalar o seu sistema nervoso. Acredite.

Agora, vamos ao post.

Este assunto, particularmente, se encaixaria em tantas categorias e séries (criadas tanto por mim quanto por outros autores, alguns que nem compõe mais o time IÉB), que optei fazer uma matéria independente, sem destacar nenhuma delas em específico. Aqui, falaremos de Magia, Ocultismo, Mitos, Lendas, Bizarrices, Sobrenatural, Mistérios, Feitiços, Demônios, Bem e Mal… Seria difícil destacar um campo único. O nosso assunto de hoje é altamente complexo, assim como fascinante e assustador. Então, “se você é desses que tem medo da própria sombra;  se escuta um calango chiar no mato e pensa que é uma cobra; se vai tomar uma xícara de café e bate um baião na beira do pires, tome cuidado… Pois o post que lhes apresento é capaz de abalar o seu sistema nervoso“!!! (By: um personagem que não recordo o nome, em um filme que também não recordo, e que na verdade não vem ao caso). Sério. O post tá normalzinho em sua maioria, mas com certeza vai lhe deixar curioso e meio, e é isso que pode dar merda. Se decidir continuar, agora é por sua conta e risco. Aguente as consequências, e não venha me culpar posteriormente, pois os avisos foram dados… Em excesso, inclusive.

ImgDestSCipri

 A lenda de São Cipriano O Feiticeiro, confunde-se com a de São Cipriano de Cartago, santificado pela Igreja Católica, que ficou conhecido como o “Papa Africano“. Apesar do abismo histórico que os afasta, as lendas combinam-se e os Ciprianos, muitas vezes, tornam-se um só na cultura popular. É comum encontrarmos fatos e características pessoais atribuídas equivocadamente. Além dos mesmos nomes, os mártires coexistiram, mas em regiões distintas.

São Cipriano – O Feiticeiro

sao-ciprianoA fantástica trajetória do Feiticeiro e Santo da Antioquia (de quem falaremos), representa o elo entre Deus e o Diabo, entre o puro e o pecaminoso, entre a soberba e a humildade. São Cipriano é mais que um personagem ou um livro de magia; é um símbolo da dualidade da fé humana.

Filho de pais pagãos e muito ricos, nasceu em 250 d.C. na Antioquia, região situada entre a Síria e a Arábia, pertencente ao governo da Fenícia. Desde a infância, Cipriano foi induzido aos estudos da feitiçaria e das ciências ocultas como a alquimia, a astrologia, a adivinhação e outras diversas modalidades de magia.

Após muito tempo viajando pelo Egito, Grécia e outros países, aperfeiçoando seus conhecimentos, aos trinta anos de idade Cipriano chega à Babilônia, a fim de conhecer a cultura ocultista dos Caldeus (Clique na palavra para ter uma definição da Wikipédia). Foi nesta época que encontrou a bruxa Évora, onde teve a oportunidade de intensificar seus estudos e aprimorar a técnica da premonição, acima de tudo. Évora morreu em avançada idade, mas deixou seus manuscritos para Cipriano, os quais foram de grande proveito. Assim, o feiticeiro dedicou-se arduamente, e logo se tornou conhecido, respeitado e temido por onde passava.

O Livro

antigo-livro-de-so-cipriano-capa

O Livro de São Cipriano é um grimório publicado em diversos países, inclusive no Brasil pela Editora Eco, do Rio de Janeiro. A obra contém diversos rituais de ocultismo, mais especificamente magias (branca e negra), com múltiplas finalidades, benéficas e maléficas, inclusive para o cotidiano.

Hoje, o livro é uma verdadeira coleção, onde todos afirmam ser os verdadeiros livros de São Cipriano, mas, na verdade, São Cipriano só escreveu um: O Livro de São Cipriano de Capa Preta.

Cipriano, o feiticeiro, é celebrado no dia 2 de outubro. Mesmo dedicando boa parte de sua vida ao estudo das ciências ocultas, após deparar-se com a jovem Justina, converteu-se ao cristianismo. Martirizado e canonizado, sua popularidade cresceu devido ao famoso Livro.

O Antigo e Verdadeiro Livro Gigante de São Cipriano – Capa Preta

livro_ciprianoO famoso Livro de São Cipriano foi redigido antes de sua conversão. Grande parte de seus manuscritos foi queimada por ele mesmo. A questão é que, não se sabe quando, e por quem os registros foram reunidos e traduzidos do hebraico para o latim, e posteriormente levados para diversas partes do mundo.

No decorrer dos anos, o conteúdo sofreu alterações significativas, além da adequação necessária na tradução para os vários idiomas. Esses fatores colocam em dúvida a fidelidade das versões recentes, se comparadas às mais antigas.

Atualmente, não é possível falar do Livro, mas sim Dos Livros. As edições capa preta e capa de aço, ou aquelas intituladas como “o autêntico”, “o verdadeiro” ou “o único”, enfatizam um mesmo acervo mágico central, e ainda exaltam o cristianismo e a vitória do bem sobre o mal. Porém, existem grandes diferenças no conteúdo. Enquanto alguns exemplares apresentam histórias e rituais inofensivos, outros apelam para campos negativistas e destrutivos da magia, chegando a ser taxados de “A bíblia do diabo”.

 Num aspecto geral, encontram-se instruções aos religiosos para tratar de uma moléstia, além de cartomancia, esconjurações, rituais, invocações e exorcismos. A Oração da Cabra Preta, Oração do Anjo Custódio e outras da crença popular também são inclusas (Magnificat, Cruz de São Bento, Oração para Assistir aos Enfermos na Hora da Morte etc.). Além dos rituais de como obter um pacto com o demônio, como desmanchar um casamento e a caveira iluminada com velas de sebo, o livro, tanto nas edições capa preta quanto capa de aço, trazem em seu conteúdo magias como O poder de ficar invisível, Como se livrar de um inimigo, Encanto para criar um diabinho e ter tudo que deseja, Diabo na garrafa, Feitiços para amor não correspondido, Como forçar marido ou esposa a ser fiel, Encantos para ter qualquer mulher, Magias para afastar pessoas e coisas de você, Encantos para trazer “ex” de volta, Metamorfose em outros seres ou pessoas entre muitos outros.

Há ainda os mitos que o cercam: muitos consideram ser pecado mortal possuí-lo ou simplesmente tocá-lo. De qualquer forma, o tema São Cipriano e tudo que o cerca, é um campo de estudo e pesquisa muito interessante para ocultistas, religiosos, aventureiros ou apenas curiosos, mesmo.

8

livro-so-cipriano-capa-

Clique nas imagens para ampliar

A Conversão Cristã

CipriJustVivia em Antioquia a bela e rica donzela Justina. Seu pai Edeso e sua mãe Cledonia, a educaram nas tradições pagãs. Porém, ouvindo as pregações do diácono Prailo, Justina converteu-se ao cristianismo, dedicando sua vida as orações, consagrando e preservando sua virgindade.

Um jovem rico chamado Aglaide apaixonou-se por Justina. Os pais da donzela (já convertidos à fé Cristã também) concederam-na por esposa. Porém, Justina não aceitou casar-se. Aglaide recorreu a Cipriano para que o feiticeiro aplicasse seu poder, de modo que a donzela abandonasse a fé e se entregasse ao matrimônio.

Cipriano investiu a tentação demoníaca sobre Justina. Fez uso de um pó que despertaria a luxúria, ofereceu sacrifícios e empregou diversas obras malignas. Mas não obteve resultado, pois Justina defendia-se com orações e o Sinal da Cruz.

A ineficácia dos feitiços fez com que Cipriano se desiludisse profundamente perante sua fé e se voltasse contra o demônio, que lhe deixara na mão. Influenciado por um amigo cristão de nome Eusébio, o bruxo converteu-se ao cristianismo, chegando a queimar seus manuscritos de feitiçaria e distribuir seus bens entre os pobres.

A Morte

Cipriano_e_Justina As notícias da conversão e das obras cristãs de Cipriano e Justina, chegaram até o imperador Diocleciano que se encontrava na Nicomédia. Assim, logo foram perseguidos, presos e torturados. Frente ao imperador, viram-se “forçados” a negar a fé cristã: Justina foi chicoteada, e Cipriano açoitado com pentes de ferro. Não cederam.

Irritado com a resistência, Diocleciano ainda lançou Cipriano e Justina numa caldeira fervente de banha e cera. Os mártires não renunciaram, e tampouco transpareciam sofrimento. O feiticeiro Athanasio (que havia sido discípulo de Cipriano) julgou que as torturas não surtiam efeito devido a algum sortilégio lançado por seu ex mestre. Na tentativa de desafiar Cipriano e elevar a própria moral, Athanasio invocou demônios e magias, e atirou-se na caldeira. Seu corpo foi dizimado pelo calor em poucos segundos.

Após este fato, o imperador Diocleciano finalmente ordenou a morte de ambos. No dia 26 de Setembro de 304. Os mártires e um outro cristão de nome Teotiso, foram decapitados às margens do Rio Galo, na Nicomédia. Os corpos ficaram expostos por 6 dias, até que um grupo de cristãos recolheu-os, levando-os para Roma, e deixando-os sob os cuidados de uma senhora chamada Rufina. Já no império de Constantino, os restos mortais foram enviados para a Basílica de São João Latrão.

scipriano007

Curiosidades

  • O fato mais curioso da vida de São Cipriano, é ele ter queimado seus manuscritos, e tempos depois os mesmos terem reaparecido como O livro de Capa Preta. Ninguém sabe ou sequer imagina como ele reapareceu, mas foi traduzido para vários idiomas, incluindo o nosso Português Brasileiro.
    .
  • Vários outros livros apareceram usando o nome de Cipriano, e o próprio livro de Capa Preta dizem ter sido muito alterado com o tempo.
    .
  • O Livro é repleto de magias negras pesadas incluindo a Oração da Cabra Preta (Não me perguntem por quê essa oração é tão citada).
    .
  • Apesar de tantas histórias, não existem fatos concretos de que Cipriano realmente existiu.

Encontrei um relato que achei muito interessante (dentre muitos que pude ler e até ouvir em outros tempos), e achei legal compartilhar com vocês:

“Há um tempo atrás comprei um livro chamado “São Cipriano Capa Preta”. Esse livro contem a história da vida do bruxo Cipriano e inúmeros feitiços e rezas, além de trazer ensinamentos tanto da magia negra quanto à branca. O fato é que desde que começei a ler esse livro começei à ter muitos pesadelos à noite. Até aí eu achava que estava tudo bem, pois o livro contém passagens que impressionam, como as conversas de Cipriano com Lúcifer, os espíritos das bruxas que apareceram à Cipriano, rituais de exorcismo e até um vodu. Mas mesmo tendo pesadelos continuei lendo o livro, e sempre que possivel fazendo alguns dos “trabalhos” do livro. Nunca acreditei no sobrenatural, mas agora minha opinião mudou. Meu primeiro contato com o sobrenatural foi numa noite à qual eu dormia e comecei a escutar uma respiração ofegante e gemidos bem baixos. Acendí a luz e ví uma mulher de roupa branca, pendurada numa corda, como se tivesse sido enforcada. Seus olhos estavam fechados e a tal mulher estava branca como papel. Nunca sentí tanto medo na vida quanto aquela noite. Saí do quarto e chamei um vizinho para ver. Na hora que ele chegou e nada viu disse: – “Pô cara, você me acorda as três da madrugada para me sacanear,está louco?” Depois de falar isso voltou à sua casa. De fato à mulher não estava mais lá, não havia explicação, tentei dormir na sala, mas aquilo não saia da minha mente e não me deixou dormir aquela noite. Deduzí que aquilo era algo sobrenatural e com certeza era culpa do maldito Cipriano, dei um fim no livro. Mas mesmo assim vejo espíritos, não em todos os lugares, nem com uma frequencia muito grande, mas vejo. Não sei se isso é um dom, mas tenho muito medo.

Se falo para alguém ou fazem chacota ou me tratam como insano. Além desse negócio de ver espíritos, acabei perdendo meu emprego e minha mulher se separou de mim.

Não tenho dúvidas, o livro de São Cipriano é maldito!”

S.D.T. – Contagem, Minas Gerais.

Aqui, quero alertar que, mesmo que não acreditem no relato acima (Que é apenas um dos muitos que já ouvi ou já li), o livro tem um conteúdo forte, e que muitos afirmam (como o caso acima) que pode mudar sua vida da noite para o dia. NÃO LEIA se não tiver certeza do que está fazendo, ou se, no mínimo, você é uma daquelas pessoas que se impressiona fácil. Caso contrário, acredite: O mínimo que estes livros (ou fragmentos) podem fazer contigo, é tirar teu sono por várias e várias noites. Li alguns pedaços isolados de ambas as publicações que disponibilizei, e o conteúdo é de certa forma “pesado” para algumas pessoas.

Esse parágrafo foi adicionado após acordar, no mesmo dia em que comecei a editar esse post (17-10-2013). Só quero acrescentar que, mesmo eu não sendo uma dessas pessoas que se impressiona fácil, eu acabei tendo pesadelos. No sonho, meu advogado me dava 8 tiros. E eu, encaro isso como um aviso; um teste. O sonho foi tão “real”, que eu acordei com “as áreas atingidas” queimando/ardendo (mesma sensação de ser baleado, segundo um colega que já foi atingido em combate). Insisto: Isso é o mínimo que pode lhe acontecer, caso você insista em ler pelo menos trechos do(s) livro(s). Isso não vem ao caso, mas eu achei que deveria comentar: Sou cristão, não sou de frequentar nenhuma igreja ou templo, mas tenho em mim uma fé muito forte, que já me manteve de pé em situações complicadas… E mesmo assim, passei pela experiência citada acima. Volto a alertar: Se não tiver certeza do que está fazendo, se for de se impressionar fácil, se tiver cabeça fraca ou estiver passando por momentos difíceis, NÃO LEIA SEQUER FRAGMENTOS DESTA OBRA. Após a experiência, até a imagem destaque eu modifiquei, e coloquei o alerta logo na entrada do post, pois com certeza, a leitura da história incitará a curiosidade, e muita gente vai acabar lendo e se arrependendo. É sério, gente…

Mesmo assim, após muito pensar se deixava ou retirava, resolvi deixar disponível, o download de duas versões que achei (Logo abaixo dos links, explicarei porque deixei): O Livro De São Cipriano Capa Preta – O Legítimo, e  O Antigo e Verdadeiro Gigante Livro De São Cipriano – Capa Preta para quem desejar se aprofundar mais no assunto. Não achei a versão Capa de Aço em lugar nenhum, assim como o Capa Preta completo.

 

SAOCIPRIANOOLEGITIMOCAPAPRETA

Clique na imagem acima ou AQUI para fazer o download.

livro_cipriano

Clique na imagem acima ou AQUI para fazer o download.

Só resolvi deixar, porque com toda certeza, estes livros NÃO estão completos. Muito pelo contrário, estão bem incompletos. Vendo imagens dos livros na internet, eles já aparentavam serem muito maiores, além de bem mais largos que trinta ou quarenta e poucas páginas (como pode-se notar nas imagens abaixo), e após mais um pouco de pesquisa, descobri que o tal Capa Preto Único e Legítimo tem nada menos que 600 páginas. Mas, esses que disponibilizei foram apenas o que consegui (Talvez, para sorte de todos).

1244066112782_bigPhoto_1

livro-so-cipriano-o-bruxo-capa-de-aco_MLB-F-4914669220_082013

so-cipriano-capa-de-aco-vizeu-aderito-perdigo_MLB-F-3107122793_092012

Eu sinceramente espero que este post não venha a prejudicar a vida ninguém. Por este motivo, lhes peço para que não leiam, e até mesmo, não se aprofundem no assunto, se não tiverem no mínimo alguma experiência com bruxaria/ocultismo. Muita gente desacredita desse tipo de coisa, mas isso pode ser perigoso. Quem avisa, amigo é.

NÃO ADIANTA ME CHAMAR NO FACEBOOK PARA ASSUNTOS ACERCA DESTE LIVRO. EU NUNCA O POSSUÍ, NUNCA O LI, DESCONHEÇO LINKS PARA DOWNLOAD OU LOCAIS QUE O VENDAM, E QUERO É DISTÂNCIA DESSE TIPO DE COISA. TUDO QUE EU SEI SOBRE O ASSUNTO, ESTÁ NESSE POST.

Aos que creem em algum Deus (como é o meu caso), que este Deus os abençoe. Aos que não creem, desejo-lhes paz, saúde e uma vida plena.

No mais, sem mais. Sugestões no [email protected] ou no Facebook.

Até a próxima. Beijo na bunda! :P

Written by Peu

Namorado da Miss Sombra, sou apaixonado por voar e por música. Um Pernambucano que gosta de tudo um pouco.
"Sou o coração do folclore nordestino, eu sou Mateus e Bastião do Boi Bumbá. Sou o boneco do Mestre Vitalino, dançando uma ciranda em Itamaracá. Eu sou um verso de Carlos Pena Filho, num frevo de Capiba, ao som da orquestra armorial. Sou Capibaribe num livro de João Cabral.

SOU MAMULENGO DE SÃO BENTO DO UNA, vindo no baque solto de um Maracatu! Eu sou um alto de Ariano Suassuna, no meio da Feira de Caruaru. Sou Frei Caneca do Pastoril do Faceta, levando a flor da lira pra Nova Jerusalém... Sou Luis Gonzaga e eu sou mangue também.

Eu sou mameluco, sou de Casa Forte... Sou de Pernambuco, sou o Leão do Norte.

Sou Macambira de Joaquim Cardoso. Banda de Pífano no meio do Canavial. Na noite dos tambores silenciosos, sou a calunga revelando o Carnaval. Sou a folia que desce lá de Olinda, o homem da meia-noite puxando esse cordão... Sou jangadeiro na festa de Jaboatão

Eu sou mameluco, sou de Casa Forte... Sou de Pernambuco, sou o Leão do Norte."

Comentários