,

Inner Depravity

E aí, futuros habitantes das profundas dos infernos meus adoráveis leitores! Quero ver corno leitor nenhum vir encher meu saco dizer que esse é re-post! Bom, a matéria de hoje foi feita na íntegra por um leitor. Eu, só fiz dar uma organizada no texto. Os créditos mais do que merecidos, vão para o  Anndy, que fez a lição de casa direitinho. Muito obrigado man. Espero que curtam, tanto quanto eu curti!

“Fala Peu, beleza?

Então eu fuçava no facebook quando me deparei com um post falando sobre “Inner Depravity”, e resolvi pesquisar. Achei os vídeo que seguem.

É muito louco e bizarro. Esse rapaz do vídeo, na verdade é Remy Couture (Twitter dele AQUI), um artista de efeitos especiais de horror. Seus trabalhos ficavam em um site chamado Inner Depravity, apenas até 2009, pois nesse mesmo período o artista foi acusado por “corrupção da moral”, após queixas feitas sobre as imagens. As autoridades locais e algumas outras, como a Interpol, sentiram-se obrigadas à averiguar a cena, pois as imagens chocantes envolviam cenas de tortura e assassinatos de pessoas. A acusação infundada não foi levada adiante, e ele foi inocentado. existem varias imagens na internet ligando Remy a um assassino que filma seus crimes, ou um cara que mata as pessoas sob encomenda. Diziam que esse vídeo era um “Snuff Movie”, mas tudo não passa de um grande engano. Os caras estavam confundindo um puta artista com um assassino real. Várias páginas que falam sobre a Dep Web tem essas imagens, dos supostos assassinatos cometidos por Remy, e afirmando que as imagens vieram de lá.

Remy Couture já trabalhou em muitos filmes de grande orçamento, como Death Race e A Múmia 3. Produziu, dirigiu, filmou e distribuiu o seu próprio filme intitulado Inner Depravity (ou Depravação Interior). É um filme para o qual ele também fez os efeitos especiais, tipo o sangue. Ah, ele ainda atuou no mesmo. Isso foi há alguns anos atrás, e se destinava a ser um pedaço de sua carreira, Em muitas cenas o cenário parecia muito original. O “enlouquecido” serial killer sequestrava, torturava e matava jovens moças de maneiras desagradáveis e sádicas.

O que é interessante é que o Sr. Couture foi preso em primeiro lugar. A denúncia veio pela primeira vez a partir da Interpol. Um patologista austríaco entrou com o mandado de captura internacional, depois de ver o filme, porque ele era incapaz de garantir que as imagens filmadas eram, de fato, estupros e assassinatos reais ou não.

No final, o Sr. Couture não foi considerado culpado do crime. A maioria dos artigos que li sobre o assunto concordam que o caso foi um fracasso e que ele não deveria ter sido levado a tribunal antes de qualquer investigação. Há um aviso no início do filme do Sr. Couture, com um título “É, e continua sendo, um filme de terror, como qualquer outro.” A maioria dos analistas e comentadores estavam preocupados com a repercussão do caso sobre a liberdade de expressão e da indústria de cinema em geral, e eu acho que todo mundo estava feliz com o veredicto.

Couture faz uma visão distorcida, delirante, e repugnante do ser humano. Mas ser capaz de enganar a lei em acreditar que seu trabalho de maquiagens e efeitos, foi um verdadeiro crime. Ele é um puta de um artista de efeitos especiais.”

Usuário Android ou iOS clique AQUI.

 

Usuário Android ou iOS clique AQUI.

Como prometido, o 3º Vídeo (e mais legal, na minha opinião) do Fábio Ribeiro, dono do canal Ahsefordeu.

Usuário Android ou iOS clique AQUI.

Meu dia hoje, começou assim:

Notice

Gostou do post do Anndy? Faça como ele e envie sua sugestão para [email protected] ou pelo Facebook.

No mais, sem mais. Até a próxima. Beijo na bunda! :P

Written by Peu

Namorado da Miss Sombra, sou apaixonado por voar e por música. Um Pernambucano que gosta de tudo um pouco.
"Sou o coração do folclore nordestino, eu sou Mateus e Bastião do Boi Bumbá. Sou o boneco do Mestre Vitalino, dançando uma ciranda em Itamaracá. Eu sou um verso de Carlos Pena Filho, num frevo de Capiba, ao som da orquestra armorial. Sou Capibaribe num livro de João Cabral.

SOU MAMULENGO DE SÃO BENTO DO UNA, vindo no baque solto de um Maracatu! Eu sou um alto de Ariano Suassuna, no meio da Feira de Caruaru. Sou Frei Caneca do Pastoril do Faceta, levando a flor da lira pra Nova Jerusalém... Sou Luis Gonzaga e eu sou mangue também.

Eu sou mameluco, sou de Casa Forte... Sou de Pernambuco, sou o Leão do Norte.

Sou Macambira de Joaquim Cardoso. Banda de Pífano no meio do Canavial. Na noite dos tambores silenciosos, sou a calunga revelando o Carnaval. Sou a folia que desce lá de Olinda, o homem da meia-noite puxando esse cordão... Sou jangadeiro na festa de Jaboatão

Eu sou mameluco, sou de Casa Forte... Sou de Pernambuco, sou o Leão do Norte."

Comentários