, ,

Histeria coletiva

°ºolá terráqueos bizarros mais uma vez, tudo bem? hoje vos trago um post que se analisar bem verás que é mais estranho do que parece,  para quem não sabe e falando resumidamente,  histeria é um distúrbio na instabilidade emocional, que faz com que a pessoa tenha perda de controle e ansiedade elevada, bem, para uma só já pode parecer um problema, agora imagina isso em um grupo de pessoas, como por exemplo na escola ou em um local de trabalho, até mesmo em uma cidade inteira, é a chamada histeria coletiva ou doença psicogênica de massa, que nesses casos a histeria de uma pessoa transmite perturbações ou reações semelhantes, imaginário ou exagerado para o grupo.

“A histeria coletiva pode se espalhar quando existe um medo de exposição a uma doença, associado a um ambiente estressante e fechado.”

 ou seja, é totalmente psicológico, só de pensar em adoecer você já adoece, 

segue abaixo relatos de onde e quando ocorreram tais eventos.

( Obs: por mais duvidoso que seja a veracidade dos  fatos a seguir foram comprovadas por diversas pesquisas de diferentes fontes)

“Doentes” no méxico

schoolgirl-1

Em 2006 em um internato em Chalco no México, um grupo de meninas de 12 à 17  anos tiveram sintomas de dificuldade de locomoção, febre e náuseas. Depois das férias a doença se espalhou para 600 internas das 3.600, as autoridades foram chamadas e logo após os exames, não encontraram nenhum motivo aparente da “doença” ter se alastrado.

Arrastão alienígena

ovni1

Em 1977 os moradores da Ilha de colares no Pará, relataram terem vistos luzes no céu, concluíram então que seriam aliens vindo em busca de sangue humano, Os boatos claro impressionou os moradores. Em pouco tempo começaram a surgir relatos de pessoas que foram seguidas pelos tais aliens, e cerca de 80 afirmaram terem ficado com sequelas do experimento. A aeronáutica até hoje investiga o caso.

Carnaval medieval

3910418181343

Em 1518 em Estrasburgo na França acontecia o carnaval mais sem sentido do que o do Brasil, parece mentira mas não é  , tudo começou com uma mulher chamada  Frau Troffea, correndo e dançando  toda serilepe pelas ruas francesas sem nenhuma música ou motivo, após uma semana 100 lunáticos dançarinos haviam se juntado a ela, mais um mês se passou e já eram 400 dançarinos, mais algumas semanas eeee … os mais fracos começaram a morrer de parada cardíaca e derrame devido aos esforços tremendos para tais movimentos.

e aí, e aí, você já tava aí né? pensando que ia ter mais gente dançando né? Image and video hosting by TinyPic

corta pra o próximo.

 

 Da ficção para a realidade

3910418181011

Em 1938 fora transmitida pelo rádio Columbia Broadcasting System uma adaptação da ficção “A guerra dos mundos”, porém não foi ouvida por completa para quem ligou o rádio na metade da “notícia”. Dirigido por Orson Welles, a obra foi transmitida em meio a tensão da segunda guerra mundial, certos ouvintes não sabiam que era uma narração fictícia justamente por terem pego a informação pela metade, achando então ser um boletim de notícias real. Como muitos de vocês devem saber, “A guerra dos mundos” é uma obra fictícia que rendeu até um filme, em que mostrava o mundo em uma guerra apocalíptica contra aliens e monstros, sabe-se então que até a tarde daquele mesmo dia, milhares de pessoas foram até as ruas em um caos de pânico para alertar a chegada dos aliens e da “suposta guerra” que viria a acontecer, demorou horas para a polícia acalmar os tumultos dos histéricos nova iorquinos.

Ataque de riso na Tanzânia

Tudo começou com uma piada contada dentro de um colégio,  que logo fez com que a população de várias cidades de Tanganyika tivessem ataques incontroláveis de risos. Isso ocorreu em 1962 e só veio parar 18 meses depois de ter começado, as risadas causaram vários sintomas como dores, desmaios, problemas respiratórios, erupções cutâneas e até mesmo ataques de choro.

(será que a piada não era boa?)

Cine Oberdan e o falso incêndio

cine-oberdan-14

Tudo ocorreu em abril de 1938 em são paulo, segundo os investigadores que analisaram a situação, uma criança sentiu dor de barriga no meio do filme, e após procurar o lanterninha sem sucesso, decidiu ir por conta própria até o banheiro. A peste não conseguiu segurar até chegar ao banheiro e deu no que deu, decidiu fazer no meio do caminho, logo após o serviço foi ao banheiro onde as luzes estavam apagadas, encontrando ao lado uma pilha de jornais decidiu fazer uma tocha para clarear o ambiente, a porta estava entreaberta possibilitando a visão de um espectador que ao ver a chama gritou” – FOGOOOO !” , foi aí que começou o corre corre e pisa pisa, apesar de tempos de cavalheiros e madames não houve cavalheirismo não, era salve-se quem puder, o resultado foram 32 mortos, contando com 31 crianças e 1 mulher. o incêndio realmente nunca existiu, apenas um histérico que moveu outros histéricos.

exemplo que uma cagada pode dar em merda .

 12 pessoas jurando que …

 Em paris no ano de 2010 um caso chocou o mundo, um homem ao levantar-se nu da cama para esquentar a mamadeira do filho no meio da noite, fora confundido pela sua amada esposa como sendo o satanásssss, em pânico a mesma começou a gritar por socorro e a chamá-lo de diabo, até a própria irmã do azarado acreditou que aquela pessoa despida diante dos seus olhos fosse realmente o diabo, sem pensar duas vezes o atacou com uma faca acertando sua mão, e o pior é que mais 10 pessoas da família ajudaram as duas a expulsarem o homem do apartamento, aparentemente ninguém distinguiu o homem do capirôto e ficou por isso mesmo, até que ele teve a ideia genial de voltar ao apartamento, nu, depois que o viram novamente, desesperados começaram a saltar da janela para fugir do homem, em meio a confusão sete pessoas sofreram diversos traumatismos e um bebê de 4 meses morreu.

Seria engraçado se não fosse trágico…

eee encerrando com uma combinação perfeita para esse post, deixo com vocês Hysteria, do Muse.

Até a próxima bizarros histéricos.

 

 

Créditos ao Mega curioso

Written by Luckey

Tranquilo e apreciador de rock, pop, MPB, e o que mais tiver qualidade, gosto de desenhar, esculpir e criar o que vier a mente, sempre busco saber o por que de tudo, mas compreendo que nem para tudo precisa de explicação, apenas Fé.

Comentários