,

O horror de um matadouro

Pretendo deixar claro que isso que você pode assistir abaixo não se trata de uma propaganda em favor do vegetarianismo (apesar de funcionar muito bem). Pessoalmente, já sabem que não sou vegan, e que defendo o direito de cada um escolher seu alimento, desde que venha de origens legais. Porém, é bom e necessário saber de onde vem, e como vem nosso alimento. Precisamos sermos sensíveis o bastante para não apoiar e sustentar imagens como estas que você irá assistir.

O vídeo é composto por 3 outros vídeos na internet, que mostram a brutalidade dos “modernos” matadouros que ainda existem em todo o mundo. O primeiro vídeo é um vídeo feito por organizações pró-animal, sobre o abate de gado GAIA e suas condições de criação na França e na Bélgica (O primeiro modo de abate, que atingiu o animal com uma cabeça de martelo especial para a deslumbrante até o abate, é o caminho certo e previstos na lei).
O segundo vídeo é um produto de organizações de bem-estar animal que expôs a vida e abate de frangos em granjas do tipo industrial em Iowa, nos Estados Unidos.
O terceiro vídeo é da mesma organização, mas se trata da vida e do abate de suínos no tipo industrial na Pensilvânia, nos Estados Unidos.

O vídeo é em grego, mas as cenas são universais. Só assista se você for forte o bastante, pois as cenas chocam:

Vídeo enviado pelo leitor Vagner Rodrigues

Abaixo, só por cusiosidade, veja fotos do matadouro de Ponta Delgada, na ilha de São Miguel, abandonado há já alguns anos. Encontra-se neste momento em ruínas sendo aproveitado por alguns pescadores de modo a arrumar algum material e também por muitos toxicodependentes que por lá passam. Tem uma grande quantidade de espaços sendo alguns deles muito escuro que ao entrar sente-se um arrepio na espinha (Créditos das imagens).

As fotos representam bem a definição de “Paz no matadouro” (abaixo também, a música “Paz no matadouro”, das antigas do Capital Inicial).

Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem

Minha função é mostrar. Sua opnião é formada apenas contigo próprio. Se quiser mostrá-la, comente! ;]
Abraço a todos.

Written by Danibrowser

Fundador do IÉB, o administra desde 2007, e não viu nem 1% da bizarrice do mundo.

Comments

comments

Powered by Facebook Comments