, , ,

Nanotecnologia Pré-Histórica!

O aparecimento em 1991 de pequeníssimas peças de artefatos milimétricos na zona dos rios Narada, Kozhim e Balbanyu, deu início a um debate que jamais obteve resposta. Existiu uma cultura capaz de desenvolver a nanotecnologia 300 mil anos no passado? Sim, acharam tudo isso na Russia, e é bombástico.

As nanoestruturas manufaturadas apareceram durante pesquisas geológicas associadas à exploração do ouro. No grupo de pequenas peças metálicas incluem-se parafusos, argolas, molas, e componentes mecânicos não identificados:

nanotecnologia300_1(Parafuso aumentado 100 vezes!)

Segundo as análises efetuadas pela Academia de Ciências da Rússia em Syktyvka, capital da antiga República Soviética de Komi teu cu, as peças maiores foram feitas em sua maioria em cobre, enquanto nas menores dominava o tungstênio (Um dos materiais mais duros do planeta!) e o molibdênio.

nanotecnologia300_2(O mesmo parafuso anterior, mas aumentado 500 vezes. Repare como as estrias são uniformes demais para sugerir construção bruta, e a única deformidade existente sugere apenas pequeno desgaste…)

De acordo às medições, os objetos menores medem até 0,003 milímetros e os maiores 3 cm, mostrando formas correspondentes a supostos componentes de artefatos nanotecnológicos.

nanotecnologia300_3( Pedaço de uma micro-argola)

As peças foram encontradas a uma profundidade entre 3 a 12 metros, em estratos geológicos entre 20.000 a 318.000 anos de antiguidade. Pensa bem: Nem tua TERA-Avó era gostosa nessa época, porque a TERA-Avó dela também não era… Não existiam! Então COMO CARALHOS, se HOJE EM DIA RECÉM ESTAMOS ENGATINHANDO na área da nanotecnologia, á cerca de 318.000 anos atrás alguém já dominava a técnica? Aliens? Primeira Civilização? Atlantis? WHAT THE FUCK?

nanotecnologia300_4( Uma coleção de pequenos artefatos. Em pleno desenvolvimento do campo da nanotecnología, não existe explicação plausível para estas peças. A peça ao centro da imagem, na parte superior, se aumentada em escala 5.000.000.00 vezes maior (do tamanho de um prédio de 8 andares), serve para explorar o cu do first).

Estudos realizados depois em Helsinki, St. Petesburgo e Moscou não conseguiram determinar a verdadeira origem dos nanoartefatos. Depois da morte em 1999 do Dr. Johannes Fiebag, pesquisador principal do achado junto a Ancient Astronaut Society, o caso deixou de ser pesquisado por completo. Mas ainda hoje, muitos cientistas arrancam os pentelhos do próprio cu ao pensar no assunto. Segundo o documentário Ancient Aliens (Que não afirma NADA, apenas pergunta!): Teria, na antiga história do Planeta, havido uma guerra interplanetária? Seriam estas, evidências de restos de naves alienígenas danificadas em um pega-pra-capar intergaláctico? Ou realmente houve uma primeira civilização que chegou a desenvolver-se á nível tecnológico muito mais avançado que nós, atualmente ? tipo assim… Assassin’s Creed?

Comente e deixe sua opinião!

E Bom Final de Semana Aos Senhores!

Comentários