,

Relatos Bizarros #17

Chegou ele! O tão esperado! rs

Não sabe como enviar o seu relato? Simples, meu chapa!

Há três meios

O primeiro: basta clicar aqui e você será direcionado à nossa página de relatos.

O segundo: envie-nos um e-mail -> [email protected]

O terceiro: basta começar a ler os relatos que, ao final, haverá um formulário idêntico ao da nossa página de relatos para preencher com sua história surpreendente.

A título de esclarecimento: se o seu relato não apareceu aqui, não fique chateado. Nas próximas semanas ele com certeza aparecerá. Eu posto os relatos por ordem de chegada. Basta só aguardar. Semana que vem tem mais, não se preocupem! :)
Seus relatos com certeza aparecerão só basta esperar!

Vamos logo!

 

#01

Nome: Anônimo

Então, o ocorrido foi a uns 4 anos atras, eu tava sozinho em casa, precisava ir tomar banho, pois tinha que sair pra jantar mais tarde. Tranquei tudo, portas e janelas. Já que eu estava sozinho em casa, e como era verão, eu estava apenas andando de cueca, e antes de ir pro banheiro, eu tirei ela e fui caminhando pro banheiro, eu tava brincando de joga ela pra cima e pegar, só q ela ficou presa na porta do banheiro, bem na pontinha. Eu não era alto o suficiente pra pegar, então deixei ali e entrei no box para tomar banho e depois, pegar uma cadeira para subir e tirar a cueca dali. Durante o banho, nada de estranho aconteceu, mesmo o meu box sendo de um plastico escuro, cujo não tem transparência, não vi nada de incomum. Quando eu saio do banho que a coisa fica estranha, minha cueca aparece dobrada em cima do balcão, que fica do outro lado do banheiro, fiquei em choque na hora, não fazia ideia de como ela tinha parado ali, na verdade, ideia eu tinha, pensei que pudesse ser um espirito brincalhão, pois nem todos são assustadores. Sempre que conto o ocorrido para alguém, a pessoa não acredita.
Abraço a todos do IEB.

 

#02

Nome: Marcos

eu estava dormindo em casa quando eu ouvi um barulho muito alto e fiquei tremendo de medo dai eu senti a coberta sendo puxada para debaixo da cama eu esperei ela ser puxada totalmente quando ela parou de ser puxada então eu puxei ele inteira quando eu estava quase dormindo eu ouvi uma voz estranha e começei a chamar minha mãe e meu pai eles ficaram mudos quando o pe da cama começou a tremer quando eu me virei para o lado esuqerdo eu vi um rosto parecido com meu primo que morreu mas todo deformado eu Gritei e meu pai veio _ ele abrio a porta e ele começou a dar pequenos tapas em min ~obrigado pela a atenção

 

#03

Nome:  Rafael

eai galera bom e meio estranho eu falar sobre isso não pq tenho medo e tals mas eq é um fato tanto quanto curioso e real e a prova de que um medo de criança e vdd tenho 20 anos qze me formando num teria motivo algum pra inventar tal situação
bom valos la
aconteceu quando eu tinha cerca de 6 a 7 anos eu morava em outra casa e tals eu sempre gostei de ficar sozinho, apesar de pequeno torcia pra fica sozinho em casa mexer nas coisa etç e minha mãe sempre botava medo em min pelo fato da minha irma querer que eu fosse junto com ela,e eu sempre pedia pra minha mãe conta as coisas de terror saci mula sem cabeça etç e na epoca passava muito aquele A HISTORIA QUE O POVO CONTA no ratinho se n me engano e eu sempre desafiava minha mae falando que nada disso era vdd eq se fosse podia me pegar ate ai de boa eu gostava de ficar ate tarde pulando no colchão no quarto da minha mãe ai eu lembro que eu estava perto da janela pulando igual um macaco quando eu olvi uma voz falando vc num estava duvidando que eu existia.. ai eu falei vai toma no c*e continuei pulando ai eu olvi de novo a voz falando alguma coisa..ai eu sai correndo mas parei na porta do quarto que dava pra ver um buraco na porta da cozinha que eu tinha feito chutando o vidro.. Ai eu vi uma veia todo enrugada com narigão e olho pra min e sorriu..ai eu so lembro que eu dormi com minha mae pelomenos ums 300 meses E POSSO AFIRMA QUE BRUXA EXISTE ai vai de cada um acreditar ja tive outro fato mas conto outra hra =]
vlw pela atenção de quem leu num é um fato mt bizarro mas é um medo de criança se alguém ai ja viu alguma coisa do tipo

– Ô, Rafael! Nos conte por completo! Envie o seu relato que os postaremos. :)

 

#04

Nome: Brayam

Olá, vou contar meu relato que presenciei quando era criança!

Hoje estou com 18 anos, e mais ou menos a uns 10 anos atrás eu tinha medo de filme de terror (hj sou fã de filmes de terror, e também leitor assíduo do IÉB) e aconteceu o seguinte:

Fui dormir cedo, pois tinha aula no dia seguinte, (e eu estudava de tarde, mas vamos ao que interessa) Fui dormir e eu sempre quando durmo me mexo muito, mas dessa vez foi estranho, porquê fui pro meu quarto dormir e minha mãe e meu pai estavam dormindo no outro quarto. Acordei antes das 7h porque meu vai ia pro quartel as 8h e minha mãe acordava junto com ele, mas ao invés de acordar na cama, acordei no sofá, e quando fui ver meu quarto estava a cama totalmente arrumado e com minha caixa de brinquedos no chão, mas ela tinha ficado em cima do guarda-roupa!
Até hoje tenho medo disso!

 

#05

Nome: Victor

Tenho 18 anos e desde pequeno sempre aconteceram coisas estranhas comigo… eu sou ateu, mas sempre tive constantes sonhos com o Diabo e algumas coisas que aconteceram ao vivo. Vou contar três fatos marcantes para mim.

#1: Quando eu tinha 7 anos, meus pais tinham ido ao supermercado e meus irmãos estavam no colégio. Eu estava sozinho em casa, pois tinha dormido a tarde toda.. Levantei da minha cama e fui descer as escadas que ficavam ao lado de outro espaço que levava para o quarto de hospedes Quando desci o primeiro degrau, algo me agarrou pelo pescoço, levantou-me do chão e desceu comigo de costas até a cozinha que ficava dois andares abaixo.. Olhei pra trás e não vi nada.. contei para minha mãe que é muito religiosa e ela disse que eu estava apenas sonhando.. Dias depois, sonhei com o demônio.. da mesma forma, no sonho eu fui levado até a cozinha e quando virei pra trás, lá estava ele. Não disse absolutamente nada, apenas sorriu pra mim e eu acordei…

#2: Aos 12 anos, eu jogava muito computador e passava as tardes em casa sozinho até as 20:00hrs que era quando meus pais voltavam do trabalho. Meu quarto ficava localizado no fim do corredor, assim eu conseguia ver pela janela que ficava em minha frente quando alguém chegava em casa ou não. Normalmente eu ouvia a porta bater também. Certo dia, eu ouvi a porta bater e como de costume olhei pela janela: para minha surpresa, vi um homem escorado na minha porta me observando… Olhei para trás, não vi ninguém, peguei minhas coisas em cima da escrivaninha e fui para a portaria do prédio para esperar meus pais chegarem. Eles demoraram umas 3 horas pra chegar e continuei sem saber o que aconteceu até hoje.

#3: Há poucos dias atrás, eu estava zombando da minha mãe por ela ser muito religiosa.. Falava coisas como: ah mãe, o tinhoso vai te pegar… o tinhoso é poderoso… Eu estava zombando dela porque dias antes nós vimos um programa na TV que falava de um exorcismo que aconteceu no interior do RS.. Como eu não acredito, passei a brincar com o Diabo… No mesmo dia, dormi as 21hrs pois estava cansado… Acordei no meio da noite, olhei para o relógio e estava lá: 3 da manhã em ponto no meu relógio… Ao relatar pro meu pai no outro dia, ele só respondeu: com esse ai não se brinca.

– Apesar de você ser ateu e com certeza não vai acreditar no que eu digo, farei a minha parte. Reze toda esta oração a São Miguel Arcanjo durante 7 dias seguidos que nada mais vai acontecer em sua casa. Se quiser também, tome banho de sal refinado às segundas-feiras durante um mês. Sal refinado é o sal de cozinha. O sal normal. Ele vai te livrar de todo o mal.

 

#06

Nome: Murilo

Bom irei começar , tentando explicar o fato . Era sexta – feira eu tinha acabado de chegar do colégio 13:00 Da Tarde como eu morava no sitio , em Pirangi eu almocei e fui dormir quando eu acordei 18:30 Meus Pais não haviam chegado do trabalho ainda , eu fiz uma gororoba lá e comi e fui para o pc , eu coloquei umas músicas nem muito alta nem muito baixa ( Linkin Park I the and ) eu escutei umas vozes eu achei que era meus pais eu senti um arrepio na espinha muito grande eu olhei para traz não havia nada ainda escutei umas risadinha tipo de uma menininha de 6 à 7 anos eu falei mãe ? é você vi que só devia ser coisa do meu pensamento peguei um copo de coca cola e fui para o pc novamente me deu vontade de ir ao banheiro , coloquei a coca cola em cima da impressora e fui , quando voltei só havia o copo com um trinco e um papel escrito em ( Russo , Latin , Alemão Não Sei que porra era ) Alguma Coisa escrita assim Rache … Eu fiquei meio assustado me tranquei no quarto e acendi as luzes e fiquei eu escutei umas vozes me chamando meu nome Murilo Murilo , Eu não dei bola eu pensei em ligar para minha mãe ou para meu pai que estava em um bar próximo dali ( ¬¬” ) mas como eu sou burro esqueci o celular dentro da bolça escolar que estava na cozinha perto da geladeira eu entrei no msn e pedi para minha prima ligar para meu pai que estava mais próximo ela perguntou o por que eu inventei dizendo que minha mãe tava sem crédito e não conseguia ligar para ele , ela ligou ele disse daqui a pouco estou indo ( 125 Minutos ¬¬” ) para ele vir eu falei tá bom então e fui jogar um jogo para relaxar ( BF 2 Bad Company ) ainda escutei uma voz grossa Murilo eu falei ufa meu pai chegou , mas não era eu falei oque ? ai escutei a risadinha de novo minha janela da vasão ha um corredor escuro , eu pensei em pular a janela e ir até o bar mas fiquei com medo pois até eu sair já teria dado merda, eu olhei pela fechadura da porta vi algo passando tipo um vulto . Eu Pensei ( Agora A Porra Ficou Séria ) Eu Coloquei uma toalha na porta pois ai não iria dar para ver o que eu deveria estar fazendo logo depois disso , eu tive há estranha sensação de estar sendo observado por ”Alguém” ( Algo ) Eu Comecei a Pesquisar Para ver se encontrava algo do tipo não achei nada no corredor citado há 7 linhas acima havia um muro até baixo pelas características físicas do quintal eu desliguei o pc e iria pular da janela nele quando eu abro a janela , vi uma mulher de branco muito muito bonita sorriu para min eu não aguentei e desmaiei de susto por que olha só abrir a janela e dar de cara com uma mulher quase transparente ? meu pai teve que pular a janela e me socorrer depois de umas 2 horas ele perguntou eu disse que não havia almoçado e por isso havia desmaiado de fraqueza ele preparou um jantar e fez eu comer eu não tive coragem de contar o fato pois ele iria dizer que , eu havia fumado maconha ? ou bebido algo eu comi mesmo assim depois disso eu sempre fiquei na minha falecida avó com meus primos e tios até meus pais chegarem em casa e irem me buscar a época desse fato bizarro foi em 2010.

 

#07

Nome: Thalita

Bem desde pequena eu sempre fui sensitiva mais quando fiz 15 anos isso virou uma tortura, um dia estava andando na rua a noite e vi um homem todo de preto com uma capa e uma chapéu pretos q cobriam seu rosto, como já era acostumada não liguei quando ele desapareceu diante dos meus olhos, mais depois disso esse “homem” começou a me perseguir e falar comigo.
Ele dizia q era o anjo da morte e q o diabo tinha mandado ele vir me buscar pois queria q eu fosse a “princesa” dele no inferno para quando os portões do inferno se abrissem eu sair ao lado dele, isso me deixou em choque e eu só conseguia responder q minha alma era de Deus mais isso se seguiu por meses, até q um dia eu disse q não acreditava nele q era só minha imaginação,e,ao dizer isso ele disse q ia provar q era real, na hora q ele falou as luzes da minha casa se apagaram e as portas se trancaram sozinhas, fiquei apavorada pois estava sozinha e tentei sair, quando cheguei na porta vi algo q nem sei como explicar, era uma caveira enorme e peluda com cara de cachorro e olhos muito vermelhos então ouvi “ele” dizer q se eu tentasse sair os demônios dele iam me matar, nossa entrei em choque e só conseguia pedir a Deus q isso acabasse, mais ele ria e dizia q Deus não estava ali pra me ajudar, fiquei uns 5 minutos naquela “tortura” até as luzes se acenderem, quando olhei pro lado ele estava lá e disse q era melhor eu dar o meu sangue pra ele se não ele ia matar minha irmã, disse q ele não podia relar nela pq Deus não ia deixar, ele simplesmente riu debochado e sumiu por dias.
Depois de mais ou menos uma semana, eu estava dormindo e ouvi alguém me chamar quando abri os olhos ele estava sentado do meu lado e disse q já q eu não queria dar o meu sangue pra ele então ele ia tomar meu filho de mim (estava gravida de 6 semanas e nem eu sabia), disse q meu filho ia ter o nome dele e q ia “governar” o inferno ao lado do “pai” dele, fiquei apavorada e tentava gritar mais não conseguia então fechei os olhos e comecei a chorar quando abri ele tinha sumido, fiquei com medo de ter meu filho mais resolvi levar a gravidez até o fim, um dia estava com 3 meses de gestação acordei novamente no meio da noite e vi um par de asas enormes com um brilho de arder os olhos, fiquei assustada mais essa luz se aproximou de mim e colocou a mão na minha barriga e sussurrou -Acabou, Deus está do seu lado-, e na hora eu “apaguei” quando acordei estava toda ensanguentada, tinha perdido meu filho, depois desse dia eu nunca mais vi o tal homem em lugar nenhum.

– Os filmes nos avisam sobre isso mas nunca acreditamos. Não vejo o porque de alguém inventar uma história dessas. Fama? Com certeza não teria. É um desabafo. Obrigada, Thalita. Que Deus sempre esteja conosco. :)

 

#08

Nome: Monique

Sou evangélica, numa família de evangélicos, umbandistas, espíritas e católicos. Por incrível que pareça convivemos bem independente de nossas religiões e de possíveis divergências que poderíamos ter em relação a isso.

Tenho 25 anos, e morei em uma casa muito antiga quando tinha por volta de 14 anos. Aparentemente uma casa normal como todas as outras, mas durante a noite… mais precisamente depois da meia-noite, a casa ganhava um ar denso… quase sombrio. Não acredito em fantasmas, mas como creio na bíblia, acredito em demônios e/ou entidades malignas que possam assombrar determinadas pessoas ou locais. Sou uma pessoa de hábitos noturnos, então convivi com essa atmosfera macabra durante quase 7 anos.

Uma noite, estava assistindo TV e me assustei com os gritos da minha mãe. Corri até o seu quarto e a encontrei em sua cama. Ela estava muito assustada, suando intensamente por todo o corpo e não conseguia levantar de sua cama pois estava muito assustada. Fui até a cozinha buscar um copo com água, pra que ela se acalmasse e me contasse o que havia ocorrido. Ela me contou que estava dormindo tranquilamente quando acordou com algo apertando seu pescoço, como se quisesse sufoca-la durante o sono. Olhei em volta do quarto e não vi nada. Perguntei a ela se não tinha sido apenas um sonho, mas ela afirmou que realmente estava acordada enquanto estava sendo sufocada por algo ou alguém, até que ela criou coragem e empurrou aquilo que a sufocava. Me disse que sentiu o calor da criatura, e que deduziu ser algo forte e pesado, pois lembrou que o lado da cama onde estava abaixou muito enquanto estava sendo sufocada. Nós oramos juntas naquela noite, e pedimos a Deus proteção e livramento. Minha mãe bem mais calma voltou a dormir, e tentamos esquecer o que havia ocorrido naquela noite.

Sempre amei gatos desde muito pequena. Naquela época eu tinha uma gata muito carinhosa e sapeca que gostava de dormir na escada que ia em direção ao meu quarto.Uma noite eu estava como sempre assistindo TV, olhei no relógio e ja passava de 01h da manhã. Fui até a cozinha beber um copo com água, e enquanto ainda estava na cozinha senti algo… uma presença… como se alguém estivesse do meu lado. Fingi que não estava acontecendo nada. Aconteciam episódios como esse frequentemente e eu tentava manter a calma, cantarolar alguma música e fingir que nada estava acontecendo para manter a calma, e não assustar ninguém na minha casa. Encontrei minha gatinha na escada do meu quarto. Brinquei com ela, peguei ela no colo e enquanto descia as escadas para voltar a minha cama estava com a gata no meu colo. De-repente eu senti algo empurrando com força minhas pernas e eu escorreguei e praticamente desci rolando os degrais da escada. Me lembro claramente que como estava com a gata no colo, numa fração de segundos pensei que se não a protegesse ela provavelmente morreria, pois eu cairia com o peso do meu corpo por cima dela, então eu cai de costas abraçando a gatinha. Foi uma queda tão feia que fiquei alguns momentos caída no chão me assegurando que não tinha quebrado nenhum osso… duvidando que tinha sobrevivido apenas com as costas totalmente raladas. Minha gata começou a miar de um modo estranho… como se estivesse tentando brigar com algo, daquela forma que gatos fazem quando estão brigando com outros gatos, ela ficou de lado e avançava dando patadas no ar na direção da parede. Eu olhava fixamente para a parede mas não via nada, e minha gata continuava com aquele miado estridente, como se tentasse me proteger, ou se proteger de algo invisível próximo a parede. Eu fechei os olhos e pedi a Deus que aquilo fosse embora. E quando terminei de orar em pensamento, minha gata se acalmou e veio brincar comigo, e roçar nas minhas pernas. Pela manhã daquele dia conversei com a vizinha sobre o ocorrido, e sobre tudo de assustador que acontecia naquela casa. Perguntei se o antigo morador também presenciou algo parecido. Ela me olhou com um olhar assustado, e disse que antes de nós irmos morar naquela casa, morou lá uma senhora idosa que praticava todo tipo de ritual de magia negra. Ela disse que essa senhora estava uma noite realizando um ”trabalho” e foi atacada pelo seu ”gato preto”. O gato parecia estar possuido por algo, e arranhou as pernas dessa senhora, como se estivesse rasgando as pernas da mulher… como se quisesse matar a própria dona. Ela gritou pedindo ajuda e quando os outros vizinhos abriram o portão da casa, o gato assassino fugiu e desapareceu. A senhora foi hospitalizada e quase morreu depois do que aconteceu. Logo depois os filhos dessa senhora levaram ela para moram em outra cidade e alguns meses depois, eu e minha família fomos morar nessa casa. Eu não conheci essa senhora, não sei se o que minha antiga vizinha me contou naquele dia foi realmente verdade. Porém algumas vezes eu estava no quintal, e aparecia um gato de pelo totalmente negro. Ele ficava no cantinho do quintal me observando… eu chegava perto e chamava o gatinho, tentando acaricia-lo. Mas ele sempre fugiu de mim.

 

#09

Nome: Anônimo

Oi IEB. Vou falar de algo que aconteceu comigo no ano passado:
Faz 5 anos que meu cachorro morreu. Eu fiquei muito triste com isso, mais depois eu esqueci. Um dia, minha mãe decidiu comprar outro cachorro e eu fiquei super feliz, mas aí, eu comecei a lembrar do outro cachorro. No dia seguinte, eu fui no quintal pegar a roupa no varal e vi o vulto de um cachorro sentado. Eu gritei e meu irmão veio o que aconteceu. Eu achei melhor não falar para ele o que aconteceu, então eu simplesmente disse que tinha caído no chão. Depois, o “vulto” ficou me atormentando até o dia em que fui buscar o cachorro. Esse fantasma ficava andando à noite perto do meu quarto e às vezes ele aparecia dentro de casa.

 

#10

Nome: L.

Bem, tenho 3 relatos mas que não são tão bizarros assim. Todos aconteceram quando eu tinha 5,6,7 anos.
1) Eu tinha um sonho frequente, tipo umas 3 vezes por semana eu sonhava com isso. Eu estava correndo numa mata e alguém de capa marrom, cabelo preto e olhos vermelhos corria atrás de mim. Eu não sentia medo, não sentia nada…só corria.

2) Outro sonho que não era tão frequente, mas que acontecia. Eu olhava a mim mesmo gigante. Eu tinha que recolher umas coisas no chão, muito pequenininhas, caso não conseguisse, eu Gigante sussurrava na minha orelha. Desse sonho eu tinha pavor, muito medo mesmo!

3) O terceiro não foi sonho. Pra chegar na minha casa eu tinha que subir uma ladeira, descer outra e virar a esquerda, eu sempre descia a ladeira correndo mas minha mãe sempre dizia pra não descer sozinho. Um dia desci sozinho e correndo, como sempre fazia, e um velho- negro de paletó branco e chapéu branco- me abordou e perguntou ” Cadê a sua mãe?”. Depois disso eu saí correndo voltando pra minha mãe, mas não a contei isso naquele dia e sim anos depois.
É isso.

 

Agora, caso queiram, preencham o formulário com o seu relato bizarro.

 

Written by DraftL

O que está em cima é igual ao que está embaixo e, o que está embaixo, é igual ao que está em cima, para realizar os milagres de uma coisa única.

Comentários