,

Relatos Bizarros #23

Olá pessoas! Estou um pouco ausente em tudo mas não deixarei vocês ficarem sem os RBs rs

Não sabe como enviar o seu relato? Simples, meu chapa!

Há três meios

O primeiro: basta clicar aqui e você será direcionado à nossa página de relatos.

O segundo: envie-nos um e-mail ->[email protected]

O terceiro: basta começar a ler os relatos que, ao final, haverá um formulário idêntico ao da nossa página de relatos para preencher com sua história surpreendente.

A título de esclarecimento: se o seu relato não apareceu aqui, não fique chateado. Nas próximas semanas ele com certeza aparecerá. Eu posto os relatos por ordem de chegada. Basta só aguardar. Semana que vem tem mais, não se preocupem! :)
Seus relatos com certeza aparecerão só basta esperar!

Comecemos!

#01

Nome: Amanda
O que eu vou contar, acredito que seja um contato imediato com um E.T.
Eu tinha uns 7 anos de idade e estava dormindo na casa do meu pai em Brasilia,lembro de estar dormindo com a filha da minha madrasta e a tv estar ligada em um canal com uma reportagem sobre Ovnis, eu sou muito medrosa mais fascinada com esse assunto, fiquei prestando atenção na fala do repórter até escutar o seguinte:
”Será que estamos sozinhos no mundo? será que existe vida fora do planeta?”
eu gelei por dentro e pedi que retirassem do canal, a filha da madrasta desligou a Tv (da tomada,me lembro bem) e fomos dormir..
Estava tudo bem até que eu senti um clarão , eu olhei pra Tv e vi formas nela que clareava todo o quarto, era como se estivessem usando a Tv pra tentar falar algo, transmitir algo, eu fiquei apavorada olhando por 5 segundos, acordei a menina do lado pra ver se era algo da minha cabeça e ela também viu!, eu exaltei em correr e pedir ajuda e derrepente quando voltei nao tinha nada mais. Hoje eu tenho 18 anos e ainda me pergunto o que havia acontecido naquela noite,nunca mais vi nenhuma ‘apariçao’ e nunca mais dormi com Tv em quarto. kk

Eita! Se você pudesse nos dar mais detalhes seria muito bacana! 

 

#02

Nome: Ganja Man (WTF?)

Bom, a algum tempo, sempre ia a um bosque com um grupo de amigos, sempre que iamos la fumamos muita maconha, e um dia, fui la com mais 2 amigos somente, um dia de penumbra. E eu, acredito que quando estamos “chapados”, nosso corpo fica mais aberto a perceber coisas sobrenaturais ao seu redor, então um dos nosso amigos começou a ficar estranho, ficava falando com uma voz demoniaca, um olhar assustador, olhava para gente e dava uma risada diabolica, até que uma hora ele falou que alguma coisa estava chamando ele para dentro da floresta, meu outro amigo queria ir entrar com ele, eu falei para ele que ele não devia ir, então nos começamos a ir embora, com passos rapidos, até que meu amigo trava e começa gritar que estava com o braço preso, que tinha algo segurando ele, então eu pensei em tentar bater no que estava segurando ele, quando eu dei um soco, como se fosse cortar o que estivesse segurando senti um forte impacto no meu braço, como se tivesse batido em algo mesmo, então meu amigo conseguiu se soltar e nós corremos, e o outro ficou rindo diabolicamente e olhando para nós.
No caminho voltando, era por um grande lote que ainda estavam começando construções, e la sempre faziam diversas macumbas, então a gente indo por onde havia um trilhazinha, olhamos para o lado e vimos alguem chamando a gente encostado em uma arvore, com medo de tudo que tinha acontecido a gente começou a estralar uma maquina de choque que eu tinha na epoca, continuamos e escutamos gritos, começou um vento forte, aceleramos os passos, a hora que chegamos em uma rua movimentada, olhamos para tras e não tinha nada. Eu acredito que se nós tivessemos ido, algo muito ruim poderia ter acontecido, como se fosse algo sobrenatural nos chamando.
Outra vez voltando do muay thai, por volta de 19:30 de bicicleta resolvemos ir por la para cortar caminho, tudo escuro, olhamos para uma arvore, vimos alguem com uma bebida na mão, velas pretas e amarelas, nos chamando, no mesmo momento meu amigo pegou sua maquina de choque e começou apertar, corremos com as bikes, chegamos um pouco longe, olhamos para trás, e por incrivel que pareça, NÃO HAVIA NADA, somente uma arvore, sem velas, sem nada.

– Realmente, ao se utilizar drogas o cérebro fica mais receptivo às coisas sobrenaturais. Entretanto, deve-se saber o que é sobrenatural e o que é alucinação. Nos lugares onde tem trabalhos (macumbas) com velas, comida e bebidas, é aonde os espíritos vão para sentir os prazeres carnais porque se encontram desencarnados. São seres amorfos, podendo assumir qualquer identidade, inclusive a sua verdadeira.

 

#03

Nome: Ganja Man (again)

Uma vez, de madrugada, por volta de 03:30, um horario que eu sempre soube que era o “pico” dos “demonios e espiritos” na terra, eu estava na ventarola do meu quarto, queimando um baseado, então eu puxei a fumaça, e fiquei olhando o que estava passando na tv, na hora que eu fui soltar a fumaça, só vejo 2 vultos brancos saindo do meu quarto pela janela, na hora me deu um arrepio, o clima do quarto ficou bem gelado, imediatamente apaguei o beck, fechei a ventarola, acendi a luz, e rezei um Creio, rezei em voz baixa, mas o clima continuava estranho, então, rezei falando com fé, sabe ? acreditando, com força nas palavras, no momento que eu terminei a luz do quarto diminui a intensidade por aproximadamente 3s e ficou normal, no momento que voltou ao normal, o clima do quarto ficou como antes, tranquilo.

– Amigo, eu acho que o problema é a maconha, não os espíritos. Hahaha! Brincadeiras à parte, 3 horas é considerada a hora do mal em deboche às 3 horas da tarde que representa a Santíssima Trindade.

 

#04

Nome: Rafaella

Desde pequena eu sempre fui meio pertubada, nunca fui de muitos amigos e me lembro de sempre odiar todo mundo ao meu redor, até os “coleguinhas” da escola. Eu nunca comentei isso com ninguém, acho desnecessário e não é algo que se comente com qualquer um.
Na minha sala, eu devia estar na 1ª série (hoje faço o 1º ano, eu devia ter 6 anos?), havia uma menininha que não conversava com ninguém, apesar de eu odiar todo mundo (com ela não era diferente) eu tinha alguns amiguinhos, e sempre tinha alguém pra conversar. Enfim, eu sempre a via sozinha no canto, fazendo os deveres, lanchando e desenhando, nunca sequer escutei a voz da garotinha, e isso me intrigava muito.
Um dia eu estava no recreio, e subi na sala para pegar algum brinquedo, e ela estava lá, sozinha, como de costume… Eu resolvi perguntar o porque dela não descer para brincar e não conversar com ninguém, ela não me respondeu, e fez algo que eu nunca imaginaria que ela fizesse.
A minha sala ficava no terceiro andar do prédio, era meio alto pra uma criança, a janela ficava no fundo e ela simplesmente pulou.
Eu nunca me esqueci daquele dia, eu lembro de cada detalhe. Eu comecei a chorar e a gritar, minha professora subiu desesperada e perguntou o que havia acontecido, eu apenas apontei para a janela e ela respondeu que não havia nada lá. Passaram alguns dias eu fui procurar saber sobre a garota, e algumas coleguinhas de classe me disseram que não havia nenhuma garota assim na nossa sala.
Eu tive pesadelos por muitos dias com essa menina, e até hoje não sei de onde ela surgiu…
Às vezes me lembro do rosto dela e o ambiente onde estou congela, sinto uma sensação horrível e um peso enoooorme no meu corpo.
Não é algo bizarro, eu nem sei se tudo foi um sonho ou se realmente aconteceu, mas quando eu lembro ainda me sinto assustada como eu fiquei exatamente naquele dia…

– E como você está hoje? Menos raiva do mundo e mais sociável?

 

#05

Nome: Denys

Paralisia do sono- Sonhos lucidos.

O relato é um poco longo mas vale a pena ler até o final.

Fala bizarreiros de plantão, hj vou relatar uma coisa que acontece comigo quase que toda semana, faz tempo que quero relatar isso, mas nunca tenho disposição, entao hoje que eu estou mais acordado(Xerado) vou relatar. rsrsr

Tudo começou depois de mim ler um relato do “War paz” no primeiro relatos bizarros que teve aqui.
la ele falou sobre sua experiencia com sonhos lucidos e terror noturno(paralisia do sono)
ai na mesma hora comecei a pesquisar sobre o assunto e vi que qualquer um pode fazer aquilo e que era muito facil realizar, soh um pouco de treino.

Primeiro vou explicar o que é um sonho lucido e a paralisia do sono,
Sonho lucido, é nada mais que um sonho, porem neste voce sabe que esta sonhando e pode fazer o que quiser,por exemplo voar até um castelo medieval que fica nas nuvens e la encontrar a Angelina jolie doidinha pra fazer o que voce quiser ( vai por mim, ela é safada…!!!)
no sonho lucido, tudo é muito real e é dificil voce saber que se trata de um sonho, mas com a tecnica do reality check voce sabe.
você ve tudo muito real, as paisagens o som, é possivel sentir cheiro de flores como na vida real, tbm é possivel sentir as coisas como na vida real, voce sente o chao as paredes o vento nos cabelos quando esta voando no sonho e etc, totalmente real.

A paralisia do sono ja é uma coisa um pouco diferente porem muito assustadora para quem é pego de surpresa,
o que ela faz é deixar o seu corpo paralisado, geralmente com os olhos aberto,e eh nesta hora que começa o TERROR
voce esta sonhando mas nao sabe, e ai seu cerebro começa a tipo que materializar os seus piores pesadelos,e vc acha que eh tudo real, vc esculta o pesadelo falando, sente ele tocando em vc etc, e vc nao pode fazer nada pois está paralisado e nem gritar pra pedir socorro vc consegue.

agora meu relato.
depois de ler muito sobre o assunto, achei que ja estava na hora de tentar.
na primeira noite nao consegui nada.
na segunda noite, ja consegu sentir meu corpo fisico mesmo estando sonhando, porem nao conseguia distinguir o que era real, entao falhou.
e ai na terceira noite aconteceu o pior, deitei pra dormir pensando em sonhos lucidos, depois de uns 10 minutos eu peguei no sono e rapidamente acordei, mas na verdade estava sonhando e nao sabia, era a terrivel paralisia do sono,
acordei no meu quarto, tudo estava normal, achei que estava acordado mesmo, mas quando tentei me virar pra dormir novamente, nao conseguia, estava totalmente paralisado, minha pernas estavam dormentes e nao sentia meus braços, minha boca estava seca e quando tentava falar alguma coisa, minha boca apenas tremia, e meus olhos totalmente arregalados,
mesmo assim tentei dormir quando senti o quarto totalmente frio e um peso enorme sobre meu corpo nao sabia o que era, mas aparentemente estava me sufocando, fiquei sentindo isso uns 10 segundos, mas parecia uma eternidade.
depois q parou a porta do quarto se abriu,e tinha um Homem alto sem nada nos rosto, nem olho nem boca nem nada, mas sabia que ele estava me olhando, nunca tinha sentido tanto medo na minha vida,
ai eu comecei a pensar, “meu deus, socorroo, isso só pode ser um sonho”
fiquei pensando nisso o tempo todo enquanto o cara estranho me olhava com sangue nos olhos, mesmo nao tendo olhos.

até a hora que eu consegui controlar minha mente, e me imaginei olhando para para o meu relogio, isso mesmo quando se sonha algumas coisas são diferente por exemplo o relogio, no sonho ele eh totalmente diferente, quando eu olhei ao inves de ver as horas, eu vi um coração humano azul e em 3d!, parece mentira, mas eh pura verdade.

ai quando vi o relogio ja saquei que era apenas um sonho, e eu senti uma especie de “poder” tao grande e sabia que podia fazer o que quiser,
entao me levantei (na minha mente!) cheguei perto do cara e toquei nele e na hora ele começou a pegar fofo, foi incrivel, dava pra sentir o calor e tudo.
depois disso eu quis sair de casa pra ver como era la fora, mas como fiquei tão empolgado eu acordei.

Desde entao todos dias eu tendo entrar em um sonho lucido, consigo umas 3 vezes por semana,
e ai gostaram? vejam esse site que explica tudo, pra qum se interessar.
http://www.sonhoslucidos.com/

– Bacana o relato e quem quiser, é só tentar galera. Já tive um sonho lúcido uma vez. rs

 

#06

Ola pessoa, bom isso aconteceu ha 3 anos comigo e com a minha esposa que na época era minha namorada, alias minha 1 namorada,bom naquele tempo eu era muito introvertido e realmente parecia não gosta de pessoas, tanto minha aparençia quanto a minha personalidade mostravam isso e isso me fazia muito mal mas não demonstrava para ninguem com medo de ser taxado de “fraco” ou “coitadinho” pois eu fazia o tipo machão sabem como e né pois bem, essa menina que eu conheci me fez sentir bem mesmo eu nunca tendo falado com ela e como eu era novato no colégio nunca me passou pela cabeça me relacionar logo de cara e principalmente com uma menina linda como ela ,mas eu a observava muito , era até engraçado como os outros notavam é ela não ,num dia de domingo houve um passeio do colegio para uma praia que ficava em uma cidade vizinha mas eu como o bom tatu que era não queria sair de casa , eu era realmente muito anti-social naquela época mas em fim, enquanto voltava do estagio que eu fazia eu tropecei em frente a uma igreja que eu raramente notava mas que era praticamente em frente do meu local de trabalho, assim que eu levantei eu comecei a pensar nela e entrei na igreja para rezar por ela , serio pessoal só de pensar que algo poderia acontecer com ela ou poderia estar acontecendo já me deixava mal e nervoso , não me lembro muito do que eu havia pedido mas uma das coisas que eu tenho certeza foi mais ou menos assim “por favor não deixe que ela sofra e se eu puder fazer algo me der forças para fazelo…..” bom no dia seguinte foi dito pelo nosso diretor sobre o passeio e que seria numa praia na cidade vizinha e que era preciso altorização dos pais e R$20,00 reais para a passagem com direito a refeição e taus , bom vocês já devem imaginar qual foi a minha resposta , NÃO vó nem fudendo e fui embora já que foi na hora da saída isso. Enquanto eu dormia eu tive um sonho é esse sonho foi tão forte que me fez suar feito um bode e acabei acordando ainda de madrugada todo assustado e apreensivo pois no sonho eu lutava desesperadamente para salvar ou proteger sei la alguém de um lobo e essa pessoal era a menina que eu admirava no colégio , assim que minha mãe que pratica wicca acordou eu perguntei a ela sobre o meu sonho e ela me disse que eu teria uma luta em breve , serio eu fique muito nervoso com isso é so sabia que eu tinha que ir naquela viajem de um jeito ou de outro , fui no quarto peguei minha meia e tirei 20 reais do dinhero que estava juntando para comprar um mouse novo , quando fui ver o numero do meu assento no ônibus era justamente do lado dela ,nessa hora eu não sabia se ficava feliz ou assustado pois de um lado esta ela toda feliz e na minha mente a cena do sonho que me deixava com uma cara de psicopata total , quando eu sentei ela sorriu pra min e disse “oi” mas foi com tanta alegria e gentileza que por um momento minha mente meio que se libertou daquele sonho horrível que eu tive , começamos a conversar e eu começei a vela como uma pessoa muito diferente do abitual , comecei a pensar “tenho que cuidar dela , tenho que protegela não importa como mas tenho .” .Quando chegamos na praia e começamos a colocar as nossas malas na pousada um dos caras que nos ajudavam ficava a encarando de um jeito diferente , mas como ela ficava conversando e ajudando os professores com as malas ela não percebeu mais eu sim e fiquei meio cismado com aquilo mas assim que ele acabou ele foi embora e eu acabei deixando pra lá , nos ficariamos 2 noites la e na primeira noite eu tive o mesmo sonho e isso me deixou ainda mais aterrorizado com oque poderia acontecer com ela , liguei para minha mão e ela disse que estava ficando preocupada com isso mas mesmo assim eu disse a ela que ficaria bem mesmo estando com muito medo. Durante o 1 dia as meninas brincarão muito e se divertirão muito sem nenhum problema , mesmo assim eu sempre ficava perto era meio que uma preocipação exagerada eu sei mas era mais forte do que eu entendem não da pra explicar o porque, bom nessa noite eu tive o MESMO sonho que eu lutava com um lobo e ela estava la , era eu que a protegia e eu estava sangrando muito é era nessa hora que eu acordava suando muito e com muito medo. No 2 dia a parte da manha foi tranquila os meninos iao surfa e as meninas ficavam na piscina apesar de não entender o porque de ficar na piscina tendo vindo para uma praia mais era ate melhor porque assim eu ficava de olho nela sem ela notar , mas nesse dia na parte da tarde um dos professores disse que havia perdido o celular e pediu ajuda para procura o desgraçado , entao ele pediu isso a min a ela e a mais 4 colegas nosso só que por algum motivo ela disse o lugar onde iria procurar só para min é ainda por cima ela falou muito baixo e a única parte que eu entendi foi “atrás da casa…’ e foi embora para esse local depois de uns 40 minuto ou mais ate um dos alunos encontrou o telefone dele e o dei ao professor que foi avisar que já tinha achado , depois de um tempinho a maioria dos alunos voltou ,menos ela , isso me deixou meio assustado então eu perguntei ao professor “o senho viu a morgana?” ele respondeu “não, não vi não , ela provalvemente deve estar procurando um pouco mais longe com os outros” esses outros que ele falou e que dos 4 que sairão 2 já haviam voltado , depois de mais 10 minutos esses 2 voltaram mas sem ela , eu perguntei “vocês viram a morgana?” eles então disseram que virão ela conversando com um dos caras que nos ajudarão com as malas no dia que chegamos depois de escutar isso meu coração começou a bater feito louco e uma angustia começou a surgir como se tivesse acontecido alguma coisa quando eu fui ao portão da pousada eu tropecei e assim que eu cai as lembranças do sonho começaram a fazer sentido pra min , nisso eu olhei para o horizonte e vi que bem longe dali tinha umas pedras enormes tipo umas grutas mas como estavam longes no primeiro momento que as vi deixei pra la e fui procurar ela por ali mesmo mas então ( podem falar se foi algo divino ou sorte ou qualquer outra coisa) eu me toquei de que no dia que eu vi o cara encarando ela de um jeito estranho esse cara tinha umas voltas de prata e numa delas tinha um lobo , e no sonho também tinha um lobo , nessa hora eu senti uma dor terrível no coração e um medo enorme ,sabem aquele medo não de se machucar mas de ver alguem se machucar , foi mais ou menos isso , eu corri pra lá feito um desvairado , corri tanto que deu caimbra mas eu não tava nem ai , quando eu cheguei perto eu vi uma pequena luz tipo aquelas de lanterna , quando eu cheguei mais perto eu vi uma coisa que ate hoje me assombra , ela estava com o rosto machucado, amarrada, com uma mordaça na boca e o miseravel estava fazendo sexo anal com o ânus dela muito ensanguentado , pessoal o olhar dela foi a coisa mais terrivel que eu vi na minha vida , era como se ela quisesse morrer sabem, ate hoje quando eu olho pra ela eu me sinto meio que culpado sabem, talvez se eu tivesse estado la do lado dela naquela tarde ela não teria passado por isso , na hora eu não pensei em arma , serio eu pouco me lembro do momento , oque eu me lembro foi que eu fui com tudo pra cima dele bati ,mordi, chutei meti a cabeça dele nas pedras , peguei uns pedaços de madeira e acertei na cabeça dele mas mesmo assim ele estava com um facão e acertou o meu braço direito , quando eu cai eu vi que ela estava desmaiada ,acho que o trauma foi tão forte o corpo dela meio que se desligou sabem , assi mque eu voltei a si eu senti uma 2 facãozada nas minhas costas e não sentia mais o meu braço mas mesmo assim eu tava com tanto ódio que eu consegui derrubar ele e acabei acertando uma pedrada no pescoço dele ele meio que desmaio eu axo mais ai eu perdi a consiência sò acordei no hospital parecendo uma mùmia ,enfaixado da cintura pra baixo , mas quando eu olhei pro lado naquelas cadeiras de espera ,ela estava dormindo ,parecia muito bem ao meu ver é eu fiquei feliz por isso ,minha mãe veio me deu um abraço e ficou chorando agarrada em min ,depois veio uma enfermeira e me perguntou se estava doendo, eu disse que não que as minha costa estavam bem então ela disse assim “mas e do seu braço que eu estou falando” bom foi ai que eu notei que não sentia o braço , eu o tinha perdido na luta ,o golpe tinha rompido o osso e os nervos e tiveram que amputar, eu fiquei chocado com aquilo , serio pra quem estiver lendo isso e já perdeu uma parte do corpo sabe do que estou falando ,bom ela acordou e vei me abraçar dizendo que sentia muito pelo oque tinha acontecido e nisso ela começou a chorar , eu perguntei se ela estava bem é ela me disse que sim que não aconteceu nada de serio porque eu a salvei , quando ela falou salvei eu me lembrei da oração que eu avia feito na igreja ,pessoal eu nunca fiquei tão feliz na minha vida ,do nada eu comecei a chora e a agradecer a deus e expliquei a minha mãe e a ela o porque que eu estava chorando , minha mãe ficou meio sem saber oque dizer i ela disse pra min uma coisa com os olhos cheios de lagrimas que apesar de tudo oque eu vi até hoje de ruim no mundo ainda me da esperanças que foi “agora eu vou ser o seu braço direito, você deixa” serio eu fiquei meio bobo nessa hora kkkk até hoje ela fala isso pra min , depois disso nós começamos a namorar e depois de 1 ano nós nos casamos na igreja que eu tropecei e me permitiu salvar a mulher que eu realmente amo, achei que deveria dividir isso com vocês porque isso mostra que ainda há amor nesse mundo sabem ,que não e só o mal que existe nele , tem o bem também e só saber procurar.( desculpem se ficou meio meloso e que eu não conseguir colocar de outro jeito)

– Eita! Sem palavras. Minhas condolências sobre o seu braço antigo e parabéns pelo braço novo! O destino pode tirar mas nos dá em troca. Espero que a ausência de um membro não esteja a atrapalhar a sua vida.

 

#07

Nome: Diangellis

Sempre fui de sentir presenças,ter maus pressentimentos,Déjà vu,mas as únicas coisas que me deixaram com medo foi quando eu vi coisas(uma vez com 7 anos e outra quando tinha 14) e um dos ”maus pressentimentos”.
Vou começar com as coisas que eu vi:
A primeira vez eu estava na sala da minha casa à noite vendo um filme de desenho,e comecei a cantar a musica do filme quando eu escuto uma batida na parede perto da janela que estava aberta, olhei em direção da janela e vejo uma mão enorme e branca com veias aparentes,tateando a janela como se tivesse tentando pegar algo e depois fechando uma parte dela fazendo um estrondo(a janela era daquelas de madeira com duas ”portas” que tu juntava e fechava encaixando um ferrinho na ponta).
Meu pai tinha o costume de quando chegava do serviço fechar todas as janelas pelo lado de fora, mas nesse dia meu pai estava de folga,e estava na cozinha com a minha mãe.Mesmo assim perguntei pra ele se havia saído pra fora e ele me confirmou que não,e se tivesse alguém lá fora o cachorro com certeza iria latir.meu pai com medo de que fosse alguém que tivesse invadido o pátio de casa,saiu pra fora com uma lanterna e não encontrou nada.
Depois com 14 anos fui posar na casa dos meus primos, lá eles tinham mania de deixar todas as luzes apagadas(não sei porque cargas d’água),eu sempre dormia no quarto da minha prima que tinha duas camas,e entre as duas camas tinha uma cadeira de balanço,enfim,meus primos ficavam no quarto da frente e acabaram dormindo com a tv ligada, a parede entre os quartos era de madeira e tinha umas falhas então passava um pouco da luz pro nosso,minha prima dormiu e continuei acordada ,não conseguia dormir mesmo estando muito cansada.Fiquei olhando pro lado em que minha prima estava enquanto esperava o sono bater,comecei a ficar com dor no braço direito e me virei pro lado da parede ,senti uma coisa estranha , me deu um arrepio,virei pro lado da minha prima de novo e vi uma menina com olhos bem pretos olhando pra mim com a cabeça meia virada pro lado, fiquei olhando por uns 5 segundos e fechei os olhos,quando abri tinha sumido, comecei a chorar ,pensei em acordar minha prima mas eu tava com tanto medo que não conseguia me levantar da cama,acabou que fiquei acordada até amanhecer o dia e meus primos levantarem pra eu conseguir dormir.
E por fim, ano passado, eu fiquei quase mês sem conseguir dormir,chorava quase todos os dias sem razão, sentia uma tristeza,medo,como se alguma coisa de ruim fosse acontecer.No fim desse suposto mês, meu tio morreu. depois do ocorrido todas essas coisas não aconteceram mais.

– Olá! Um bom meio de você descobrir sobre o que acontece com você e em sua volta é ir a um centro espírita. Você pode descobrir muito mais coisas meditando.

 

#08

Nome: Cassiano

Olá pessoal, eu sou uma pessoa que já teve milhares de experiências e tenho até hoje, e vou lhes contar a minha primeira experiência com o “outro mundo”…

Um dia quando eu tinha uns 4 ou 5 anos, eu estava na minha casa, faziam uns 2 ou 3 meses que minha tia bisavó (sim, tia bisavó) tinha morrido, eu fiquei desde então, brincando de dizer o nome dela e fica pensando em espíritos e fantasmas, até um dia que eu não falei isso, eu levantei, fui ao banheiro pra escovar o dentes, só que dessa vez, eu me esqueci de acender a luz, quando pego a escova e olho pro espelho, eu vejo uma pessoa com uma capa preta atrás de mim, eu gelei e fiquei observando, da capa se estendeu uma mão (que era um esqueleto) e foi em direção para me tocar, eu gritei e corri, abracei minha mãe e fiquei chorando por um tempo, desde então foi quando tudo começou…

Futuramente eu conto mais histórias, essa foi a minha primeira, tem muitas vindas depois dessa, obrigado por lerem, um abraço.

 

#09

Nome: Guilherme

Bom, eu não sou muito bom em desenvolver textos. então vou direto ao assunto…

Era uma noite comum, eu estava estudando sobre OVNIs e Vida Extraterrestre, nesta noite fui dormir mais tarde que o normal, ok, tudo certo.

Era 4 horas da madrugada quando eu acordo, vejo dois olhos negros e uma pele marrom ou preta, era como se tivesse suja sei-la, eu nao conseguia me mexer, nem falar, só conseguia mecher o olho e piscar, era angustiante, eu tentei gritar mas só saiu um som estranho e baixo, meus pais nao acordaram (tinha 15 anos quando ocorreu, hoje tenho 18) eu pisquei, tentei pensar e acredito que cm força de vontade eu, com muita força fisicda consegui “romper” o que me prendia, coloquei meus braços na frente do meu rosto, fecheis os olhos e me encolhi, sumiu, simplesmente sumiu! acabou o que tava acontecendo, nao tinha mais nada na minha frente, tentei dormir de novo, mas aquela noite eu perdi o sono, não sei se foi realidade ou se foi coisa da minha cabeça por ter estudado mto sobre o assunto, mas de qualquer forma, ter uma paralisia do sono e junto vim coisas horriveis, é a pior coisa que me ocorreu, eu nao gosto de lembrar.

– Eu creio que tenha sido coisas de sua mente, Guilherme. O cérebro nos prega peças inimagináveis!

 

#10

Nome: Airton

Em um Bela dia como todo outro, em um final de semana…. Quando tinha entre 12 a 13 anos, hoje tem 18 , estava em casa brincando com meu irmão , deixei muitos brinquedos espalhados pelo chão da sala e por ser um final de semana meus pais estavam em casa descansando e assistindo tv. Eu e meu irmão brincava na sala com os brinquedos,bola etc.. e minha mãe e meu pai assistia a televisão na sala, meu pai se irritou e mando eu e meu irmão guardar aquilo, então eu deixei pra guardar somente a bola (Nada esperto eu rsrsrs), e fui guardar no meu quarto,para ir ao meu quarto tem que subir as escadas por onde você passar por um corredor que tem o banheiro a direita e meu quarto no final, eu sempre que fui pra essa casa tinha medo de subir la sozinho, o por quê ? não sei , mas só sei que não gostava, hoje estou tranquilo…. então como estava com medo, joguei a bola da escada para ela kikar no corredor e ir parar não sei a onde…. so que quando joguei, a bola foi kikada por um vutoo e voltou muito rapidoo em min (consegui me esquivar), joguei de novo e o vuto voltou , a bola bateu tão forte na minha mão que quebrei minha uinha toda. Beleza , o que eu fiz ? joguei a bola e desci as escadas…. a bola não volto mas não escutei o barulho dela pegando no chão. Beleza, chegou a noite hora de dormir néh, e vc com o c´´*&u na mão pra ir pro quarto, ai eu esperei meus pais subirem , pra min ir junto, ai quando cheguei no meu quarto , derepente me deparo com a bola presa ao teto, nessa hora fiquei morrendooooo de medo, quase desmaiei, quando fui voltar correndo pro quarto da minha mãee a porta do meu quarto fecha , e minha mãe diz “boa noite filho”, pensando que era eu que fechei a porta… nessa hora eu deitei no xão mesmo, puxei o coberto que estava na minha cama e tentei dormir ali mesmo, com uma bola pindurada no teto, e consegui dormir, no outro dia quando acordei, eu estava no hospital do nada com meus pais, e sem saber perguntei o que havia acontecido, eles surpressos me perguntarão se eu me lembrava de algo, eu disse que não, e eles me diseram que eu fui para o quarto, escorredei da bola e bati a cabeça, a bola bateu na parede, que kiko na porta do meu quarto com força e chego a enterrar, depois que eles me diseram, eu me lembrei de tudo que tinha acontecido na quela noite, mas não foi bem assim néh ? beleza, sai do hospital, estava bem, apenas tinha desmaiado, quando chego em casa, fui correndo para meu quarto, ver o raiioooo da bola, e ela não estava la. ok, eu sai do hospital a tarde, fiquei na rua com meus amigos, e voltei pra casa dormir, quando fui dormir ,tomei meu banho e fui deitar, no outro dia logo apos o almoço, eu me deparei com a mesma cena do primeiro acontecimento, minha mãe e meu pai assistindo tv, e meu irmão chego de brinquedo e com a bola brincando, e meu pai nervoso fala pra guardar tudo, so que dessa vez eu fui guardar os brinquedos, meu irmão foi guardar a bola…

Meu irmão morreu na noite daquele dia com traumatismo craniano depois de escorregar da bola.

– Caramba! =/

 

Eu não tenho o costume de comentar ao final mas esse, creio eu, que tenha sido o RB mais pesado.

 Agora, caso queiram, preencham o formulário com o seu relato bizarro.

Written by DraftL

O que está em cima é igual ao que está embaixo e, o que está embaixo, é igual ao que está em cima, para realizar os milagres de uma coisa única.

Comentários