,

Relatos Bizarros #28

Mais uma semana com vosmicês!

Eu estava muito atarefado, como eu havia dito. Porém, essas são situações passadas. :)

Não sabe como enviar o seu relato? Simples, meu chapa!

Há três meios

O primeiro: basta clicar aqui e você será direcionado à nossa página de relatos.

O segundo: envie-nos um e-mail ->[email protected]

O terceiro: basta começar a ler os relatos que, ao final, haverá um formulário idêntico ao da nossa página de relatos para preencher com sua história surpreendente.

A título de esclarecimento: se o seu relato não apareceu aqui, não fique chateado. Nas próximas semanas ele com certeza aparecerá. Eu posto os relatos por ordem de chegada. Basta só aguardar. Semana que vem tem mais, não se preocupem! :)
Seus relatos com certeza aparecerão só basta esperar!

Uma pequena observação: nesse tempo em que estive distanciado do IÉB, fui preparando, pouco a pouco os Relatos Bizarros então vocês podem esperar por, pelo menos 2 meses, todas às sextas, capítulo novo dessa nossa novela.

 

#01

 

Nome: Emanuel

 

Na época eu tinha 09 anos e duas coisas assustadoras semelhantes aconteceram comigo . 1º estava na casa de minha tia e descobri que 666 e o numero da besta , então fiquei provocando e repetindo esse numero varias e vairas vezes brincando com o além , então derrepente me deu um cansaço então fui me deitar  , o quarto era em frente ao  corredor e não tinha porta ou cortina ,eu ouvia o som do ponteiro como se ele estivesse em minha cabeça e o quarto ficou gelado então percebi que tinha alguma coisa no corredor e fiquei olhando e a coisa se aproximou de min era uma velha de que usava uma capa preta e que ficou me encarando e foi se aproximando , fiquei apavorado e tentei gritar   mais eu não consegui eu nem consegui me mover então fechei os olhos e comecei a orar  então quando abri os olhos ela tinha sumido, fiquei sem conseguir dormir aquela noite e fiquei muito aliviado ao ver o  sol nascer

2º novamente não consegui dormir  (detalhe; na casa de minha vó ela apaga todas as luzes) então fiquei ali olhando pro nada quando derrepente uma luz fraca ilumina o quarto e surge uma semelhante mulher também usando uma capa preta mais ela parecia mais jovem e tinha um enorme sino ao lado dela  no lugar daquele pilarzinho que tem dentro do sino avia um gato de cabeça pra baixo  e ela fazia aquele miado quando os gatos brigam e ela ria com uma risada maliguina e tocava o sino fiquei aterrorisado.

 

#02

 

Nome: Sayra

 

O meu relato é bem grandinho, mas irei descrevê-lo como assim aconteceu.

Actualmente, tenho 23 anos de idade e aos 16 anos de idade aconteceu algo que nunca pensei que iria acontecer.

Eu e uma amiga minha voltávamos da escola. Eram umas 4h da tarde e fomos para minha casa para lancharmos e depois irmos-nos divertir um pouco. Mas tudo isto começou quando coloquei os pés na minha casa.

Abri a porta e deixei passar a minha amiga primeiro. Ela dirigiu-se ao meu quarto e eu directamente há cozinha para preparar o lanche onde ela se juntou a mim logo de seguida.

Enquanto preparávamos o lanche, havia uma mosca que me estava a importunar e no meu pensamento desejei que ela morrer-se de um ataque cardíaco, ora como sabem as moscas são chatas e eu ocupada não a conseguia matar por nada e estava sempre a escapar quando a minha amiga também a tentava matar com o mata-mosca e nada, mas foi então que quando acabei de ter esse pensamento, a mosca caiu sobre a mesa ao pé da minha mão morta. Ambas ficamos assustadiças e eu ainda mais pois tinha pedido que ela morresse. Bom, o momento passou-se e continuamos a criar o nosso lanche. Quando terminamos, minha amiga sentou-se e eu antes de ir comer lembrei-me de uma ocorrência que não fazia muito que tinha acontecido há minha mãe.

“Sabes o que aconteceu há minha mãe um destes dias? Estas a ver este armário aqui?”

O armário ainda se encontra na minha actual casa e é feito de vidro com prateleiras do mesmo. Decidi então abrir a porta do armário, pois o que acontece com a minha mãe tinha sido que por sorte não se tinha cortado devido a que quando o abriu as prateleiras cederam e os copos de exposição que ali estavam também de vidro se partiram todos no chão. Abri e sem esperar e tal como aconteceu com a minha mãe, o copos novos de vidro que lá estavam caíram todos e partiram-se, mas o mais estranho é que as prateleiras continuavam intactas, pois após o  acidente com a minha mãe, o meu pai apertou as prateleiras para não acontecer o mesmo.

Eu e a minha amiga ficamos sem choque pois como tinham caído os copos se estavam totalmente encostados para trás do armário e as prateleiras no mesmo sítio? Bom, apesar do medo, não me magoei e decidi apanhar os cacos de vidro do chão e coloca-los na pá e encostar a pá há mesa da cozinha, juntamente com a vassoura para que os cacos de vidro permanecessem dentro da pá.

Foi estupida não os ter colocado logo no lixo, mas ainda assustadas fomos até há sala para eu ligar há minha mãe e contar o sucedido e como tal, apesar de a minha mãe ser crente em espíritos, não acredito na minha palavra na altura.

Então tudo bem, pedi há minha amiga que me passa-se o aquecedor que na altura era a gás enquanto eu iria há cozinha buscar um isqueiro para acender, sim aquilo tinha protecção para não tocar na no gás senão catrapuz já era xD, e quando cheguei há cozinha não ganhei para o susto. A pá e a vassoura continuavam no mesmo sitio, mas os vidro que colectei anteriormente estavam no mesmo sitio inicial. Fiquei O.O como isto aconteceu?!

Respirando fundo, voltei a varrer os cacos de vidro outravez e mais uma vez e não sei porque, não coloquei no saco do lixo e voltei para a sala com o isqueiro e há medida que ia tentando acender o aquecedor, ia contando o sucedido há minha amiga foi quando nós as duas apanhamos o maior susto até agora. O meu aquecedor enquanto está para  aquecer faz chama e na chama apareceu, e eu juro que tudo isto é verdade o que digo, a forma de uma caveira sorrindo tão nítida que essa imagem não me desapareceu da cabeça tão depressa. Voltei a ligar há minha mãe e ela estava quase a chegar a casa. Quando chegou o fogo tinha voltado ao normal e não sei como os cacos de vidro estavam no lixo. Nem eu, nem a minha amiga tínhamos mexido neles e a pá e vassoura continuavam encostados há mesa da cozinha.

 

Foi muito bizarro e este acontecimento nunca esquecerei! Parece que foi ontem que tudo aconteceu.

 

PS – Desculpa a minha escrita, mas como sou de Portugal algumas palavras são diferente!

 

#03

Nome: Letícia

 

Salve pessoal !! sou a Letícia e falo de Guarulhos.

 

Antes de mais nada, gostaria de me apresentar como uma Simpatizante do Espiritismo Kardecista; portanto me interesso muito pelas obras de Allan Kardec e pelas histórias de Chico Xavier.

 

Bom, vamos começar. Anteriormente trabalhava num escritório que ficava dentro de uma casa; nos fundos dessa casa havia um quartinho para o ex zelador (ela já morreu) e era nesse quartinho que eu almoçava todos os dias! por mais que o dono daquele quartinho não estivesse mais ali, eu sempre pedia licença para entrar (como forma de respeito); no começo eu não gostava de almoçar lá por ser um ambiente um tanto desorganizado e congelante, mas com o passar dos meses a gente acaba se acostumando… a cada dia fui me sentindo mais a vontade, até que um dia resolvi começar a ler meus livros do Allan Kardec na hora do almoço..naquele quartinho rs. Pois bem, um dia estava eu neste quartinho almoçando e lendo meu livro quando um outro funcionário do escritório chegou, até ai tudo bem MAS aconteceu algo muito curioso: de frente para esse quartinho há um outro quarto (o quarto dos equipamentos) e da onde eu estava dava pra ver o interior do quarto dos equipamentos por uma janela grande, EU JURO, JURO por tudo que há de mais sagrado que vi um rosto olhando pra mim! sabe quando você resolve olhar para um determinado lugar? você continua olhando e não vê nada e quando você olha de novo está lá o rosto olhando pra você? é como se você olhasse de relance; porém eu encarei o rosto me olhando, fiquei determinada a olhar! até que resolvi não olhar mais e quando eu resolvi olhar de novo, adivinha o que aconteceu?! o rosto já não estava mais lá…pois é…resolvi perguntar para o funcionário que havia acabado de chegar no escritório se era ele quem estava dentro do quartinho (óbvio que não disse pra ela o que estava acontecendo) eu fingi que perguntei por perguntar, sabe? ele jurou de pés juntos que nem havia ainda entrado naquele quarto, afinal havia acabado de chegar… lembrando que eu sempre me senti observada naquele quartinho onde o ex zelador morava… sei lá… será que polo fato de me interessar por espiritismo kardecista o espírito quis de alguma forma se aproximar de mim? se alguém puder me responder eu agradeço e ahh!! quase esquecendo de comentar: o rosto que eu vi usava óculos…portanto acho que o funcionário estava falando a verdade, já que o mesmo não usa óculos :) eu sempre me interessei por essas “coisas” espíritos… e tudo o que eu mais queria na época era poder vivenciar algo parecido com esse acontecimento, algo me pudesse me aproximar deles…ai comecei a ler esses tipos de livros, até frequentei palestras Kardecistas! não tenho medo, um certo receio talvez. :)

 

#04

Nome: Samanta

 

Oi, meu nome é Samanta e tenho quase 16 anos. Meu relato é curto, porém me deixa intrigada todas as vezes que tento achar respostas. Vem acontecendo coisas estranhas, mas toda vez que eu tento conversar com alguém da minha família sobre, eles fazem de tudo para que eu acredite que não seja nada, então finjo concordar mas continuo atormentada. Creio que fazem isso por eu ser super medrosa, eu fico só em casa quase todos os dias, com medo mais fico rs. Pois bem, primeiramente eu estava na sala vendo TV com meu avô e ele tinha acabado de voltar da cozinha (ao lado) e tinha deixado a luz apagada, e de repente eu ouço o barulho do interruptor e olho para o lado e vejo que a luz da cozinha tinha acendido sozinha, meu avô ficou meio cabreiro mas logo desencanou, minha mãe afirma que o interruptor  tinha ficado mal apertado, mas eu ja fiz 1000 testes e não tem como ele ficar no meio, ou fica em posição de ligado ou de desligado. Em uma outra ocasião, eu estava jogando cartas com meu padrasto quando uma das cadeiras da mesa começou a balançar, estava com medo mas mudei ela de lugar e assim parou, continuamos como se nada tivesse acontecido. No dia seguinte, minha régua “voou” da minha cama e foi parar perto da porta, e minutos depois meu celular trocou de lugar sozinho. Mas o fato mais recente foi quando estava na sala e olhei pra cortina e parecia que havia uma mão atras descendo e subindo os dedos na cortina, até a marca de 5 dedos era evidente… E diversas noites quando me deito ouço ruídos estranhos sendo que todos já foram se deitar. É isso galera, as pessoas dizem que é tudo fruto da minha imaginação, que eu fica pensando nessas coisas e por isso tenho a sensação de acontecer. Prefiro acreditar nisso rs

 

#05

Nome: Rayza

 

Bom, gente, meu nome é Rayza, tenho 21 anos e, de uns tempos pra cá, certos fatos dentro das igrejas me fizeram pensar em religião, Deus e tudo mais.

Confesso que, em certos momentos, cheguei a desacreditar, mas hoje isso mudou, creio em Deus e explico o porque.

Eu tenho um tio que sofreu paralisia cerebral ao nascer, não anda, não fala, enfim, precisa de ajuda pra fazer tudo.

Minha vó tinha muito medo de morrer pois achava que ninguém iria cuidar bem dele, mas, ela acabou falecendo e ele ficando com uma tia minha e o marido dela que, por sinal, não gosta dele.

Recebemos uma ligação em casa, eu e minha mãe, contando que meu tio havia dado entrada no hospital com dois pregos no pulmão.

Não me pergunte como!

Os médicos tentaram todos os procedimentos e NADA funcionou.

Minha mãe foi dormir uma noite com ele, para dar descanso a minha tia e, no meio da noite, ela me disse ter ”sonhado” com a minha vó na beira da cama do meu tio, rodeada de pessoas de branco e quando ela foi se aproximar, uma enfermeira entrou no quarto e ela ”acordou”.

No dia seguinte, fizeram exames e, simplesmente, não tinha mais prego nenhum no pulmão do meu tio.

 

É isso !

Eu, graças a Deus nunca vi nada, tenho um cagaço com essas coisas, leio e procuro saber de teimosa, rsrs.

Abraço, até a próxima.

 

 

#06

Nome: Matheus

 

Prepare-se , este é longo.Eu costumava ser muito católico , o mais religioso da catequese.Eu tenho 12 anos.E vou contar como minha vida mudou com uma brincadeira .Eu e um amigo meu chamado Lucas estavamos na aula de informática da minha escola ,e começamos a falar de ETS , maldições e espirítos.Depois começamos a nos aprofundar muito na conversa , e ele começou a contar segredos dele , ele falou que conseguia ver espirítos por alguns segundos , e ver onde eles estavam em sua mente.Quando voltamos a aula de matemática , falamos com outros amigos (que eram ateus) sobre as maldições.Eles fizeram uma brincadeira ,fingindo que invocavam Lúcifer e um amaldiçoava o outro.Eu tive um enjoo terrível, eu e o Lucas ficamos discutindo sobre isso , e outro colega ficou com medo e saiu contando pra todo mundo.Coisas estranhas começaram a acontecer , a primeira que falou não acreditar caiu e abriu o braço expondo a carne.O segundo que disse não acreditar foi embora mais cedo  , porque do nada sua perna ficou com dezenas de picadas de mosquito na perna direita.Na sexta-feira , muitas pessoas levaram bronca dos professores,a irmã de um garoto ficou com febre alta demais e o óculos de uma garota foi partido ao meio , mesmo assim ninguém confessou ter quebrado.Nossa escola fica ao lado de uma igreja , e na semana seguinte o demo não estava mais lá , meu amigo não o via mais.Mas essa paz só durou um dia , o maldito voltou , e envenenou as mentes de todos da escola , as crianças começaram a fazer brincadeiras um pouco macabras.Elas faziam brincadeiras de “quem soca mais forte.”.

Com muita luta expulsamos QUATRO demônios da escola , matando com biblías e crucifixos um e expulsamos outros dois , só sobrou um que desapareceu do nada , não vimos o que aconteceu com ele.Após um tempo , vultos começaram em nossas casas , ouviamos vozes , viamos sombras , e após um tempo , o demônio que fugiu me possuiu , me fez fazer um pacto com ele ,ele mata quem eu quiser , mas eu devo ser um líder mundial como Hitler … e fazer um genocídio.E agora eu não sou só uma pessoa , sou uma legião.

???

 

#07

Nome: Victor

 

ola meu nome e victor tenho 12 anos ha alguns anos atras eu tinha sempre o mesmo sonho sempre o mesmo sonho era um sonho muito bizarro, no sonho eu nao podia ver nada estava tudo escuro eu nao enxergava nada eu so escutava uma voz que parecia ser feminina era uma voz grave e rouca muito estranha que falava coisas emboladas eu nao conseguia entender oque essa voz dizia, eu lembro que eu acordava com muito medo e nao conseguia dormi de novo,ate hoje eu me pergunto porque eu sonhava com isso toda noite.

 

#08

Nome: Pedro

 

trabalhava em uma empresa ferroviaria de segurança , era uma e meia da manha , meu colega estava no seu horario de descanso eu estava de quarda na estação ferroviaria , quando de repente a 500 metros na beira da linha , vi uma pessoa , atravessando e subindo o barranco indo em direção a rua , em certo momento esta pessoa jogou uma luz muito azul na beira da linha , e desapareceu , chamei meu colega e fomos indo a pé até onde estava a luz e a medida que iamos nos aproximando a luz ia diminunindo de intensidade , quando chegamos bem perto ela desapareceu , e até hoje fico me perguntando o que era aquilo.

 

#09

Nome: Marcos

 

Olá leitores, eu me chamo Marcos, e gostaria de compartilhar um pouco das minhas experiências com vcs. Quando eu tinha por volta de 4 anos de idade, morávamos eu , meu pai e minha mãe em um sitio, era uma casa simples de madeira, e começaram a acontecer coisas anormais, eu dormia no quarto dos meus pais em um colchão, eu tinha muito medo do escuro e de ficar ou entrar em casa sozinho, por vezes sentia coisas ruins tipo, calafrios, medo, dava a impressão de ter alguém estranho na casa, certa noite eu estava dormindo e quando foi de madrugada acordei, olhei pro lado e vi dois olhos brancos me olhando, fiquei em choque com muito medo, me cobri na hora, e gritei pela minha mãe, dizendo a ela que tinha dois olhos na parede me observando, ela porém não acreditou e me mandou ficar quieto e voltar a dormir, fique de baixo das cobertas morrendo de medo até que peguei no sono, no outro dia fui conversar com a minha mãe e mais calmo eu contei a ela sobre o acontecido, ela então acreditou em mim, e me disse que ouvia barulho de porta batendo sem ter ninguém em casa a não ser ela e ouvia vozes, eu fiquei com mais medo ainda, não ficava sozinho por nada, após 3 anos + ou -,  certo dia eu estava na igreja com a minha mãe e de onde eu estava sentado olhei para o outro lado e no lado de fora olhando pela janela haviam 3 índios com os rostos pintados cada um com um cajado nas mãos, olhando para dentro da igreja ninguém os vias a não ser eu, fiquei em pânico. Eu tinha vários pesadelos com seres demoníacos, eles tinham fora humana só que eram gigantes e com chifres a sua cor era avermelhado, sonhava com duendes. Eu vivia amedrontado, não tinha coragem de ficar sozinho em lugar algum mesmo que ainda fosse de dia, chamei a minha mãe pra conversar e contei sobre esses outros acontecimentos, que até então eu não havia contado nada a ninguém, ela viu o quanto eu estava amedrontado, e me ensinou uma coisa que carrego comigo até hoje que foi a chave pra minha libertação, ela me disse assim filho quando vc ver essas coisas de novo, vc diz ” O sangue de Jesus tem poder ” , a partir desse dia nunca mais vi nada, e nem em sonhos, hoje não tenho medo de nada graças a Deus. Há duas forças atuando paralelamente em nosso mundo, a força das trevas ‘ demônios ‘ e as força da luz ‘ Jesus ‘.  Não há poder maior do que Deus, aos que duvidam, sugiro que façam um teste, quando virem algo sobrenatural, sentir ou ouvir vozes, clamem pelo o sangue de Jesus, ele tem todo o poder, façam o teste e garanto que não mais serão atormentados por esses espíritos demoníacos, ao ouvir o nome de Jesus eles sairão no mesmo instante. Eu não vim aqui defender ou fazer apologia a religião, mas o que eu disse é o que eu vivo e por isso falo com convicção. A todos que leram até ao final, eu lhes agradeço pela atenção, e se eu puder ajudar ou trocar experiência do tipo com alguém estou a disposição. A me desculpem pelo tamanho do texto, abraço a todos.

– Eu ainda fico intrigando quando as pessoas evocam o nome de Jesus ou Deus pedindo proteção e tais espíritos sumirem. Essas palavras realmente têm poder.

 

#10

Nome: Caroline

 

adorei esse site. e me encantei pelos relatos bizarros rsrsrs. bom eu tenho muitas histórias de relatos bizarros, pq sou uma pessoa que de uma forma ou outra tem um contato muito forte com o mundo espiritual. tudo começou quando eu ainda era pequena.. eu morava em uma casa ao lado de um candomblé e minha família se converteu ao Evangelho de Jesus Cristo, por causa disso meus pais foram muito perseguidos pelos filhos dos orixás, que eram donos desse candomblé. meu pai cansava de acha cabeça de gato preto em cima da casa, com terra de cemitério, urina e outras coisa . minha mãe sempre via coisas. um dia ela estava dormindo, e viu uma velha bem alta e com o rosto todo enrugado parada na porta em frente a cama dela no quarto. ela começou a orar e a velha sumiu. até que um dia resolvemos nos mudar, mudamos para uma casa em outro bairro, meus pais descobriram após um tempo, que nessa casa morava uma senhora que servia a São cosme e damião. foi ai que começou tudo. Eu dormia em um beliche com minha irmã, eu dormia sempre na parte de cima e ela na de baixo. um dia eu acordei e olhando para a parede em frente ao meu beliche vi uma bruxa, ou melhor o rosto de uma bruxa, rindo pra mim, ela ria mais com um riso maldoso e no rosto dela tinham varias verrugas. eu encarei e pisquei varias vezes até que ela foi sumindo. não costumava me assustar muito com as coisa que via. ja vi dentro do meu quarto um jogador de basquete negro e bem alto.. olhando pra mim. o Segredo era piscar varias vezes.. e eles iam desaparecendo. um dia eu no quintal vi um vulto preto subindo uma escada .. na hora eu num pensei em nada e só corri kkkkkkkkk . Quando desliguei o som uma vez ele voltou a ligar. sozinho .. e tenho certeza que desliguei. A música tava alta eu fui lá, dei stop e desliguei .. quando eu fui pra a cozinha ele ligou e começou a tocar a música de novo.  O fato que mais me marcou nessa casa foi esse: um dia eu não conseguia dormir então pedia a minha irmã para trocar de cama comigo, eu fui pra cama de baixo e ela pra a de cima .. rolei, rolei, virei de um lado virei de outro até que me virei para a porta . no meu quarto ficava a maquina de lavar e uma cadeira , nesse dia minha mãe tinha lavado roupas e dobrado todas e posto em cima da cadeira que fica ao lado da maquina de lavar . quando olhei na direção da porta vi meu pai sentado na cadeira ao lado da maquina de lavar. ja era tarde da noite e ele estava sentado olhando pra mim, com uma cara bem feia , vestindo apenas um short verde que ele costumava ficar em ksa nos dias de calor. estranhei meu pai ali uma hora daquela, e ainda mais me olhando com a cara feia. mais não sei porque me senti protegida , me virei para o lado e dormir. No outro dia fui perguntar a ele pq ele estava com aquela cara feia me olhando, ele simplesmente me disse que nem da cama da minha mãe ele havia levantado. perguntei pra ela, e ela me disse a mesma coisa. desse dia em diante passei a ter medo. e foi ai que outras coisa começaram acontecer comigo.

– Então não nos deixe de contar o ocorrido com você! J

 

#11

Nome: Anolian

 

Primeiro contato – espíritos, aliens, seres, chame do que quiser, eu mesmo não sei do que chamar..

 

-verão de 2010 : Já estava a 8 meses sem sair de casa até que certo dia um amigo chamou-me por msn pra fazer um madrugadão(passar a madrugada na lan house), aceitei o convite e tratei de ir para a lan house

o contato ocorreu no caminho de casa até a  lan house, e teve início meia quadra de minha casa.

-notei que havia uma espécie de fumaça/luz opaca sem reflexo a alguns metros acima, como que pairando no ar (calculei eu que fossem holofotes das inúmeras boates da cidade que vivia, já que era noite e todos estavam veraniando na praia), porém quando dobrei a esquina notei que a fumaça dobrou junto comigo, fiquei curioso mas continuei andando porém com atenção especial na fumaça..

passado alguns metros notei que aquela fumaça se contraía e expandia em razão de objetos cilíndricos nas extremidades da fumaça, quando girava pra um lado, contraía, quando girava pro oposto expandia.

continuei calculando eu que fossem os holofotes ( realmente haviam muitos)

porém em determinado ponto, praticamente metade do caminho, tive uma vontade incontrolável, repito, incontrolável de fechar os olhos e abrir os braços, não pude me deter, senti um frio na espinha e uma espécie de choque na cabeça que mais parecia com ondas, nisso abri os olhos e me vi envolto naquela fumaça!! Não sabia se corria ou se ficava ali, meio que corri, meio que freei(não querendo correr). alguém lendo  já deve ter passado por essa terrível escolha.

acabei caminhando, pois já estava perto da lan house, e não tinha ideia se correr era um bom remédio.

quando dobrei a ultima esquina pra chegar na rua da lan house tive a impressão de ter ”recém acordado”, vi carros pela rua, gente conversando, música alta, famílias vindo pelo mesmo caminho que o meu, foi como se eu tivesse feito o caminho todo em off..

até hoje não sei o que se passou, espero não ter um chip na minha cabeça.

*caso alguém possa realmente ajudar, por favor, não me venham com falsas estórias pois elas só serviriam para  me deixar ainda mais confuso, obrigado.

– Isso foi mostrado em um episódio de Arquivo-X que se baseou em relatos de pessoas que têm contato com entidades/seres. É exatamente como o narrado, na cena, mostra Fox Mulder, que tem um contato com extraterrestres acordado mas de uma forma inconsciente, como se ele fosse comandado. A explicação é a seguinte: imagine que nós somos uma máquina autônoma mas quando os “mecânicos” querem fazer alguns ajustes eles simplesmente chegam, fazem o que querem, e vão embora. E por sermos autônomos, não sabemos o que nos foi feito, apenas que algo ocorreu embora não nos lembremos. É assim que funciona.

 

#12

Nome: Calisto

 

Isso que vou relatar acontece sempre no Ano Novo. Minha mãe acredita nessas coisas relacionadas ao sobrenatural e sempre antes de sair de casa no ano novo (sempre comemoramos fora de casa), minha mãe deixa uma taça cheia com champagne na janela da cozinha, dizendo ela que meu tio (que morreu antes deu nascer) gostava de festas. Sempre quando voltavamos a taça estava vazia. Não sei se alguem bebia ou sei lá, nem sei se acredito nisso, mas que a taça sempre está vazia é verdade.

 

Outra vez estavamos indo pra casa da minha tia no ano novo, que fica na rua antes da que nós moramos, e minha mãe disse que meu tio estava com a gente. Fiquei assustado, ainda tinha uns 12 anos, e perguntei se era pra eu ficar com medo, e ela disse que não, que ele era meu tio. Desde o começo da rua da minha tia, minha mãe ficou “conversando” com o meu tio, e quando a minha tia abriu a porta e nos viu, disse; “Oi mano tudo bem? seja bem vindo na minha casa nova…”. Eu fiquei todo o tempo de olhos fechados com medo de ver algo desagradável.

 

#13

Nome: Mateus

 

Era um dia de felicidade para mim, ultimo dia de aula, cheguei em casa fui logo tomar um banho fresco pra tira aquela catinga e aquele calor disgramado, botei uma roupa leve de dormir e fui pra cama e só estava minha mãe em casa, dai eu fui deitar como sempre dormir de tarde sabendo que no outro dia e feriadao fim de aula, ai eu dormi pra caramba, acordei era pelo menos umas 2 hora da tarde, tentei me levantar mais nada. Não conseguia nem mexer só conseguia falar, mais a pior coisa que eu fiz na minha vida foi ter olhado para a porta, eu vi alguem de palito e muito grande e fechou a porta que deu pra sentir a zoada fez blaam!, nesse momento eu senti como uma alfinetada e conseguir me levantar e tranquei a porta ate o talo , depois disso eu dormi denovo e ja era umas 4 da tarde e minha mãe tinha chegado, eu perguntei a ela de que horas ela tinha saido, ela me falou que saiu na hora que eu durmir, esse dia foi o mais sinistro da minha vida ate porque eu nao conseguia durmir direito so pensava naquele homem grande,  mais depois comecei a ler sobre isso na internet e era paralisia do sono, que deixa a pessoa num tipo de sonho acordado e bota o maior terror na sua mente faz voce ver o seu pior medo. Depois disso comecei a durmi com meus pais hahahaha!

 

#14

Nome: Flavia

 

Fala Galera! Bom,o meu Relato aconteceu no final de 2010 na escola que eu estudava. Uns meses antes do acontecimento, um amigo meu morreu na própria escola.O nome dele era Daniel e morreu de ataque cardíaco (apareceu até na TV). O relato é o seguinte: Eu estava na 8ª série e a gente tava tendo a última aula antes do intervalo. Os alunos estavam no laboratório de Ciências e a professora me pediu que eu fizesse a gentileza de lavar os Béqueres que haviam sido usados na aula. Pra mim beleza eu aceitei. Bateu o sinal, todos da sala saíram só ficou eu e a profª na sala de aula. Ela pediu para que eu ficasse na sala enquanto ela ia na sala dos professores.

Ela saiu da sala e eu fiquei lá organizando as coisas. A sala tinha várias janelas que tinham vista para uma pracinha que tinha do lado da escola.

Havia momentos que eu sentia que havia alguém na sala comigo…mas eu olhava para tras e não via nada. Essa sensação durou uns 5 minutos.

Eu estava lavando os béqueres e um escorregou da minha mão e na hora que eu fui pegar os cacos de vidro eu fiz um corte feio no dedo.

Na hora que eu fui sair da sala eu lembro que eu tava meio que inclinada para fechar a porta, pq eu não queria sujar tudo de sangue e nesse momento eu vi por meio do reflexo da maçaneta o que parecia ser uma menino atras de mim… Eu gelei na hora e não contei pra ninguém.

 

#15

Nome: Lua

 

Passei a minha infância em um centro espirita, meus pais eram médiuns do mesmo, então sempre estudei os livros deles, sempre tive interesse nessa área e já aconteceram inúmeras coisas comigo .

 

O primeiro :

Eu morava numa casa quando era menor que ficava atrás de um terreiro de candomblé, mas nunca tinha ocorrido nada demais, até que uma sobrinha de minha mãe do interior foi passar uns tempos lá . Ai que tudo mudou .. Minha casa tinha 3 andares e estava eu e minha mãe sozinhas em casa, quando um copo voou sozinho em nossa direção e quebrou no chão, ficamos loucas de medo .. o sofá se arrastou, corremos pra pegar a chave e sair de casa e a mesma voou pra longe de nós . Ligamos pro meu pai desesperadas e quando ele chegou em casa estava tudo uma zona e ele não acreditou no que falamos ( na verdade deve ter ficado com medo também ) esperou a gente se acalmar e voltou ao trabalho .

Em outro dia, minha mãe saiu pra comprar sorvete pra mim  e eu fiquei em casa com a sobrinha dela, algo puxou meu cabelo, achei que tinha sido a mulher e não falei nada, puxaram de novo e eu pedi pra ela parar, ela disse que não foi ela, mas eu não acreditei … minha mãe chegou, eu ouvia a conversa delas e tomava meu sorvete, quando do nada a mulher deu um grito, a gente se assustou, quando ela mostrou a mão uma marca de mordida na mão dela, sem explicação. Fora outros fenômenos.

A mais de 10 anos que não vejo essas coisas acontecendo tão explicitamente e nem quero ver .

 

A uns 2 anos deitei pra dormir normalmente e na hora que estava pegando no sono vi meu quarto de cima, olhei pra baixo e vi meu corpo, tentei me mexer, chamar minha mãe e nada . Me desesperei . Comecei a rezar … então voltei pra baixo como puxada por um abismo, muito rápido e acordei no susto. Fiquei com medo de dormir novamente, mas estava muito cansada e acabei pegando no sono involuntariamente, aconteceu a mesma coisa !! Eu levantei e fui dormir com minha mãe. Ainda hoje quando estou deitada lendo um livro, ou fazendo alguma coisa, sinto meu corpo como se estivesse flutuando, parece que não vou conseguir mexer.

 

 

Sempre escuto sugestões nos meus pensamentos de coisas que as vezes me livram de problemas diários ou que me fazem passar por situações complicadas, mas que sinto que são necessarias. Já tive sonhos que se concretizaram e as vezes  se eu tiver conversando com uma pessoa que gosto muito eu sei o que ela vai falar antes de ela o fazer . As vezes estou assistindo Tv e converso achando que minha mãe ou irmã estão do meu lado e quando olho estou sozinha. Sinto presenças em alguns lugares, quando algo está se aproximando, mas procuro não dar muita bola . Sempre peço proteção a Deus e ao meu guia protetor.

Tenho medo de ver as coisas , pelos traumas que passei na infância e não tenho vontade nenhuma de desenvolver minha mediunidade .

Maluca pelo menos, sei que eu não sou :)

:*

– Em relação a ver o corpo de cima e acordar como se tivesse tomado um susto, eu encontrei uma resposta para isso. É uma Percepção Extrassensorial, ou seja, Projeção da consciência. É quando a alma (consciência) sai do corpo. Posso afirmar isso baseado em estudos de pergaminhos de algumas sociedades fechadas.

 

#16

Nome: Lua

 

Mandei um relato a pouco e continuei lendo o site, lembrei de um fato que aconteceu comigo a uns anos atrás, eu deveria ter uns 17 anos.

Eu queria ficar um tempo sozinha, refletindo .. então fui pro quarto de minha mãe, deitei de barriga pra cima e fechei os olhos, ali fiquei por não sei quanto tempo, ao meu ver parece que foram mais de 2h, mas minha mãe disse que eu não tinha 30 minutos que tinha ido pro quarto.

O que aconteceu foi que depois de um tempo que eu estava deitada eu comecei a ouvir um cântico ao longe, perto da minha casa tem um igreja católica e eu comecei a pensar que era uma dessas romarias que as pessoas saem nas ruas cantando e segurando vela .. e enquanto eu ouvia o cântico eu via essa imagem na minha cabeça, mas como se eu tivesse passando no meio da multidão … e pensava : Poxa, que saco! Isso é hora pra esse povo ta fazendo esse barulho na rua ? Poxa, não vou conseguir relaxar .. ” E assim fiquei esperando o cântico passar e não acabava nunca .. Foi quando eu decidi que não ia mais relaxar, que ia pra sala assistir ou fazer outra coisa, imediatamente quando abri os olhos a música parou . Achei estranho .. fui falar com minha mãe .. ela disse que não tinha barulho nenhum, música nenhuma .. que eu tinha acabado de entrar no quarto.

Não senti medo, mas que foi estranho foi … :)

– A melhor maneira – que pelo menos eu encontrei pra mim – de haver uma projeção astral é deitado de barriga para cima. A alma sai do corpo (explicação bem a grosso modo pois se ela sair, de fato, morreríamos) mas ainda continua vinculada conosco, então sentimos as sensações de outros lugares. Sei de um caso que um rapaz já crescido, quando criança, saiu de seu corpo e encontrou uma senhora em um terreiro de alguma religião afro-brasileira. Ele, só de pensar, entrou no corpo da senhora que era um receptáculo. Aí as demais senhorinhas lá presentes achavam que era um Erê. Rs

 

#17

Nome: Anubis

 

Primeiramente, parabéns pelo site. Acompanho o IEB faz algum tempo, as vezes comento algo, mas entro todos os dias para ver as “novidades”. Vou contar aqui um pouco da minha história. Nasci em uma família católica tradicional, então fui batizada, tenho primeira comunhão e fui crismada e casada na igreja. Mas sempre tenho um sonho que penso eu ser um mal-presságio. Sempre tive muito medo de avião (tanto tenho, que não fui fazer uma viagem internacional por isso), mas as notícias relacionadas as tragédias aéreas me fascinavam – não que eu goste de ver a desgraça alheia, mas não sei explicar… bom, a primeira vez que tive o sonho, depois de dois dias perdi 3 amigos em um acidente de carro, onde os corpos ficaram quase irreconhecíveis – no meu sonho, eu ouço um barulho e olho para cima, e vejo um avião passando sobre a minha cabeça e caindo, depois há uma explosão e eu acordo… não dei muita atenção, mas depois desse fato, comecei a ficar atenta. Passado alguns anos  do acidente dos meninos, outra vez esse mesmo sonho  – e a minha mãe teve um AVC (na época meus pais estavam separados e eu dormia com a minha mãe, acordei no meio da noite e ela tinha se levantado para ir ao banheiro, desmaiou e bateu com a cabeça no criado-mudo – imagina o meu susto!). Pensei comigo – não é possível! Mas o que me deixou mais chocada foi quando perdi a minha avó e o meu sobrinho de 10 anos – minha avó faleceu em uma quinta-feira, e eu havia sonhado com o avião caindo no domingo, agora sim eu havia me dado conta que quando eu sonhava com isso, algo de ruim sempre acontecia… quando perdi o meu sobrinho, a mesma coisa – sonhei com o avião caindo e depois de uma semana ele veio a falecer (ele tinha síndrome de West)… agora tenho medo de sonhar de novo, porque sei que algo de ruim sempre vai acontecer  -seja com família ou com amigos… não sei, mas tenho a impressão que esse sonho vem para me avisar de que algo vai acontecer, que é para que eu fique preparada… meu filho tem 9 anos, e esses dias ele sonhou com avião (mas não soube me contar), e depois de alguns dias nosso cachorrinho morreu…  pode parecer piegas, mas é a primeira vez que conto sobre meus sonhos – prefiro guarda-los para mim, como disse anteriormente, por vim de uma família católica, tenho medo de ser discriminada ou chamada de louca!!!!

– A supraconsciência – ela tem vários nomes, potência divina, Deus, Espírito Santo, dentre outros que não me recordo – se comunica através de mensagens simbólicas. O avião caindo significa algo de ruim. Até algo que nitidamente possa parecer bom, se bem interpretado, pode indicar mau presságio. Por exemplo, sua supra pode interpretar sorvete como algo ruim apesar do sorvete ser algo bom. É apenas uma interpretação SIMBÓLICA. Ela trabalha muito com simbolismos. Posso falar pois a minha me mostra coisas simbólicas por demais.

 

#18

Nome: Lua

 

Já enviei 2 relatos e lendo os demais que estão aqui postados principalmente em relações a sonhos lúcidos, lembrei de algo que sempre acontecia comigo a algum tempo atrás .

 

Eu tinha medo em dormir , pois sempre no meio dos sonhos dos quais não lembro  eu criava uma consciência que não estava no meu corpo e dava saltos altissimos que não conseguia controlar tipo no filme Matrix e aquela sensação era desconfortável e ai eu criava a consciência que estava dormindo que meu corpo estava em outro lugar longe dali e aquilo me dava um medo, eu queria andar normal, mas só conseguia saltar … Por minha familia ser espirita e eu sempre ler os livros , comentei esse meu sonho com alguém que me falou que quando isso acontecesse era só eu pensar em voltar ao meu quarto que isso aconteceria, pois bem .. foi o que eu fiz .. e deu certo. Então eu comecei a dar saltos .. eu pensava nisso enquanto estava sonhando e saltava ..ou se eu quisesse andar , eu simlesmente pensava que estava fazendo isso… ate a hora que me dava medo e eu pensava em voltar e acordava .. nunca mais tive esses sonhos e não quero tentar fazer de novo .. mas ja sei dessa tecnica .. que em um sonho ruim é só eu me acalmar , orar e pensar em voltar que eu acordo, as vezes até sinto voltando como num piscar de olhos . :)

– Eu sonhava que eu voava e tinha pleno controle sobre isso. Mas o malandrão aqui quis parar com isso e se f*!@#*. Até hoje não sei porquê pedi pra parar de voar, era muito bom. Rs

 

#19

Nome: L

 

Sempre tive esses atos paranormais vou contar 2 que mais me assustaram.

 

Primeiro

Um dia quando eu tinha uns 7 anos eu meu irmão e meu primo estávamos brincando de pic-esconde (e assim que chama aqui) e ja era bem tarde umas 2:00 da madrugado (fim de semana nois sempre brincava ate essas horas) deu minha vez de contar, quando terminei de conta virei e vi um braço como se tivesse pra me pegar ele era branco totalmente branco eu assustei mas nem liguem ache que tinha sido um lençol que tava a uns 5 metros atrás    de min bati meu irmão ai ele foi contar quando ele falou JA VOU ele fico uns dois segundos em silencio e gritou desesperado nois corremos la pra ver ele disse que tinha um rosto todo branco entre a arvore (a arvore era um V) com cifres e olhos vermelhos so que tava so esperando ele não sabe oque, minha vó mandou nois ir durmi chego no quarto eu via um feixe vermelho como se fosse um laser entre o espaço da janela (a janela dava pro canil) me cobri e durmi no outro dia todos os cachorros estavam mortos :( minha vo acreditava que eles tinha sido envenenados.

 

Segunda

 

um dia fui com 16 anos fui pra casa de uma moça que cuido de min muito tempo, eu resolvi dormi la no sofá, e eu nas minhas paranormalidades fui viaja com meu espirito (projeção astral) só que na hora que comecei anda pela casa eu senti um peso tava tudo muito escuro eu meio que brilhava la e ao redor muito negro, então ouvi uma voz falando, volta e acorda quando tentei acorda tinha uma coisa com rosto feminino todo destruído olhando pra min no braço do sofá agachada e com as mãos no meu pescoço dizendo sem mexer a boca algo tipo: oque vc tem contra min vc me odeia e eu vou te destruir. Eu tentava me mexer e não conseguia tentei gritar e não saia voz depois de 30 segundos ela sumio e eu nunca mas fiz a projeção astral :( nao consigo mais.

– Os dois casos ilustram clarissimamente ataques. O primeiro pode ter sido um ataque alienígena mas entendamos que alienígena não são somente feitos de carne e osso, o universo é gigantesco e as formas de vida as mais inimagináveis. Digo isso em relação aos cães mortos.

No segundo caso, isso ocorre devido às suas vibrações grosseiras, rudes. Não que você seja uma má pessoa ou uma pessoa rude, é que ainda não sublimou (palavra que melhor responde à questão) as suas vibrações, isto é, trabalhar para torna-las refinadas, mais elevadas e por aí vai. O Salto Quântico ajuda bastante nisso. Qualquer sociedade fechada lhe ajudaria com a explicação que eu lhe dei sobre a sublimação – transformação de vibrações rudes como pensamentos negativos em vibrações refinadas – em pensamentos positivos.

 

#20

Nome: Mayara

 

Sou leitora assídua do ieb a anos, nunca algo me chamou atenção para portar, mas agora quero contar meu sonho a vocês!

 

 

Sonhei que era uma noite estranha, pesada, tinha algo anunciando que a  hora estava chegando ( hora do que? Pensei), quando cheguei a uma casinha simples de roça, feita de madeira, chamei no portão, uma senhora como o aspecto de sofrida me atendeu, falando que estavam a minha espera. Entrei comprimentei a todos, tinha um senhor sentado no braço de um sofa bem velho, ele estava vestido com calça jeans rasgada e chinelinhos surrados, todos estavam com um olhar de suplica. Eu não entendia direito o que estava acontecendo. Quando olhei a minha esquerda, estava sendo velado num caixão pequeno com velas ao redor um menino, que na hora desconheci! A senhora tirou ele do caixão e colocou em meus braços e disse que aquele era o Tiago, a chave do mal, quando olhei o menino vi em seus olhos fogo ardente,  lá no fundindo dos seus olhos chamas, e aquilo me incomodou profundamente.

Logo o senhor que estava no sofá anunciou que a hora havia chegado. Ele abriu a porta do outro lado da sala, e lá estava,  vestido com um capuz preto com olhos flamejantes, o próprio, o diabo ( pelomenos eu acho que era) . Me disse que veio buscar o filho dele que eu tinha parido. Nessa altura eu percebi que ele veio buscar o Tiago, o menino dos olhos de fogo que estávamos velando! Respondi a ele que não ia entregar ninguém, pois éramos filhos de Deus e ele não era capaz de  nos fazer algum mal. Ele puxou uma faca enorme e enfiou na minha barriga. Senti muita dor, gritei muito e ele me encarava.

Acordei com meu marido me sacudindo pedindo para eu parar de gritar, disse que eu estava gritando sem expressão alguma ha pelomenos 20 minutos…

 

Sou espirita de criação, não tenho medo,  Mas Isso me incomoda profundamente, não foi o único sonho desse tipo foi só o primeiro, mas os outros deixo pra outrora! Abraços!

 

#21

Nome: Clara

 

Certa noite me aconteceu algo um pouco estranho, não sei se é normal …

Estava dormindo, (e quando durmo geralmente tenho um sono profundo e nao acordo por nada, nada msm .. nem para ir ao banheiro.) quando de repente acordei com uma sensação de medo, coisa que não é muito normal pra mim que nao tenho medo de escuro, nem de dormir sozinha, Sentia muito medo, tinha a sensação que havia alguem no meu quarto, meu corpo estava paralisado, não conseguia me mexer, estava paralisada … Comecei a sentir alguma coisa que nao sei o que é em cima de mim, do meu corpo, mas nao conseguia ver nada … Fiquei assim por um bom tempo, com muito medo msm, nunca tinha sentido isso … Até que foi passando e eu consegui dormir de novo.

Não sei o que foi, mas espero nunca mais ter que sentir isso de novo.

– Talvez possa ter sido uma paralisia do sono. Não necessariamente na paralisia do sono deve-se ver algum ente desconhecido.

 

#22

Nome: Tifanny

 

Olá pessoal do IeB. Bom, sempre ando acompanhando o site e acho o máximo todas as postagens.

Diferente da maioria das pessoas que mandaram seus relatos, o meu não tem nada haver com religião (que é um assunto que não prefiro comentar, principalmente neste momento que estou em dúvida sobre a minha).

 

Sempre fui adiantada 1 ano na escola, e isso me fazia ser sempre a “caçula”, e de acordo com as patricinhas, a “menos experiente”. Recebia vários apelidos desagradáveis mas não ligava.

Porém, certa vez, acabei dando um tapa na “popularzinha” da escola, não porque ela me xingou, mas sim porque ela agrediu minha amiga. Então, essa patricinha disse que isso era a maios falta de respeito com ela, e que eu iria pagar. Eu tenho uma mania (que uma hora é boa e outra hora pode ser ruim, talvez?) de proteger meus amigos e eu que me dane.

Como essa foi só uma ameaça (das milhares que já havia recebido), não dei muita importância. Mas ela levou isso à frente. Dois dias depois, no meu aniversário de 15 anos, houve somente uma pequena comemoração em casa, e essa patricinha ligou para casa mais ou menos 22:00. Minha mãe atendeu e disse que era pra mim. Essa garota disse algo como “Venha à escola, ou sua amiguinha pagará.”.

Ela havia feito algo com minha amiga, então corri para a escola. Chegando lá, o portão estava aberto (sem ofender as escolas públicas, mas as da minha cidade são um lixo) e entrei na escola. Um grito ecoou pelo corredor e eu reconheci que era da minha amiga. Eu estava morrendo de medo, mas meu coração dizia para seguir.

Quando cheguei na sala, vi um rastro de sangue no chão, minha amiga amarrada numa cadeira e a patricinha com alguns amigos dela (concerteza esses “boys” que comem qualquer uma). Olhei direito para minha amiga e vi que ela estava cheia de cortes profundos.

Fiquei desesperada e a patricinha somente ria da minha cara. Pedi para ela parar, porém, os garotos que estavam com ela partiram para cima de mim. Arracaram minha roupa e abusaram de mim. Anal, oral, DP… tudo. Fui torturada por mais de 40 minutos. Minha amiga chorava desesperadamente, então, a patricinha soltou ela e sumiu junto com seus amigos.

Os dias se passaram e a patricinha não voltou mais á escola. Nem os garotos que estavam com ela. Todos já sabiam do ocorrido, porém, me apoiavam com toda a força para seguir em frente.

Hoje tenho 21 anos e sou feliz com meu namorado. Porém, certas vezes, ainda tenho pesadelos com a patricinha, que nunca mais ouvi falar.

– Essa garota certamente vai pagar pelo o que fez. Ainda bem que você conseguiu dar continuidade a sua vida. Eu realmente fico feliz. :D

 

#23

Nome: xxx

 

O meu relato é simples e muito estranho, eu sou de uma família que tem muitas religiões, e eu nunca tive uma, até conhecer um amigo cristão, e eu fui algumas vezes na igreja dele. E depois que eu comecei a frequentar esse lugar, começaram a acontecer coisas estranhas, como ouvir vozes, muitas vezes me xingando, e isso sempre acontecia quando meu tio chegava em casa(creio que seja porque ele tinha alguma energia negativa, essas energias de alguma forma não chegavam perto de mim).

Mais o mais inacreditável ainda estava por vir. Em eu dormia, e no meio da noite acordei, e senti meu corpo preso, e atrás de mim uma voz falou: “você não tem salvação” riu e sumiu, então pude me mexer novamente..

No primeiro momento fiquei apavorado, mais eu pensei que foi só uma alucinação e fui dormir.

Então na noite seguinte, aconteceu de novo, mais dessa vez eu não senti meu corpo preso, e eu vi um tipo de vulto negro na minha frente, e como não estava preso, me joguei em cima dele e comecei a dar diversos socos nele, até sumir. E quando eu estava no chão, eu simplesmente “acordei” de manha, deitado na minha cama, mais eu percebi um dor insuportável nos punhos, e quando eu vi, eles estavam todos machucado e sangrando. Machucados que levaram meses pra cicatrizar.

– O seu tio pode ter atraído energias negativas por onde ele passa. Isso é comum a alguns humanos e a casa quase que sempre é o depósito dessas vibrações rudes. A explicação para a mão com machucados é que tudo o que acontece em outra esfera pode haver respaldo em outra esfera. Vou explicar melhor, o corpo possui 3 esferas básicas, a esfera física (o nosso corpo), a esfera mental (o nosso pensamento e habilidades psíquicas) e a esfera astral (o nosso espírito). Pelo visto, o que houve foi uma projeção involuntária com o objetivo de proteção. Como você golpeou o espírito malévolo, acontecimentos de uma esfera – que no caso foram os socos na esfera astral – fez com que tivesse algum resquício em outra esfera – que neste caso é a esfera física. Estas três esferas não estão separadas, estão entrelaçadas na verdade.

 

#24

Nome: Alison

 

Vi um relato sobre coisas envolvidas com folclore. Já tentei enviar este relato uma vez e vou tentar de novo. Tenho família no interior de Pernambuco. E uma vez, visitando eles, minha mãe quis fazer um passeio nas terras que ela morou quando era criança. Fomos eu, ela, meu avó, meu pai e minha avó. A casa fica em uma pequena elevação do terreno, coisa de 2 ou 3 metros mais alto de um lugar que ficava uma mangueira bem grande, que parece ter facilmente mais de 50 anos de idade. Quando descemos em direção ao pé de manga, bem abaixo das primeiras galhas eu senti um cheiro muito forte de cigarro de palha, os famosos pau-ronca, lembro que na hora senti um arrepio e olhei pro meu avó pra ver se ele estava com fumando, mas não era ele. Mais afrente onde uma galha fazia uma espécie de “V” tinha um cigarro desses aceso, mostrei e falei; Eita, tem gente aqui. Descrevendo um pouco o cigarro, ele era feito com folha de bananeira seca, tinha uma cor amarelada tipo folha velha com uma grossura de um dedo mais ou menos. Meu avô pegou, apagou na sola da chinela e falou pra gente sair. Quando eu tava saindo, ele mostrou uma manga com marca de mordida de dente. Era uma marca grande, não tinha tamanho pra ser de um morcego, e ela estava alta pra ser de uma vaca ou de um boi. Meu avô mandou sair e disse que era pra ir embora. Ficamos mais uns 5 minutos e ele impaciente e preocupado. No caminho de volta minha avó perguntou que que ele tinha, e ele falou que em casa amostrava. Fiquei até curioso, quando chegamos em casa ele tirou uma caixa que lá chamam de cossaco/cassaco algo assim, que guardava pólvora pra caçar. Dentro da caixa tinha um cigarro bem velho cheio de mofo, aí que começa a ficar estranho, ele tinha grossura IGUAL e tamanho bem parecido. E só de lembra me dá um negocio ruim, meu avó falou que era do Menino Tranqueiro, que era uma entidade que fazia pequenas coisas em fazendas e sítios isolados, dava nó em pelo de cabra, quebrava chifre de boi, azedava leite, estragava fruta madura, derramava água de criação essas coisas. Na hora me veio a figura do Saci na cabeça, ele até continuou falando que quando morou nesse sítio um dia a faca dele cegou quando ele foi sangrar uma galinha pra matar e a pedra de amolar apareceu encima de um lajeiro de pedra bem depois desse pé de manga uns 6 dias depois.

 

Se é verdade eu não sei, mas o cheiro eu lembro e a manga tava em uma galha fina, se uma criança subisse na galha era certeza que quebrava só por conta do peso, não ví nada estranho nem anormal mas o cheiro eu lembro até hoje e também a reação do meu avô.

– Eu gosto dessas histórias de interior. Adoro o folclore do meu país. Do nosso, na verdade. Tenho a plena convicção de que sua história é real. Talvez o Peu faça um post sobre o Menino Tranqueiro…

 

#25

Nome: John

 

Sempre fui meio ativo quando vou dormir semana passada estava dormindo e acordei com um terço enrolado na mao ele estava em cima do porta retrato do falecido avo da minha mulher achei muito estranho pois nao me lembro de jeito nenhum de ter pegado ele.

Agora, caso queiram, preencham o formulário com o seu relato bizarro.

970

Written by DraftL

O que está em cima é igual ao que está embaixo e, o que está embaixo, é igual ao que está em cima, para realizar os milagres de uma coisa única.

Comentários