Jeffrey Dahmer

Hoje é um post sobre um dos serial killers mais brutais da história americana, Jeffrey Dahmer.

Jeffrey Lionel Dahmer (21 de Maio 1960 – 28 de Novembro de 1994) foi um serial killer americano. Dahmer assassinou 17 homens e garotos entre 1978 e 1991, sendo a maioria dos assassinatos ocorridos entre os anos de 1989 e 1991. Seus crimes eram particularmente hediondos, envolvendo estupro, necrofilia e canibalismo
Dahmer nasceu em Milwaukee, Wisconsin, no dia 21 de maio de 1960, às 15h34m. Filho de Lionel e Joyce Dahmer. Sua família em breve se mudou para Bath, Ohio, onde estudou na Revere High School. Lá Dahmer jogava tênis e tocava clarinete. Dahmer dissecava animais mortos e em sua adolescência e tinha até um cemitério particular nos fundos de sua casa. Era alcoólatra e solitário. Muitos de seus colegas o descreviam como “estranho” e “bizarro” por causa das constantes brincadeiras que cometia. Tudo parte de uma tentativa de Dahmer de se entrosar entre os colegas, algo em vão. Aos 15 anos seus poucos colegas perceberam que Dahmer era alcoólatra, em entrevista a Philips no ano de sua morte, confirmou que seus desejos e fantasias assassinas começaram nessa epôca, não por causa do alcoolismo, Jeffrey bebia para poder esquecer o que pensava.
Após formar-se no ensino médio, foi abandonado por sua mãe em Bath, Ohio. Foi deixado, então, sem comida, sem dinheiro e com uma geladeira quebrada com apenas 18 anos. Estudou durante três meses na Universidade do Estado de Ohio, mas largou a universidade após 3 meses de bebedeiras. Foi então numa noite de Junho de 1978 que Dahmer cometeu seu primeiro assassinato.
O pai de Dahmer então o fez entrar no Exército,lugar que que pode aprender sobre a anatomia humana e se interessar mais á fundo, deveria servir por seis anos mas foi dispensado após dois anos, devido ao seu alcoolismo. Quando o Exército dispensou Dahmer em 1981, deram-lhe uma passagem de avião para qualquer lugar no país. Dahmer revelou mais tarde à polícia que não conseguiria ver seu pai, então foi para Miami Beach, Florida porque estava “cansado do frio”.
Em 1982 Dahmer mudou-se para casa da sua avó, em West Allis, Wisconsin, onde morou durante seis anos. Em Agosto deste ano, foi detido por expor a si mesmo numa feira estatal. Em Setembro de 1986 foi novamente preso por exposição pública (atentado ao pudor), depois de dois rapazes o terem acusado de se masturbar em público. Foi condenado a um ano de prisão, no entanto só cumpriu 10 meses.
No Verão de 1988 a sua avó pediu-lhe que saísse de casa, devido as suas noitadas, estranha personalidade e os maus cheiros provenientes do porão. Dahmer mudou-se para um apartamento em Milwaukee’s West side.

Dismembered Victim of Jeffrey Dahmer - Crime Scene Photo

Vítima desmembrada por Jeffrey Dahmmer
A 25 de Setembro de 1988 foi detido por molestar um rapaz de 13 anos. Foi novamente condenado a um ano, tendo cumprido 10 meses. Dahmer convenceu o juiz que precisava de terapia e foi liberto. Pouco depois começou uma onda de crimes, matando quase uma pessoa por semana, que só terminaram em 1991.
Nas primeiras horas da manhã do dia 30 de Maio de 1991, Konerak Sinthasomphone (irmão mais novo do rapaz que Dahmer tinha molestado), de 14 anos, foi encontrado na rua nu, sob influência de drogas e sangrando pelo ânus. Os relatórios sobre o estado do rapaz variaram. Dahmer disse à polícia que Sinthasomphone era seu namorado e que eles tiveram um desentendimento enquanto bebiam. Contra os protestos do rapaz, a polícia devolveu-o a Dahmer. A polícia sentiu um odor estranho em Dahmer, mas não investigou. Mais tarde foram encontrados corpos, atrás do seu quarto, entre eles o de Sinthasomphone. Dahmer matou e desmembrou Sinthasomphone, guardando o seu crânio como lembrança. John Balcerzak e Joseph Gabrish, os dois polícias que devolveram Sinthasomphone a Dahmer, foram despedidos, depois das suas ações terem sido bastante publicitadas (incluindo uma cassete em que os polícias faziam depoimentos homofóbicos e piadas sobre como tinham reunido “os amantes”).
No Verão de 1991, Dahmer matava aproximadamente uma pessoa por semana: Matt Turner (30 de Junho), Jeremiah Weinberger (5 de Julho), Oliver Lacy (12 de Julho) e Joseph Brandehoft (18 de Julho).
Em 22 de Julho de 1991 Dahmer atraiu Tracy Edwards a sua casa. Segundo a vítima, ele e Dahmer lutaram para este lhe pôr algemas. Edwards conseguiu escapar e chamou a polícia, conduzindo-a até ao apartamento de Dahmer. Quando percebeu que tinha sido apanhado tornou-se violento, mas um policial subjugou-o. Foram encontradas várias fotografias de vítimas assassinadas, despojos humanos (incluindo cabeças e pênis), alguns deles guardados no frigorífico. A história da detenção de Dahmer e o inventário ao apartamento 213 ganhou grande notoriedade: vários cadáveres foram encontrados em vasilhas de ácido, várias cabeças foram encontradas no seu frigorífico, e um altar de velas e crânios humanos foi descoberto no seu armário. Dahmer foi acusado de praticar necrofilia, canibalismo e uma forma de trepanação, para criar “zombies”.
Jeffrey Dahmer foi oficialmente acusado de 17 assassinatos, que mais tarde foram reduzidos a 15. As acusações eram tão pesadas, que as autoridades nem o acusaram da tentativa de homicídio de Edwards. O julgamento começou em Janeiro de 1992. Apesar de todas as provas apontarem para si, Dahmer declarou-se inocente e alegou insanidade. O tribunal considerou Dahmer culpado dos 15 homicídios, e condenou-o a 957 anos de prisão. Mais tarde Dahmer exprimiu remorsos e disse que desejou a sua própria morte.
Dahmer cumpriu a pena na Instituição Penal Columbia em Portage, Wisconsin, onde se tornou cristão. Esta conversão ocorreu graças ao material evangélico enviado pelo pai. Roy Ratcliff, um pastor local, concordou em batizá-lo.
Depois de assistir a um culto na capela da prisão, um preso tentou cortar a garganta de Dahmer com uma lâmina de navalha. Dahmer teve apenas feridas superficiais.
Em 28 de novembro de 1994, Dahmer e outro preso por assassinato, Jesse Anderson, foram atacados de surpresa e espancados até a morte por Christopher Scarver, também preso, diagnosticado como psicótico (afirmava receber visões do além e que uma delas lhe teria ordenado a assassinar Dahmer e Anderson). Dahmer morreu a caminho do hospital devido a vários traumas na cabeça.
O apartamento 213 foi demolido e agora é um lote vazio. Existem planos para transformá-lo num jardim em memória às vítimas.
Em 1994, Lionel Dahmer publicou o livro A Father’s Story e doou o dinheiro aos familiares das vítimas. Lionel mora com a mulher em Medina County, Ohio. Ambos afirmam que continuam a amar Jeffrey apesar dos seus crimes.

 Todo o conteúdo acima foi retirado do Wikipedia.

Fotos de de suas vítimas

Pessoas que escaparam

Fotos de vítimas










Peritos usando máscaras para se proteger do odor da carne pútrida

Genitais, cabeça e mãos de uma de suas vítimas.

 

Palavras de Jeffrey Dahmer

“Eu acho que de alguma forma eu queria que acabasse, mesmo que isso significasse a minha própria destruição.”
“… Para aliviar as mentes dos pais … Quer dizer, é uma coisa pequena, muito pequena, mas eu não sei o que mais eu poderia fazer. Pelo menos eu posso fazer isso … porque eu criei este horror e ela só faz sentido que eu faço de tudo para pôr um fim a ele, terminar uma completa a ele. ” … A Confissão
“É apenas um pesadelo, vamos colocar dessa maneira. Tem sido um pesadelo para um longo tempo, mesmo antes de eu ter pego … por anos agora, obviamente, minha mente foi preenchida com horríveis, terríveis pensamentos e idéias … um pesadelo.”
“Eu não conseguia encontrar qualquer significado em minha vida quando eu estava lá fora. Estou com certeza não vai encontrá-lo aqui. Este é o grand finale de uma vida mal gasta e o resultado final é apenas esmagadoramente deprimente … é apenas um doente, patética, miserável, a história de vida miserável, isso é tudo o que é. Como ele pode ajudar alguém, eu não tenho nenhuma idéia. “
“Eu nem sei se tenho a capacidade de emoções normais ou não, porque eu não chorei por um longo tempo. Você acabou de sufocá-los por tanto tempo que talvez você perdê-los, pelo menos parcialmente. Eu não sei . “
“Eu não sei por que ela começou. Eu não tenho nenhuma resposta definitiva sobre que eu mesmo. Se eu soubesse a verdade, verdadeiras razões por que tudo isso começou, antes que ele nunca fez, eu não teria, provavelmente, feito de nada . “
“… Como flechas, disparando na minha mente a partir do nada.” Fantasias …
“Naquela noite, em Ohio, que uma noite impulsivo. Nada tem sido normal desde então. Ela contamina toda a sua vida. Depois que isso aconteceu eu pensei que tinha acabado de tentar viver o mais normalmente possível e enterrá-lo, mas coisas como que” don t ficam enterradas. Eu não acho que seria, mas o faz, contamina toda a sua vida. ” Hicks …
“Eu estava na faculdade naquele dia, pensando Hicks. Eu estava bebendo e em uma espécie de humor chorosa, e eu chorei com isso.”
“Eu prefiro falar sobre qualquer outra coisa no mundo agora.” Hicks …
“Sim, ela vivia naquela casa há muito tempo.” … “Você ama a sua avó?”
“Por volta das onze horas da noite, quando todos se foi ea loja estava trancada pelo lado de fora, eu saí e despiu o manequim e eu tinha uma capa grande saco de dormir. Eu colocá-lo na medida em que, zipados-lo e levou-a para fora da loja, que foi uma coisa muito perigosa de se fazer. Eu nunca pensei que um deles talvez ter câmeras de segurança ou sendo bloqueado na loja, mas eu saí com ele e levei de volta para casa. acabei ficando um táxi e trouxe de volta e manteve-me com um par de semanas. Eu só passei por várias fantasias sexuais com ela, fingindo que era uma pessoa real, fingindo que eu estava fazendo sexo com ela, masturbar-se e despir-lo. “
“Eu me senti em estado de choque completo. Eu simplesmente não podia acreditar que isso aconteceu novamente depois de todos esses anos, quando eu não tinha feito nada assim … Eu não sei o que estava acontecendo na minha mente. Eu não tenho nenhuma memória dela. Tentei a draga-lo, mas não tenho memória alguma. ” … Steven Toumi
“Quando eu era criança eu era como qualquer outra pessoa.” Em sua infância
“Uma coisa eu sei com certeza. Era uma compulsão definitiva porque eu não conseguia parar. Eu tentei, mas depois de o embaixador, eu não podia desistir. Seria bom se alguém pudesse dar a resposta numa bandeja de prata a por que eu fiz tudo isso eo que causou isso, porque eu não posso chegar a uma resposta. “
“Sou apenas uma pessoa extremamente mal ou é algum tipo de influência satânica, ou o quê? Eu não tenho idéia. Eu não tenho nenhuma idéia. Você? É possível ser influenciado por seres espirituais? Eu sei que soa como uma maneira fácil de desculpa e dizer que eu não poderia me ajudar, mas de tudo o que diz a Bíblia, há forças que têm uma influência directa ou indirecta sobre o comportamento das pessoas. A Bíblia chama de Satanás. Acho que é possível, porque Certamente parece que alguns dos pensamentos não são meus, eles só vêm explodindo na minha cabeça … Estes pensamentos são muito poderosos, muito destrutivo, e eles não deixam. Eles não são o tipo de pensamentos que você pode apenas apertar sua cabeça e eles se foram. Eles não deixam. “
“Depois do medo e do terror de que eu tinha feito tinha deixado, o que levou cerca de um mês ou dois, eu comecei tudo de novo. A partir de então foi um desejo, uma fome, eu não sei como descrevê-la , uma compulsão, e eu apenas continuei a fazê-lo, fazê-lo e fazê-lo, sempre que a oportunidade se apresentou. “
“Eu sabia que minha avó seria acordar e eu ainda queria que ele ficasse comigo para que eu o estrangulou … eu trouxe-o até o quarto e fingiu que ainda estava vivo.”
“Eu peguei a faca e parte do couro cabeludo e descascados fora a carne sem osso e manteve o crânio eo couro cabeludo … Se eu pudesse tê-lo mantido mais tempo, tudo dele, eu teria” … Anthony Sears
“Ele só quer fazer as pessoas se sentem como culpados e péssimo possível. O cara é como uma picada.” … Sua opinião de Geraldo (woohoo!), uma declaração feita antes do Talk Show Geraldo Rivera transmissão sobre crimes de Dahmer.
“Eu decidi que não era nunca vai se casar, porque eu nunca quis passar por algo assim”. Em seu casamento dos pais
“Foi bom, com ciclídeos Africano e farpas tigre nele e plantas vivas, era um tanque de peixes bem cuidados, muito limpo … Eu gostava de apenas sentar lá e vê-los nadar em torno, basicamente. Eu gostava de o planejamento eo set-up, a filtração, ler sobre como manter os nitratos e amónia para níveis seguros e apenas todo o espectro de peixes de manutenção me interessou … Uma vez eu vi alguns baiacu na loja. É um peixe redondo, e os únicos que eu já vi com os dois olhos na frente, como os olhos de uma pessoa, e eles vêm até a frente do vidro e seus olhos seriam azuis cristalinas, como a de uma pessoa real, bonito … É um passatempo divertido. I gostei muito que o tanque de peixes. É algo que eu realmente sinto falta. “
“Separei as articulações, as articulações do braço, as articulações das pernas, e teve que fazer duas fervuras. Acho que eu usei quatro caixas de Soilex para cada um, colocados na parte superior do corpo e cozida, por cerca de duas horas e depois a porção inferior por mais duas horas. O Soilex remove toda a carne, o transforma em uma substância gelatinosa, como tipo e ele só lavagens off. Então eu coloquei os ossos limpos em uma solução de água sanitária luz, deixou-os lá por um dia e se espalhou -los em qualquer jornal ou pano e deixe-os secar por cerca de uma semana no quarto. ” Ernest Miller …
“Eu não queria continuar matando as pessoas e não têm nada, exceto o crânio … Isto vai soar ruim, mas … devo dizê-lo? … Eu tomei a broca, enquanto ele estava dormindo …”
“Sim, eu tenho remorso, mas eu nem tenho certeza se é mesmo tão profundo como deveria ser. Eu sempre me perguntei-me porque não me sinto mais remorso.”
 As três seguintes citações assassinatos preocupação que pesava mais fortemente em sua consciência
“Eu desejo que eu não tivesse feito isso.” … Steven Hicks
“Eu não tinha nenhuma intenção de fazê-lo em primeiro lugar.” … Steven Tuomi
“Ele era extremamente carinhoso. Foi bom estar com”. … Jeremias Weinburger
 “Se eu estivesse pensando racionalmente, eu teria parado. Eu não estava pensando racionalmente, pois ele só aumentou e aumentou. Era quase como se eu queria chegar a um ponto onde ele estava fora do meu controle e não houve retorno. Quer dizer, eu era muito cuidadoso durante anos e anos, você sabe. Muito cuidado, muito cuidado com certificando-se que nada incriminador permaneceram, mas estes últimos meses, eles simplesmente enlouqueceu … Parecia que ele entrou em um frenesi este último mês. Tudo realmente desabou. A coisa toda começou a cair em torno de minha cabeça … Essa foi a semana passada eu estava indo para estar naquele prédio. eu ia ter que sair e encontrar um lugar para colocar todas as minhas posses. Devo pegar um baú e colocar o que eu queria manter em que, e livrar-se do resto? Ou eu deveria colocar um fim a isso, tentar impedir isso e encontrar uma melhor direção para minha vida? Isso é o que se passava na minha mente que, na semana passada. “
“Algo mais forte do que a minha vontade consciente fez isso acontecer. Eu acho que tem algum poder superior bons e alimentaram-se com a minha atividade e decidiu pôr um fim a ele. Eu realmente não acho que houve qualquer coincidências. A forma como ele terminou e se as chamadas foram perto de alerta para mim ou o quê, eu não sei. Se fossem, eu com certeza não prestou atenção deles … Se eu não tivesse sido preso ou perdi meu emprego, eu ainda estaria fazendo isso, eu estou completamente certo disso. Fui em fazê-lo e fazê-lo e fazê-lo, apesar da minha ansiedade e da falta de satisfação duradoura … Como arrogante e estúpido da minha parte pensar que eu poderia fazer algo assim e ir apenas sobre a minha vida normalmente como se nada tivesse acontecido. Dizem que você colhe o que planta, bem, é verdade, você faz, eventualmente … Eu sempre me perguntei, a partir do momento que eu cometi que primeiro erro horrível pecado, com Hicks, se esta era uma espécie de predestinado e não havia nenhuma maneira que eu poderia ter mudado isso. Gostaria de saber o quanto a predestinação controla a vida de uma pessoa e apenas quanto controle que têm sobre si mesmos. “
“Eu estava completamente varrido juntamente com a minha própria compulsão. Eu não sei de que outra forma de colocá-lo. Ele não me satisfazia completamente, então talvez eu estava pensando outra vontade. Talvez esta vontade, e os números começaram a crescer e crescer e ficou fora de controle, como você pode ver. “
“É como um grande pedaço de mim foi arrancado e eu não estou muito inteiro. Eu não acho que estou mais dramatizar isso, e eu sou certamente merecedores dela, mas o que eu sinto agora, é assim como você está falando com alguém que está terminalmente doente e enfrentando a morte. A morte seria preferível que eu estou enfrentando. Eu me sinto como implodir sobre mim, sabe? Eu só quero ir a algum lugar e desaparecer. “
“Quando você tiver feito os tipos de coisas que eu fiz, é mais fácil para não refletir sobre si mesmo. Quando eu começar a pensar em como ela está afetando o amilies f do povo, e minha família e tudo, não me faça nenhum bem. Ele só me deixa muito chateado. “
“… Se eu fosse morto na prisão. Isso seria uma bênção agora.”
“Eu deveria ter ido para a faculdade e passou no mercado imobiliário e tem-me um aquário, que é o que eu deveria ter feito.”
“Eu ainda tenho culpa. Eu provavelmente nunca irá se livrar disso, mas sim, eu sou livre da compulsão ea condução precisa fazer isso … Eu não acho que eu sou capaz de criar qualquer coisa. Acho que a única coisa que eu sou capaz de destruir é … Eu estou doente e cansado de ser destrutivo. O que vale é a vida se você não puder ser útil a alguém? “
“Este é o grand finale de uma vida mal gasto e o resultado final é apenas esmagadoramente deprimente ….. um doente patética, a história de vida miserável, que é tudo o que é” 

Conteúdo retirado de: tragediasemortes.com e blogfamigerados

 

Agora, um videozinho para relaxar contando um pouco da história do jovem mancebo.


Sobre DraftL

Ver todos os posts desse autor

Internacionalista, cientista político e poliglota. Carioca e torcedor do melhor time do futebol mundial da atualidade: Vasco da Gama! Um bon-vivant boêmio que aprecia as diferentes artes, como a música, o cinema e a vida noturna. Se dar bem na noite é uma arte! Jovem mancebo que pulula diante dos seus 23 anos. Para terem uma vida plena, vocês precisam entender que o que está em cima é igual ao que está embaixo e, o que está embaixo, é igual ao que está em cima, para realizar os milagres de uma coisa única. Conhece-te a ti mesmo. O único beco sem saída em todo o universo é a mente fechada.

100 Comentários nesse post. Comente!

  1. Como tem gente maluca neste mundo, este Jeffrey Dahmer é apenas mais um entre milhares destes malucos que andam por aí. Lembro quando a notícia sobre ele tomou conta dos jornais pelo mundo inteiro; aquela imagem dos peritos com aquelas roupas amarelas de proteção e mascaras foi muito marcante.
    Excelente post sr. DraftL.

    DEUS abençoe a todos.

    Deusimar Barbosa / Responder
    • Procura aqui no blog mesmo um post que eu fiz sobre o maior serial killer brasileiro, Pedrinho Matador… o cara já matou mais de 100.

      • Po que isso Draftl, ele não era um psicopata,era apenas um assassino comum. Já o maníaco do parque bom…

        SHIKAKUU / (in reply to DraftL) Responder
        • Que isso, doido!!
          Um cara que injeta ácido na vítima com uma seringa enquanto corta partes do corpo e vai comendo é um assassino comum? rs

        • dahmer era um assassino comum? não sei se você sabe, mas ele se não lembra como matou a sua segunda vítima porque ele estava bêbado. ele falou numa entrevista que não sentiu culpa nenhuma quando viu o cara morto. sentiu um prazer como se fosse uma “onda de calor” invadindo seu corpo e alívio porque ele tinha o controle total da situação e não teria mais que se preocupar com as necessidades do cara. já viu o vídeo do julgamento dele? ele lendo o discurso de desculpas, como se estivesse lendo uma revista em voz alta, não tinha 1 pingo de culpa e emoção ali. ele tem todas as características de um psicopata: falta de empatia, emoções rasas, eloquente, sedutor e principalmente a falta de consciência que difere os criminosos comuns dos psicopatas.

        • Maniaco é Copia Mal Feita

          Cindy / (in reply to SHIKAKUU) Responder
      • Parece até nome de atacante de time do interior. Rsrs

        Verves a parte. Postagem bem interessante, valeu.

      • Não conheço essa historia do Pedrinho, sei que ele matou muitos e suas vitimas eram pessoas marginalizadas, inclusive uma de suas foi o proprio pai, pois o melante bateu em sua mãe.
        Uma historia interessante para o blog é de Edmund Kemper, muito intrigante, só pra se ter uma ideia, ele matou a mãe com machado e arrancou suas cordas vocais aí disse que as vozes na sua cabeça haviam cessado.
        A historia é muito louca, e outra também intrigante é do Vampiro de Niteroi, Marcelo Costa de Andrade, nw consegui ler a entrevista dele no livro Serial Killer Made in Brazil de Illana Casoy, de tão forte o conteúdo, ele só matava criança, está preso e interditado até hoje.

    • Adoro esse seu Deus abençoe a todos, kkkkkkkkkk racho de rir sempre!

      Carlos / (in reply to Deusimar Barbosa) Responder
    • Palmas para Christopher Scarver que ajudou ele a fazer contato com capiroto antes de morrer velho na cadeia.

      Ivan Erik / (in reply to Deusimar Barbosa) Responder
    • DraftL catei la a noticia do maior matador do brasil não tem video pq ta fora do ar… se puder por o video falando dele posta la ÓTIMO POST

      Ivan Erik / (in reply to Deusimar Barbosa) Responder
  2. Muito bom!

    Belezao / Responder
  3. Curioso que boa parte desses serial killer’s possuem uma aparência de nerd ou intelectual, e alguns de fato foram. Curioso também que a maioria das vitimas desse cara foram negros, pode ser que ele fosse racista também.
    As fotos são tensas.

    Urubu Rei / Responder
    • Ele nunca foi racista ele próprio esclarece isso no documentario,a maior prova disso e que ele se relacionava sexualmente com suas vitímas,e chegoua a declarar que se sentia atraida físicamento por todas.

      SHIKAKUU / (in reply to Urubu Rei) Responder
  4. O cara não é só um psicopata, é O psicopata
    A entrevista no final do post realmente me surpreendeu muito mais do que tudo o que li e vi sobre ele.
    Tenso!

    JeanDouglas / Responder
    • De onde você tira a palavra Psicopata? De qual autor? De “mentes perigosas”? porque se for, esquece. Por isso que minha dissertação de mestrado será sobre o tema. Hoje qualquer um sabe identificar um psicopata, e só sai babela.Termo banalizado graças a autores sensacionalista e moralista – Ana Beatriz Barbosa é uma delas. O assassino em questão sofre claramente de Psicose e a perversidade(matar) entra como suplência de seu sofrimento mental.

      MJS / (in reply to JeanDouglas) Responder
  5. bom posto o cara era muito louco kkkkkkk

    Distressed / Responder
  6. Putz, q história ein

    thiago_aha / Responder
  7. Que triste, a única coisa de bom que da pra tirar ai são as creepypasta *-*

    BrunoRA / Responder
  8. Gostei muito do post, gostaria de ver mais sobre serial killers !

    abraço

    Josue / Responder
  9. Caralho, foda João!!

    Felipe / Responder
  10. Ainda bem que morreu.

    Eric / Responder
    • Apesar de saber que ele era um doente mental sexualmente mal resolvido,como ele mesmo disse, isso não o exime da culpa,pra falar a verdade até fiquei feliz de saber que ele morreu de maneira violenta,afinal ele provou do seu propio remédio, talvez afinal exista um pouco de Jeffrey Dahmer em todos nós.

      SHIKAKUU / (in reply to Eric) Responder
  11. Adorei o post, um dos melhores seus até agora Draftl! Parabéns cara :)

    GiovannaWH / Responder
  12. Poxa,

    Adorei o post.

    Ana Karina / Responder
  13. Cara o fdp tinha uma mente assassina ao extremo.De bobo não tinha nada.Pelo pouco que entendi em suas palavras,ela era muito bem articulado (tanto que conseguiu várias vítimas com sua lábia),culto e aparentava se vestir bem,mas além de tudo um assassino hábil que com certeza entendia de anatomia.Eu aqui em casa para destrinchar um frango dá o que fazer,ele porém fazia com uma habilidade extrema.Ótimo post ,que nos deixa entender sobre muita coisa do assassino.Parabéns Draftl!

    Nilton / Responder
  14. Muito bom esse post. Já conhecia a história e esse vídeo, que aliás eu recomendo que vejam e ignorem um pouco o sensacionalismo estereotipado dos programas de tv. Já essas fotos com o link do tragédiasemortes.com não tinha visto ainda. Ta ai algo que me fascina, qual o limite da insanidade humana para satisfazer vaidades egoístas?
    Post Fantástico DraftL!

    Wintercode / Responder
    • Tinha mais coisas pra eu colocar só que, por serem muito grandes e necessitarem de tradução, não trouxe. Uma coisa que queria muito ter trazido é a forma como ele matou cada uma de suas vítimas. Em algumas ele injetava ácido e via a vítima se debater de dor enquanto esfaqueava, cortava orelha, pedaços do corpo e por aí vai… enquanto estava viva ainda.

      • Quando puder colocar esse artigo ai pra gente ver, por mim pode ser em inglês mesmo =D

        Wintercode / (in reply to DraftL) Responder
      • Posta pra gente depois, se der! ;)

        Walkiria / (in reply to DraftL) Responder
        • Nem dá, é muita coisa. Detalha minuciosamente o que houve e tá tudo em inglês, agora multiplica por 17 rs.

          • Como posso entrar em contato com a Walkiria, Draftl? C tiver como passar o meu email pra ela, ou vice versa… tem algum modo sem que eu ou ela expuséssemos nossos emails aqui pra galera ver?Nem precisa aceitar esse comentário!.. Valeu!

            MJS / (in reply to DraftL)
          • Eu não posso repassar e-mails sem prévia autorização. Pergunte-a se é desejável que eu faça isso então o farei.

            DraftL / (in reply to MJS)
  15. Muito bom esse post,
    Tem dois filmes sobre esse psicopata.
    Perfil de um assassino e
    Dahmer.
    Muito interessantes.

    Danielnunes132 / Responder
  16. Sinistro e Belo post DraftL

    Murilo / Responder
  17. Já vi gente que odeia negros, pero desse jeito…

    Rihanna da Silva / Responder
    • Rhianna da próxima vez disseque o assunto antes de expressar sua opinião , já que comentou, que ao menos lesse o texto e visse o video. Na minha opnião diferente de muitos que escolhiam vítimas de “MINORIAS” sociais pra estravasar sua raiva, ele escolhia aleatoriamente o único critério era atração física, independente da etnia da vitíma.
      ENTÃO ELE NAO ERA RACISTA.

      SHIKAKUU / (in reply to Rihanna da Silva) Responder
    • Bom post apesar da utilizacao do Wikipedia como fonte, a proposito ele nao era racista, era homosexual escolhia suas vitimas pela, como ele proprio fala no documentario beleza.

      laboj / (in reply to Rihanna da Silva) Responder
  18. Ótimo post. Caso clássico de Psicose!

    MJS / Responder
  19. A existência de Jeffrey Dahmer na terra é a real certeza que o demônio esteve em seu corpo, eu chego ficar assustado com o que ele foi capaz de fazer, ótimo post.

    Rodrigo Nogueira / Responder
  20. tá porra, esse era doido mesmo..
    ótimo post, DraftL

    Marróia / Responder
  21. Vc junta um psicopata, com o ateísmo, e oq vc tem?! Dead bodies everywhere rsrsrsrsrs

    Marcio / Responder
    • .-……. como se ser ateu influenciasse alguma coisa

      Marróia / (in reply to Marcio) Responder
      • Na verdade pode sim, pode influenciar assim como uma religião também pode,não e o ateu que e assassino, mas o assassino que e ateu,ateu e so uma caracteristica dele, assim como ser homossexual, ele nao matou pelo fato de ser homossexual, mas o isso influenciou.
        EX: todo assassino bebe agua, por isso eu tenho,tendencias a ser um assassino ? Isso são apenas peculiaridades da personagem distorcida de Jeffrey Dahmer.

        SHIKAKUU / (in reply to Marróia) Responder
    • De onde você tira a palavra Psicopata? De qual autor? De “mentes perigosas”? porque se for, esquece. Por isso que minha dissertação de mestrado será sobre o tema. Hoje qualquer um sabe identificar um psicopata, e só sai babela.Termo banalizado graças a autores sensacionalista e moralista – Ana Beatriz Barbosa é uma delas. O assassino em questão sofre claramente de Psicose e a perversidade(matar) entra como suplência de seu sofrimento mental… Cara como isso me deixa puto! pqp

      MJS / (in reply to Marcio) Responder
  22. Belo post gostaria de ver mais postes sobre piscopatas e afins..faz um sobre Israel Keyes(o mais organizado),o mostro dos andes (pra mim o pior de todos)e a lenda andrei chikatilio..o estripador da floresta)….lol

    leo / Responder
  23. A fotos das cabeças no congelador e uma cena de uma dramatização,mas ainda assim, um post interessante é revoltante, os EUA como sempre, gerando tais monstros com seu sistema capitalista e desumano. bom trabalho Draftl apesar de como vc disse ser um Ctrl+c, mais ainda assim bom trabalho investigativo kkk

    SHIKAKUU / Responder
  24. Adorei o post amo esse cara <3 As creepypastas do Jeff the killer são baseadas nele <3

    Julia Manchini / Responder
  25. eu sou igual a ele só não tenho as armas kk

    Sata / Responder
  26. pelas fotos, a opção dele era matar negros??

    Acunha / Responder
  27. Não há nada pior que uma mente doente, olhem as consequências oO putz. Tem hora que chega a dar pena, o cara era muito doente

    JB NETTO / Responder
  28. brincadeirinha de criança…se fosse eu, adoraria fazer usso com algumas pessoas, tem gente que merece isso sabe…muitas pessoas merecem isso…estupradores, pedófilos, alguns traficantes…sim, eles merecem, aiai isso eu faria com gosto com uma mente ardilosa dessas, seria legal…sim, eu o faria com louvor.

    anderson / Responder
  29. Muuuuito bom, gostei bastante !

    nanii / Responder
  30. Passei mal nessas fotos ai.

    eueueueu / Responder
  31. O Mestre Canibal :)

    Stalking victims through the night
    Dismember every body part
    Stalking killing in the night
    Consuming every body part

    GIncognito / Responder
  32. Grande post DraftL, parabéns brother!

    Patrick Braz / Responder
  33. Esse tipo de crime é o motivo pelo qual decidi cursar psicologia.
    Quero estudar essas pessoas. Entender como funciona a mente de um Serial Killer.
    É bizarro mas eu acho fascinante! rsrs
    Muito bom o post!
    Vlw DraftL!

    Walkiria / Responder
    • Walkiria, sou psicólogo. Minha monografia foi sobre o tema e meu mestrado também é. Tenho um mundo de literatura que trata o tema. Caso tenha interesse, me avise!

      MJS / (in reply to Walkiria) Responder
      • MJS, tenho interesse nessa literatura. Todos os livros sobre o tema “Serial Kilers” que existem no Brasil eu possuo. Mas costumam ser muito tendenciosos e com caráter de exposição dos fatos e não um aprofundamento psicológico e psiquiátrico para interpretação dos acontecimentos. Ou seja, são livros feitos pra chocar, como ler matérias do mundo cão. Feitos para vender e parecem cópias de cópias.

        Se puder me enviar ou mesmo dizer onde eu encontro esse material ou parte dele, ou qualquer coisa já ficaria agradecido.

        Czar / (in reply to MJS) Responder
        • Para estudar a psicopatia de forma geral sem ter uma leitura moralista. Indico dois autores, Kurt Schneider na obra Psicopatologia Clinica (1968) e Hervey Cleckley na obra a Mascara da Sanidade. Caso tenha “Mentes Perigosas…” , jogue fora. é plagio de outra obra moralista do Psicologo Robert Hare, inclusive esse tem uma escala, chamada HARE, para indicar o nível de psicopatia. No entanto a escala, me minha opinião é tendenciosa, por n motivos, principalmente por aproximar psicopatia com conduta antissocial. Silvia Tendlarz na obra “¿A quién mata el asesino?”. Foucault na obra “Os Anormais”. Existem outros textos que você encontra na internet, como: Nada mais humano do que o crime de Jacques Allan Miller. Criminologia Lacaniana de Serge Cottet. Existem livros , a maioria em espanhol ou francês, muito específicos. Eu tenho, mas coisa de professor emprestar e eu tenho o xerox. Tenho textos isolados no computador, como faço para te mandar?Espero ter ajudado…

          MJS / (in reply to Czar) Responder
        • Já ia esquecendo. A melhor obra pra ler sobre a perversidade humana e os perversos, que inclui a gente, “os bonzinhos” na mesma merda e mostra como, apesar de paradoxal, as atitudes perversas são uma necessidade social é: A parte obscura de nos mesmos, da psicanalista francesa Elizabeth Roudinesco…você acha em boas livrarias.

          MJS / (in reply to Czar) Responder
          • DraftL, peço encarecidamente que você envie esse meu email para o MJS, assim não se divulga nada aqui no fórum.

            MJS, sim, eu possuo esse lixo “Mentes Criminosas” – até mesmo os outros livros que tenho, conseguem ser mais didáticos. Essa psiquiatra é endeusada e em um outro livro sobre transtorno de personalidade foi acusada de plágio descarado.
            A escrita dela além de tudo é pobre, até mesmo para uma psiquiatra. Mas isso tem um porem: provavelmente a escrita foi feita pro público leigo com intenção famigerada de “identifique um psicopata na sua vida”, então tem sentido (???).

            Vou coletar tudo que citou e ir atrás. Se o DraftL enviar meu endereço à você, você me envia o que puder, ficarei em gratidão.

            Você citou algo muito peculiar que também já notei nas minhas leituras: essa confusão entre psicopatia, transtorno de personalidade anti-social conduta anti-social, sadismo, incluso o sadismo sexual. Nos textos dos livros que possuo, é uma verdadeira lambança que leva no final a uma conclusão generalizada que inclusive você ficou puto nos comentários acima, sobre o termo psicopata. Ma isso ocorre por informação mal passada e pelo caráter midiático.

            Mais uma vez, meus agradecimentos.

            Czar / (in reply to MJS)
          • Draft, use seu “poder” e coloque eu e o Czar em contato…ahahahha! Mande meu e-mail pra ele e vice versa…valeu! To aguardando! Obrigado!

            MJS / (in reply to MJS)
          • feito!

            DraftL / (in reply to MJS)
  34. fascinante! a historia desse cara me prendeu do começo ao fim, vi até o video..inteirinho!

    ótimo post!

    Bruna! / Responder
  35. DraftL, você que postava eu acho umas pancadarias com narração do google.

    Saíram mais vídeos desse tipo. Dá uma olhada no TV Nocaute no Facebook.

    Abraço!

    Pedro Ferraz / Responder
  36. Para mim, o melhor serial killer que já existiu

    Monize P. / Responder
    • Diz isso para as famílias das vítimas. Só consigo ver esse tipo de post (exceto pelo profissionais da área de psico) como puro sensacionalismo. Depois de tudo o que esse cara fez, depois de mostrar todos os seus pensamentos doentios, chega uma – nem sei como qualificar – dessas aí e faz um comentário como este. “Para mim, o melhor serial killer que já existiu”.

      Ana Carolina / (in reply to Monize P.) Responder
  37. …Jeffrey Dahmer, sem duvidas, foi um dos piores assassinos serial que ja pisaram na face da Terra…o cara era o proprio demonio…aquela foto ali eh ele morto? Se for, nao tinha visto ainda…e olha que ja li muito sobre ele… Otimo post, DraftL!

    NeoDarkSide / Responder
  38. sensacional esses caras ^~

    juciney / Responder
  39. Draftl.. Tenho algumas sugestoes de posts, sao videos e gostaria de passar pra vc.. Mas sao grandes pra passar por email, se tiver interessado me escreva nesse email q ta ai e se puder e/ou usar o whatsapp ficaria mais facil.. Valeu

    Lboo / Responder
  40. Bacana, esse é o post mais completo sobre ele que eu já li!

    Raphaël Levyinger-Katz / Responder
  41. Otimo post diga-se de passagem, Sr. Draftl digno de muita inteligência e culto. (não sendo ironico, muito menos desprezando seu grau de sabedoria, como voce fez no post anterior sobre “fantasmas” nao respondi a sua pergunta pois sou leigo no assunto, mas acabei pesquisando sobre bactérias alienígenas e tudo vem da NASA pra mim é duvidoso, mas não vem ao caso, até o Quevedo de olhos fechados falaria que é uma farsa, sem delongas agradeço.

    O post ficou nota 10, Vlw

    Diego / Responder
  42. aquela primeira foto grande do cara com o peito aberto e vazio, no final aparece so com um buraco na barriga…..
    fail

    Jessica / Responder
    • Essas duas fotos são da mesma pessoa como qualquer um de nós consegue enxergar.
      São fotos polaroid, pois esse corpo não necessariamente foi encontrado dessa forma no dia em que descobriram.
      Jeffrey durante o processo de matar, e mutilar o corpo, tirava fotos repetidas vezes.
      Portanto a primeira foto é num estágio mais avançado dessa mutilação pós morte, sendo essa última mais abaixo, a foto do começo da mutilação/desmembramento. Só estão fora de ordem.

      Czar / (in reply to Jessica) Responder
  43. Este era O serial killer.
    Doido de pedra, e veio de fábrica totalmente isento de respeito ao próximo, consciência, remorso.
    Eu já conhecia a história dele, tem aqueles livros da Ilana Casoy falando só de serial killers, você já leu ? Muito interessantes, os dois livros.
    Nunca havia visto fotos do o Dahmer fez com suas vítimas, só elas já valeram o post, que está ótimo por inteiro.

    Iroha / Responder
  44. Ironicamente Jeffrey Dhamer foi morto na prisão por um altere de malhação. Assim como a sua primeira vítima. Parabéns pelo post :)

    Amanda / Responder
  45. Lembra um pouco Chico Picadinho, só que 1 milhão de vezes pior…

    Danielle de Paula / Responder
  46. que merda…a maioria das fotos postadas nao sao vitimas do Dahmer (algumas fotos sao de filme alias).
    As fotos dos corpos fazendo ‘pose’ em diante sao reais, o resto nao.

    fulano / Responder
  47. Sugestão para o Próximo Post:

    Richard Kuklinski OU Iceman (Homem de Gelo)
    Agora em 2013 foi lançado um filme sobre a vida desse cara , e a um vídeo documentário com ele no youtube sem dúvida o mais foda de todos em minha opinião aqui no IEB não pode falta a história desse cara.

    Nicholae Richkisz / Responder
  48. julgamento completo dele com todos os detalhes dos assassinatos:

    O cara fazia um templo velas e os ossos de vitimas

    Assistia O Exorcista 3 enquanto matava as vitimas

    A ultima vitíma que sobreviveu, contou que no julgamento, que Jeffrey Dahmer ficava assistindo o filme Exorcista 3, começava a ficar agressivo e falando coisas que ele não conseguia entender, indo para frente e para trás com a cabeça.

    Se não existe capeta, me expliquem isso ateus…

    josue / Responder
  49. Me enoja as pessoas que escreverem que este e um bom post, que gostam deste tipo de noticia.
    ponham se no lugar dos familiares das vitimas, o sofrimento em saber que o parente foi morto de uma formamais baixa que a morte de um animal como uma cachorro,
    em vez de ficarem adimirados e procurando pessoas que fizeram coisas que so pode do demo.
    vão procurar Deus, ou aprende algo novo, tem tanta coisa para se fazer, em vez de ficar perdendo tempo com estas bobagens.

    Alan / Responder
    • A) Existem muito mais provas de alienígenas nos visitando, e absolutamente NENHUMA do seu suposto “deus”. MANTENHA SUA RELIGIÃO PARA SI MESMO.

      B) A morte de um animal JAMAIS SERÁ “BAIXA”. Baixo mesmo, é o seu quociente de inteligência. Humanos são condenáveis, ANIMAIS SEMPRE JAMAIS TERÃO MALÍCIA OU MALDADE.

      C) Antes de falar MERDA, favor ler nossas motivações e o intuito com o qual fazemos o site: http://www.issoebizarro.com/blog/entenda-o-issoebizarro/

      • o ateísmo comunista matou pelo menos 100 milhões de pessoas no século 20
        /// link – sumateologica.files.wordpress.com/2009/09/o-livro-negro-do-comunismo-crimes-terror-e-repressao.pdf
        suas opiniões mostram uma arrogância atroz, quase nefasta, acho que o senhor tem traços de psicopatia, outra coisa usar palavras de baixo calão para humilhar alguém demonstra um interior podre, use palavras respeitosas, pois vivemos numa democracia, o senhor Alan tem o direito de opinar, porque o senhor respondeu-lhe com esse ar de superioridade ?

        Evandro Felipe Rodrigues / (in reply to Eduardo (Arrow_Strider)) Responder
  50. Bom post, conta bastante sobre o Dahmer, bem completo… só não li a transcrição da fala dele porque ela veio diretamente de um Google Translator que a tornou mais confusa do que já é no inglês.

    Na verdade, estou comentando porque logo no início dos comentários o autor falou a respeito do Pedrinho Matador, mas há uma questão que sempre se sobressai todas as vezes em que o Pedrinho foi entrevistado (só jogar no You Tube e vcs encontrarão vários vídeos): ele parece ser um cara consciencioso, que só matou quem fez merda com ele ou com alguém de quem ele gostava. É interessante notar que, apesar da frieza de ter matado uma centena de pessoas, ele se manteve apegado a seus princípios – e isso leva a gente a se perguntar se o Pedrinho Matador foi um cara realmente perigoso na época em que matava, no sentido de representar uma ameaça à sociedade e se encaixar nesse estereótipo de que um assassino é alguém “mau”…

    Francine Oliveira / Responder
  51. Fala Draftl, cara adoro seus posts na moral, queria poder ver um dia um post mostrando um estudo da grafologia de um psicopata ou sociopata, eu mesmo mandaria o material para o IEB mas infelizmente não estou tendo tanta sorte, se poder agradeço muito mesmo, se não, fico feliz em dar minha opinião para o IEB

    luiz felipe / Responder
  52. Vi o filme inspirado nele… Éh bem mais leve que a realidade, n mostra muita coisa dessa mutilaçao o.o

    Babyboo / Responder
  53. Ótimo post !! Esse era o capeta na terra…Meu Deus!!!

    Modano / Responder
  54. eu me lembro desse cara

    sidinaldo / Responder

Deixe seu comentário