,

Suicídio na alta tensão

Olá, mondrongos queridos leitores. A sugestão de hoje veio via Facebook, e foi do leitor Evanio Ferreira.

Não se sabe muito sobre o caso, apenas nota-se que um homem subiu num poste, e simplesmente cometeu suicídio tocando em cabo condutor de eletricidade. O vídeo está postado num grupo do Facebook, e por lá, eu pude ler coisas sobre depressão. Ou seja, muito provavelmente, o rapaz não estava nada bem. Como ele conseguiu subir ali (sem morrer antes), eu nem imagino… sei que o resultado final não é algo bonito de se ver. Mesmo lendo a grande maioria dos comentários, não consegui descobrir onde o caso ocorreu.

Várias pessoas, nos comentários, falavam em desligar a rede elétrica, e outras argumentavam que não é só chegar e desligar, pois se tiver hospitais por perto, muito mais gente pode acabar morrendo, para que apenas uma vida se salve. Outras pessoas tentaram explicar que, por se tratar de alta tensão, não adiantaria ou não seria tão fácil desligar, e comparam até com as lâmpadas que usamos em casa, dizendo:

Isso é alta tensão, não é como você clicar num interruptor e apagar a luz de sua casa… são milhares de volts passando por ali“.

Eu não sei se os comentários estão corretos, pois não entendo nada de eletricidade. Só sei que necessitamos dela para ligar nossos eletrodomésticos, e que ela pode matar.

Usuário Android, iOS ou Windows Phone clique AQUI.

No mais, sem mais. Sugestões no [email protected] ou no Facebook.

Até a próxima. Beijo na bunda. :)

Written by Peu

Namorado da Miss Sombra, sou apaixonado por voar e por música. Um Pernambucano que gosta de tudo um pouco.
"Sou o coração do folclore nordestino, eu sou Mateus e Bastião do Boi Bumbá. Sou o boneco do Mestre Vitalino, dançando uma ciranda em Itamaracá. Eu sou um verso de Carlos Pena Filho, num frevo de Capiba, ao som da orquestra armorial. Sou Capibaribe num livro de João Cabral.

SOU MAMULENGO DE SÃO BENTO DO UNA, vindo no baque solto de um Maracatu! Eu sou um alto de Ariano Suassuna, no meio da Feira de Caruaru. Sou Frei Caneca do Pastoril do Faceta, levando a flor da lira pra Nova Jerusalém... Sou Luis Gonzaga e eu sou mangue também.

Eu sou mameluco, sou de Casa Forte... Sou de Pernambuco, sou o Leão do Norte.

Sou Macambira de Joaquim Cardoso. Banda de Pífano no meio do Canavial. Na noite dos tambores silenciosos, sou a calunga revelando o Carnaval. Sou a folia que desce lá de Olinda, o homem da meia-noite puxando esse cordão... Sou jangadeiro na festa de Jaboatão

Eu sou mameluco, sou de Casa Forte... Sou de Pernambuco, sou o Leão do Norte."

Comentários