Sereias [Megapost]

Olááááá leitores bizarros!!

Pois é!! Infelizmente para muitos, aqui estou eu. VIVO! Sobrevivendo aos últimos dias de carnaval desse ano de 2013. Depois recomeço a publicar corriqueiramente aqui.
Ai, ai… então… to meio perdido aqui. Tô com sono, faz algumas horas (+- 28 horas) que não durmo. Sem mais delongas, vamos ao que interessa.

E o que pode nos interessar? Sereias, lógico!
Sim! Sereias mesmo. Mas calma púbere mancebo e tenra varoa! Não é nada de ficção não. Trata-se de um documentário da Discovery exibido pelo Animal Planet em Maio de 2012 (que foi ao ar no Discovery só em Junho, que incongruência!) que reflete sobre uma possibilidade plausível de Neandertais, em um passado estimado em sete milhões de anos, terem permanecido nas regiões costeiras, dando início a uma ramificação na escala evolutiva humana: às – vulgarmente conhecidas – sereias. SÓ ISSO! MAIS NADA! E como se isso fosse pouco…

Já falei muito, né? Não? Que bom!
Sim? Dane-se! rs

Gostaria de avisar de antemão que o vídeo principal tem 1h29m de duração. Por isso, caso possam (ou queiram), pré disponham-se confortavelmente em seus assentos de maneira relaxada com uma pipoca, pão de queijo, hambúrguer, cachorro-quente acompanhado de alguma bebida e assistam. Vale a pena curtir esse documentário que eu demorei 3 horas pra enviar e o YouTube me trolla. Quase 1 giga de arquivo. rss

Vamos por etapas… primeiro “ar fotinha”.

Para uma breve descrição de cada foto, é só ler embaixo da mesma.

Pra ficar um pouco mais sinistro, vou postar um vídeo que é mostrado no documentário mas não de forma completa.

Antes de postar o vídeo, uma introdução bem bacana que eu encontrei buscando internet afora.
Primeiro um texto para elucidar o que vem por aí, depois um vídeo com uma… bem… uma senhorinha muito mais lúcida do que muito leitor daqui do IÉB. rs

Há algum tempo o governo americano realizou um insólito pronunciamento sobre a existência de sereias, o ocorrido foi motivado por um polêmico documentário do canal Discovery Channel que aborda o mito sobre elas.

Tive a oportunidade de assistir o programa, exibido aqui no Brasil pelo canal Animal Planet. O documentário é baseado nas informações de 03 cientistas que entraram em contato com uma nova espécie de animal na Africa do Sul.

Após vários testes, tudo indicava terem encontrado uma espécie desconhecida de primata aquático. Se as informações são verdadeiras, eu não sei! Mas o documentário consegue ser bem convincente.

A show não só aborda a suposição da criatura encontrada ser uma “sereia” e de como o governo sul africano e americano estão encobrindo as provas, ele também revive uma teoria por muito tempo esquecida, a Teoria dos primatas aquáticos. Admito que antes do programa eu nunca havia ouvido falar sobre ela.

O primeiro autor desta teoria foi o patologista alemão, Max Westenhöfer, reforçada pelo trabalho do biólogo inglês Alister Hardy em 1960. Eles sugeriram que os antepassados do ser humano, iniciaram e viveram uma fase semi-aquática, colhendo moluscos e outros animais no litoral.

Seria nesta fase que os hominídeos perderam a maior parte do pelo do corpo, aumentaram as camadas de gordura sobre a pele e ficaram com a postura ereta. É uma teoria rejeitada pelo mundo científico, assim como um dia, foi considerado absurdo os elefantes terem um ancestral semi-aquático, hoje algo amplamente aceito.

A teoria dos primatas aquáticos é defendida por alguns poucos cientistas, uma delas é Elaine Morgan. Encontrei uma palestra de Elaine, onde ela expõe seu ponto de vista e explica parte da teoria dos macacos aquáticos, além de elencar fatos que, talvez, sejam os motivos para seu trabalho não ser levado a sério.

Quem não estiver familiarizado com o pensamento de Darwin e de Mendel, é só dar uma lidinha bem en passant abaixo:

A teoria de Darwin sobre a seleção natural foi brilhante até onde pôde, mas logo se chocou contra um obstáculo sério. Segundo as observações de Darwin, as características pessoais são passadas dos pais para sua prole em medidas iguais: dessa maneira, uma mãe inteligente e um pai estúpido produziriam filhos de inteligência mediana. Isso colocou um problema para a seleção natural.

Pois ainda que um indivíduo “superior” aparecesse em uma espécie, essa característica superior seria gradualmente diluída através da reprodução. Mesmo Darwin ficou engasgado com isso, e em resposta modificou sua teoria, incorporando a proposição de Lamark de que a forma de criação, assim como a natureza, deve guiar o desenvolvimento individual.

Darwin, entretanto, havia suposto que as mudanças evolucionárias aconteciam gradualmente; essa hipótese logo foi provada falsa. William Bateson, na Inglaterra, e Hugo de Vries, na Holanda, descobriram que as espécies parecem evoluir em passos bruscos e descontínuos, chamados por de Vries, em 1900, de “mutações”.

No mesmo ano, Vries se deparou com alguns artigos publicados uma geração anterior pelo monge austríaco Gregor Mendel (1822-1884).

Embora esse trabalho tivesse sido ignorado durante sua vida, Mendel, trabalhando com simples pés de ervilhas, tinha levado a cabo a descoberta de leis da hereditariedade que revolucionariam a biologia e traçariam as bases da genética.

Por sete anos, de 1856 a 1863, Mendel cruzou e produziu híbridos de plantas com características distintas – plantas altas com plantas anãs, ervilhas amarelas com ervilhas verdes e assim por diante.

Ele observou com surpresa que tais características não são diluídas nem resultam em meio-termo, mas se mantêm distintas: o rebento híbrido de uma planta alta e de uma anã era sempre alto, não de tamanho médio.

Ervilhas amarelas cruzadas com ervilhas verdes produziam ervilhas amarelas, em vez de ervilhas verde-amareladas.

E, ainda mais interessante, quando Mendel miscigenava os híbridos altos, a geração seguinte retinha as características distintivas encontradas nas plantas “avós”: a maioria era alta, porém mais ou menos um quarto delas eram anãs.

Da mesma forma, a terceira geração de plantas do cruzamento amarelo/verde eram 75 por cento amarelas e 25 por cento verdes.

Mendel logo deduziu a matemática por trás desse fenômeno. As plantas, como os mamíferos, têm dois “pais” e cada um aparentemente contribui com características (alta ou anã, amarela ou verde) para as gerações subseqüentes.

Portanto, embora a característica de tamanho pequeno possa desaparecer na segunda geração, ela vai aparecer em alguns indivíduos da terceira; dessa maneira, a segunda geração (híbridos altos) deve ainda conter “instruções” para produzir rebentos pequenos. De fato, tais instruções devem vir em pares, um par de cada pai, e um elemento do par é passado para cada rebento da terceira geração.

Mendel chamou isso de “lei da segregação”: características herdadas são passadas igualmente por cada um dos pais, e, em vez de se misturarem, elas se mantêm separadas.

Isto é, cada uma das características é gerada por um par de instruções, com as instruções «dominantes” determinando a aparência da prole e as instruções “recessivas” mantidas latentes. (As características recessivas aparecem somente quando ambos os fatores em um par são recessivos.)

Além disso, de acordo com a “lei da variação independente” de Mendel, a contribuição de cada pai com um fator é algo governado pelas leis da probabilidade – fatores dominantes não têm maior probabilidade de serem passados adiante do que os recessivos. Características herdadas também são independentes: as instruções para altura não têm nada a ver com as instruções para a cor.

Embora a questão da hereditariedade seja geralmente bem mais complicada do que o cruzamento de ervilhas, Mendel havia se deparado com um princípio genético fundamental.

Tão logo as descobertas de Mendel foram cruzadas com a biologia da célula, a genética emergiu como um novo campo. Com o melhoramento dos microscópios, os biólogos foram capazes de observar que as células se reproduzem dividindo-se em duas, e que cada célula resultante herda metade de cada cromossomo do original. Em idos de 1870, foi também descoberto que, quando um esperma fertiliza um ovo, os cromossomos se combinam.

Essas duas observações juntas explicam o mecanismo básico da hereditariedade. Os “fatores” de Mendel foram eventualmente renomeados de genes’, e descobriu-se que cada par de cromossomos em uma célula carrega vários pedaços de informação genética.

De um modo geral, a genética abriu caminho para uma linha darwiniana modificada: a evolução se processa algumas vezes por mutação súbita, com as novas características sendo passadas geneticamente, mas principalmente pela variação genética natural (recombinação de genes).

Em cada caso, a natureza “seleciona” as mudanças favoráveis à sobrevivência e rejeita as mudanças que não são para melhor (como são geralmente as mutações radicais).

Além disso, há inscrições na antiga biblioteca de Alexandria sobre Bérose e seu encontro com o povo Apkallus

 

Bérose
Sacerdote babilônico refugiado na Grécia, Bérose nos deixou de um encontro o relato com os extraterrestres: os misteriosos Apkallus, seres semelhantes a peixes, vivendo em escafandros e que teriam trazido aos homens os primeiros conhecimentos científicos. Bérose viveu no tempo de Alexandre, o Grande, até a época de Ptolomeu I. Foi sacerdote de Bel-Marduk na babilônia. Era historiador, astrólogo e astrônomo. Inventou o relógio de sol semicircular. Fez uma teoria dos conflitos entre os raios dos Sol e da Lua que antecipa os trabalhos mais modernos sobre interferência da luz.

Sybila a famosa profetiza era sua filha.

O mundo dos Apkallus
Imagem
A História do Mundo de Bérose, que descrevia seus primeiros contatos com os extraterrestres, foi perdida. Restam alguns fragmentos, mas a totalidade desta obra estava em Alexandria. Nela estavam todos os ensinamentos dos extraterrestres.

Quanto ao povo Apkallus, só postei para não perder minha vertente “lunática” de ufologia. rs

 
DraftL, PORRA! Cadê o vídeo?
Calma! O que se faz antes do sexo? Dar um amasso, ficar naquela animosidade toda, correto? Então já que o libido está nas alturas, segura mais um pouco. MENTIRA! Assista(m)!

E então, meu caro leitor? Depois de ler tudo isso… qual é a sua opinião? Abrir a mente custa alguma coisa?

Fontes:
http://forum.intonses.com.br/viewtopic.php?f=89&t=5463
http://www.mundodrive.com/2012/08/teoria-dos-primatas-aquaticos-e-o-caso-da-sereia-da-africa-do-sul.html
http://www.mundovestibular.com.br/articles/386/1/AS-LEIS-DE-MENDEL/Paacutegina1.html

Sobre DraftL

Ver todos os posts desse autor

Internacionalista, cientista político e poliglota. Carioca e torcedor do melhor time do futebol mundial da atualidade: Vasco da Gama! Um bon-vivant boêmio que aprecia as diferentes artes, como a música, o cinema e a vida noturna. Se dar bem na noite é uma arte! Jovem mancebo que pulula diante dos seus 23 anos. Para terem uma vida plena, vocês precisam entender que o que está em cima é igual ao que está embaixo e, o que está embaixo, é igual ao que está em cima, para realizar os milagres de uma coisa única. Conhece-te a ti mesmo. O único beco sem saída em todo o universo é a mente fechada.

170 Comentários nesse post. Comente!

  1. Eu não duvido…

    Marco / Responder
  2. eeeee post do DraftL!! tava com sdds sua manolow SQN rsrsrs

    Gabriel / Responder
  3. o DraftL ta vivo…
    que merda..
    :D

    luiz / Responder
  4. O sobrenatural e o intrigante já são características dos posts do Draft. Continue com o ótimo trabalho !

    André Angelo / Responder
    • Deixa comigo, André!
      Adoro ficar postando tudo sobre os mais variados assuntos aqui. :)
      Tem muita coisa boa porvir ainda que eu não traduzi. :)

      • Ainda estou esperando aqueeeele post sobre sonambulismo que tenho certeza que vai ser show!!
        Seus posts são essenciais, Jão! Grande abraço :D

        Gsk / (in reply to DraftL) Responder
        • Opa! Eu andei procurando material mas não encontrei suficiente mas não desanimei. Foi até bom ser relembrado por que eu já tinha deixado pra lá mas os links tão no pc em algum lugar.
          Valeu, Gsk! Obrigado pelos elogios! É “Bomzaum” hahahahahahaha

          DraftL / (in reply to Gsk) Responder
  5. First ? (não tem como não postar, você vê a mensagem ''Não há comentários postados até o momento. Seja o primeiro! '' ai n tem como )

    Kaue / Responder
  6. cara muito boa essa materia,eu axu que possa sim existir sereias,afinal esse mundo é completamente bizarro.

    anderson kosta / Responder
  7. cara muito boa essa materia sobre as sereias,eu não duvido de nada nesse nosso mundo bizarro

    anderson kosta / Responder
  8. é uma obra de ficção

    Angel Dust / Responder
    • Cara, eu pesquisei a fundo mesmo e não encontrei nada que diga que é uma obra de ficção. Aquilo ali pode ter sido imposto pelo governo estadunidense ou sulafricano. Tu viu o que eles fazem, né?
      Tu viu o que eles fazendo no intuito de desinformar.

      • poh eles fizeram isso sobre a area 51… caso do estraterrestre…eles nao querem mostrar pro mundo as coisas bizarras que existem…pra todos acharem que é tudo lenda. governo controlador de mentes

        brunosic / (in reply to DraftL) Responder
        • Eh…o governo (principalmente o dos E.U.A) omite muita coisa…da pra ver isso através desses documentarios (mais pelos do history channel)…
          Obrigado pelo post! Continue com esse otimo trabalho..

          vini / (in reply to brunosic) Responder
      • Cara, eu nao duvido q nao existam especies vivas q ainda nao foram descobertas pelo homem e tbm acredito na existencia de “sereias” ,mas na boa, eu pesquisei algum tempo sobre esse corpo estranho encontrado dentro do tubarão e nao achei NADA . Se essa equipe medica estava tão interessada em divulgar essa historia teria uma chuva de informações na midia, varios estudos sobre a autenticidade do corpo, etc a unica informação q se encontra sobre esse corpo é no documentario da ANIMAL PLANET. Na boa, eu nao acredito em muita coisa q o ANIMAL PLANET e a DISCOVERY CHANNEL jogam na midia. O mesmo aconteceu com um “dragão” e uma equipe cientifica encontrou congelado e estudou o corpo (TUDO FAKE)

        A MINHA OPINIÃO SOBRE A DISCOVERY E A ANIMAL PLANET NAO MUDAM A MINHA NAS ESPECIES MITOLOGICAS DE NOSSO MUNDO

      • parabéns, belo tema e gostaria de acrescentar que existem outros registros em vídeo além deste documentário, existe uma entrevista , inclusive com uma navegar de submarino com um registro em duas câmeras diferentes de um ser parecido que coloca a mao no vidro do submarino,,, e um outro vídeo de dois pescadores de capa de chuva que registram um animal próximo ao barco deles, e de outro vídeo com algo acertando uma lanca no peixe em mar aberto e ainda um outro com uma criança em um aquário marinho ( mar aberto ), aparece o ser e coloca a mao no vidro com a criança , além do vídeo famoso que passou no fant ( domingo a noite ), de uma sereia na pedra em israel,,, falou,,,, olhem e tirem suas conclusões,,, é muito comodo e egoísta achar que somos osunicos seres com inteliengia avançada e,,,, acredito sim, até mesmo pelos meus 144 de QI,, abraço alan

        alanler / (in reply to DraftL) Responder
  9. Post interessante
    mas acho impossivel q existam sereias

    JucaCaruaru / Responder
    • Balaenoptera omurai – espécie de baleia descoberta em novembro de 2003.

      Baleia-bicuda-de-bahamonde – nunca havia sido avistada por humanos, só foram encontrados 2 crânios em 1950 e 1986. Só foram identificadas completamente em 2010 isso porque duas encalharam em uma praia na nova zelândia.
      Cerca de 50 novas espécies de animais, plantas e outros seres vivos são descobertas, em média, todos os dias. levando-se em conta que o planeta “terra” é 70% água, garanto pra você, se há algo que não quer ser achado, só pode estar nos oceanos.

      Dennis de Sá / (in reply to JucaCaruaru) Responder
      • Nossa! Verdade! Curti!

        • O amiguinho Dennis chegou no ponto chave da parada. Na verdade, nos dois pontos:

          1- Estima-se que nós não tenhamos conhecimento sequer de 15% da fauna do nosso planeta. Só de insetos, que é a maior e mais variada classe de animais presentes no planeta que se tem notícia, conhecemos quase UM MILHÃO de espécias diferentes, e isso não é nem metade do que estima-se que exista por aí. Descobrimos criaturas novas todos os dias. Nós, seres humanos, que achamos que estamos em todos os lugares e no controle de tudo ainda nos surpreendemos diariamente com o “nosso próprio planeta”

          2- Nós temos o mapeamento dos continentes, ok, legal. E o que tem em volta é água. Simples assim, só que não. Nós, na nossa infinita inferioridade não conseguimos, nem com nossas máquinas mais modernas, alcançar o fundo oceânico em alguns pontos, tampouco mapeá-lo. Não que ninguém se interesse pelo que tem lá, mas não simplesmente não conseguimos chegar e nem trazer o que tem lá para cima. há bactérias que vivem muito bem obrigado há quilômetros de profundidade, e a gente não chega nem a 10% disso. Agora raciocinando: Só porque a gente não pode ver e não pode chegar não significa que não tenha nada lá, correto? Corretíssimo! O nosso conhecimento de fauna marinha é paupérrimo e limitado, mas não significa que a vida em si lá embaixo seja. A minha crença é de que a gente não vê as coisas porque não quer ver. Se tem lular de 15 metros nos mares do japão, o que é que não pode ter mais pro fundo?? é só parar e pensar um pouquinho…

          Enfim, sou meio aloka da consipração da fauna marinha escondida, e se tivesse tempo até escreveria um post sobre isso p´q gosto MESMO do assunto, mas por agora aí está apenas minha opinião. =D

          Sara / (in reply to DraftL) Responder
          • Eu dou apoio. Se precisar conte comigo. Me envie que trocamos idéias e postamos. o/

            DraftL / (in reply to Sara)
          • realmente,agora parei um pouco pra pensar sobre essa questão,imagina só,nos tempos de hoje,mesmo com toda essa tecnologia,ainda estamos descobrindo espécies q habitam as regiões secas,imagina o q tem escondido nos oceanos,sendo q é ele q ocupa a maior área do globo,não só em questão dos m²,mas dos m³,qro dizer os níveis,desde os seres q habitam a superfície até aqueles monstros pré-históricos q sofrem gigantismo no fundo do mar,lembrando q a vida na Terra começou nos mares,então não temos como negar qualquer tipo de bizarrice que encontrarem por aí,principalmente se tiver vindo do mar.

            222001 / (in reply to Sara)
          • Convenhamos que não dá pra comparar as “milhões” de possíveis espécies de insetos e bactérias com primatas superiores porque sempre se espera que existam muito mais seres menos complexos do que mais complexos…

            Segundo, Elaine Morgan não diz que há “sereias”. Ela diz que o Homo Sapiens possui um ancestral aquático. Assumindo por um momento que isso é verdade,o importante é que se hoje vivemos em terra, então em um dado momento, viver na água tornou-se uma desvantagem para esse ancestral e algo o “empurrou” pra terra (isso é pressão evolutiva). Dessa forma, pras nossas amigas sereias existirem necessariamente deveria haver uma divisão onde metade dos ancestrais viria pra terra (nós) e o resto se adaptaria às condições marinhas adversas (elas). Esses eventos são excludentes, se o ancestral podia se adaptar, ele não precisava sair da água…

            Terceiro, se as sereias existirem hoje, posso assumir que elas não possuem predadores (nunca foi encontrado um pedaço de sereia mordido boiando por aí). Isso faria com que inicialmente a população crescesse exponencialmente até que outro fator o limitasse. Que fator? Peixe (comida!). Advinha quem mais come MUITO peixe além das sereias? Nós! Assim, se estamos competindo por comida, provavelmente já ganhamos porque em algum momento um rei sereiano ia ter que vir e dizer: “ei, pára de comer minha comida!”, mesmo porque nadar dá uma baita fome…

            Então, devido a falta de evidências que já deveriam ter aparecido aos montes por aí, acho que sereias não existem.

            Antonio / (in reply to Sara)
  10. Belo post não sou muito de acreditar nessas coisa mais tenho mente aberta

    ME GUSTA / Responder
  11. CARAAACAAA !!!

    Mateus Cmf / Responder
  12. Seria fofo se tivesse sereias. acho bonito. Mas nao essas dai, ariel ta mais bonita :p

    Ana Karina / Responder
    • acredito em sereia estava eu de tarde sosinho no mar quando do nada surgiran duas moças uma loira e
      outra morena so vi a cabeça delas dos peito para cima ai uma disse me encarando : ai o moreno e fiquei paralisado na praia parecia que elas queriam me levar junto. assim como surgiram com um sorriso na
      cor de perolas sumiram e nao retornaram a superficie.

  13. Excelente post!!!
    Já havia visto o documentário pela discovery e acrescentou um pouco mais em minha crença as imagens dos arpões…

    Só tem um pequeno erro no post que é texto repetido logo após o primeiro vídeo, fora isso "Perfect"
    Parabéns DraftL!!!!

    José / Responder
  14. Muito bom o post!!!

    tarcio / Responder
  15. q bosta todo mundo sabe q isso é falso
    passa isso direto na descovery,ja pesquisei e
    isso é falso,a descovery fez esse video q pra falar a verdade é
    uma bosta

    leo / Responder
    • Pensamentos rígidos não levam à elasticidade intelectual. E é Discovery.
      Ao invés de fazer um comentário desse tipo, porque não faz um comentário construtivo? rs
      Hahaha!

      DraftL / (in reply to leo) Responder
  16. Gostei.

    SFS / Responder
  17. Só podia ser coisa do meu melhor amigo, dos vídeos fakes de E.T.

    Franco Castelo / Responder
  18. Só de boas aqui almoçando e vendo o vídeo.

    Pow, Draftl, n podia perder a oportunidade de colocar extraterrestes no meio, ne? kkk

    Já tinha escutado sobre essa hipótese de primatas em vida aquática (inclusive com o proprio sapiens, como justificativa para a falta de pelos, por exemplo). De qualquer forma, sereias já é um passo bem longo, o qual eu n consigo dar sem expelir ceticismo para todos os lados… rsrs..

    Mas é isso aê, há todo um mundo aquático desconhecido ainda, ne?

    Belo post!

    J. Tanatos / Responder
    • Tinha que colocar de alguma forma ali senão não seria eu. Hahahahahahaha! :D
      O oceano é enorme e como o próprio cara diz, em dez anos – na década passada – dois tipos de animais gigantes foram identificados. Um é o “Kraken”. A lula gigante.
      Já havia vestígios de sua existência mas até que fosse capturada em vídeo, ninguém acreditou. Os humanos são céticos por natureza.
      Os únicos que conseguem se libertar da real ignorância são aqueles com a mente aberta.
      Agora veja, como um bicho desse tamanho consegue se esconder por tantos anos?

      É muito mais fácil algo do tamanho de um humano se esconder, não?

      • Isso faz sentido

        Kacco / (in reply to DraftL) Responder
        • O mar é fundo pra caraio, no que eu saiba, nenhum humano nunca conseguiu e provavelmente vai demorar muito pra conseguir ir a parte mais funda do oceano vivo, então, é só imaginar quanta coisa estranha pode sair daquela parte escura do oceano, em que a pressão é mais pesada que peso de marombado do youtube…

          Vitor / (in reply to Kacco) Responder
      • yes!

        Gsk / (in reply to DraftL) Responder
      • Algo menor e supostamente com uma inteligência semelhante à nossa.

        Kai / (in reply to DraftL) Responder
  19. foda

    ricardo / Responder
  20. AAAAAAAAAAAAAAH! Mt bom!

    Fernanda / Responder
  21. Talvez seja realmente desta forma a sereias como foi colocado no documentaria afinal, imagine os marujos em alto mar ja algumas semanas sem ver mulher e muito rum na cachola acredito agora que muitos marinheiros do periodo das caravelas morreram afogados por estarem bem mamados e enxergarem uma gostosa dando mole , ate hoje muitos fazem isso qdo a cachaça toma conta da visão e "das cabeças" o rapazes as vezes pegam um dragão achando que é uma princesa, imagina além da ressaca do dia seguinte a princesa virar sapa!!!!kkkkkkkkkkkk

    vedre / Responder
  22. Esse vídeos são sempre de longe, são sempre escuros, ou fora de foco… Pode muito bem ser um mergulhador, fantasiado apenas no braço, ou até mesmo com uma fantasia escrota completa… Outra coisa, governo nenhum teria interesse em esconder uma nova espécie, chega a ser ridículo pensar dessa forma!

    Franco Castelo / Responder
    • Quanto ao vídeo, concordo que possa ser isso.

      Vejamos os interesses em esconder uma ramificação de hominídeos inteligentes:
      - Teoria de Darwin cai
      - Revisionismo geral na história humana
      - A igreja pode entrar em colapso
      - Conhecemos mais da lua do que o fundo do oceano e mesmo assim, sabemos pouco pela ocultação de informações

      Imagina o impacto que causaria a descoberta de seres inteligentes semelhantes a nós vivendo nas profundezas dos abismos colossais dos oceanos? TODA a história deveria ser reescrita e abriria margem para maiores especulações sobre a vida fora da Terra posto que, se demoramos a encontrar aqui, imagine fora. Talvez daqui a 200, 300 anos – quem sabe – esses supostos mamíferos aquáticos sejam reconhecidos se, de fato, existirem.

      É como a teórica disse, as teorias paradigmas estão entrando quase em um estado de “sacerdócio”.
      Franco, abandone os seus valores e pense que tais sereias existem. Defenda-as com toda a força. Depois negue sua existência com veemência. Você vai ter uma terceira vertente que é superior à negação e à afirmação. É um bom exercício! :)

      • Draft, não entendi pq vc disse que a Teoria de Darwin cairia, pois a teoria em si não trata desse assunto em especifico, porem não descarta ou nega essa possibilidade, é somente uma “parte não contada”.Até onde eu entendi do documentário, essa espécie e nós teríamos um ancestral comum, mais não diz em nenhum momento que esse ancestral saiu das árvores, foi pro oceano e depois uma parte voltou pra savana, se assim fosse eu concordaria que a Teoria de Darwin cairia.Não sei que conseguir explicar meu ponto de vista kkkkkkk

        Pedro Lucas / (in reply to DraftL) Responder
        • A Teoria de Darwin cairia porque ela deveria ser revista, o que levantaria margem para outras teorias adentrarem em campo, comprovando que toda teoria por mais paradigmática que seja, está sujeita a revisão.
          Coisa que não acontece com a teoria evolucionista de Darwin. Quando alguém tenta pô-la em cheque, são desacreditados pelos governos e pelo establishment (padrão) científico.
          Eu entendi perfeitamente a sua colocação. Por isso, como a Elaine disse, parece estar envolta em uma espécie de sacerdócio, fato que a ciência não deveria compactuar pois o dever dela é questionar sempre buscando chegar o mais perto da verdade.

          Contudo, imagine o caos que geraria? Primeiro, a igreja católica. O que ela diria? Depois, os fiéis, o que fariam? Apesar das loucuras do mundo muçulmano, o que eles fariam também? Caos generalizado.
          Este, creio eu, seja um dos motivos.

          Espero que tenha ficado claro, se não, só perguntar mais uma vez aê, Pedrão! :D
          Realmente espero que tenha entendido. :)

          • Mesmo sendo uma “mulher da ciência” o maior erro dela, e que eu sempre vou criticar, é de não deixar claro que teorias são apenas isso: teorias. Inclusive a de Darwin. Ela é uma hipótese bem fundamentada que dá base para a explicação do surgimento da vida na Terra, e só isso. Não significa que ele estivesse certo, que o que ele propôs usando lógica devesse ser caeito como verdade absoluta e pronto acabou, pelo amor de Deus! Ele deve se revirar no túmulo toda vez que algum cientista ou leigo que seja toma seu simples livro de pontapé inicial como uma bíblia e segue religiosamente. E esse é o problema das pessoas em geral e da ciência. Tudo que temos nos livros são teorias que são mais aceitas, ou seja, aquilo que se aproxima mais do plausível para a nossa realidade, oou seja, NADA É COMPROVADO!! Então, pode ser que nós não tenhamos vindo do macaco, como o povo gosta de dizer? com certeza que pode!! Não é só porque temos registros de espécies semelhantes que elas formem a mesma linha evolutiva. E o tal do elo perdido?? “aaah, ninguém achou ainda, mas adimite-se que ele tenha existido pq é a única explicação lógica”… aí eles escrevem tudo isso num livro de 5ª séries e nos obrigam a ensinar com verdade. E é assim que se faz uma sociedade burra e bitolada.

            Sara / (in reply to DraftL)
          • INDELÉVEL O SEU COMENTÁRIO! Milhões de palmas! (clap, clap, clap…)
            Um dia os livros serão reescritos mas até lá já to na em ooooutro corpo rs

            DraftL / (in reply to Sara)
          • Eu concordo em partes com o que nossa amiga Sara disse, mais é importante ressaltar o abismo de diferença entre um hipótese cientifica e uma teoria.Além do mais a teoria da evolução é muito mais complexa do que Darwin sugeriu, visto que ela sofre alterações/atualizações o tempo inteiro, e ja nem é mais exclusividade da biologia.Assim que se “faz ciência”, se todos concordassem o tempo inteiro não iriamos avançar nosso conhecimento.Também é bom ressaltar que a evolução é um fato inegável, a teoria só tenta explicar esse fato (e cada dia que passa as lacunas estão cada vez mais sendo preenchidas).A última coisa que eu gostaria de dizer é que a evolução não tenta explicar a origem da vida ou do universo, isso ja é outra coisa.Abraços ai galera do IEB, sempre bom conversar com pessoas de mente aberta.

            Pedro Lucas / (in reply to DraftL)
      • “- A igreja pode entrar em colapso” , isso aí ja é o suficiente pra manter tudo o mais escondido possível, creio que realmente exista MUITA coisa oculta, se são hominídeos, criaturas enormes ou apenas bactérias eu não sei, mas o post foi completinho e de fato convicente de que a possibilidade não é uma utopia

        Bruno Raphael / (in reply to DraftL) Responder
  23. linda materia kkkk

    paulo / Responder
  24. Caramba.

    karime / Responder
  25. A capacidade humana para negação deve ser um…
    Parece mais fácil negar do que entender ou aceitar…

    Link / Responder
    • Pois é, cara…
      “Ou é isso ou é aquilo”. Porque não se pode contestar as evidências? Até o próprio Darwin disse que sua teoria poderia cair.
      O problema é que isso criaria uma crise de identidade e um revisionismo geral na história humana.

      DraftL / (in reply to Link) Responder
  26. Eai draft! Tudo certo? Então, eu encontrei um site que falava sobre o documentario das sereias: "O tema “sereias” voltou a bombar na rede. Tudo porque o canal de TV Animal Planet exibiu mais uma vez o programa Mermaids: The Body Found (Sereias: o corpo encontrado, em tradução livre), na noite deste domingo (15). A obra de ficção fala da descoberta de um corpo de sereia filmada em estilo de documentário, assim como o filme A Bruxa de Blair.

    O que acontece é que muitas pessoas não entenderam a intenção do programa e realmente acreditaram que uma sereia havia sido encontrada. Apesar de ser apresentado como uma ficção, o vídeo afirma “ser baseado em alguns fatos reais”, o que só ajudou a aumentar a confusão. O termo “Mermaid body found” foi o mais pesquisado no Google em 15 de julho, segundo o Google Trends. No twitter, também são muitas as postagens perplexas.

    Siga o Bombou na Web no Twitter
    Curta a nossa página no Facebook

    O programa foi ao ar pela primeira vez no mês passado. Causou tanto falatório que o órgão americano National Oceanic & Atmospheric Administration (NOAA), que cuida dos assuntos relacionados ao clima, aos oceanos e à atmosfera, precisou emitir um comunicado para esclarecer a confusão. “Nenhuma evidência de humanoides aquáticos jamais foi encontrada”, dizia o documento de 3 de julho de 2012. Lembrando que o mesmo órgão já liberou declarações sobre outros fenômenos inexplicáveis no passado, como o Triângulo das Bermudas e a cidade perdida de Atlântida." Fiquei na duvida :p

    Fabio / Responder
  27. Pqp, olha o nível que a Discovery chegou, deve estar precisando de audiência.
    Sereias? ah, vai tomar no c*.

    Gabriel / Responder
  28. #chatiado …. vc n posta os RB’s

    Luiz Fernando / Responder
  29. Já vi esse documentário, acho que é fake essa história. Mas olha, essas fotos dos arpões no tubarão qualquer um pode ver que é montagem!

    isis / Responder
    • Quem sabe? :)

      DraftL / (in reply to isis) Responder
    • Porra cara, OBRIGADO…pelo menos alguem conseguiu ver que eh uma montagem feita por alguem que aprendeu a mexer no photoshop à uns 3 dias…

      só pelas primeiras fotos já perdi o interesse na matéria INTEIRA!

      Piada. Total FAKE, sem nenhuma margem pra acreditar.

      Depois das fotos o negocio ficou MTO porco.

      Igor Antonelli / (in reply to isis) Responder
  30. nao acho que a teoria explicada ai nao seja correta… mais acho estranho que a evolução do homem é de um ancestral aquatico com um primata, pode ser sim que essa criatura tenha existido.. mais nao é tão simples quanto a uma miscigenação de ervilhas ..

    Draftl, seus posts são os melhoreees *-*

    lycialoreena / Responder
    • Que nada! Tem muita coisa boa ainda porvir! :)
      O ano tá só começando e a gente tá só esquentando. rs
      Mas de qualquer forma, obrigado pelo elogio. Faço isso pra vocês :D
      o/

  31. eu acredito em varias teorias mais nem vou ler esse post pq tenho certeza que uma hora eu surto e fico louco

    Lucas Mastellini / Responder
  32. Muito interessante a matéria, sem dúvidas se tudo se confirmasse, haveria uma reviravolta no pensamento da humanidade. Se para os mamíferos marinhos, que tiveram uma ramificação a partir de um animal terrestre que foi para o meio aquático, porque não pensar que houve também alguma ramificação primata que fez a mesma coisa?

    Também acho que os governos, principalmente os EUA escondem muita coisa de todos. Fazem hoje o mesmo que a Igreja fez durante a idade média, escondendo a verdade de todos diante de um interesse próprio.

    como o vídeo diz, é interessante que várias cultuas antigas sem qualquer contato umas com as outras possuíram em sua cultura e folclore a sereia. Isso só me faz acreditar que, de fato, existiu algo. Como não foi comprovado que elas existem e muito menos que não, prefiro ter a mente aberta e acreditar na possibilidade de que tenham existido.

    Weiss / Responder
  33. Pra mim e fake

    Kacco / Responder
  34. Caraca mano,muito doido esse documentário!!!!
    parabéns pelo post.

    Betto / Responder
  35. Cara, nao tinha visto o filme da pesca de uma sereia. Pergunto: cade a tal sereia pescada? Onde foi parar? As únicas provas sao vídeos. Inclusive o próprio canal informou tratar-se de uma ficção.

    Kacco / Responder
    • Nem tudo era ficção. Talvez por motivos de forças maiores.
      A sereia não foi pescada, os caras deixaram cair no mar de novo. Aí você pode vir e me dizer: “pq eles deixaram cair? Bando de medrosos!”
      Eu – cheio de medo – faria a mesma coisa. Quisesse acreditar em mim ou não, to nem aí. rs
      Pelo menos os caras tentaram.

      DraftL / (in reply to Kacco) Responder
  36. Cara impressionante, parabéns pelo post Draft, eu fucei na internet sobre a história desses cientistas e achei o site do Dr. Paul Robertson e cara, clica e veja uma coisa estranhíssima: http://www.drpaulrobertson.com/. O site foi confiscado!!

    James / Responder
  37. Muito foda seu post, Draftl!
    Sou seu fan meu… nakele outro post vc num respondeu vc tem qts cm de pika?

    Evandro / Responder
  38. Respeito a opinião de quem acredita nisso, mas eu não acredito nem um pouco, e essa história de mente fechada não cola, mesma coisa que pé grande e alieníginas, bullshit.

    Ricardo / Responder
  39. viajaram legal em..HeHEHEHEHE, detalhes: evolucao e uma coisa..ja a ficcao e um outro mundo (imaginacao) nao passa disso rssr

    Victor / Responder
  40. Eu vi esse documentário. Não acreditava antes e não duvido de nada agora. Mas ainda não sendo “uma sereia”, eles encontraram sim um cranio parecido com o humano, e como o próprio cientista disse, o ser humano prefere estudar a lua do que o que tem no fundo do mar. talvez por isso ate hoje, não “descobriram” quase nada sobre especies marinhas. Ninguém sabe se o que foi dito sobre encontrarem um pedaço da calda e real, porque ninguém viu, como eles disseram “as forcas do tal pais onde foram encontradas interditou tudo”. =/

    kainan / Responder
  41. é incrível como o ser humano é contraditório……acredita em algo que nunca tocou, viu, se beneficiou e de que não existem provas ((COMO DEUS))…………. mas se nega a acreditar em coisas que estão bem aqui…no planeta terra mesmo……lógico..supostamente que existem…….e se existirem?….pelo menos as provas de tais coisas….ou acontecimentos…ou desiformações….SÃO MAIS CONTUNDENTES QUE AS “PROVAS” DA EXISTENCIA DE UM DETERMINADO DEUS”..né mesmo??!!!!!!

    cancerman / Responder
    • Achei bem interessante o seu comentário, Cancerman…
      As pessoas tendem a CRER na Espuma Quântica que tem 0.0000000001 Yoctômetros, ou seja, 33 zeros antes do 1. Isso em correspondência ao metro. É desse tamanho que se CRÊ que sejam as cordas – da primeira dimensão – da Teoria das Supercordas.
      Agora, é incrível e contraditório… como acreditar em algo que nunca tocou, viu, nem se beneficiou e não existem provas – como a Teoria das Cordas? rs
      Isso é um radicalismo científico, é CRER na ciência.
      Tão perigoso quanto o radicalismo religioso, é CRER na religião.
      Afinal, tudo são crenças. Se a ciência diz que pode existir é porque pode.
      Se a religião diz que pode existir, não pode só porque é religião?
      Uma estuda o mundo material, a outra o imaterial.
      São escopos diferentes de formas diferentes.
      Existem os CRENTES científicos e os CRENTES religiosos. Se ambas se unirem, uma terceira vertente vai se iniciar e iluminar melhor os passos.
      Pense nisso. Com certeza você vai ser muito beneficiado pensando nisso. :D
      Espero que não tenha parecido ofensivo, é só pra reflexão.

      • Cara, leio os comentários só esperando por posts como esse pra ver se ilumina a cabeça de algum ser e realiza as coisas para tal. Melhor que o post, só teus comentários DraftL.

        Kai / (in reply to DraftL) Responder
      • Draftl, meu caro.

        Na ciencia, nao se tem fé…nao existe crença. O que acontece com coisas que nao se ve, sao teorias encontradas por calculos matemáticos que induzem a acreditar que aquilo realmente exista. Ninguem sai gritando que o Boson de Higgs existe por simplesmente CRER. neguinho estudou por mais de 20 anos com calculos algo que nunca vimos, nem presenciamos sua existencia. Veio o LHC e provou que realmente oque os ciencitstas calcularam era real, o Boson era de fato o que eles imaginavam. Antes teoria, agora fato.

        Tudo isso que disse ai em cima, é muito diferente do que CRER que sereias existam, ou em disco voadores, a viagem maluca dos americanos no pé grande ou em qualquer coisa do genero.

        Isso é ciencia, e nao crendice. Nao misture as coisas.

        Igor Antonelli / (in reply to DraftL) Responder
        • “INDUZEM A ACREDITAR”, ou seja, CRER. Então como você diz que não existe CRENÇA na ciência?
          A crença na ciência se resume à empiria e aos cálculos matemáticos enquanto a crença na religião é de natureza metafísica. Contudo, a ciência se restringe somente a matéria. Agora, me corrija se eu estiver errado: para a ciência, nada além da matéria existe. Não existe porque ela estuda o mundo material enquanto a metafísica estuda o não físico. Na verdade, não só a religião estuda o mundo metafísico, existem outras diversas doutrinas. Eu erroneamente uso religião. Vou buscar uma palavra melhor.
          Esse é o meu ponto de vista.
          Eu respeito o seu ponto de vista e espero que os cálculos matemáticos estejam corretos quanto à teoria das supercordas.
          Gostei do seu comentário. :)
          Espero que possamos debater mais :D
          Assim como eu posso defender o meu ponto de vista, eu posso perfeitamente defender o seu também. o/

  42. Sou Criacionista e Presbiteriano de origem ortodoxa, e acredito sim na possibilidade de haver criaturas tais como a do documentário, não, porém, de um processo evolutivo, mas de uma criação de Deus.
    Respeito que crer de outra maneira e peço respeito quanto ao que penso, mas não sou mesquinho em negar por puro infantilidade racional como alguns menos esclarecidos tem feito.

    Ótimo post, DraftL, e assisti ao vídeo na íntegra, valeu!

    André Luiz / Responder
    • Você é aberto a um campo: ao teológico criacionista.
      Bacana! Não havia pensado dessa forma. Eu penso de uma maneira similar.
      Deus é o início de tudo e deixou tudo andando por si só.
      Pelo o que eu entendi, o seu ponto de vista é que Deus veio aqui e criou tudo, correto?
      Respeito o seu ponto de vista até porque você foi crítico e não ácido. É assim que se deve ser. :)
      Obrigado por um comentário desse tipo! o/ :D

      • Correto.
        Só para ser fiel à fé bíblica não acredito que ele criou tudo e deixou tudo andando por si só, mas creio e confio que Ele criou e age atualmente no mundo criado.
        Sou teísta, não deísta. E é porque ele age que as coisas que vemos aqui não são comuns, normais e regulamentadas, mas Bizarras.

        Abs.

        André Luiz / (in reply to DraftL) Responder
  43. Sereias kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Devem existir, assim como o saci-pererê. Ops, esse é o apelido de um negro velho sem uma perna na cidade onde moro.

    Vinícius / Responder
  44. não acho que seja verdade, não é só pq ta no animal planet que é verdade !

    lucas / Responder
  45. se não conhecemos tudo que tem na terra imagine no fundo mar!

    fernando / Responder
  46. Draftl e seus posts misticos…. cara, na sua infancia, tu deveria ser um nerd q tinha a cueca puxada todo dia, né?

    Daniel / Responder
    • Cara… ninguém mexia comigo. Era grande e lutava. rs
      Sempre me dei bem com a galera e sempre fui inteligente sem ser nerd. Só queria ser bom no que fazia.
      E que comentário maldoso esse, hein?

      DraftL / (in reply to Daniel) Responder
      • CARAMBA DraftL. MAIS UM POST SURPREENDENTE. SEMPRE ACREDITEI QUE NÃO ESTÁVAMOS SÓS NO UNIVERSO. NÃO TENHO CRENÇA EM EXTRATERRESTRES OU ALGUM OUTRO TIPO DE SER. MÁS É UM TANTO QUANTO IGNORANTE PENSAR QUE EM TODA ESTA INFINIDADE TERRITORIAL, SOMENTE E UNICAMENTE O HOMEM SER DOTADO DE RACIOCÍNIO. QUE TEORIA ABRANGER PARA DEFENDER TAL BASE É UM TANTO COMPLEXO A SE ADOTAR. MÁS EM UMA, MAIS SIMPLES POSSÍVEL TENHO COMO BASE. É A DOS ESTUDOS CIENTÍFICOS FORENSES SENDO NA MAIORIA VISTA COM RECUSA PELA MAIORIA DA SOCIEDADE; TANTO CIENTÍFICA, QUANTO AOS MAIS LEIGOS. TENDO COMO O FATO QUE O DESCONHECIDO SERIA APRESENTADO ASSIM DE TAL FORMA QUE CHEGARIA A CHOCAR DEVERAS CLASSES SOCIAIS. TENDO POR BASE ESSE VÍDEO APRESENTADO EM SEU POST. COMO VOCÊ ACHA QUE SERIA VISTO PELOS CRISTÃOS, EVANGÉLICOS E A SOCIEDADE CIENTÍFICA TAL SURPREENDENTE DESCOBERTA? MUITOS DIRIAM QUE É COISA DO DEMÔNIO. OUTROS MESMO MOSTRANDO E LHES DANDO UM INFINDÁVEL NÚMERO DE PROVAS, FALARÃO NÃO SE PASSAR DE FRAUDES GROTESCAS. É O MESMO QUE PEGAR UMA CANETA ESFEROGRÁFICA PRETA COM A CARGA DE TINTA AZUL. VOCÊ LHE ENTREGA A CANETA E FALA QUE É AZUL. MÁS COMO ELE JÁ CRIOU UMA CONVICÇÃO DA TAMPA PRETA ELE RELUTARÁ PARA ENTER O PORQUE A CANETA É AZUL. EXEMPLO GROTESCO. POREM REAL. UM ABRAÇO.

        CHACAL / (in reply to DraftL) Responder
  47. Eu sinceramente acredito. Não acredito em deus, nem em extraterrestres, mas acho que pode ser possível sim existir alguma forma de vida humana primitiva nos mares. Existem fossas oceânicas com quilômetros de comprimento, onde moram aqueles peixes abissais bizarros e onde o ser humano não é capaz de entrar, eles podem muito bem estar ali. Na minha humilde opinião qualquer outro ser vivo da face da Terra é mais inteligente do que nós humanos, afinal somos a única raça que se auto-destrói, então acho que se essas criaturas não quiserem ser avistadas, não serão, por mais robôs que os humanos mandem fuçar o fundo dos oceanos.

    Rach / Responder
  48. O que se faz antes do sexo? Dar um amasso, ficar naquela animosidade toda, correto?…

    uauahhauhau ri pra caralho

    Jorge / Responder
  49. Só um toque aí pro pessoal, o Discovery channel vai exibir o documentario domingo agora, dia 17/02 as 9:30 se não me engano :)))

    Danilo / Responder
  50. Levando-se em consideração que tudo o que o filme mostra for verdade só tenho uma coisa a dizer: PUTA DE PARIU !!!, abaixo ao acobertamento governamental.

    jahnesta / Responder
  51. Se existe essa criatura mesmo , eu acharia melhor que os humanos não as descobrissem , todos vão caçar , e vai acabar como a maioria dos animais , extintos !

    Inara / Responder
  52. seila esse menino sempre tem uns post meio loco…. nunca gostei dos teus..mas ta melhorando, ta se empenhando…kkkkkkk

    háui / Responder
  53. Muito bom o post Daft!

    Uma dúvida… no final do vídeo, aparece: “Algumas cenas e histórias fictícias, e blablabalbla”

    Ele se referiu, a “representação” das cenas? porque CLARO que a representação foi criada por eles. HURDUR. Ou da história em geral? Oo… porque se tudo aquilo foi inventado para dar mais força as teorias… vou matar o produtor disso.

    E não saquei o porque no final disse que não tinha nada a ver com a NOA…

    Bem, tirando isso… e que o video do celular do menino lá, eu jurava que iria ver a nova espécime… e vi só uma nadadeira :(

    O comentário realmente é bem convicente.

    Abraço draftl!

    Breno Almeida / Responder
  54. Não é a primeira vez que a discovery faz um documentario “fake”, alguns anos atras ela fez um documentario sobre a suposta descoberta da existencia de dragões e na época não anunciou que era um docmumentario “fake”, quando a credibiliade do canal ficou em risco eles anunciaram em uma repise que era uma ficção, tanto nesse das sereias como no dos dragões é possivel ver claramente que as pessoas entrevistadasestão claramente atuando, o que esses documentarios “fakes” que a discovery cria faz é mostrar como possivelmente seriam essa criaturas lendarias se de fato existissem, mas enfim é uma matéria bem completa e acredita quem quer não há nada de errado nisso, abraços.

    Leandro / Responder
  55. ADOREI ESSE POST , MELHOR AINDA O DOCUMENTARIO (:

    Thallys / Responder
  56. Se existiu foi a muito anos atrás,agora não existe porra nenhuma ,quero ver provar.

    Doideira / Responder
  57. a história e o documentário estavam bons sobre sereias, mas quando ouvi que são nossos antepassados …….. nossa! perdeu a graça. o homem veio do macaco, alienígenas ou dos peixes…. porra!.

    daniel / Responder
  58. Abri minha mente! Agora acredito em sereias. Faça um post sobre minotauros, que parece que já encontraram ossadas também – mas a ciência cética (e a CIA) não deixa divulgar.

    cONDE / Responder
  59. tudo existe, de reptilianos a chupa cabras…………..ja tivemos até uma lula como presidente……………..kkkkkk.

    indiolocco / Responder
  60. Eu acredito, em alienigenas, em sereias e outras coisas que o homem moderno se esquecerá de olhar para cima, olhar para baixo ou para os lados para apreciar o que existe no mundo. E quando o assunto é colocado em pauta, apenas acham que é besteira ou apenas mentira, sem ao menos comprovarem o que estão falando.

    Vc pode acreditar em Deus, mas vc vê ele? Não, nós não vemos Deus e nem espiritos que estão a nossa volta pq simplesmente não queremos acreditar no invisivel. Mas Deus é invisivel, então pq aquilo que é visivel as pessoas insistem em não acreditar?

    E pq as autoridades, que tem tantas outras coisas mais importantes para resolver, simplesmente querem esconder essas maravilhas do público? Trabalhamos tanto, será que não merecemos saber o que está acontecendo no mundo? Isso que as autoridades fazem de esconder informações deveria ser proibido. bom é isso ‘-’

    Davi Felix / Responder
  61. DO CARALHO! Nem tenho como elogiar mais esse documentário. Sou um cara de mente aberta, que “tento” acreditar em tudo, desde que existam explicações pelo menos razoáveis. Sabemos que orgãos governamentais são mestres em esconder descobertas (Não sei porque, pois tudo que se descobrisse, deveria ser compartilhado com todo mundo). O conhecimento, é o único direito que ninguém pode nos roubar, mas é uma pena esses orgãos agirem dessa maneira.

    Enfim, Parabéns, DraftL, como sempre, tuas matérias sobre o “sobrenatural” (ou pelo menos desconhecido) me deixam fascinados! Ganhei meu sábado! :D

    Peu / Responder
  62. Como sempre DraftL, ótimo post!!!

    Metaltrader® / Responder
  63. Quando eu tinha por volta dos 10 anos eu vi um documentário em algum lugar, que falava sobre algumas fotos que hackers conseguiram invadindo o sistema de alguma organização grande (não me lembro qual), e soltaram na internet. Eram fotos de criaturas parecidas com humanoides que foram encontradas no litoral, você já ouviu falar de algo parecido com isso DraftL?

    Miyagui / Responder
  64. Depois doq eu já vi (mamutes e dragões encontrados congelados, peixes, considerados extintos há MUITOS anos, sendo encontrados vivos novamente, e etc), não duvido de mais NADA.

    Cientizta / Responder
  65. Céticos… mal sabem oq falam…alguns acreditam em espiritos… outros em fantasma e outros apenas desacreditam. Mas quem pode realmente nos provar a existencia? Eu acredito. Pois existem tantas coisas nesse mundo q nunca vi… Quem me garante q nao é real? Muito bom o post.. Continue assim :)

    Eny / Responder
  66. É uma peça de ficção, os supostos cientistas desse documentário fictício não existem, são todos atores, e a entidade científica mencionada já desmentiu o causo (o que repercutiu na mídia pelo mundo todo, porque foi engraçado). De todo modo há furos grotescos e muito ingênuos no vídeo, a única coisa notável é que o Animal Planet e o Discovery Channel o tenham transmitido. O final alerta para o fato de coisas terem sido inventadas, mas não me surpreende que tantas pessoas tenham acreditado que fosse um documentário real.

    Leonardo / Responder
  67. Fala draftL! beleza meu camarada?
    Mais uma vez trazendo posts incríveis para este blog hein!!!
    Muito bom mesmo!!!

    Acredito que seja realmente possível haver essa raça, porém(como de costume) fiz algumas observações.

    >como fundiu prata no fundo do mar?
    >porque arpão tao desenhado?
    >facil fotomontagem do pescador careca
    >tubraões brancos não comem arrais lixa, mas arraias lixa atacam tubarões brancos!
    >eles ouviram algo se comunicando com golfinhos, mas nao existe ligação COMPROVADA*** por eles entre os sons e a carcaça encontrada dentro do tubarão(coisa que foi afirmada pela dra. Rebecca erroneamente).
    > É uma estratégia muito conhecida e eficaz, num mesmo documentário intercalar relatos reais(testemunhos dos cientistas) e uma simulação completamente fictícia(a históriazinha da evolução dos homenídeos), isto porém torna o documentário muito parcial e com menos credibilidade.
    > o documentário força MUITO relação entre sereias e esta descoberta. Mas só levam em conta os dados convenientes. Nos registros de sereias, TODOS SÃO MULHERES COM ROSTO DE MULHER CABELOS DE MULHER, VOZ DE MULHER PELE HUMANA, E UMA BELEZA INIGUALÁVEL, coisa que seria muuuuiiiiiiiiiiiiito difícil para estas criaturas.

    >>> as pintuRas dos homens da caverna realmente impresionam! :)

    O que acha?

    abraços!

    FSanches / Responder
    • Concordo com você, no inicio achei o documentário abrangente, mas como, oportunamente, todos os “resultados” da pesquisa foram confiscados pela polícia, o pesquisador decide que não quer mais pesquisar a criatura, o principal pesquisador não dá o seu depoimento e ele seria o único decidido a continuar com as pesquisas, achei que o documentário não passa de um filme, ficção pura. Afinal, para os EUA ou para a África do Sul, revelar uma espécie como uma sereia, seria um incrível avanço na área cientifica e de pesquisas do país, provavelmente gerando grandes investimentos, principalmente para a África do Sul.

      Nathália / (in reply to FSanches) Responder
  68. deve ser um chitauri ‘-’

    Thiago / Responder
  69. o video saiu fora do ar

    collin2 / Responder
  70. Pô cara, isso é fake de certo. A imagem está muito evidente que é photoshop, pela diferença de qualidade de imagem entre o corpo do tubarão e dos harpões.
    Agora, pra terminar de lascar, as fotos dos crânios, e da anatomia, o amassado do papel é exatamente igual em todas as imagens. A única coisa que muda, é que algumas imagens são mais claras que outras.
    Para algo ser realmente sinistro, deve parecer muito ser verídico… Curto pra caramba teus posts, cara, mas este me decepcionou…
    Boa sorte.

    Rubens Almeida / Responder
  71. ATUALIZA O POST, O VIDEO PRINCIPAL TEM FOI REMOVIDO POR DIREITOS AUTORAIS!

    Rangel / Responder
  72. vídeo ta fora do ar dá pra arrumar aí não?
    queria muito ver

    Mr. M / Responder
  73. Eu acabo de assistir o documentário sobre sereias do Animal Planet e to bastante chocada, não pelo documentário mas por descobrir no final q a única coisa real nele era o bloop…. Agora to pesquisando na internet sobre…. gostaria muito de saber: esse documentário é real ou fictício???

    Mari / Responder
  74. Não Acredito!

    Ernandes Santos / Responder
  75. tiraram o documentário e eu queria ver :c

    liliane / Responder
  76. achei esse post interessantíssimo. Sempre me interessei por esse assunto e sempre tive a mente muito aberta ao pensar sobre a possível existência desses seres. Bem, vi o documentário do Animal Planet até o final, e quando terminou eu estava maravilhada, porém fui pesquisar mais sobre o assunto e comecei a ficar revoltada. Em diversos sites estão dizendo que esse documentário é de ficção científica, que o próprio Animal Planet deu essa informação. Fucei muito a internet pra conseguir chegar a uma conclusão sobre isso, e não achei NADA,só sei que fiquei extramente curiosa e inquieta, queria muito uma resposta definitiva. :/

    e sobre o IEB, estãod e parabéns, como sempre!

    Carol / Responder
    • Valeu, Carol!
      Bom, uma resposta que eu posso te dar é que os governos, dependendo do nível de achado, encobrem quaisquer evidências que podem vir abalar a estrutura de todo o mundo. Isso é fato.
      Quem fala que não existe o acobertamento é ingênuo. Vide aqui no Brasil mesmo, com problemas até bem menores como foi o caso da ditadura militar e outros de grande repercussão como o Caso Varginha e a Operação Prato. Só agora os documentos da Operação Prato estão sendo liberados mas ainda falta muito.

      • Exato! Completando minha pesquisa hoje, me deparei com esse site: http://boomerspeaks.com/BigGvtMermaids.htm

        não sei se as informações dele são verídicas , mas se sim, ocorre justamente o que vc falou.E quando se tenta entrar nos sites do Dr. Paul Robertson, que estão anexados, aparece aquela imagem da ‘Homeland Security Invastigations’. Não sei se existe a possibilidade de criar um site fake e colocar essa imagem, mas enfim, pelas ultimas pesquisas, eu realmente estou acreditando que de fato, estão tentando encobrir a verdade por trás do documentário

        valeu DraftL e galera do IEB!

        Carol / (in reply to DraftL) Responder
        • Bom, não deve ser pois o governo americano é bem sério e puniria qualquer um que se fizesse passar pelo próprio governo americano.
          Isso é crime de falsidade, só não me pergunte qual pois não sou um jurista. :)
          Isso sempre aconteceu na história humana, para sempre acontecerá.

  77. Draft na boa eu sempre fui interessado nisso queria ver no discovery mais tinha UFC no mesmo dia :( obrigado,com isso eu me atualizei das coisas velhas :)

    Marcelo Matos / Responder
  78. eeu achei q isso nao é merda sabe pq pq as sereiras se reproduzem por baleia e elas nao falam se nao fosse por causa do serumano elas estariam aparecendo nas beras da praia

    jamile pimentinha ;) / Responder
  79. vao toma no cu os cara deixaram um deep one escapar do lovecraft ):

    wagner / Responder
  80. li todos os documentarios… quer saber? num cheguei em comclusao nenhuma. nao se axa nada ha respeto; mas uma coisa eu digo: naum acredite em tudo em q aprendemos nas escolas,muito menos na midia. o mundo vive de mentiras, aproveitam da fraquesa das pessoas com mentes fechadas. mas concerteza q o governo confisca tudo q seria um impacto para a umanidade

    klaus / Responder
  81. Eu tenho so 14 anos e estou me aprofundando no assunto sobre as sereias e dps de todos os documentarios e videos e estudos e impossivel nao acreditar. muito incrivel.

    Mamb / Responder
  82. Galera esse documentário é ficção. é um filme de ficção feito como se fosse documentário.

    Fernando / Responder
  83. É comprovadamente uma ficção. Na filmografia do ator Jason Cope aparece seu personagem Dr. Rodney Webster em Mermaids: The Body Found.

    Luiz Ribeiro / Responder
  84. esse documentario das sereias e legal

    ariomar / Responder

Deixe seu comentário