,

Filmes Bizarros #06 – Doce Vingança

Olá potrancas, filmes bizarros estavam meio sumido. Mas essa semana voltou UUHHL. Feriados quebram os meus horários, mas tudo bem. Vamos seguindo.

O filme de hoje nem é bizarro ta mais pra esquisito. Mas lembro que, quando eu vi, morri de rir (tudo bem que com uma sobrancelha erguida do tipo “oi, diretor? Ta tudo bem?”) Apesar do enredo ser do tipo triste o modo como o rumo do filme se leva é bem interessante. Ah, não é o tipo de filme que você irá querer ver com os seus pais.

Data de lançamento: 1 de maio de 2010 (Estados Unidos)
Direção: Steven R. Monroe
Trilha sonora: Corey A. Jackson
Roteiro: Stuart Morse
Elenco:  Sarah Butler, Chad Lindberg, Daniel Franzese, Jeff Branson,Andrew Howard, Tracey Walter, Rodney Eastman, Mollie Milligan, Saxon Sharbino, Amber Dawn Landrum.
Gêneros: Terror, Thriller, Romance policial

E hoje galerinha eu não esqueci do Link (palmas):

Aqui está o link para o vídeo no youtube:

Quero deixar claro que o filme não é longo para fazer um post explicando sobre ele; Tem muito sangue e mortes, cenas de sexo e é muito bom para se divertir com os amigos e não para acrescentar em algo na sua vida. Ou seja, esse post será pequeno. Como é final de semana de feriado é bom para dar uma relaxada em tantos filmes EXTREMAMENTE bizarros que existe por ai.

Jennifer Hills é uma escritora que resolve se mudar para um lugar tranquilo (no meio do mata, sem nenhum vizinho, numa cidade que nunca foi ninguém conhecido dela… Claro, super tranquilo) para se dedicar ao seu novo livro que está sendo construído. Por ser muito bonita (e também por não existir tantas mulheres nesse lugar) sua presença é percebida pelos rapazes do posto de gasolina local. Logo antes dos 10 minutos de filme já começa tudo dar errado naquele lugar e Jennifer percebe que não foi uma ideia muito boa lá (mas essas meninas americanas tem um espirito de super herói que só Jesus). A casa parece não funcionar, ela ouve barulhos e, se me permitem deixar uma opinião, ela é bem lerda pra continuar ali e por continuar num lugar longe de tudo. O mais engraçado é que eu não consigo entender o motivo de uma mulher morando sozinha no meio do nada quando escuta um barulho fora de casa vai pra varanda e grita “Oi?”. Mas tudo bem, vamos continuar. Você percebe que a merda começa a ser feita quando a personagem deixa o celular cair no vaso.

Depois disso o filme passa a ser considerado porno, na minha opinião, pois fica mais da metade dele só da personagem sendo estuprada. Não considerarei isso como um spoiler, pois é o tipo de filme que você já sabe o inicio meio e o fim.

Jennifer sofre diversos tipos de violências. Verbais, físicas e psicológicas. Tudo isso durante mais de 45 minutos quando, finalmente, o diretor pensa em acrescentar alguma coisa. Vejam, não estou dizendo que é um filme ruim, mas que sim é o tipo de filme pra você ver com os amigos e rir.

A mulher consegue fugir e então corre para o lugar mais obvio para conseguir ajuda… Onde? A policia local. Mas ela logo, infelizmente, descobre que o policial nada mais é do que chefe da gangue (?). Após mais algumas cenas de estupro ela novamente consegue escapar e dessa vez é pra valer. O filme muda o rumo completamente (porém, não de forma inesperada). Ao invés de correr para outra cidade em busca de ajuda e então sim voltar com uma policia mais confiável a mulher simplesmente quer vingança feita pelas próprias mãos. Apesar de achar o filme meio que irreal, eu gosto dessa ideia de vingança. Parece que alimenta em você uma torcida por ela e te faz desejar a morte de todos os participantes do crime tanto quanto Jennifer.

Confesso que daí pra frente o filme começa a tomar um rumo do estilo de jogos mortais (o que eu adoro). Para vocês se localizarem irei dividir o filme em três etapas: filme clichê hollywoodiano. Mocinha, sozinha, homens a fim, escritor indo morar no campo pra melhor inspiração… Filme porno com sexo violento. Estilo Sadomasoquismo . Jogos mortais style.

Não vejo nenhuma intenção do filme além de chocar o expectador. Nada mais a acrescentar do que pura violência. O filme é um remake de “A vingança de Jennifer” no qual o diretor afirma que pensou no filme após ter ajudado uma menina que sofreu tais abusos. Não sei se foi uma homenagem ou apenas um “roubo” na história da menina.

Acredito que o filme seja apenas para diversão. Dou nota : 5 se você quiser ver sozinho e nota: 10 se você ver com os amigos pra zoar.  OBS: Não estou falando em zoar a menina ser estuprada.
Obsoutro: Apesar de não ter visto “A vingança de Jennifer” o filme aparenta ser melhor. Parece ter mais história e não ser focado apenas no estupro e na vingança. Se você quiser ver o filme original aqui esta o link (também no youtube) :

Written by cudocamelo

Sim, Cudo é uma menina.

Comentários