,

Mitos e Lendas – Chupa Cabras


Warning: in_array() expects parameter 2 to be array, null given in /home/issoebizarro/public_html/blog/wp-content/plugins/quick-adsense-reloaded/includes/post_types.php on line 46

Warning: in_array() expects parameter 2 to be array, null given in /home/issoebizarro/public_html/blog/wp-content/plugins/quick-adsense-reloaded/includes/post_types.php on line 46

Opa, você que está se sentindo seboso após um longo dia de trabalho queridos leitores! Depois do post sobre o Livro de São Cipriano, decidi me dar umas férias… Mas agora, estou de volta. E é com prazer que, no Mitos e Lendas de hoje, falaremos sobre tão conhecido e tão pedido Chupa Cabras.

O Chupa Cabras é um tipo de criatura muito estranha e na maioria das vezes, não identificada. Não se sabe de que animal se trata quando se fala neste ser. Muitos afirmam, inclusive, tratar-se de um ser não originário do planeta terra.

chupacabraA lenda tomou grande proporção nos anos 90, pela aparição de vários animais mortos. Esses animais apareceram, principalmente, em Porto Rico, Nicarágua, Flórida, e em algumas regiões do México e do Brasil.  O nome chupa cabra é derivado de Porto Rico, país que registrou os primeiros casos de cabras que apareciam mortas, sem sangue. O detalhe é que essas cabras não apareceram sem partes do corpo ou somente com sua ossada, elas apenas apareceram com marcas de dentadas no pescoço e sem sangue, que teria sido totalmente drenado.

Ele foi avistado por muitas pessoas ao longo das últimas décadas em vários países, principalmente no continente Americano. A criatura é, geralmente, descrita como tendo 1,5 metro de altura, pele estranha que lembra a de um lagarto e com tom esverdeado ou marrom. Algumas pessoas que afirmam terem avistado a criatura nos Estados Unidos da América dizem que ela também possuía pelos.

Um estabelecimento nos EUA chamado Capa County, no Texas, afirma possuir dois exemplares da criatura que foram abatidas a tiros. Muitos acreditam que tudo isso não passa de apenas uma lenda folclórica, feita para assustar crianças mal educadas.

Capa County afirma que a criatura exposta foi abatida no dia 7 de julho do ano passado (2012). Ela possui aparência bizarra, mas sua condição no ato da morte era inofensiva. O responsável pelo abate da criatura teria sido um policial da cidade de Cresson.

chupa-cabra-2

0119_chupacabra_exam3O oficial Johnny Collins afirmou a jornais locais, que estava andando por povoados afastados, próximos de riachos, quando viu a criatura magra, com pele amarronzada, próxima a um celeiro.

 “Ele veio em minha direção. Ele rosnou e saltou, como uma espécie de canguru parecido com ratazana. Eu nunca vi nada parecido em toda a minha vida”, declarou Collins.

O cadáver foi levado para uma clínica veterinária. Um dos médicos de plantão encontrou vários ácaros na pele, mesmo após a morte do animal. Os ácaros são conhecidos por provocarem, em algumas espécies, sarna, mas este animal não tinha nenhum problema quanto a isso. Ele possuía parasitas internos. Estava extremamente magro e teria morrido de fome se não fosse baleado.

Já no Brasil, a famosa criatura ganhou notoriedade em diversos programas de TV que exibiam entrevistas com pessoas que afirmavam terem visto a criatura, bem como encontrado cabras, porcos, patos, galinhas e diversos outros animais sem nenhuma gota de sangue, com apenas 2 furos, geralmente no pescoço. O primeiro ataque relatado aqui, ocorreu em março de 1995 no Jabaquara. Boatos correram de que se tratava do Auxiliar de Promotoria Silvio de Aquino, que atacava em suas andanças pelo Parque do Estado. Neste ataque, oito cabras foram encontradas mortas, cada um com três perfurações no tórax e totalmente esvaídas de sangue. Primeiramente, pensou-se que esses atos vinham de cultos satânicos; Posteriormente apareceram, também, mais mortes na ilha, onde os fazendeiros encontraram seus animais sem nenhum pingo de sangue. Existem também relatos de ataques a humanos no Brasil como em Ribeirão Branco e em todos os países que cabras foram mortas.

Para quem pensa que a lenda é nova, os primeiro rumores surgiram na década de 50, mas ganhou notoriedade nos anos 90, chegando a ser mais comentado no mundo do que o famoso monstro do Lago Ness.

Apesar de todas as ‘provas’ testemunhais, animais mortos encontrados sem sangue e evidências que, muitas vezes são bastante contundentes, não existem provas suficientes que mostrem a sua real existência.

Aqui, algumas imagens de supostos chupa cabras, e de como eles seriam:

CCV

FT3

DCB9C

Chupa-Cabrass

chupacabras-real-971032

chupacabras-desenho-1995

chupa-cabras1-300x264

chupacabras_grotta_thumb

chupa-cabra-2 chupa-cabra-1

   chupa-cabra

chupa cabras

chupa cabras 2

180px-Chupacabras

Dewitt_chupacabra

Encontrei alguns vídeo de documentários sobre a suposta criatura.

SBT Repórter: O Chupa Cabras

Usuário Android, iOS ou Windows Phone clique AQUI.

Documentário do Nat Geo, dividido em 4 partes (Infelizmente, só tem postado as 3 primeiras):

Usuário Android, iOS ou Windows Phone clique AQUI, AQUI e AQUI.

Filmes acerca do assunto:

A Criatura

Usuário Android, iOS ou Windows Phone clique AQUI.

E eu ainda consegui achar uma produção independente:

A Noite dos Chupa Cabras

Usuário Android, iOS ou Windows Phone clique AQUI.

Sabe que eu gostei desse último? Estão de parabéns. Não é nada fácil criar uma produção independente.

Queria mais uma dar os parabéns ao, agora meu amigo, Fábio Ribeiro do Ahsefordeu! Dessa vez, matando nossa saudade dos Mamonas Assassinas. Diz ele, que futuramente, estarei participando de alguns de seus trabalhos. :)

Usuário Android, iOS ou Windows Phone clique AQUI.

Fábio, como em todos os outros vídeos, você conseguiu me deixar arrepiado. Parabéns pelo dom, e acima de tudo, pela criatividade. É com imenso prazer que divulgo seu trabalho.

No mais, sem mais. Pedidos e sugestões no [email protected] ou no Facebook.

Até a próxima. Beijo na bunda! :P

Written by Peu

Namorado da Miss Sombra, sou apaixonado por voar e por música. Um Pernambucano que gosta de tudo um pouco.
“Sou o coração do folclore nordestino, eu sou Mateus e Bastião do Boi Bumbá. Sou o boneco do Mestre Vitalino, dançando uma ciranda em Itamaracá. Eu sou um verso de Carlos Pena Filho, num frevo de Capiba, ao som da orquestra armorial. Sou Capibaribe num livro de João Cabral.

SOU MAMULENGO DE SÃO BENTO DO UNA, vindo no baque solto de um Maracatu! Eu sou um alto de Ariano Suassuna, no meio da Feira de Caruaru. Sou Frei Caneca do Pastoril do Faceta, levando a flor da lira pra Nova Jerusalém… Sou Luis Gonzaga e eu sou mangue também.

Eu sou mameluco, sou de Casa Forte… Sou de Pernambuco, sou o Leão do Norte.

Sou Macambira de Joaquim Cardoso. Banda de Pífano no meio do Canavial. Na noite dos tambores silenciosos, sou a calunga revelando o Carnaval. Sou a folia que desce lá de Olinda, o homem da meia-noite puxando esse cordão… Sou jangadeiro na festa de Jaboatão

Eu sou mameluco, sou de Casa Forte… Sou de Pernambuco, sou o Leão do Norte.”


Warning: in_array() expects parameter 2 to be array, null given in /home/issoebizarro/public_html/blog/wp-content/plugins/quick-adsense-reloaded/includes/post_types.php on line 46

Warning: in_array() expects parameter 2 to be array, null given in /home/issoebizarro/public_html/blog/wp-content/plugins/quick-adsense-reloaded/includes/post_types.php on line 46

Warning: in_array() expects parameter 2 to be array, null given in /home/issoebizarro/public_html/blog/wp-content/plugins/quick-adsense-reloaded/includes/post_types.php on line 46

Comentários


Warning: in_array() expects parameter 2 to be array, null given in /home/issoebizarro/public_html/blog/wp-content/plugins/quick-adsense-reloaded/includes/post_types.php on line 46