,

As múmias naturais de Guanajuato

Mumificação natural é o processo pelo qual os corpos são naturalmente preservados. Existem muitos ambientes diferentes, onde a mumificação natural ocorre, extremamente frio, muito seco e pântanos são os lugares em que os organismos que, em vez de apodrecer, mumificam-se por milhares de anos. No caso das múmias de Guanajuato, elas só tiveram de esperar algumas centenas de anos, e não foram somente descobertas como despejadas. Desde 1865 até 1958, na pequena cidade de Guanajuato, no México, era necessário que os parentes pagassem um imposto para manter seus entes queridos enterrados. Quando os familiares não conseguiam pagar por três anos consecutivos, os seus entes queridos eram prontamente desenterrados e despejados. Estranhamente, devido às condições extremamente seca do solo e dos procedimentos do enterro dos cadáveres, muitas vezes eles estavam bem preservados. (O primeiro a ser desenterrado e mumificado foi Dr. Remigio Leroy em 9 de junho de 1865.) O cemitério manteve estes corpos mumificados – no caso do ossário, parentes vieram e fizeram um novo enterro. Em 1894, o ossário tinha bastante corpos mumificados, tornando-se o Museo de las Momias de Guanajuato.

O último corpo a ser colocado na exposição foi o do bebê Enrico. Ele morreu com seis meses em 1999 e foi exumado em 2004. O guia Jesús Saltillo afirmou ao Daily Mail que seus pais às vezes visitam o museu para ver o corpo do filho.

Sobre o aspecto um tanto macabro dos rostos, o diretor do museu explica que é uma questão biológica. Quase todas as múmias ficam com a boca aberta, com uma expressão parecida com a de dor. Mas isso é resultado do endurecimento da língua e o afrouxamento dos músculos da mandíbula após a morte.

Confira:

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk mumia014 mumia013 mumia012 mumia011 mumia010 mumia08 mumia07 mumia06 mumia05 mumia03 mumia02 mumia01 momias6 momias4 momias3 momias2 574-uma-das-estrelas-do-museu-das-mumias,-em-guanajuato---mexico-nikon (39466) 574-museu-das-mumias,-em-guanajuato---mexico-nikon (39469)

Written by Kaoss Hum

Dica de postagens: https://www.facebook.com/kaoss.hum ou [email protected]

Comentários