,

Buraco de Minhoca – A possibilidade de viagem pelo espaço-tempo

Olá leitor. Talvez você tenha notado, mas existem muitas coisas bizarras no Universo, e mais uma delas são os buracos de minhoca. Abaixo tentei descrever de forma sucinta quem são e como atuam essas belezas.  Essa forma sucinta será porque esse portais ainda são muito hipotéticos e existem (de forma teórica) apenas em escalas absurdamente pequenas. Boa leitura. (Se você tem preguiça de ler, como alguns leitores aqui já me relataram, eu deixei dois documentários ao final do post, sinta-se a vontade de pular pra lá. Mach)

observe o espaço sendo curvado sobre si mesmo
observe o espaço sendo curvado sobre si mesmo

Buracos de minhoca são atalhos hipotéticos pelo espaço-tempo, também conhecidos como pontes de Einstein-Rosen, assim chamados em homenagem a Albert Einstein e Nathan Rosen, que os previram em 1935.

Albert Einstein e Nathan Rosen acreditavam na possibilidade de ser possível viajar no espaço ou no tempo por meio de buracos que atuam como portais que permitiram o transito entre o futuro e passado, ou ligar duas regiões distantes do espaço. Basicamente, a teoria defende a possibilidade da viagem no espaço-tempo, muito explorada em filmes de ficção cientifica.

FT4Trata-se da ligação entre dois pontos diferentes presentes no espaço-tempo, que é capaz de reduzir o tempo e a distância de viagem. Ainda de acordo com a teoria da relatividade, esses buracos de fato existem, mas até então nenhum foi descoberto.

 

 


COMO SERIA A VIAGEM

De acordo com o astrofísico Andrew Hamilton, seria mais ou menos assim: Você adentraria por um buraco negro e sai diretamente por um buraco de minhoca, que proporcionaria a mudança do fluxo espacial, ocasionando em uma espécie de aceleração para trás. Após, você sai pela outra extremidade, chamada de buraco branco, que nada mais é

Portal para outro fucking Universe
Portal para outro fucking Universe

que a mesma versão do buraco negro, mas invertido, o que proporcionaria que você chegasse no outro ponto com o tempo diferente do qual você entrou. Dessa forma, você sairia do passado e cairia no futuro. Se movendo por esse buraco branco, ainda seria possível, através de um flash, você conter uma imagem com todas as informações do seu passado, possibilitando uma viagem de volta. Existem teorias que sugerem que  o viajante seria alterado de formas indeterminadas e poderia experimentar danos ao coração ou cérebro, e possivelmente até a morte


Observe a figura abaixo:

time-travel-wormhole2

Usando o “espaço convencional”, para uma viagem da Terra para Sirius, deveríamos percorrer um caminho de aproximadamente 90 trilhões de quilômetros (8,6 anos-luz). Porém, ao curvarmos o espaço em torno de si mesmo cada vez mais, o caminho seria reduzido consideravelmente, tornando a viagem muito mais rápida através de um hiperespaço hipotético, também conhecido como Buraco de Minhoca.


NOSSA VIA-LÁCTEA COMO BURACO DE MINHOCA

Nossa galáxia pode ser, em teoria, um grande túnel semelhante a um buraco de minhoca (ou túnel de viagens no espaço e no tempo), possivelmente “estável e navegável” e, portanto, “um sistema de transporte galático”. É o que sugere um artigo publicado no periódico Annals of Physics.

Para chegar a essas conclusões, os cientistas (americanos, indianos e italianos) combinaram equações da teoria da relatividade geral com um mapa detalhado da distribuição de matéria escura (que representa a maior parte da matéria existente no Universo) na Via Láctea.

“Se unirmos o mapa da matéria escura na Via Láctea com o modelo mais recente do Big Bang para explicar o Universo e teorizarmos a existência de túneis de espaço-tempo, o que obtemos é de que nossa galáxia pode realmente conter um desses túneis e ele pode ser do mesmo tamanho da própria galáxia. Poderíamos até viajar por esse túnel, já que, com base em cálculos, ele seria navegável. Assim como o visto recentemente no filme Interestelar.” Disse Paolo Salucci, um dos autores do estudo e astrofísico da Escola Internacional de Estudos Avançados de Trieste.


Nota do Mach: Um filme interessante sobre isso é o Interestelar. Mesmo que alguns cientistas discordem de algumas cenas, é um bom filme para se ter uma ideia de como um buraco de minhoca funciona. Ele foi dirigido pelo fudendo Christopher Nolan (que homem).

476171

Então essa é minha dica. O filme não se encontra no youtube (a não ser que você pague 30 barões por ele). Eu fui no google e encontrei esse site, comandofilmes.net, para baixar (torrent). Se não conseguirem baixar me avisem nos coments. Bom filme.


Abaixo seguem dois documentários sobre esses misteriosos portais. O segundo vídeo é sobre viagem no tempo, mas ao meio dele é comentado sobre os buracos de minhoca.


 

 

 

Written by Mach

Eu faço bolos tbm, encomendas pelo email mach_6@hotmail.com

Comentários