, , ,

Lacerta – A Reptiliana (Megapost – 1/2)

Bom gente, este texto foi traduzido por mim. Trata-se de uma suposta entrevista muito intrigante com uma reptiliana chamada Lacerta. Na verdade este não é o seu nome mas é melhor que o chamemos assim. A razão? Vocês vão entender ao decorrer da leitura.

Este jamais será um texto insosso sobre assuntos ufológicos até porque ele levanta diversas questões no mínimo MUITICÍSSIMO INTRIGANTES sobre nós.

Agradeceria muito se os leitores anotassem trechos da matéria para posteriormente discutirmos.  Eu poderia falar a vida toda sobre este “suposto” relato.

Se não aguentarem ler, descansem e retornem. Cada parte deste texto é colossalmente intrigante. Não digo isso porque eu gostei muito mas digo porque realmente o é. Nos fará pensar nas possibilidades latentes.

Se vocês, ao terminarem de ler, gostaram, isso é uma tachinha comparada à segunda e última parte que não tenho previsão de quando postar.

Eu pretendo postar evidências de uma certa verossimidade nesse texto. Uma dessas evidências é o Bhagavad-Gita – o livro sagrado dos hindus – que narra o Mahabharata que coincide com a data presente no texto de aproximadamente 5 mil anos atrás sobre uma guerra espacial.

O que eu peço aos leitores é que, simplesmente, leiam. Embora haja por volta de 20 páginas traduzidas, o texto é extremamente interessante. Deu um enorme trabalho não copiar de uma fonte alternativa já traduzida. E, caso queiram copiar, sintam-se à vontades. Somente coloque os créditos a mim.

Os poucos comentários sublinhados são de minha autoria.


Jimmy Bergman, Dono do site, Suécia.

Publicado neste site em 26 de dezembro de 2004.

Nota do editor do site Brother Veritus: Estas traduções para o inglês foram editadas para corrigir erros gramaticais, mas a mensagem e intenção foram deixadas intactas. A palavra “Ilojim” ou “Illojim” usada extensivamente nestes textos poderiam dizer “Elohim”, até porque esta é a palavra equivalente a tradicional usada na cultura ocidental, entretanto, este termo pode indicar uma raça galáctica diferente. As ilustrações não são de Lacerta.

Arquivo Lacerta I

Tradução feita por Chris Pfeiler, editor e tradutor. Retirado de: HTTP://www.sabon.org.reptiloid.index3.html

INTRODUÇÃO

Eu certifico que o texto a seguir é a absoluta verdade e não é um trabalho de ficção. Estas são partes de uma tradução de uma entrevista feita por mim com uma não humana, um ser reptiliano em dezembro de 1999. Esse ser feminino já estava em contato com um amigo meu (no qual o nome que eu darei será apenas a abreviação EF no texto) há alguns meses. Gostaria de deixar claro que durante toda a minha vida eu fui cético sobre os OVNIs, aliens e outras coisas estranhas. Eu cria que EF só me contava sobre os seus sonhos ou histórias fictícias quando ele me contou sobre os seus primeiros contatos com um ser não humano chamado Lacerta. Eu continuava cético quando eu encontrei este ser – em 16 de dezembro do ano passado – naquele quartinho na distante casa do meu amigo que fica perto de uma cidade ao sul da Suécia, apesar do fato de ter visto com meus próprios olhos que ela não era uma humana. Ela tinha dito e me mostrado tantas coisas inacreditáveis durante aquele encontro que eu não pude mais negar a realidade e a verossimilidade de suas palavras. Esse não é mais um daqueles arquivos equivocados sobre OVNIs que jura dizer a verdade, porém, em contramão, diz apenas nada mais do que ficção. Eu estou convencido de que essa transcrição contém somente a verdade e, então, você deveria lê-la.

Como eu havia conversado com ela por mais de 3 horas, então a transcrição a seguir somente mostra partes encurtadas da entrevista, porque ela me pediu depois da entrevista para não publicar tudo o que tinha ela tinha me dito de imediato. A ordem das questões nesta tradução não é sempre a mesma ordem no qual eu as perguntei, então pode parecer algumas vezes um pouco confuso. Não foi fácil apagar todas as partes importantes que ela me pediu da transcrição. Logo, peço desculpas por talvez a ordem possa vir a parecer um pouco estranha. Eu estou em posse de toda a transcrição da entrevista (49 páginas com alguns de meus desenhos sobre seu corpo e seus equipamentos) e também algumas fitas na qual eu tenho a entrevista completa, mas eu não a revelarei sem antes ter o consentimento dela. Eu enviarei esse resumo do, ainda fascinante, documento para quatro dos meus amigos mais confiáveis na Finlândia, Noruega, Alemanha e França e espero que eles traduzam em seus idiomas e no maior número possível de idiomas para que as pessoas possam ler e entender a tradução. Se você o recebeu, por favor, envie a todos os seus amigos por e-mail ou o imprima e faça cópias dele.

Eu garanto, além disso, que várias habilidades “paranormais” de sua espécie como telepatia e telecinese (incluindo o movimento dançante do meu lápis sobre a mesa sem o toque e o voo de uma maçã por volta de 40 centímetros acima de suas mãos) me foram demonstrados durante estas 3 horas e 6 minutos de encontro e eu tenho absoluta certeza de que essas habilidades não foram truques. O que se sucede é certamente difícil de entender e acreditar para alguém que não tinha vivido isso, mas eu estava em contato com sua mente e eu estou agora completamente certo que tudo o que ela disse durante a entrevista foi a verdade absoluta sobre o nosso mundo.

Infelizmente, se eu lesse a transcrição inteira e (muito mais) nesta forma resumidíssima, eu teria a forte impressão que tudo o que eu li pareceria inacreditável demais para ser verdade, que tudo parece mais como uma história de ficção científica ruim de TV ou cinema e eu tenho dúvidas de que alguém vá acreditar em minhas experiências. Mas elas são reais, se você acredita ou não. Eu não posso esperar que você acredite em minhas palavras simples sem evidência mas eu não posso te dar evidências. Por favor, leia a transcrição e pense sobre e você talvez venha a ver a verdade nessas palavras.

Haverá um novo encontro entre eu e ela (de novo na mesma casa na Suécia) em 23 de Abril de 2000 e ela prometeu que talvez me dê alguma prova de sua existência. Enquanto isso, eu coleto perguntas nas quais eu vou questioná-la. Talvez ela me dê permissão para revelar mais sobre as partes faltantes nesta transcrição sobre a guerra que está porvir.

O legal é que sempre há um grande evento cataclísmico se aproximando.

Acredite ou não, isso não faz a menor diferença (mas eu espero que você acredite).

Ole K.

Transcrição da Entrevista (Versão Resumida)

16 de dezembro de 1999

Pergunta: Antes de tudo, quem é você e o que você é? Você é uma espécie extraterrestre ou a sua origem pode ser encontrada neste planeta?

Resposta: Como você pode ver com seus próprios olhos, eu não sou uma humana como você e para ser honesta, eu não sou um mamífero na verdade (apesar de algumas características mamíferas estarem presentes em meu corpo, estas são um resultado da evolução). Eu sou um ser réptil feminino pertencente a uma raça reptiliana muito antiga. Nós somos os nativos terrenos e vivemos neste planeta há milhões de anos. Nós somos mencionados em suas escritas religiosas como em sua Bíblia Cristã e diversas tribos humanas antigas estão cientes de nossa presença e nos veneram como deuses, a exemplo dos egípcios e incas e muitas outras tribos antigas. Sua religião Cristã se enganou quanto ao nosso papel em sua criação, então nós somos mencionados como a “serpente maligna” em seus escritos. Isto é errado. Sua raça foi geneticamente construída por aliens e nós éramos apenas visitantes mais ou menos passivos desse processo evolucionário acelerado. Você deve saber – alguns de seus cientistas já propuseram isso – que a sua espécie evoluiu em uma velocidade natural completamente impossível, em dentro de apenas 2 – 3 milhões de anos. Isso é absolutamente impossível porque a evolução é um processo muito mais lento se for natural, mas vocês não entendem isso. Sua criação foi artificial e feita através de engenharia genética, não por nós, mas por uma espécie alienígena. Se você me perguntar, se eu sou um extraterrestre, eu devo responder não. Nós somos nativos terrenos. Nós tivemos e temos algumas colônias no sistema solar, porém nós nos originamos neste planeta. Fatualmente, esse é nosso planeta e não seu planeta – nunca foi seu.

Pergunta: Você pode me dizer seu nome?

Resposta: É difícil porque sua língua humana não é capaz de pronunciá-lo corretamente (e uma pronuncia errônea de nossos nomes é muito ofensivo à nossa espécie). Nosso idioma é muito diferente dos seus, mas meu nome é – eu tentarei dizê-lo suavemente pelo uso de suas letras humanas – alguma coisa como “Sssshiaassshakkkasskkhhhshhh” com uma pronúncia muito, muito forte dos sons de “SH” e “K”. Nós não temos nomes próprios como vocês, mas somente um nome – porém único, em que é dividido e caracterizado pelo jeito de falar no qual não é dado às crianças (que tem um próprio nome de criança), mas somente através de um processo especial na adolescência (como vocês diriam), quando há o esclarecimento ou consciência religiosa ou científica. Eu gostaria que você não dissesse meu nome verdadeiro com sua língua humana. Por favor, me chame “Lacerta”, este é o nome que eu geralmente adoto quando eu estou entre humanos e falando com eles.

Pergunta: Quantos anos você tem?

Resposta: Nós medimos o tempo não como vocês em anos astronômicos e da volta que a terra faz em torno do sol, porque nós geralmente vivemos embaixo da superfície do planeta. Nossa medida de tempo depende do retorno do ciclo periódico do campo magnético da Terra e de acordo com isso (e dito com seus números) hoje eu estou – me deixe calcular – 57,653 ciclos de idade. Eu alcancei minha idade adulta e minha consciência e esclarecimento há 16,337 ciclos atrás (esta é uma data muito importante para a gente). De acordo com as suas escalas de tempo humano eu tenho aproximadamente 28 anos de idade.

Agora já devem ter se passado muito mais ciclos pois essa mesma Lacerta está com 40 – 41 anos.

Pergunta: Qual é a sua missão? Você tem um “emprego” como nós?

Resposta: Para explicar com suas palavras: eu sou uma estudante curiosa do comportamento social de sua espécie. Esse é o porquê de estar aqui conversando contigo, esse é o porquê eu revelei minha identidade verdadeira a EF e agora a você e essa é a razão de ter lhe dado toda essa informação secreta. Esse também é o motivo sobre eu tentar responder a todas as suas questões nessas diversas folhas em sua mão, honestamente. Eu verei como você reage e como os outros do seu tipo reagem. Há tantas loucuras e mentiras do seu povo neste planeta, de quem clama saber a verdade sobre nós, sobre os OVNIs, sobre os alienígenas e por aí vai, e há alguns de vocês que acreditam nestas mentiras. Eu estou interessada em ver como sua espécie irá reagir se você tornar a verdade (que eu lhe contarei agora) pública. Eu tenho bastante certeza de que você irá recusar acreditar em minhas palavras, mas eu espero que eu esteja errada, porque você precisa entender, se você quiser sobreviver aos anos que estão porvir.

Pergunta: Eu li todas as suas declarações (aquela que você tinha dado a EF) sobre isso, mas você poderia me dar uma resposta curta: os OVNIs são objetos voadores reais pilotados por extraterrestres ou eles pertencem à sua espécie?

Resposta: Alguns dos OVNIs – como vocês os chamam – pertencem a nós conquanto a maioria não. A maior parte dos misteriosos objetos voadores no céu não são aparatos tecnológicos, mas interpretações incorretas de fenômenos naturais nos quais seus cientistas não entenderam (tais como os brilhos de plasma espontâneos na exosfera). Entretanto, alguns OVNIs são veículos reais pertencentes até mesmo à sua espécie (especialmente aos seus militares) ou a outras espécies alienígenas ou até a nós. Apenas uma minoria de veículos avistados realmente pertencem a nós porque somos muito cuidadosos com nossos movimentos na atmosfera e temos alguns jeitos especiais de esconder nossas aeronaves. Se você ler algum informativo de avistamento de um objeto cinza metálico brilhante em forma de charuto com uma extensão de – existem três tipos diferentes – deixe-me pensar, por volta 20 a 260 de seus metros e se esse objeto tiver feito um som de zunido bem profundo com cinco luzes vermelhas brilhantes na superfície do charuto (uma no topo, outra no meio e duas no final)* então é provável que alguém de vocês tenha visto uma de nossas naves e isso significa que estava parcialmente defeituosa ou que alguém de nós não foi cuidadoso o suficiente. Nós também temos uma frota bem pequena de veículos em forma de disco, mas alguns OVNIs pertencem geralmente a uma espécie alienígena. OVNIs triangulares pertencem geralmente aos seus próprios militares, mas eles usam tecnologia externa para construí-los. Se você realmente quer tentar ver um de nossos veículos, você deveria dar uma olhada sobre os céus Árticos, Antárticos e sobre o interior da Ásia (especialmente sobre as montanhas de lá).

  • Sim! Acho que os alienígenas erram contas bobas também. Ao total foram quatro luzes descritas.

Pergunta: Vocês têm algum símbolo especial ou algo que possamos identificar seu tipo?

Resposta: Nós temos dois símbolos principais representando nossa espécie. Um (o mais antigo) símbolo é uma serpente azul com quatro asas brancas em um plano de fundo preto (as cores têm significados religiosos para a gente). Este símbolo era usado em algumas partes da minha sociedade, mas hoje é bem raro – vocês humanos copiavam-na corriqueiramente em seus escritos antigos. O outro símbolo é um ser místico que vocês chamam de “dragão” em forma de círculo com sete estrelas brancas no meio. Este símbolo é muito mais comum hoje em dia. Se você vir algum destes símbolos num objeto cilíndrico que eu descrevi em minha resposta anterior ou em alguma instalação subterrânea, essa coisa ou lugar definitivamente nos pertence (e eu o recomendaria se afastar de lá o mais rápido possível).

Pergunta: As sete estrelas no segundo símbolo mencionado, elas significam Plêiades?

Resposta: Plêiades? Não. Na verdade, as sete estrelas são planetas e luas e elas são um símbolo de nossas antigas sete colônias no sistema solar. As estrelas são mostradas em frente a um plano de fundo azul e o dragão em forma de círculo significa a forma da Terra. As sete estrelas significam a Lua, Marte, Venus, as quatro luas de Júpiter e Saturno que nós tínhamos colonizado no passado. Duas colônias não estão mais em uso e abandonadas. Então cinco estrelas seria o mais correto.

Pergunta: Como você não me permitiu tirar algumas fotos suas – o que seria de muita ajuda para provar a sua real existência e verdade dessa história – você poderia se descrever detalhadamente?

Resposta: Eu sei que seria de grande ajuda para provar a autenticidade dessa entrevista se você tirasse algumas fotos de mim. Em contramão, vocês humanos são muito céticos (isso é bom para nós e para as espécies reais de aliens atuando secretamente neste planeta) então, mesmo tirando tais fotos, muitos do seu tipo falariam que elas são fraudes, que eu sou apenas uma humana mascarada ou alguma coisa do tipo (o que seria muito ofensivo para mim). Você deve entender que eu não posso te dar permissão para tirar fotos de mim ou de meus equipamentos. E por diversas razões que eu não quero mais dizer com você, mas uma dessas razões é a de manter em segredo a nossa existência, outra razão seria mais religiosa. Entretanto, você tem permissão para fazer desenhos de mim e do meu equipamento que eu posso te mostrar depois. Eu também posso tentar me descrever mas duvido que os outros serão capazes de imaginar minha verdadeira identidade através dessas simples palavras devido a negação automática da existência de espécies reptilianas e geralmente de espécies inteligentes, além da sua própria porque faz parte da programação da sua mente. Bem, eu tentarei.

Imagine o corpo de uma humana normal, logo você já terá uma boa imaginação do meu corpo. Como você, eu tenho uma cabeça, dois braços, duas mãos, duas pernas e dois pés e as proporções do meu corpo são como as suas. Como uma fêmea, eu tenho dois seios (apesar de nossa origem réptil, nós começamos a dar leite para nossos bebês durante o processo evolucionário – isso aconteceu por volta de 30 milhões de anos atrás – porque essa é a melhor forma de manter os nossos bebês vivos). Evolução já tinha feito isso para a sua espécie na época dos dinossauros e – um pouco depois – também para a nossa. Isso não quer dizer que sejamos reais mamíferos, mas os nossos seios não são tão grandes como os das mulheres humanas e o seu tamanho geralmente é igual para toda mulher da minha espécie. Os órgãos externos de reprodução para ambos os sexos são menos do que os dos humanos, mas eles são visíveis e eles têm as mesmas funções que as suas (outro presente do processo evolutivo para nossa espécie).

Minha pele é principalmente formada por um verde bege – mais um verde pálido – e nós temos alguns padrões de pontos marrons irregulares (cada ponto é de mais ou menos 1 – 2 centímetros) na nossa pele e em todo o nosso rosto (os padrões são diferentes para ambos os sexos, mas as mulheres têm mais, especialmente nas partes baixas e no rosto) Você pode vê-los no meu caso como duas linhas acima das sobrancelhas cruzando minha testa, nas minhas bochechas e no meu queixo. Meus olhos são um pouco maiores do que os dos humanos (e por essa razão nós podemos enxergar melhor no escuro) e geralmente dominado pelas largas pupilas pretas, que estão envoltas de uma brilhante e pequena íris (homens tem uma íris verde escura). A pupila tem uma forma de fenda e pode mudar seu tamanho de uma pequena linha preta para uma arregalada forma oval, porque a nossa retina é muito sensível à luz e a pupila deve-se equiparar a retina. Nós temos orelhas externas redondas, mas elas são menores e não tão curvadas como as suas, entretanto, nós podemos ouvir melhor, pois nossos ouvidos são mais sensíveis aos sons (nós conseguimos ouvir os sons em uma distância maior). Tem um músculo que serve como uma “tampa” sobre as nossas orelhas no qual conseguimos fechá-la completamente (por exemplo, embaixo d’água). Nosso nariz é mais pontiagudo e há uma forma de V curvada entre nossas narinas, o que permitiu aos nossos ancestrais “ver” a temperatura. Nós perdemos a maior parte dessa habilidade ainda continuamos sentindo muito bem a temperatura com esse “órgão”. Nossos lábios são iguais aos seus (os femininos são um pouco maiores do que os masculinos), porém são de um marrom pálido e nossos dentes são muito brancos e fortes e um pouco mais afiados do que os seus frágeis dentes de mamíferos. Nós não temos cores de cabelos diferentes como vocês (mas há uma tradição de colorir os cabelos em idades diferentes) e a nossa cor original é – como o meu – um marrom esverdeado. Nossos cabelos são mais finos e fortes que os seus e eles crescem muito devagar. Fazendo um adendo, a cabeça é a única parte do nosso corpo onde temos cabelos.

Nossos corpos, braços e pernas são similares em forma e tamanho porém a cor é diferente (um verde bege, como no rosto) e temos estruturas escamosas na parte de cima das pernas (acima do joelho) e na parte de cima dos braços (acima do cotovelo). Nossos cinco dedos são ligeiramente maiores que os seus e mais finos que os dedos humanos e a nossa palma da mão é plana, então nós não temos linhas como vocês, entretanto, possuímos uma combinação de pele escamosa e pontos marrons (ambos os sexos tem pontinhos nas mãos) e nós não temos impressões digitais como vocês. Se eu te tocar com a minha pele você vai sentir que é muito mais suave do que sua epiderme peluda. Há pequenos chifres no lado de cima de ambos os meus dedos do meio. As unhas são cinza e geralmente mais longas do que as suas. Você vê que as minhas unhas não são tão longas e arredondadas no final. Isso porque eu sou uma mulher. Os homens tem unhas afiadas e pontudas com um tamanho de às vezes 5 ou 6 centímetros. A próxima característica é muito diferente do seu corpo e parte de nossa origem reptiliana: se você tocar as minhas costas você notará uma linha com um osso muito duro através das minhas roupas. Essa não é a minha espinha, mas uma muito complexa estrutura em forma de placa formada de pele e tecido seguindo exatamente nossa espinha da cabeça até o quadril. Há um número extremamente alto de nervos, largos vasos sanguíneos nessa estrutura e nas placas (no qual possuem de dois a três centímetros e são muito sensíveis ao toque – esta é a razão de nós sempre termos problemas pra sentar em cadeiras com um recosto como essa). A principal função dessas pequenas placas (além do seu papel na sua sexualidade) é simplesmente regular a nossa temperatura corporal e se nós nos sentarmos na luz natural ou artificial do sol, estas placas se tornam mais cheias de sangue e as veias se tornam maiores e o sol pode aquecer nosso sangue réptil (no qual circula através do corpo e através das placas) em muitos graus e nos dá uma sensação enorme de prazer.

Pergunta: Que tipo de roupa você geralmente se veste? Eu suponho que esta não é a forma como você se veste diariamente.

Resposta: Não, eu uso essa mesma roupa humana todos os dias que estou entre vocês. Para ser honesta, não é muito confortável eu vestir tais roupas apertadas que sempre me dão um sentimento de desconforto. Se nós estamos em nossa casa (e isto quer dizer nossa casa subterrânea) ou em áreas que dispõem de um sol artificial e se nós estamos perto de outros perto de nosso próprio nome, nós geralmente ficamos nus. Isto é chocante para você? Quando nós estamos em público e juntos com outros diversos de nossa espécie, nós vestimos uma roupa suave e larga feita de alguma coisa fina e leve. Eu tinha te dito que muitas partes dos nossos corpos são muito sensíveis, principalmente nas nossas placas de traseiras. Não conseguimos ficar confortáveis usando roupas apertadas pois isso pode nos machucar. Homens e mulheres usam o mesmo tipo de roupa, mas as cores para os sexos são diferentes.

Pergunta: Você disse “outros perto de seu próprio nome”. Você quer dizer família?

Resposta: Não, não realmente. Vocês poderiam chamar isso de “família”, mas com este tipo de palavra vocês só querem dizer aqueles do seu tipo, ao qual pertencem geneticamente como um pai, mãe ou criança. Como eu disse anteriormente, nós temos um nome muito difícil e único. Parte de sua pronuncia é absolutamente única e não há outro ser com o mesmo nome. Porém, parte deste nome (a parte do meio) é pronunciada de uma forma que conta aos outros a qual “família” (eu devo usar esta palavra porque vocês não tem a necessária em seu vocabulário) você pertence. Isso quer dizer que nem todos daquele grupo são geneticamente ligados a você, porque estes grupos geralmente são muito amplos e contém entre 40 e 70 de nós. Este grupo inclui geralmente suas relações genéticas – excetuando-se algum indivíduo que tenha decidido deixar este grupo – e sua conexão com o pai e mãe são na maioria das vezes a mais forte. Seria muito difícil para eu te explicar agora nosso sistema social muito antigo que é muito complexo. Nós necessitaríamos de muitas e muitas horas somente para as coisas primárias. Talvez possamos nos encontrar uma outra hora e eu lhe dar descrições detalhadas sobre todas essas coisas.

Pergunta: Você tem uma cauda como os répteis normais?

Resposta: Você vê alguma? Não, nós não temos uma cauda visível. Se você olhar o nosso esqueleto, há somente um osso redondo ao final de nossa coluna atrás da pélvis. Este é um resquício de cauda inútil de nossos ancestrais, mas não é facilmente visível. Ah! Nossos embriões têm caudas durante os primeiros meses de desenvolvimento, porém elas desaparecem antes que eles nasçam. Uma cauda só faz sentido em espécies primitivas que tentam caminhar em duas pernas e precisam balançá-la para se equilibrarem. Contudo, nosso esqueleto mudou durante nossa evolução e a nossa espinha está aproximadamente da mesma forma que a sua, então não precisamos de caudas para nos mantermos em pé.

Pergunta: Você disse que você nasceu de uma maneira diferente da nossa. Você põe ovos?

Resposta: Sim, mas não como seus pássaros ou répteis primitivos. Em verdade, o embrião cresce em um líquido proteico dentro do ventre de sua mãe, mas ainda há uma forma de ovo só que com uma camada muito fina de casca em sua volta que cobre todo o ventre. O embrião dentro dessa casca é completamente autárquico do corpo da mãe e tem toda substancia que precisa para se desenvolver dentro dessa camada fina. Também há uma corda como seu cordão umbilical que é conectado a um ponto escondido às nossas placas nas costas. Quando o bebê está prestes a nascer, todo o ovo é pressionado através da vagina e coberto em uma substância proteica pegajosa e o bebê sai desse ovo depois de alguns minutos. Estes dois chifres em nosso dedo do meio foram instintivamente usados pelos bebês para quebrar o casco e realizarem a sua primeira respiração. Nossos bebês não são tão grandes quanto os seus bebês quando nascem, eles tem entre 30 e 35 dos seus centímetros de altura, o ovo tem por volta de 40 centímetros de altura (Isso é porque nossa vagina é bem menor do que a humana) mas nós crescemos ao tamanho normal de 1,60 a 1,80 metros.

Pergunta: E sobre a sua temperatura corporal? Você disse que aproveita repousar ao sol. Qual é o efeito disso ao seu organismo?

Resposta: Nós não somos mamíferos e como todos os répteis, nossa temperatura corporal depende da temperatura ambiente. Se você tocar em minha mão você vai talvez sentir que está mais gelada do que a sua, isso porque nossa temperatura corporal normal é por volta dos 30 a 33 graus Celsius. Se nós sentarmos no sol (especialmente nus ou com as nossas placas nas costas viradas ao sol) nossa temperatura corporal irá aumentar em 8 ou 9 graus dentro de minutos. Esse aumento causa a produção de diversas enzimas e hormônios em nosso corpo, nosso coração e cérebro e cada órgão nosso se torna mais ativo de uma maneira na qual nos sentimos muito, muito bem. Vocês humanos também aproveitam tomar sol mas para nós é o maior prazer que você possa imaginar (talvez como sua excitação sexual). Nós também nadamos em águas bem quentes ou em outros líquidos para aumentar a nossa temperatura corporal. Se nós ficarmos algumas horas na sombra, nossa temperatura volta para 30 a 33 graus. Isso não pode nos causar dano algum mas nós nos sentimos bem melhor ao sol. Nós temos salas solares artificiais no subsolo conquanto não é a mesma coisa como o sol de verdade.

Pergunta: O que você come?

Resposta: Geralmente diversas coisas como vocês: carnes, frutas, vegetais, tipos especiais de fungos (de fazendas subterrâneas) e outras coisas. Nós também podemos comer e digerir algumas substâncias que são venenosas a vocês. A principal diferença entre vocês e a gente é que nós precisamos comer carne porque o nosso corpo precisa das proteínas. Eu não posso viver completamente como uma vegetariana igual a sua espécie porque a nossa digestão pararia de trabalhar e nós morreríamos depois de algumas semanas ou talvez meses sem carne. Muitos de nós comemos carne crua ou outras coisas que seriam nojentas a você. Pessoalmente, eu prefiro carne cozida e frutas da superfície como maçãs e laranjas.

Pergunta: Você pode nos dizer alguma coisa sobre sua história natural e evolução da sua espécie? O quão antiga é a sua espécie? Você evoluiu de répteis primitivos como a humanidade evoluiu dos macacos?

Resposta: Ah, esta é uma história muito longa e complexa e com certeza parecerá inacreditável a você, mas é a verdade. Eu tentarei resumir. Por cerca de 65 milhões de anos atrás muito dos ancestrais anteriores a raça dos dinossauros morrerem num cataclisma global. A razão para essa destruição não foi um desastre natural como os seus cientistas falsamente acreditam – mas uma guerra entre duas raças alienígenas que majoritariamente acontecia na exosfera do seu planeta. De acordo com os nossos conhecimentos limitados sobre os dias prévios dessa guerra global, foi a primeira guerra alienígena no planeta Terra, mas essa não foi a última (e uma futura guerra está prestes a acontecer, enquanto uma “guerra fria” – como vocês chamam – entre grupos alienígenas está acontecendo a 73 anos– em 2012, se a guerra ainda não acabou, está acontecendo há 85 anos – no seu planeta). Os oponentes nesta guerra de 65 milhões de anos eram duas espécies alienígenas avançadas no qual ambos os nomes são impronunciáveis as suas línguas. Eu posso dizê-las mas machucaria seus ouvidos se eu dissesse ambos os nomes na forma original. Uma raça era humanoide como a sua (mas muito antiga) e era deste universo, de um sistema solar na constelação que vocês chamam hoje em dia de “Procyon” em seus mapas. A outra espécie – não qual nós não sabemos tanto – era uma espécie reptiliana, mas eles não tem nada a ver com a nossa espécie pois nós evoluímos de dinossauros locais sem influência exterior (com exceção do nosso sucesso na manipulação de nossos próprios genes). As espécies reptilianas não vieram deste um universo mas vieram de um – bem, como eu devo explicar isso a você? Seus cientistas não entenderam ainda a verdadeira natureza do universo porque a sua mente ilógica não é capaz de ver as menores coisas e vive sobre uma matemática baseada em números equivocados. Esta é uma parte da programação genética de sua espécie. Mas vou tratar deste assunto posteriormente. Deixe-me dizer que vocês estão tão distantes de compreender o universo quanto estavam há 500 anos atrás.

Vou usar um termo para que talvez vocês entendam: as outras espécies não vieram deste universo mas de uma outra “bolha” na espuma do Omniverso. Vocês talvez chamariam isso de uma outra dimensão, mas esta não é a palavra correta para descrever (mudando de assunto, o termo dimensão é geralmente usado errôneamente da forma que vocês entendem). O fato que vocês deveriam lembrar é que espécies avançadas são capazes de andar entre diferentes bolhas pelo uso de – como vocês chamam – tecnologia quântica e algumas vezes só pelo uso de suas mentes (minha espécie também tem algumas habilidades mentais avançadas se comparadas a sua mas nós não somos capazes de mudar os fios da matéria/bolha sem tecnologia. Entretanto, outras espécies ativas neste planeta são aptas e isso lhes parece mágica, assim como pareceu aos seus ancestrais.

Voltando a nossa própria história: a primeira espécie (os humanoides) apareceram por volta de 150 anos antes dos reptilianos e eles construíram algumas colônias nos antigos continentes. Havia uma enorme colônia no continente que vocês chamam de “Antártica” atualmente e uma outra na qual vocês chamam de “Ásia”. Essas pessoas viviam juntas com animais parecidos com dinossauros neste planeta sem problemas. Quando a espécie avançada de reptilianos chegou neste sistema, os colonizadores humanoides de Procyon tentaram se comunicar pacificamente mas eles não conseguiram então uma guerra global começou em dentro de meses. Vocês devem entender que ambas as espécies estavam interessadas neste planeta jovem não pela sua biologia e pelas espécies ainda não desenvolvidas mas somente por uma única razão: matéria prima, especialmente o cobre. Para entender essa razão, você precisa saber que o cobre é um material muito importante para espécies avançadas (até mesmo hoje em dia) porque ele é – junto com outros materiais instáveis – capaz de produzir novos elementos estáveis se você induzi-lo a um alto campo eletromagnético no ângulo correto juntamente a um campo de radiação nuclear alto para produzir um grande cruzamento dos campos de flutuação. A fusão do cobre com outros elementos em uma câmara com um campo magnético/radioativo pode produzir um campo de força de uma natureza especial que é muito útil para várias funções tecnológicas (mas a base para isso é uma fórmula extremamente complexa que vocês não são capazes de descobrir devido às restrições da sua mente simples). Ambas espécies queriam ter o cobre deste planeta e por esta razão elas lutaram uma guerra não muito longa no espaço e na órbita. A espécie humanoide parecia ser a vitoriosa durante início mas na última batalha os reptilianos decidiram usar uma poderosa arma experimental – um tipo de bomba de fusão especial no qual deveria destruir todos os tipos de vida neste planeta mas não danificaria as valiosas matérias primas e o cobre. A bomba foi disparada do espaço e detonada em um ponto que vocês chamam de “América Central” hoje em dia. Como ela detonou no oceano, produziu uma inesperada fusão com oxigênio e o efeito foi muito mais forte que os reptilianos tinham esperado. Uma radiação mortal e uma sobreprodução de oxigênio fundido, fez com que ligações de diferentes elementos fossem rompidas e um “inverno nuclear” que perdurou por aproximadamente 200 anos foram os resultados. A maioria dos humanoides foram mortos e os reptilianos perderam o interesse neste planeta após alguns anos devido (até mesmo para nós) a razões desconhecidas – talvez por causa da radiação. O planeta Terra estava de novo por si só e os animais da superfície morreram. Mudando de assunto, um dos resultados da bomba de fusão foi o rompimento das ligações entre diferentes elementos e materiais que foram criados durante o processo de incineração. E um destes materiais foi o Irídio. Seus cientistas humanos hoje em dia veem a concentração de irídio no chão como uma evidência de um impacto de um asteroide que matou os dinossauros. Isso não é verdade, mas como vocês saberiam disso?

Bem, a maioria dos dinossauros morreram (nem todos no processo de detonação mas coisas ruins vieram logo após a guerra, especialmente durante o inverno nuclear e no rompimento elementar). Aproximadamente todos os dinossauros e répteis morreram dentro dos próximos 20 anos. Alguns deles – especialmente nos oceanos – foram capazes de sobreviver pelos próximos 200, 300 anos mesmo neste mundo mudado, mas essas espécies também mudaram devido à mudança climática. O inverno nuclear terminou depois de 200 anos, mas a Terra estava mais gelada do que antes. Apesar do cataclisma, algumas espécies foram hábeis em sobreviver: os peixes (como os tubarões), pássaros, pequenos mamíferos estranhos (seus ancestrais) e várias espécies de crocodilos… e havia um tipo de dinossauro avançado no qual tinha se desenvolvido com os grandes animais reptilianos que a sua espécie chama de Tiranossauro.

Esta nova espécie andava em duas pernas e parecia um pouco com a sua reconstrução de um Iguanodon (este se originou nesta família), mas era menor (por volta de 1,50 de altura) com algumas características humanoides, uma estrutura óssea diferenciada, um crânio maior e um cérebro, uma mão com um polegar que os permitia agarrar coisas, um organismo e digestão diferentes, olhos avançados no meio da cabeça como os seus olhos e o mais importante… com uma nova estrutura cerebral. Este foi nosso ancestral direto. Há muitas teorias que a radiação da bomba teve sua parte na mutação do organismo dessa nova raça, mas isto não é provado. Contudo, esse pequeno humanoide parecido com um dinossauro evoluiu durante os 30 milhões de anos (como eu disse anteriormente, uma espécie precisa de mais tempo para evoluir do que você pensa, se a evolução não é induzida artificialmente como o seu caso) de um animal para mais ou menos um ser pensante. Estes seres eram inteligentes o suficiente para não morrerem nos próximos milhões de anos porque eles aprenderam a mudar seus comportamentos, eles viviam em cavernas ao invés da natureza fria e eles aprenderam a usar pedras e galhos como seus primeiros instrumentos e o uso do fogo para mantê-los quentes – especialmente para aquecer seu sangue que é muito importante para que sobrevivamos. Durante os próximos 20 milhões de anos estas espécies foram divididas pela natureza em 27 subespécies (infelizmente as anteriores espécies de réptil estiveram propensas a dividirem-se numa forma mais ou menos ilógica em subespécies durante o processo de evolução) e houveram muitas guerras (principalmente nas mais primitivas) dentre estas subespécies por domínio.

Bom, a natureza não foi muito amigável para a gente e até onde sabemos, das 27 subespécies, 24 foram extintas em guerras primitivas e durante o processo evolucionário porque seu organismo e mente não eram desenvolvidas o suficiente para sobreviver e (como a principal razão) eles não foram capazes de mudar sua temperatura sanguínea de acordo com as mudanças climáticas. 50 milhões de anos depois da guerra e do fim dos dinossauros, só três (agora também tecnológicas) espécies avançadas de reptilianos restaram neste planeta juntas com todos os outros pequenos animais. Através de cruzamentos naturais e artificiais, estas três espécies foram unidas a uma única raça reptiliana e através da invenção da manipulação genética nós fomos “aptos” a eliminar os genes propensos a se dividirem de nossa estrutura genética. De acordo com a nossa história e crença, essa foi a época em que a nossa raça reptiliana final – como você pode me ver hoje – foi criada pelo uso da engenharia genética. Isso foi por volta de 10 milhões de anos atrás e a nossa evolução quase parou nesse ponto (bem, na verdade houveram algumas poucas mudanças na nossa aparência que nos fez parecer mais humanos e mamíferos durante as épocas que vieram, mas nós não nos dividimos mais em subespécies). Como você pode ver, nós somos uma raça muito antiga em comparação a sua, que ficava pulando de um lado pro outro como pequenos macacos nas árvores e, enquanto isso, nós inventávamos tecnologia, colonizávamos outros planetas e este sistema, construíamos largas cidades neste planeta (que desapareceram sem dar sinal de sua existência devido ao tempo) e construíamos nossos próprios genes enquanto os seus próprios genes ainda continuavam a ser daqueles animais.

10 milhões de anos atrás, pequenos símios começaram a crescer e eles desceram das árvores ao solo (de novo por causa da mudança do clima – especialmente no continente chamado de África). Mas eles evoluíam muito lentamente como é normal para os mamíferos e se nada de extraordinário tivesse acontecido ao seu tipo, nós não seríamos capazes de estar sentados aqui e conversar porque eu estaria sentada na minha moderna e confortável casa e você estaria sentado em sua caverna coberto em couro tentando descobrir os segredos do fogo – ou talvez você estivesse sentado em um de nossos zoológicos. Mas as coisas evoluíram de uma forma diferente e agora vocês acreditam que são a “coroa da criação” e podem sentar numa casa moderna enquanto nós devemos nos esconder e viver debaixo da Terra em áreas remotas. Cerca de 1,5 milhão de anos atrás, uma outra espécie alienígena chegava na Terra (e era surpreendentemente a primeira espécie que chegava na Terra após 60 milhões de anos. E seria muito mais surpreendentes se você soubesse quantas espécies diferentes estão aqui hoje em dia). O interesse desta espécie humanoide – vocês podem chama-los de “Illojim” hoje – não era a matéria prima e o cobre era, para a nossa extrema surpresa, os atrasados macacos humanoides. Apesar de nossa presença no planeta, os alienígenas decidiram ajudar aos macacos a evoluir um pouco mais rápido para servi-los no futuro como algum tipo de raça escrava nas futuras guerras. O destino de sua espécie não era importante para a gente mas nós não gostávamos da presença dos Illojim em nosso planeta e eles não gostavam da nossa presença em seu novo “zoológico galático” então as suas sexta e sétima criações foram a razão para uma guerra entre nós e eles. Você pode ler sobre aquela guerra parcialmente, por exemplo, no livro que vocês chamam de “Bíblia” em uma forma bem estranha de descrição. A verdade é uma história muito longa e difícil. Devo continuar?

Pergunta: Não, agora não. Eu fiz algumas anotações sobre sua história e agora eu tenho algumas perguntas.

Resposta: Por favor, pergunte.

Pergunta: Antes de tudo, você lida com uma escala de tempo enorme. Você jura que seus ancestrais primitivos viveram junto com os dinossauros, sobreviveram – como você chamou – ao cataclisma e evoluíram então mais de 40 milhões de e sua evolução foi concluída a 10 milhões de anos atrás. Isso me parece inacreditável. Você pode dizer alguma coisa sobre isso?

Resposta: Eu entendo que isso parece absolutamente inacreditável para você porque vocês são jovens e são de uma espécie geneticamente construída. Seu horizonte histórico termina em uma escala de somente alguns milhares de anos e vocês pensam que este é o certo. Mas não o é. Isso é impossível. Sua mente programada é obviamente inapta para lidar com grandes escalas de tempo. Nossa evolução parece ser incrivelmente longa para você mas esta é a verdadeira origem da natureza. Lembre-se, seus ancestrais mamíferos se desenvolveram junto com os dinossauros e eles sobreviveram a bomba como nós. Eles evoluíram lentamente durante os próximos milhões de anos e se dividiram em diversas espécies e formas, alguns grandes, outros menores. Esta é a evolução do corpo. Mas sobre suas mentes e inteligência? Eles são simples animais. Os mamíferos evoluíram desde – deixe-me ver – 150 milhões de anos, mas somente nos 2 – 3 milhões de anos eles foram capazes de se tornarem inteligentes e pensantes. E dentro deste pequeno período, seres como você foram criados. Naturalmente? 148 milhões de anos para a evolução em forma de animais mamíferos, 2 milhões de anos para o desenvolvimento de (mais ou menos) seres inteligentes como vocês? Se pergunte: você realmente acha que esta evolução é natural? Então sua espécie é mais ignorante do que eu pensei. Nós não evoluímos errados, mas vocês sim.

Pergunta: Eu entendo. Mas eu tenho uma outra pergunta. Você mencionou diversos fatos sobre uma guerra antiga entre os aliens 65 milhões de anos atrás. Isto aconteceu muito antes de até mesmo vocês terem se tornado realmente inteligentes (até onde eu lhe entendi). Porque você sabe tantas coisas sobre esta “primeira guerra” e sobre a evolução de sua espécie?

Resposta: Essa é uma boa pergunta (muito melhor do que a anterior) e eu não te expliquei corretamente. Nosso conhecimento sobre a primeira guerra vem completamente de um artefato antigo no qual nós encontramos a cerca de 16 mil anos atrás através dos nossos arqueólogos no continente que vocês chamam de América do Norte hoje em dia. Eles encontraram uma chapa redonda com um diâmetro de aproximadamente 47 centímetros. A chapa era feita de, até para nós, um material magnético desconhecido e dentro da placa havia outra placa de cristal que continha uma enorme quantidade de informação na estrutura molecular de cristal. Esta “chapa de memória” foi fabricada pelos últimos sobreviventes da raça humana de “Procyon” há 65 milhões de anos atrás, mas estava completamente intacta quando nós a achamos. Nossos cientistas conseguiram decodificar as mensagens e os arquivos. Então, pela primeira vez, nós soubemos sobre os eventos que aconteceram nesse passado distante que levou à extinção dos dinossauros. A chapa continha descrições detalhadas de ambas as espécies (porém mais dos humanoides) e sobre os eventos e as armas, incluindo a bomba de fusão. Também continha uma descrição dos animais e dos dinossauros na terra, incluindo nossos ancestrais pré-inteligentes. O resto de nosso conhecimento sobre nossa evolução vem dos esqueletos, da leitura sobre o passado e da de/codificação de nosso DNA. Como você pode ver, nós sabemos a verdadeira história sobre as nossas raízes desde 16 mil anos atrás. Antes daquela época, havia uma ideia mais religiosa sobre a nossa criação.

Pergunta: O que aconteceu com ambas as espécies de aliens?

Resposta: Nós não sabemos corretamente. Os humanos sobreviventes na terra obviamente morreram nos anos depois da bomba e os reptilianos nunca mais voltaram a Terra (até onde nós sabemos). Sobre os aliens reptilianos, há uma possibilidade de que seja fisicamente impossível deles voltarem porque a matéria entre as bolhas está algumas vezes em movimentação rápida. A teoria corrente é que ambas as espécies cessaram de existir durante milhões de anos.

Pergunta: Você mencionou esqueletos do seu tipo. Como pode ser que os cientistas humanos nunca tenham encontrado nenhum traço de vocês e de seus ancestrais se vocês realmente viveram por tanto tempo nesse planeta? Nós encontramos muitos esqueletos de dinossauros primitivos, mas nenhum reptiliano avançado com um crânio e cérebro e uma mão com um polegar como você já tinha descrito anteriormente.

Resposta: Sim, vocês encontraram. Mas seus “grandes” cientistas não foram capazes de reconstruir os esqueletos completamente pois queriam reconstruir animais reptilianos, não seres inteligentes. Você riria se soubesse quanto dos (especialmente os pequenos) esqueletos de dinossauros que estão em seus museus são construções completamente erradas de criaturas que jamais existiram porque vocês usaram muitos ossos que nos quais não pertenciam realmente ao que são e algumas vezes vocês fazem ossos artificiais se alguma coisa está faltando e vocês precisam para construir um dinossauro “animal”. Muito dos seus cientistas estão cientes deste problema mas eles não o tornam público porque eles não podem explicar e eles afirmam que são os ossos corretos estavam desaparecidos e sua reconstrução está correta. Muitos de nossos ossos foram usados em construções do Iguanodon em um museu e você vai ver que eu estou certa). Um cientista num país que vocês chamam de Estados Unidos construiu quase que completamente certo um esqueleto nosso há alguns anos atrás mas o governo local (que está parcialmente consciente de nossa existência) confiscou a reconstrução. Como nós vivemos hoje (desde milhares de anos) quase completamente abaixo do solo, vocês não vão encontrar nenhum de nossos cadáveres ou esqueletos.

Pergunta: Você algumas vezes fala de cidade subterrâneas e luz solar artificial. Você quer dizer alguma coisa como “Terra oca” com isso? Tem um segundo sol dentro do nosso planeta?

Resposta: Não, a Terra não é completamente oca e não há segundo sol dentro. Esta história é ridícula e fisicamente impossível (mesmo para a sua espécie deveria ser inteligente o suficiente para não acreditar nisso). Você sabe quanta massa um sol precisa ter para produzir energia e luz durante tanto tempo por fusão? Você realmente acha que possa haver algum pequeno sol dentro deste planeta? Quando eu falo de nosso lar subterrâneo, eu falo sobre sistema de cavernas largas. As cavernas que vocês descobriram perto da superfície são ínfimas em comparação às cavernas reais e às cavernas colossais dentro da Terra (com uma profundidade de 2 mil a 8 mil dos seus metros, mas conectada com diversos túneis secretos que levam a superfície ou perto da superfície) e nós vivemos em enormes cidades avançadas e colônias dentro de tais cavernas. As maiores cidades estão sob o Ártico, Antártico, interior da Ásia, América do Norte e Austrália. Se eu falo sobre luz solar artificial nas nossas cidades eu não me refiro a luz solar real mas a várias fontes tecnológicas de luz (incluindo fontes gravitacionais) no qual ilumina nossas cavernas e túneis. Existem áreas cavernosas especiais e túneis com uma forte luz UV em cada cidade e nós usamos esses lugares para esquentar o nosso sangue. Além disso, nós temos alguns lugares para tomar sol na superfície em lugares remotos. Especialmente na América e na Austrália.

Pergunta: Onde nós podemos encontrar entradas próximas a superfície para o seu mundo?

Resposta: Você realmente acha que eu vou lhe dizer a localização exata? Se você quiser achar tal entrada, você deverá procurar por si mesmo (mas eu o aviso para não fazer isso). Quando eu vim para a superfície quatro dias atrás eu usei uma entrada de aproximadamente 300 de seus quilômetros a norte daqui num lago enorme, mas eu duvido que vocês seriam capazes de encontrá-la (só há algumas entradas nesta parte do mundo – a maioria está distante no norte e leste). Como um pequeno aviso: se você estiver em uma caverna estreita, em um túnel ou até mesmo em alguma coisa que pareça um poço de uma mina artificial e o quão mais profundo você andar os muros ficarem mais lisos, se você sentir uma torrente de vento quente das profundezas ou se você ouvir um estrondoso barulho de ventilação ou de elevadores, então procure por um tipo especial de muro artificial e liso em algum lugar da caverna com a porta feita de metal cinza. Se você for capaz de abrir essa porta (mas eu duvido disso) você estará em uma sala técnica redonda com sistemas de ventilação e elevadores que levam às profundezas. Isso provavelmente é uma entrada para o nosso mundo. Se você chegou até este ponto, você deveria saber que nós já estamos definitivamente cientes de sua presença. Você já está em uma grande enrascada se entrou na sala redonda, mas você deve procurar sempre por algum dos dois símbolos reptilianos nos muros. Se não tiver símbolos ou outros símbolos, talvez você esteja numa enrascada maior do que você pensa porque nem todas as instalações subterrâneas pertencem à nossa raça. Alguns sistemas de túneis novos são operados por raças alienígenas (incluindo raças hostis). Meu aviso geral é que se você se encontrar em uma instalação estranha, corra o mais rápido que puder.

Pergunta: Você mencionou previamente que você usa o nome “Lacerta” quando está entre humanos e que você gosta de estar no verdadeiro sol da superfície da Terra. Mas como você pode estar entre humanos? Você nem mesmo se parece conosco, todos veriam que você pertence à outra espécie. Porque ninguém te viu e te descreveu um ser como você se seu tipo já vive aqui desde a nossa “criação” conosco no mesmo planeta. Você Pode me explicar isso?

Resposta: Primeiro, meu tipo com certeza já foi visto e descrito (e venerado) muitas vezes no seu passado primitivo, por exemplo, nos seus escritos religiosos como sua Bíblia Cristã. Você pode encontrar descrições e até mesmo pinturas simples nossas na América do Sul em vários templos. Os tão chamados “sábios” da Índia e das montanhas asiáticas descreveram a nossa espécie muitas vezes em escritas, junto com outros “sábios” do continente africano. Eu creio que nós somos a espécie não humana mais mencionada (talvez perto dos “Illojim”) em sua história. Se você não acredita em mim, olhe a nossa história e você verá a verdade nas minhas palavras. Seus “grandes” cientistas chamam a crença em nós de “superstição” e “religião” e hoje os humanos “inteligentes” esqueceram-se de nossa presença na face da Terra no passado.

Além do mais, nossa espécie é vista hoje em dia a partir de testemunhas humanas em sua forma original na Terra ou em entradas próximas à superfície e sistemas de túneis mas felizmente você e sua mídia não tomam tais relatos “loucos” como sérios (isso é bom para a gente e esta é a razão na qual nós deixamos essas pessoas nos ver como realmente somos). Alguns de minha espécie estão em contato direto com cientistas humanos e políticos na superfície, mas isto é altamente secreto – como vocês chamariam – e ninguém sabe nada sobre isso (o assunto desses encontros geralmente é sobre uma guerra porvir com e entre espécies alienígenas e nossa assistência nessa guerra). Mas também há outra explicação do porque nós podermos caminhar entre vocês e vocês nem se darem conta de nos reconhecerem: mímica.

O que eu vou lhe falar pode de novo parecer inacreditável ou até mesmo chocante para você, mas como você tinha perguntado, eu vou explicar. Eu te disse antes que nós temos mais habilidades mentais do que a sua espécie e com “mais avançado” eu quero dizer que nós somos aptos a usar telepatia e telecinese desde o nosso nascimento (na verdade, a mãe e a criança geralmente se comunicam por telepatia durante os primeiros meses) sem necessidade de um treinamento especial como vocês preciso para ativar partes desacordadas de seu cérebro. A estrutura do seu cérebro é um pouco diferente do nosso e nossa hipófise é maior e mais ativa que a sua – especialmente quando nós estamos sob a luz do sol. Nossas próprias habilidades são muito acentuadas em comparação as suas mas muito fracas se comparadas às forças mentais dos “fios da matéria/bolha” de algumas espécies alienígenas neste planeta. Eu nunca fui muito bom com coisas da mente mas todos nós temos essas habilidades primárias e podemos usá-las, por exemplo, para nossa proteção ou até mesmo para o ataque.

Quando nós estamos na superfície e encontramos seres humanos (mesmo um grupo grande deles – não faz diferença. Todas as suas mentes são como uma mente) nós somos capazes de tocá-las e induzi-los via telepatia o comando de “nos veja como um de sua espécie” e a fraca mente humana aceitará esta ordem sem refutação e elas nos verão (apesar de nossa aparência reptiliana) como humanos normais. Eu fiz isso diversas vezes e vocês, débeis humanos, geralmente me veem como uma mulher atraente de cabelo marrom porque eu criei essa “imagem mímica” na minha mente anos atrás e eu posso induzir isso em suas mentes sem problemas. Eu precisei de algum tempo no início para aprender o uso correto da mímica mas então começou a ser quase automático até o ponto de poder andar entre um grupo de vocês e ninguém reconhecer quem eu sou. Há uma simples alavanca (“veja-nos como realmente somos/veja-nos como queremos que nos veja”) na sua consciência que foi colocado lá a partir de quando os “Illojim” criaram sua raça e nós podemos usar tal alavanca para convencê-los que o que vocês veem são humanos quando olham para nós (outros aliens usam essa alavanca também).É mais fácil do que você imagina. Quando há encontro do seu tipo e aliens, no se parecem exatamente com vocês, estes aliens que usaram a alavanca e alguns dos encontros com aliens em forma humana também podem ser explicadas como encontros da minha raça. Quando eu encontrei EF pela primeira vez ele me viu como uma humana normal e eu lembro que ele estava muito assustado e chocado quando eu o revelei minha verdadeira identidade.

Pergunta: Você quer dizer que você realmente pode me fazer acreditar que eu falo agora com uma mulher humana morena ao invés de um ser reptiliano?

Resposta: Provavelmente, mas e creio que não em seu caso em especial. Quando alguém espera ver uma mulher humana ao invés de mim, eu consigo fazer sua mente sem problemas (mesmo em grandes grupos) porque ninguém espera ver uma mulher reptiliana. Mas eu permiti que você me visse em meu estado original em nosso primeiro encontro e eu nunca induzi alguma coisa em sua mente então você já percebeu que eu não sou humana. Se eu tentasse agora mudar isso, provavelmente o levaria a uma confusão absoluta ou inconsciência  e eu não quero machucá-lo. Como eu disse anteriormente, eu não sou boa nessas coisas.

Pergunta: Isso é muito assustador. Você pode matar com essas habilidades?

Resposta: Sim mas é proibido. Isso não quer dizer que não foi feito em tempos passados.

Pergunta: Ambos os sexos tem essas habilidades?

Resposta: Sim.

Pergunta: E quanto às fotos? Como vocês aparecem nas fotos?

Resposta: Esta é uma pergunta boba. Eu apareço nas fotos como um ser reptiliano porque eu não posso influenciar na foto ou na câmera em si mas só na mente dos fotógrafos. Se ele ou ela revelar o filme e mostrar a foto para os outros, eles me veriam na minha forma original. Essa é a razão pelo qual é proibido sermos filmados ou fotografados e nós devemos evitar toda câmera na superfície (isto é muito difícil e nós fomos filmados algumas vezes no passado sem nosso conhecimento, especialmente por certos governos e agencias secretas).

Pergunta: Que outros comandos vocês podem induzir em nossas mentes? Alguma coisa como “nos sirva” ou “obedeça”?

Resposta: De novo é uma pergunta estranha. Nós não somos seus inimigos (a maioria de nós não) então porque nós faríamos isso? Para responder a sua pergunta: isso depende da força da mente humana e na força do emissor reptiliano. Não há uma alavanca de “nos sirva” ou “me sirva” na sua mente então tal comando é muito mais difícil de induzir. Se a mente e a consciência humana é fraca e o indutor reptiliano é experiente nestas coisas e esteve algumas horas sob o sol antes de tentar fazê-lo, então seria provável de funcionar durante algum tempo. Há alguns ensinamentos secretos sobre tais coisas mas eu nunca aprendi nada sobre isso. Eu uso minhas habilidades primárias para mímica e comunição com minha própria espécie e algumas vezes para coisas privadas, mas eu nunca a usei para machucar os humanos ou suas mentes. Eu gostaria se pudéssemos terminar este assunto por aqui.

Pergunta: Uma última pergunta: você disse antes que pode esconder seus OVNIs? Vocês usam essa mesma habilidade para fazer isso?

Resposta: Sim mas em uma base técnica. Há um poderoso aparelho dentro de cada nave que é apto a enviar um sinal artificial a suas mentes para convencê-los que o que vocês veem não é nada mais do que o céu ou veem uma nave normal como um avião ao invés de nossas naves. Isso não é usado geralmente porque nós evitamos contato com o público quando nos movemos na atmosfera. Se você for capaz de enxergar nossos “OVNIs” significa que o aparelho está defeituoso ou desativado por alguma razão. O efeito da camuflagem não funciona em fotos – respondendo uma possível pergunta adiantadamente – mas porque alguém tiraria uma foto do céu quando não se pode ver nada diferente lá? Mudando de assunto, a maioria das entradas perto das superfícies para os nossos túneis também estão escondidos com tais aparelhos e sua espécie geralmente vê só cavernas normais ao invés da porta. Esta é uma razão do porque eu tinha tido anteriormente que eu duvido que você seja capaz de encontrar esta porta secreta que leva ao nosso mundo (mas isso aconteceu algumas vezes no passado).

Pergunta: De volta à sua própria história. Você tinha mencionado a raça dos “Illojim” que criou a nossa humanidade. De onde eles vieram e como eles se parecem? O que exatamente aconteceu quando eles chegaram? Eles são nossos “deuses”?

Resposta: Os Illojim vieram deste universo, do sistema solar que vocês chamam de Aldebaran nos seus mapas. Eles são uma espécie muito alta de humanoides geralmente com cabelos louros e uma pele muito branca (eles evitavam os raios solares porque machucava suas peles e seus olhos. Isso era absolutamente inacreditável para uma espécie amante do sol como a nossa). Eles pareciam ser inteligentes e pacíficos no início então nós começamos mais ou menos uma amizade com eles mas depois eles mostraram suas intenções e planos reais: eles queriam evoluir os macacos em uma nova raça e nós éramos um fator de perturbação para eles em seu novo planeta zoológico. Inicialmente, eles capturaram por volta de 10 ou até 20 mil de seus ancestrais símios e eles deixaram o planeta por algumas centenas de anos.. Quando eles retornaram, eles trouxeram seus (agora mais humanos) ancestrais de volta. Quando eles deixaram a Terra novamente por alguns milhares de anos e os pré humanos primitivos viviam junto a nós sem nenhum problema (eles só tinham medo de nossas naves e tecnologia). Os Illojim instruíram suas mentes e melhoraram seu cérebro e sua estrutura corporal e eles agora estavam aptos a usar ferramentas e fogo. Os Illojim retornaram dentro de 23 mil anos sete vezes e aceleraram o processo evolucionário de alguns do seu tipo. Você deve entender que vocês não são a primeira civilização humana no planeta. Os primeiros humanos avançados (que viveram na durante o mesmo tempo com pré humanos menos desenvolvidos porque os Illojim experimentaram níveis e velocidades diferentes de evolução) com tecnologia e fala existiram por volta de 700 mil anos atrás neste planeta (seus cientistas não entendem isso porque eles acharam somente ossos de pré humanos e algumas pinturas primitivas mostrando humanos avançados e aparatos voadores). Essa raça de humanos geneticamente avançados viveram juntos conosco mas eles evitaram contato com minha raça porque os professores “Illojim” os avisaram com o propósito de enganá-los que nós éramos seres demoníacos e que nós mentíamos pra eles.

Bom, depois de alguns séculos os aliens decidiram extinguir sua primeira criação e acelerar a evolução de um segundo e melhorar esta série de testes além e além. A verdade é que sua civilização não é a primeira neste planeta Terra mas a sétima. As construções da primeira raça estão perdidas mas a quinta civilização foi a primeira que edificou largas construções triangulares que vocês chamam de “Pirâmides Egípcias” hoje em dia por volta de 75 mil anos atrás (seus egípcios encontraram largas pirâmides antigas na areia e tentaram sem muito sucesso construir estruturas similares) e a sexta civilização foi a primeira que construiu cidades que na qual vocês encontram hoje abaixo do mar na área de Bimini por volta de 16 mil anos atrás. A última criação foi a sétima raça – do seu exemplar – foi feita por volta 8,5 mil anos e esta é a única criação que você pode lembrar e no qual seus escritos religiosos se referem. Vocês confiam nos seus artefatos arqueológicos e paleontológicos que mostram um passado errado e curto mas como vocês saberiam sobre as seis civilizações anteriores? E se vocês acharem alguma evidência de sua existência, vocês vão negar e interpretar os fatos erroneamente. Isso é parcialmente uma programação da sua mente e parcialmente pura ignorância. Eu vou te contar sobre suas criações porque as seis anteriores raças humanas estão perdidas e, além disso, elas não devem te interessar.

Houve uma longa guerra entre nós e os Illojim e também sobre certos grupos de Illojins mesmo porque muitos deles eram da opinião que a recriação de novo e de novo da criação da espécie humana nesse planeta não fazia nenhum sentido. As últimas batalhas nessa guerra foram lutadas por volta de 5 mil anos atrás na órbita e na superfície. Os aliens usavam poderosas armas sônicas para destruir nossas cidades subterrâneas mas em contramão nós destruíamos muitas de suas instalações na superfície e bases no espaço. Os humanos de seu exemplar ficavam muito assustados quando eles observavam às nossas batalhas e eles a descreveram em formas de mitos religiosos (sua mente não estava apta a entender o que realmente estava acontecendo). Os Illojim – que apareceram como deuses para às sextas e sétimas raças – contavam-nos que era uma guerra entre o bem e o mal e que eles eram os bons e nós éramos a raça demoníaca. Isso depende certamente do ponto de vista. Este era o nosso planeta antes deles chegarem e antes deles começarem seu projeto evolutivo com sua espécie. Em minha opinião, era nosso dever lutar por nosso planeta. Isso foi a exatamente 4943 (em 2012, faz 4956 anos) – de acordo com sua escala de tempo que os Illojim deixaram o planeta de novo por razões desconhecidas (esta é uma data muito importante para nós pois muito de nossos historiadores chamaram-na de vitória). O fato é que nós não sabemos o que tinha realmente acontecido. Os Illojim se foram dia após dia, eles sumiram sem deixar nenhuma sombra com suas aeronaves e nós encontramos a maioria de suas instalações na superfície destruídas por ele. Os humanos estavam por si só e sua civilização se desenvolveu. Muitos de nós estávamos em contato com algumas (mais as sulinas) tribos de sua espécie nos séculos conseguintes e nós fomos capazes de convencer alguns deles que nós não somos os aliens “maléficos” que eles acreditavam que nós fôssemos. Durante o tempo de 4.900 anos até agora, muitas espécies alienígenas chegaram neste planeta (alguns deles usaram os velhos conhecimentos e programação de sua mente e brincaram de novo de deuses com vocês), mas os Illojim mesmo nunca mais voltaram. Eles deixaram o planeta por uma duração de alguns milhares de anos antes também, então nós esperamos seu retorno um dia no futuro para terminar seu projeto ou para finalmente extinguir a sétima criação mas nós realmente não sabemos o que aconteceu a eles (para responder sua pergunta com antecedência).

Sua civilização não sabe nada sobre sua verdadeira origem, sobre seu verdadeiro passado, sobre seu mundo real e universo e vocês sabem muito pouco de nós e do nosso passado. E vocês nada sabem das coisas que estão porvir no futuro próximo. Enquanto você não acreditar em minhas palavras – eu te digo a verdade porque nós não somos seus inimigos – haverá perigo para a sua espécie. Seus inimigos já estão aqui e vocês não ainda não acreditam. Abram seus olhos ou vocês estarão em uma grande enrascada logo, logo. Se você não acreditou em nada disso que eu te disse antes, então você deveria realmente acreditar e lembrar-se disso.

Pergunta: Porque você acha que eu não acredito em você?

Resposta: Eu tenho um pressentimento que você não acredita em mim. Apesar do fato de estar sentado aqui na sua frente. Tudo que eu te disse nas últimas duas horas é a mais absoluta verdade sobre o nosso mundo.

 

Pergunta: Quantas espécies alienígenas estão ativas na Terra neste momento?

Resposta: Até onde nós sabemos 14 espécies. 11 desse universo, 2 de outra bolha e 1 muito avançada de um plano muito diferente. Não me pergunte por nomes porque quase todos são impronunciáveis a você, oito desses não são pronunciáveis até mesmo para nós. A maioria das espécies – especialmente as mais avançadas – estão estudando vocês como animais e eles não são tão perigosos para a gente e nós trabalhamos juntos com alguns deles, mas três espécies são hostis incluindo uma que estava em contato com alguns de seus governos em troca de sua tecnologia por cobre e outras coisas importantes. Havia uma “guerra fria” entre duas dessas raças hostis durante os últimos 73 anos e uma terceira espécie pareceu ser a vencedora nesse embate inútil. Nós esperamos uma guerra mais “quente” entre eles num futuro próximo (eu diria nos próximos 10 ou 20 anos) e nós estamos preocupados sobre este desenvolvimento. Na última vez, havia alguns rumores sobre uma nova 15ª espécie que tinha acabado de chegar na Terra há apenas 3 ou 4 anos atrás, mas nós não sabemos nada sobre suas intenções e nós não tivemos contato com eles até agora. Talvez os rumores estejam errados.

Pergunta: O que as raças alienígenas hostis querem?

Resposta: Várias matérias primas incluindo o cobre para sua tecnologia, sua água (ou melhor, o hidrogênio em sua água que é uma fonte de energia em um processo de fusão avançado) e alguns elementos químicos no seu ar. Além disso, duas das espécies também estão interessadas no seu corpo, no seu tecido e sangue humano, porque sua própria estrutura genética está defeituosa através da má evolução e radiação (até onde sabemos) e eles precisam de fios intactos de sua espécie e de animais para reparar os defeitos exatamente porque o DNA deles e o seu DNA não são completamente compatíveis (minha própria espécie é absolutamente incompatível com eles então eles não estão muito interessado em nós) e eles tentam fazer mais cruzamentos compatíveis entre vocês e eles fazendo o uso de fertilizações artificiais e ventres artificiais. Nós achamos que a guerra entre as três raças alienígenas ou entre vocês e uma ou todas as raças será travada por matéria prima, hidrogênio, ar e DNA.

Pergunta: Esta é a razão para as abduções?

Resposta: Parcialmente, especialmente quando os aliens tiravam mostras de feto e esperma de vocês. Algumas vezes os abdutores pertencem a uma outra e mais avançada raça e eles só querem estudar seu corpo e sua mente (o que é mais interessante para algumas delas do que seu corpo em si) como se você estudasse um animal primitivo. Como eu tinha dito, três espécies alienígenas são hostis e isso significa que eles não ligam para o seu destino ou pela sua vida e pessoas que foram abduzidas retornam muito raramente vivas. Se alguém foi capaz de relatar sobre uma abdução, isso significa, em minha opinião, que ele ou ela não encontrou uma das espécies agressivas ou ele ou ela é um humano de muita, muita sorte por estar vivo. Espécies amigas e avançadas algumas vezes também tiram mostrar de espermas e feto mas por outras razões.

Pergunta: Você disse que só há 14 espécies ativas neste planeta. Mas porque as pessoas descrevem que viram alienígenas completamente diferentes e tipos bizarros deles?

Resposta: Eu creio que já tenha respondido a esta pergunta. Como eu tinha dito, a maioria das raças alienígenas tem habilidades mentais muito mais avançadas do que as suas ou mesmo do que a minha (há somente uma raça alienígena que não possui completamente tais habilidades). Eles são capazes de aparecer na sua mente e memória como qualquer forma que eles quiserem e essa imagem induzida nada tem a ver com sua imagem verdadeira. Você lembra deles como humanos normais ou anões cinzas ou até mesmo animais extremamente bizarros porque eles querem que você lembre daquilo ou algumas vezes eles querem que vocês esqueçam completamente qualquer coisa sobre um encontro com eles. Outro exemplo: você pode, por exemplo, lembrar que você esteve normalmente em um de seus hospitais humanos e que alguns doutores estavam te examinando então você crê que não há nada além do imaginado te aconteceu (talvez você ainda descubra que não há hospital onde você achou que havia) mas na verdade você foi examinado por eles em um de seus laboratórios. Você não pode confiar na sua mente neste caso. Eles aparecem em diferentes formas para te confundir e para fazer as conhecidas testemunhas de abdução que foram capazes de lembrar dos eventos – ou quem acredita que eles são capazes de lembrar – ridículas em público até onde nós sabemos, eles conseguem. Acredite em mim, só há 14 espécies de alienígenas neste planeta e apenas 8 delas abduzem humanos atualmente (de novo, até onde nós sabemos). Em adição, nem todos de seus abduzidos são de fato e alguns alienígenas em seus relatos são apenas imaginação ou mentiras.

Pergunta: Como nós podemos nos proteger contra essa influencia em nossa mente?

Resposta: Eu não sei. Eu duvido que vocês possam pois sua mente é como um livro aberto para ler e escrever para praticamente todas as espécies que eu conheça. Isso é parcialmente culpa dos Illojim porque eles construíram ou melhor dizendo, descompuseram (parcialmente intencionalmente) sua mente e sua consciência sem os mecanismos reais de proteção. Se você estiver consciente que alguém tenta manipular a sua mente, você só pode se concentrar nessa suspeita e tentar analisar cada um de seus pensamentos e memórias. Muito importante: não feche os seus olhos (isso levaria a uma forma diferente de ondas cerebrais que são mais fáceis de acessar) e não sente ou repouse para descansar. Se você ficar acordado durante o processo pelos primeiros minutos talvez você possa filtrar os outros pensamentos e ondas em seu cérebro e o indutor desistirá após alguns minutos se ele ou ela não for bem sucedido pois isso começará a machucar seu próprio cérebro. É muito difícil e certamente doloroso mas isso pode te machucar, então é melhor você não tentar resistir mas seria a única possibilidade que você tem. Entretanto, você pode tentar isto somente com as espécies mais frágeis, não com as fortes.

Pergunta: O que você quer dizer com “uma espécie vem de um plano muito diferente”?

Resposta: Antes que eu possa te explicar corretamente, você deve ser capaz de compreender o universo e isso talvez signifique um ensino inútil para sua mente (incluindo a remoção de algumas barreiras) de algumas semanas com o ensino eu não digo somente o ensino por palavras. Eu tinha dito isto com sua palavra “plano” ou “nível” porque vocês não tem nenhuma palavra melhor em seu vocabulário e dimensão nesse caso seria absolutamente equivocado (é errado também até para uma outra, a palavra “bolha”) porque uma dimensão não pode existir sem planos. Se você fosse uma espécie vivendo em outro ou acima de algum plano e fosse mais capaz de entrar em planos diferentes sem tecnologia de forma que seu corpo fosse feito desse tipo de matéria que você conhece então você seria o ser mais poderoso que possa imaginar. Esta raça muito avançada que eu mencionei se desenvolveu fora daqui e eles evoluíram de por mais de bilhões de anos. Eles seriam capazes de destruir todos vocês, nós e tudo com um simples pensamento. Nós estivemos em contato com eles apenas 3 vezes em toda nossa história pois seu interesse neste planeta é diferente de todas as outras raças. Eles definitivamente não são perigo para nós ou para vocês.

Pergunta: O que vai acontecer quando a guerra começar?

Resposta: Esta é uma pergunta difícil de responder. Depende da raça inimiga e de sua tática. “Guerra” nem sempre é aquela coisa primitiva que vocês humanos querem dizer com a palavra “guerra”, ela pode ser lutada em vários níveis. Uma possibilidade que eles têm é a destruição de seu sistema social pela influencia de líderes políticos, outra é o uso avançado de sistemas de armas que podem causar terremotos, erupções vulcânicas ou outros desastres (incluindo desastres climáticos) no qual possam vir a parecer normais a vocês. Os campos especiais da fusão de cobre que eu mencionei previamente são capazes de influenciar no seu clima global. Eu acho que eles não vão atacar o planeta diretamente posto que mesmo a civilização humana seja fraca, mesmo vocês tem a possibilidade de destruir suas naves (mas não muitas). Me deixe dizer que nós não estamos absolutamente certos se realmente haverá uma guerra quente nestes próximos anos. Eu não quero falar sobre isso mais.

Pergunta: Este é o final da entrevista. Você quer falar alguma coisa ou deixar uma mensagem?

Resposta: Abram seus olhos e vejam. Não acreditem em sua história equivocada ou em seus cientistas e políticos. Alguns deles sabem da verdade sobre várias coisas mas eles não informam ao público para prevenir confusão e pânico. Eu acho que sua espécie não é tão má quanto alguns da minha raça creem e seria uma pena observar o seu final. Isso é tudo que eu posso dizer. Vá através do seu mundo com olhos abertos e você verá – ou talvez não. Sua espécie é ignorante.

Pergunta: Você acha que alguém vai acreditar que esta entrevista foi verdade?

Resposta: Não, mas um experimento interessante para meus estudos sociais. Nós nos encontraremos de novo em alguns meses e você então me dirá o que aconteceu depois da publicação da minha mensagem. Talvez ainda haja esperança para a sua espécie.

Written by DraftL

O que está em cima é igual ao que está embaixo e, o que está embaixo, é igual ao que está em cima, para realizar os milagres de uma coisa única.

Comentários