, ,

Relatos Bizarros #01

Olá pessoas bizarras! Nestas semanas passadas recebemos diversos relatos que agora vou compartilhar com vocês. Postarei a cada semana de cinco a dez relatos e todos serão [sic]. Espero que gostem! :D

OBS: Este primeiro post terá um pouco do que isso.

Não sabe como enviar o seu relato? Simples, meu chapa!

Ha três meios

O primeiro: basta clicar aqui e você será direcionado à nossa página de relatos.

O segundo: envie-nos um e-mail -> [email protected] <- esta é a melhor forma para compartilhar conosco alguma foto/vídeo do evento.

O terceiro: basta começar a ler os relatos que, ao final, haverá um formulário idêntico ao da nossa página de relatos para preencher com sua história surpreendente.

 

Comecemos! :D

 

#01

Enviado por: Danilo Sebastião Ferreira

Eu nasci em 1991 dia 24 de julho as 12:00 na cidade de londrina PR (dia 24 naum é dia do viado ta) antes de eu nascer,por volta das 11:00 meu avo faleceu,meu pai ficou chocado foi uma perda enorme pra ele todos da minha familia ficaram tristes com meu pai, pois um morrer e outro nascer é complicado,isso so acontece se for um caso de 1 em 1 milhão, mas tudo bem , vamos ao q interessa quando fiz 5 anos cai do segundo piso da casa ,e um senhor me pegou ai começei a chorar ,minha mãe no desespeiro veio ver a cagada q era pra ter acontecido.Eu falei pra ela q um senhor tinha me segurado ela naum acreditou, minha vó me contou q era meu vo q sempre me protegeria e eu acredito ano passado tive um acidente de moto bata a mais ou menos uns 80km/h numa toyota a moto acabou eu bati a cabeça tão forte q meu capacete rachou, fiquei deitado no chao esperando socorro quando um se aproximou e perguntou se eu tava bem, pois a moto tava so a latinha kkkk eu falei q sim entaum ele me ajudou a levantar e quando eu ia perguntar quam era ele ,ele sumiu.
Naum conheci meu avo mas sinto q ele cuida de mim.

Comentário: A OUTRA COISA O NOME DO MEU AVO É SEBASTIÃO FERREIRA E NASCEU EM 24/06/1928 A MAIS UM DETALHE
MEU AVO ERA FILHO BASTARDO DE VIRGULINO FERREIRA DA SILVA A VULGO LAMPIÃO

 

Bizarro não? Mas um dos acontecimentos mais bizarros é o nosso leitor, o nosso primeiro relatante, ser bisneto de um ícone da história brasileira! Sim! Temos leitores ilustres :)

Prossigamos ao segundo

#02

Nome: Tarcísio Medeiros

Morávamos em uma casa bem grande e antiga (por volta de uns 70 anos de idade) e lá sempre aconteciam algumas coisas interessantes. Barulhos estranhos, vultos, sensações estranhas e etc.

Minha irmã, nos relatou que por 2 vezes viu um menino atrás da porta da cozinha e achava que era nosso irmão mais novo (de uns 10 anos de idade) e quando ia olha atrás da porta não tinha ninguém.

Em 01/08/07, minha irmã, que estava “cultivando” seu cabelo para ficar grande, resolveu tirar uma foto do mesmo, para guardar de lembrança. Pediu a nosso primo que lá estava para fazer isso. Sentou-se na cama e deu o seu celular para ele tirar. Na época era um Sony Ericsson K700. Ele apontou para ela, tirou a foto, sem sustos. Quando minha irmã pegou o celular para olhar a foto, veio a surpresa: o menino que estava vendo atrás da porta da cozinha estava lá!

Dá pra ver só o rosto dele, dentro do guarda-roupa dela. Não tinha espelho naquela porta, somente roupas. Nem ela nem nosso primo percebeu nada incomum até olharem a foto.

Ela saiu pela casa correndo desesperada e chorando, procurando por nossa mãe. Eu não estava em casa nesse dia, nem meu pai. Tínhamos viajado para uma reunião em outra cidade.

Depois que se acalmou, ela me ligou contando o ocorrido e nem eu acreditei. Achei que era brincadeira. Ela me mandou a foto por MMS e mesmo assim eu achei que era brincadeira, que era nosso irmão mais novo que tava lá no guarda-roupa.

Só vim acreditar mesmo quando voltei pra casa e mantiveram a história, inclusive minha mãe e minha tia que estava presente no dia.

As coisas estranhas em casa continuaram a acontecer na casa, porém ele nunca mais viu o tal menino. Mudamos dessa casa tem 2 anos, minha irmã foi morar na capital (Salvador) para estudar e também nunca mais viu nada.

Tô mandando a foto para vocês verem e me dizer o que acham. Como foi tirada de celular e era antigo, a foto é bem pequena e sem muita qualidade, mas garanto a vocês a veracidade da foto e do caso. Eu nem girei a foto pra ficar da forma mais original possível.

 

E o mais bizarro é que realmente tem uma coisa bem estranha nessa foto. Confiram abaixo:

 

É bem assustador. Talvez não seria essa a prova de que os reptilianos existem? Até porque se parece com a descrição. Sim, foi uma brincadeira. Mas em toda brincadeira tem um fundo de verdade. :)

#03

Nome: Luhkaz

Origem: São João Nepomuceno (MG)

Era um dia qualquer, como todo outro, na cidade de Juiz de Fora (mg).

Como de costume, meus pais passeavam de carro com os filhos (3 no total), mas não com todos juntos, eles levavam o mais velho para passear com eles sozinho e me deixava em casa para olhar o meu irmão mais novo. No final do passeio com o meu irmão mais velho, eles voltavam e buscava eu e meu irmão mais novo. Teve um dia que eles fizeram isso né, tudo certo e tal; estavamos nós lá passeando pela cidade, quando meu pai parou em um semáforo. Quando olhamos para o lado, tinha um rapaz no chão, deitado de bruços, tremendo e sangrando muito. Meu pai como é policial, perguntou o que tinha acontecido. Ele foi informado que um cara tinha acertado vários golpes no indivíduo com uma tesoura de jardinagem (isso mesmo, aquela tesoura grandona). Meu pai entrou no carro e deu algumas voltas nas proximidades para ver alguem suspeito. Até que ele viu um rapaz, encostado na parade, olhando pra rua, meio que parado pensando “”porra, que foi que eu fiz””, nisso meu pai voltou ao local aonde tinha acontecido isso e perguntou a alguns policiais que tinham chegado lá logo depois, como era o sujeito que tinha cometido tal ato. Imagina só? era esse cara que meu pai tinha visto encostado na parede… Ele informou aos policias que tinha visto um rapaz suspeito, com os detalhes que tinha recebido e eles foram atraz, no lugar aonde tinha visto, mas chegando lá não encontraram mais nada…

Hoje em dia eu não fico tão assustado se me deparar com alguma cena dessa, mas eu era pequeno, aquilo pra mim foi “”emocionante e desesperador””. Acho que passei a gostar das matérias do IEB depois de ter presenciado tal ato ! haha

 

Bizarrinho porém BIZARRO! Ficar numa situação dessas deve ser algo bem estranho. Não aqui no Rio.

 

Adentremos ao #04

Nome: Bruno Lançoni Neto

Origem: Indaiatuba

Certa vez, eu e mais um amigo estávamos voltando de uma balada que não tinha sido muito boa, estávamos a pé e levemente bêbados quando esse meu amigo disse que não queria mais andar e que queria se sentar. Nos sentamos e começamos trocar algumas coisas que pensávamos serem bizarras, como aqueles videos do youtube 333-333-333, fantasmas e acontecimentos que pensávamos não ter explicação aparente.

Logo quando bateram-se as 3:00 AM, eu e ele paramos de falar quase que no mesmo instante e ambos olharam para o céu, ao mesmo tempo, onde um interessante raio verde descia e em sua ponta uma especie de circulo. Ele era tão radiante e de tamanho tão espetacular que eu não acreditei no que via e logo ele desapareceu em um grande flash verde oliva, as luzes piscaram. Logo em seguida meu amigo olhou para mim que já olhava para ele e ambos disseram:

“”Você viu aquilo?””

Os dois concordaram simultaneamente, olhei para o céu e em seguida perguntei se ele queria subir para ver se o “”Objeto”” tinha caido na praça. Ele disse que não e não me aprofundei mais no caso.

 

Detalhes adicionais:

– O objeto demorou a cair em torno de 3 segundos.

– O objeto tinha uma longa calda verde.

– Não, não era o lanterna verde.

 

05#

Nome: Kiga

Muitas vezes ao meio da noite eu sinto como se alguem me segurasse na cama, me impedindo de mover qualquer parte do corpo. Acreditem, é uma sensaçao horrivel vc nao poder se mover, literalmente sem poder fazer nada. O pior de tudo é que parece ser bem real. BIZARRO.

Bom galera… se vocês souberem o que pode ser, não hesitem em ajudar o nosso amigo. Mal nenhum faz ajudar ao próximo… ou ao anterior.

 

Vamos dormir lucidamente gora neste sexto #06

Nome: War Paz

Origem: CE

SENTA QUE LÁ VEM A HISTÓRIA!

Bem, o meu relato é sobre minha experiência sobre sonho lúcido :)

Bem, a definição de sonho lúcido é quando você consegue passar do estado “”acordado”” para o estado “”dormindo”” lucidamente, ou seja, você consegue entrar no seu sonho sabendo que aquilo é um sonho. Há muitas vantagens nisso, afinal, no seu sonho, quando você sabe que é um, você pode fazer o que quiser. Você pode voar, pode criar e destruir coisas, pode se transformar em outras coisas, enfim, tudo o que sua imaginação puder criar. Tudo mesmo

A primeira vez que li sobre sonho lúcido eu fiquei animado, afinal, algo assim era bom demais pra ser verdade, então decidi testar. O que eu não esperava eram os riscos que isso poderia trazer e, o principal, era a pior experiência que eu já tive na minha vida: Terror noturno

Mas, começando do começo, gostaria de contar como chegar ao sonho lúcido. Primeiro, não é simplesmente deitar na cama e esperar que aconteça, é algo maior e precisa de certos “”requerimentos””. Primeiro: Tenha certeza de estar cansado ou, ainda, ter dormido mais cedo (ou seja, ou você deve estar com muito sono ou com pouquíssimo sono). Depois, deite-se na sua cama. Tente não se mover, tente não se concentrar em nada, apenas feche o olho e espere. Após um longo período sem se distrair, seu corpo começará a mandar sinais para saber se você está dormindo, tente ignorá-los mas continue acordado (você tem que fazer sua mente acreditar que você está dormindo, mas você deve estar acordado). Após seu corpo mandar vários sinais, se você conseguir fazer tudo correto, você “”apagará””, você simplesmente irá meio que “”desmaiar”” mas, depois disso, você vai acordar paralisado na sua cama. Atenção: é aí que mora o perigo, pois é aí que fica o terror noturno, logo logo explicarei por que ;). Se você conseguir ficar calmo, não se descontrolar e conseguir que seu corpo continue acreditando que você realmente está dormindo, parabéns, você entrará no sonho lúcido. Porém, se for sua primeira vez, talvez você tenha um pequeno incômodo…

Foi o que aconteceu comigo. Naquele dia eu tinha dormido à tarde (Matemática + Química + Biologia de manhã = Sono à tarde), e era noite quando eu lia o artigo sobre sonho lúcido. Ora, como já disse, eu queria muito ver se aquilo era verdade. Pois bem, tentei lembrar o passo-a-passo do site e fui me deitar para tentar atingir o tão desejado sonho lúcido. Consegui fazer a primeira parte perfeitamente: Os sinais que o corpo manda vão para os olhos, é estranho, parece que tem algo impurrando eles para a frente, e quando você está perto de apagar, parece que eles giram rapidamente, como se estivesse sendo possuído. Enfim, consegui passar por essa parte. Logo depois veio a paralisia: Acordei no meio da madrugada (Não faço idéia de que horas eram), com meu corpo imóvel na cama e olhando para o resto do quarto (minha cama é perto da parede, então eu podia ver todo o resto do quarto), aparentemente era um sonho, na primeira vez você acredita que aquilo é parte de um sonho, mas depois começaram as alucinações: De algum modo, minha mente conseguiu pegar tudo o que eu tenho mais medo e colocou dentro do quarto. Não é algo como usar a imaginação para criar algo na sua frente, é além: Seu cérebro não está preocupado em outras operações, então ele ganha bastante “”desempenho”” para imaginar aquilo. As imagens parecem reais, parece realmente que aquelas coisas estão ali,e o pior não é só isso: Lembre-se de que são as piores coisas que você já viu, as coisas que você mais tem medo (Não importa se você tem medo de lobisomens ou palhaços, sua mente conhece você e vai procurar o que você mais tem medo e criar aquilo) ali, na sua frente, e você está totalmente imóvel, ou seja, você não pode gritar, sair, virar, pedir socorro, nada!. Além de tudo isso, você ainda vai ouvir os sons daquelas coisas e ainda sons bastante agudos como se estivessem ao seu lado, gritando no seu ouvido. Enfim, eu fiquei assustado com aquilo tudo e não consegui atingir o sonho lúcido, por que realmente é uma experiência muito ruim se você não tiver o controle: Caso você tenha e consiga ficar calmo, o terror noturno sequer acontece, mas tente perder o controle por meio milésimo de segundo e boom, tudo se vai pelo ar.

Por fim, hoje eu já tive essa experiência (paralisia) várias vezes e já consegui até dominar bem a técnica, com terror noturno na maioria das vezes (após várias experiências fica até divertido), mas sonho lúcido apenas duas vezes usando este método. Realmente não é algo certo que você vá conseguir, é como jogar na loteria: Há uma chance de conseguir, e o resultado é ótimo, mas as chances de perder são maiores e, bem, quando você perde aqui não é algo bom” “Não recomendo ninguém a fazer, afinal, o terror noturno é meio pesado… Mas enfim, achei que seria legal contar como é :3

Abs

Talvez o que o Kiga, do relato anterior, possa estar sofrendo seja o Terror Noturno. Bem bizarro esse, não?

 

Neste sétimo um raro fenômeno de Clarividência

Nome: Vidente

Um dia antes da festa q ia ter na minha escola eu sonhei com ela e com oq as pessoas vestiam na festa com oq ia ter lá,no outro dia durante a festa todas as pessoas estavam vestidas exatamente iguais ao meu sonho e tinha tudo q teve no meu sonho.

 

#07

Nome: Henrique

Origem:  São Paulo

Não sei direito como começar, mais começarei pela história da minha casa, quer dizer, não tenho absoluta certeza se é verdade, pelo menos por parte. Eu e minha família moramos num terreno grande, são duas casas, a da minha avó e a da minha família, e do lado tem um terreno meio “abandonado”. Antigamente uns tios meus viviam perto desse terreno, e uma mulher que nunca me descreveram ou me disseram o nome, sempre foi referido como “mulher”, bom, nesse terreno tinha um poço, meu tio se matou se jogando nele, e a mulher não conseguia ter filhos, ela sempre abortava, e jogava os fetos no poço… Eu já tive vários cachorros e animaizinhos, todos estão enterrados nesse terreno também, e no ano passado meu avô morreu… E o pior de tudo são uns barulhos dentro de casa, algumas coisas somem, e o que eu particularmente acho mais estranho é que toda vez que eu tomo banho, e eu viro de costas pro registro, a água fica fria, o registro parece se mecher sozinho…          Pessoalmente acho a história do terreno da minha casa e as coisas estranhas muito assustador, morro de medo do escuro… Não gosto de descer as escadas de noite, parece ter sempre alguma coisa me olhando…

Posso sugerir que você assista a “Caçadores de Fantasmas” no canal SyFy. Eles dão vários exemplos sobre como verificar se há algum tipo de paranormalidade embasados em uma visão científica. Céticos, me critiquem – por favor – mas até os próprios membros da T.A.P.S. crêem em paranormalidade. Até no que não vemos, existe matéria.

 

#08

Nome: Felipe Tenebrae

Origem: RS

Bom, começou com 7 anos de idade, quando eu fazia algumas daquelas brincadeiras de mexer com espíritos, fiz uma que alguns aqui devem conhecer com uma caneta que gira em um alfabeto em círculo, e que quando a caneta se desprende cai em uma inicial, essa seria a inicial de um falecido que iria ti visitar, após fazer esta brincadeira passei longos 9 anos com tormentos espirituais, via vultos, escutava vozes, tinha sonhos muito reais, mas como sou ateu sempre levei isto apenas como minha imaginação, até hoje não sei se isso era real ou não, mas sei até hoje o medo que aquilo me dava e quantas vezes senti calafrios olhando para aquelas formas sombrias que via sentada no meu sofá da sala. hoje estou com 20 anos e ainda tenho algumas sensações estranhas mas comparado ao estado que estava quando mais novo estou mais tranquilo. abraços.

Mas qual foi o nome que apareceu? Funcionou mesmo? Poderia dar mais detalhes sobre caso impressionante. Não vou propor nada aos céticos mas quem que poderiam testar e ver o que lhes acontece. De maneira nenhuma façam isso. E não, não estou incitando pois não quero ver ninguém atormentado aqui. Só quero uma galera com bons fluidos! :)

 

#09

Nome: DGS

Origem: São Paulo

 

Em uma bela quarta feira chuvosa , por volta d umas 9 da noite tive q sair peguei meu carro , q por sinal era recem comprado axo q tinha uns 800 km rodados , peguei uma avenida chamada Estrada d itapecerica aki no zona sul msmo , estava a uns 60 por hora , farol verde pra mim QNDO UM FDP , me atravessa sem olhar no verde pra mim , nao tinha nem tempo d pensar em brecar , bati nele cm força ele vouo sobre o capo , encheu a cabeca no meu parabrisa e decolou , parei o carro e ja o chinguei e falando q o farol estava verde pra mim ( assim todos ao redor iriam ver q eu estava certo ) ele caiu todo torto com braço parecendo uma mola , eu estava bem assustado o carro fodeu todo … meia hora chegou ambulancia e a segui ate o hosp campo limpo . la o diagnostico Rapaz estava sobre efeito d alcool e cocaina em seu sangue e nao portava nenhum doc , como viram q parei e o fdp estava todo errado , nao assinei nada me liberaram e qndo toda minha raiva qria mto q ele tivesse perdido o braco pelo menos , preju fiquei todo por minha causa e por uma irresponsabilidade desses Jovens “descolados” qse me matou … Bom tentei me expressar aki um poco , sou mto ruim com palavras mas axo q deu pra entender =D

Douglas, o que importa é você se expor e desabafar caso precise. Feliz é aquele que sabe ler e escrever. Tem pessoas que não são boas com palavras e outras que são boas com matemática. Um exemplo bem tosco mas é um bom exemplo. :)

 

#10

Nome: Renata Chadud

Origem: Anápolis

O meu relato é levinho porém no dia assustou muito kkk

Foi assim eu e minha irmã estávamos na cozinha da casa da minha amiga M. a mãe dela havia saído e a gente tava sozinha, era fim de tarde tudo tranquilo, a gente tava comendo no balcão da cozinha e conversando, rindo.Como a gente tava sozinha a mãe dela fechou tudo e elas são bem religiosas ta e ai começou…

Em cima do mármore da pia tinha uma vasilha de margarina, vazia tava longinha da cuba ai a gente sentada e acho q foi minha irmã que viu q a vasilha tinha mexido um pouco ela não ligou nem nada e continuamos fofocando e do nada a vasilha foi deslizando e caiu na pia, a gente ficou olhando morrendo de medo nem nos mexemos ficamos sentadas caladas olhando e a mãe dela chegou, AINDA BEM KKK e contamos para ela e ele não botou muita fé…

Faz um tempinho que aconteceu deve ter sido em 2008,mas nunca mais aconteceu nada tão estranho igual esse dia…

Hoje a gente toca no assunto pq sempre ficamos na cozinhas dela sentadas e tem vez que a gente ri disso, mas no dia assustou bastante.”            Hoje eu tenho 16 vou fazer 17, minha irmã tem 18 vai fazer 19 e a M.tem 19

O relato foi tranquilo mas o que a rapaziada aqui do site quer saber é se vcs tem namorados, facebook, orkut, twiter, ICQ… Hahaha! Por favor, faça logo  18 anos. PARA A NOOOOSSA ALEGRIA

 

#11

Nome: Marina

Origem: São Paulo – Zona Norte

Desde pequena sempre tive facilidade de sentir, e algumas vezes de ver, espíritos, mas nada que tenha me rendido muita coisa além de alguns sustos e umas noites mal dormidas.

A uns 6 anos atrás comecei a ter um sonho, todas as noites era sempre o mesmo sonho, e não fazia sentido nenhum, sempre uma escada com uma porta no final onde eu nunca conseguia entrar.

Não contei pra ninguém porque afinal sonhos são apenas sonhos.

Certo dia meu melhor amigo veio me falar que sonhou comigo, estávamos subindo uma escada que tinha uma porta no final, onde ele entrou e haviam apenas móveis velho.

Fiquei chocada, contei meu sonho que se repetia sempre e pedi para que ele não contasse para mais ninguém nem o meu sonho nem o dele, que parecia ser continuação do meu.

Depois de um tempo um outro conhecido veio me falar que também sonhou comigo e que tinha uma escada e uma porta no final, isso me fez falar para todos do meu sonho.

Comecei a contar para meus amigos e conhecidos de escola, que claro, me acharam louca mas uma amiga me disse que conhecia um gótico, meio estranho, que conhecia sobre significado de sonhos e disse que contaria pra ele do meu.

Alguns dias depois ela me disse que ele queria me encontrar, eu achei estranho mas fui.

Ele morava perto do Horto Florestal, para quem não conhece a zona norte de SP o horto florestal é cercado de casarões antigos e abandonados.

Quando o encontrei ele pediu para que eu descrevesse com mais riqueza de detalhes o sonho, mas não tinha riqueza era apenas uma escada em uma parede com uma porta no final, unica coisa que poderia acrescentar era a cor das paredes e a cor da porta que era verde.

Então ele me olhou e disse que sabia onde era o lugar que eu estava descrevendo (o que não é difícil já que até a minha casa tem escada, parede e porta.) não levei muito a serio o que ele disse, então ele me explicou que alguma coisa dentro do lugar poderia estar me chamando para ir até lá.

Ele me perguntou se eu gostaria de ir no lugar, me explico que era um velho asilo que estava apara locação, como sempre tive uns parafusos a menos resolvi aceitar.

Tinha vigia no lugar então fomos a um canto escondidos e pulamos o muro, entramos por uma janela aberta na lateral do asilo, deve ter sido a propria visão do inferno ver eu tentando pular o muro e a janela… Enfim, quando entrei cai diretamente em uma cama de mola daquelas antigas, e imediatamente percebi que a porta era do mesmo verde do meu sonho, mal conseguia acreditar, nada daquilo fazia o menor sentido.

Quando saímos desse quarto percebi que o lugar era um verdadeiro labirinto para estranhos, o lugar era frio, depressivo e estranho, quando dei de frente para a escada do meu sonho senti meu corpo inteiro tremer e tive medo de subir e entrar na porta.

Mas como já estava ali resolvi entrar, quando entrei vi que não tinha nada demais ali, era apenas uma porta que dava para um corredor cheio de quartos e no final tinha outra porta que tinha uma espécie de ponte a céu aberto que ligava a parte de cima da primeira parte a segunda parte do asilo, quando atravessamos a outra parte do asilo parecia ainda mais triste.

Todos aqueles moveis antigos traziam um ambiente de profunda tristeza para o lugar, dentro de um armário ainda havia algumas seringas usadas.

Não me senti bem naquele lugar, mas ainda faltava eu conhecer a segunda parte que Brenno disse que era ainda mais assustadora.

Então descemos as escada e quando estávamos passando por um corredor, já próximo a saída que dava no quintal, me senti muito incomodada com um quadro que pareceu se mover, quando olhei ele estava parado.

Apertei o passo e pedi para que o Brenno apenas me acompanhasse, foi quando as portas começaram a bater e barulhos estranhos pareciam vir de todos os lugares, vi alguns vultos passando e mal conseguia respirar, sai dali o mais rápido que pude, nem dificuldade de pular o muro eu tive.

Não faço a minima ideia se os sonhos eram um convite para ir até lá ou apenas um aviso para que eu nunca entrasse naquele lugar, até hoje não consigo entender como tudo isso foi possível.

Para quem tiver vontade de conhecer, por mais que o lugar seja “”atraente””eu não aconselho, é o único asilo com portas verdes e paredes creme que fica atrás do supermercado Pão de Açucar.

Alguém sabe a razão para essa súbita vontade de ir a esse lugar? Algum entendido se pronunciaria? Gostaria de saber tanto a opinião espiritual quanto a científica.

 

Um testemunho de assassinato#12

Nome: Ana Claudia

Eu e meu marido vamos na casa da minha sogra todos os dias e ficamos lá até muito tarde, pois ela té um comércio (boteco) que normalmente fica aberto até altas horas, porém no dia 29/05/2011 optamos por ir para casa mais cedo já que ela também quis fechar o estabelecimento cedo pelo fato do dia ter sido bem cansativo e neste FATÍDICO DIA, por volta das 20:30 Hs minha sogra me ligou desesperada dizendo que nosso vizinho (que também tinha um boteco) da esquina havia sido baleado e que a ambulância estava demorando a chegar. Como moramos perto, resolvemos ir ajudar no que fosse possível e ao chegar no local nos deparamos com a vítima no chão agonizando e se retorcendo com a cara esfacelada e muito sangue por toda parte e um amigo que estava no boteco no momento APAVORADO com a situação.

Ao nos relatar o que aconteceu a testemunha, gaguejando muito, disse:

“” Nós estávamos conversando tranquilamente quando um homem de moto encostou, o chamou pelo nome (que conhecidentemente era igual ao da testemunha, que neste momento quase se cagou nas calças de medo) virou-se para a testemunha, falou que o “”assunto”” não era com ele e então apontou a arma para a vítima, que tentou fugir pela porta dos fundos do estabelecimento e, e efetuou o disparo em sua nuca e então fugiu dizendo que a testemunha deveria ficar calada, caso contrário teria o mesmo fim.””

Meu marido tentou ajudar a vítima o mantendo acordado até a ambulância chegar.

Quando a ambulância chegou, a polícia chegou junto e nós tivemos que relatar os fatos enquanto o DESASTRADO do motorista da ambulância colocava o “”quase defunto”” na mesma.

O pior de tudo isso é que o homem estava sozinho em casa com seis crianças que por sorte não estavam em sua companhia no momento do ocorrido mas acabaram notando (de forma inocente) o que havia acontecido, já que o estabelecimento estava todo bagunçado e ensanguentado.

No fim, o crime continua impune, afinal ninguém foi preso, eu fiquei com uma imagem que até hoje não sai da minha cabeça, a vitima não resistiu, as crianças ficaram sem pai e todos seguem suas vidas como se nada tivesse acontecido!!!

A notícia saiu em um jornal de grande circulação regional, a seguir o link: http://www.diariopopular.com.br/site/content/noticias/detalhe.php?id=10&noticia=37752

 

#13

Nome: Henrique

Em uma noite de chuva, estava eu e meu pai viajando de Botucatu p/ Bauru, ao passar o pedágio, continuamos na faixa esquerda, veio uma caminhonete a toda velocidade, pedindo passagem, mas tinha um uno na faixa da direita e um palio na nossa frente, logo após o palio jogar para a direita bruscamente, meu pai mudou p/ luz alta, e não viu o motivo do palio ter desviado, nisso eu gritei “CUIDADO”, logo afrente tinha uma pessoa com a cabeça baixa e os braços abertos, esperando a morte, meu pai jogou o carro p/ a direita, qse batendo no palio,  por pouco não acertamos a pessoa, mas a caminhonete q estava atras não teve tempo de frear, ouvimos aquele barulho característico de atropelamento, eu liguei p/ a policia avisando sobre o q tinha acontecido, meu pai não quis parar, então, continuamos a viajem. 2 dias depois, eu  ligo pra um amigo e falo sobre o que aconteceu, no fim, a pessoa que foi atropelada, era o PAI do meu amigo…

Nossa! Realmente triste e surpreendente. Esse mundo é muito menor do que podemos imaginar. :(

Infelizmente o ser humano prestes a se suicidar tem essa dose de egoísmo. Egoísmo pois existem pessoas no mundo que gostam dele e sofrerão e o único se aproveitando deste momento é o egoísta suicida. Só pensam em si mesmo. Esquecem de quem deixarão na Terra. Trágico!

 

#14

Nome: Marcio

Origem: Umauarama – PR

Olá seres bizarros, tudo certo?

Chamo-me Marcio. Sou do interior do Paraná. Minha história é baseada em fatos,

os quais passei quando ainda era  criança, logo, pode muito bem ter

sido minha imaginação a causa de tudo isso. Vamos lá…

Um dia, quando tinha uns 10 anos, estava na minha casa, deitado no sofá

vendo tv bem tranquilo, mas ao redor da sala haviam várias portas, minha casa

era relativamente grande e de madeira. Logicamente todas tinham porta, e eu

sempre as odiava, nunca gostava de ver frestas ou nada do tipo, sabe aquele

medo de ter alguém espiando? Então… sempre tive esse medo, mas principalmente quando eu era criança. Nesse mesmo dia, uma porta estava

estranhamente aberta, de frente a mim, eu nem pensei em fechá-la já que estava

ainda com luz do dia, porém em um momento, quando eu olho para a mesma

vejo uma figura totalmente negra, com olhos avermelhados. Nesse momento

não consegui levantar nem um músculo, muito menos gritar ou pedir ajuda.

Fiquei estático encarando o homem e ele me encarando, quando de repende

consegui me movimentar, nisso, corri para minha mãe e falei o que havia acontecido, porém ao voltar, não havia absolutamente nada lá. Porém, nunca

vou me esquecer daqueles olhos que me fitavam e daquela figura. Não sei se

aquilo pode vir me ver novamente, mas pelo sim e pelo não, sempre deixo as portas totalente fechadas.

Acreditem ou não, essa é uma história que tenho.

Espero que tenham gostado. Até povo.

Se tiver mais, Márcio… mande para postarmos aqui seu relato! Reza a lenda que as crianças tem mais facilidade de ter contato com seres espirituais dada a sua breve chegada à materialização/nascimento.

 

#15

Nome: Raphael Reicher

Origem: Joinville – SC

Moro sozinho numa casa considerável grande, como toda casa normal deve ter um sótão e na minha não é diferente, a unica entrada para este sótão é um quadrado de uns 40 , 50 cm…Numa noite escutei uns batidos no corredor la de casa mas nem liguei pensado ser meus gatos, quando amanhece me deparo com a tampa do sótão virado….Meu Deus começou a dar uns arrepios muito dos cabulosos….Até hoje não sei explicar o que ouve mas nunca mais nada de “anormal” aconteceu novamente.

Não poderia ter sido apenas os gatos? Valeu pelo relato, Raphael! Se tiver mais algum nos envie detalhadamente! :D

 

#16

Nome: Thay

E grande a historia mais eu vou tentar resumir…;)

Meus parentes moram tudo no fim do mundo, onde Judas perdeu as botas, simplesmente aqueles lugares do qual e uma casa a casa 2 quilômetros.

Era maio e eu e minha família fomos visitar uma tia minha, que mora no meio do nada, e la na casa dela tinha uma lenda, a lenda da mulher de branco.

So sei que começou a escurecer e meu pai decidiu que íamos dormir ali, eu e minha irmã mais velha ficamos em um quarto sozinhas, era umas 3 horas da madrugada, e o filho da minha tia chegou bêbado em casa dizendo que tinha visto a mulher de branco la no campo, minha tia botou ele no quarto do lado do nosso, e ele não parava de gritar, para piorar a situação minha irmã que estava do meu lado, ficava me cutucando a cada segundo dizendo que a mulher de branco estava ali no quanto do nosso quarto!

(No quarto ao lado estava o meu pai bêbado também, minha madrasta e o meu irmão de 5 meses, em uma hora meu pai começou a falar pra minha madrasta que tinha visto a mulher de branco la fora e que ela estava rodeando a casa, minha madrasta mandou ele calar a boca senão iria acordar o meu irmão, mais quando ela olhou pra ele, meu irmão já estava acordoado, mais não estava chorando estava apenas olhando fixamente para o teto do quarto sem chorar)

Bom até hoje eu nunca mais passei a noite la na casa da minha tia!!!

Ainda há outros relatos sobre essa mulher de branco que semana que vem eu posto na segunda edição de Relatos Bizarros!

Agora, caso queiram, preencham o formulário com o seu relato bizarro.

Written by DraftL

O que está em cima é igual ao que está embaixo e, o que está embaixo, é igual ao que está em cima, para realizar os milagres de uma coisa única.

Comentários