,

SS Ourang Medan.

Todos um dia ouvimos falar de embarcações fantasmas, mas esta  embarcação com mistérios indecifráveis é realmente surpreendente!

Não podemos encontrar muitas coisas sobre esse navio, já que pouco foi registrado sobre ele. Especula-se que nem ao menos tenha existido, já que não há nenhum registro de embarcação com esse nome. Porém, é aí que mora o maior mistério!

O socorro.

ourang-medan

Dois navios americanos navegavam pelo estreito de Malaca quando receberam um pedido de socorro em código Morse, vindo de um navio holandês chamado Ourang Medan. Não se sabe com exatidão quando isso aconteceu, mas provavelmente foi entre junho de 1947 e fevereiro de 1948. A mensagem era assustadora e dizia:

“Pedimos o auxílio de qualquer embarcação próxima. Todos os oficiais, inclusive o capitão, estão mortos, caídos na sala de mapas e na ponte. Provavelmente toda a tripulação está morta”. Depois, algumas palavras foram pronunciadas, mas somente duas puderam ser ouvidas com exatidão: “eu” e “morrendo”.

A ajuda.

Um dos navios mercantes dos Estados Unidos que receberam a notificação era o Silver Star. Como era ele o mais próximo do Ourang Medan, partiu imediatamente para socorrer a tripulação e também para saber em que poderia ser útil. Quando a equipe da embarcação subiu a bordo, levou um susto memorável que eles prefeririam não ter presenciado.

Todas as pessoas dentro do Ourang Medan estavam realmente mortas de uma forma assustadora: suas bocas estavam abertas, os olhos arregalados como se estivessem muito assustados e alguns deles até mesmo tinham os braços estendidos como se apontassem para alguma coisa na hora da morte. E, claro, estavam petrificados de terror.

15133837579572

O socorro que não deu certo

O capitão do Silver Star não se conformou com a situação, então, decidiu rebocar o navio até o porto mais próximo. Porém, aconteceu uma explosão violenta no compartimento de cargas do Ourang Medan.

Isso foi o suficiente para que o capitão e toda a tripulação do Silver Star abandonassem o navio, soltando as amarras do reboque e partindo sozinho. Poucos minutos depois que a embarcação holandesa afundou, levando para o fundo do mar tudo o que poderia ajudar a desvendar aquelas mortes a bordo.

Teorias sobre tal ocorrido:

Assaltos e brigas

Algumas pessoas acreditam que o navio possa ter sido invadido por piratas, mas não existe nenhum fato que comprove essa teoria, já que não havia sinais de lutas e os cadáveres não apresentavam machucados e nem qualquer tipo de escoriações. Logo, essa especulação foi descartada, pois as provas seriam realmente necessárias.

Reações químicas

A explicação mais plausível é a hipótese de que o Ourang Medan carregava produtos químicos, como cianeto de potássio e nitroglicerina, que, em contato com a água do mar,  liberaram gases tóxicos, levando toda a equipe à asfixia.

Envenenamento por monóxido de carbono é outra teoria. O sistema de caldeira do navio poderia estar funcionando mal e ter liberado o gás que envenenou toda a tripulação.

Fenômenos sobrenaturais

A maioria das pessoas não aceita esse fato, principalmente aquelas que são céticas e preferem acreditar que existe uma explicação lógica para tudo.

Alguns autores acreditam que o navio foi invadido por ETs ou fantasmas e, assim, a equipe teria mesmo sido morta por causa do susto. É claro que essa explicação é a menos usada, mas ainda assim não é descartada; afinal, o que teria ocasionado o olhar de pavor e as mãos estendidas, apontando para alguma coisa? Mistérios que não podem ser solucionados!

O resumo.

45-600x405

A primeira aparição da história é uma série de três artigos no jornal holandês-indonésio De LOCOMOTIEF: Samarangsch Handels- en Advertentie-blad (03 de fevereiro de1948, 28 de fevereiro de 1948, e 13 de março de 1948). A história é basicamente a mesma que as versões posteriores, existem diferenças significativas. O nome do navio que encontrou o Ourang Medan nunca é mencionado, mas o local do encontro é descrito como 400 milhas náuticas a sudeste das Ilhas Marshall. O segundo e terceiro artigo descreve as experiências do único sobrevivente da tripulação do Ourang Medan, que foi encontrado por um missionário e nativos em Toangi nas ilhas Marshall. O homem, antes de perecer, diz ao missionário que o navio estava transportando uma carga mal estivada de ácido sulfúrico, e que a maioria da tripulação morreu por causa das emanações venenosas que escaparam de recipientes quebrados. De acordo com a história, o Ourang Medan estava navegando a partir de um pequeno porto chinês sem nome para a Costa Rica, e deliberadamente evitando as autoridades. O sobrevivente, um alemão não identificado, morreu depois de contar sua história para o missionário, que contou a história para o autor, Silvio Scherli de Trieste, na Itália.

O final.

ourang-1

Alguns pesquisadores especularam que o Ourang Medan originalmente vinha de Sumatra, que na época ainda era uma colônia da Holanda chamada de Indias Orientais. “Ourang” é a palavra indonésia para “homem” e “Medan” é a maior cidade da Ilha de Sumatra. O nome do navio poderia ser traduzido como “O Homem de Medan”.

O jornal holandês conclui com um aviso: Esta é a última parte de nossa história sobre o mistério do Ourang Medan. Devemos repetir que não temos quaisquer outros dados sobre este “mistério do mar”. Também não podemos responder a muitas perguntas não respondidas na história. Pode parecer óbvio que este é um romance de emocionante do mar.

Especula-se que se trataria de um barco com nome falso, em missão secreta. Mas se fosse esse o caso, que missão seria essa?
O Silver Star, ao contrário, comprovadamente existiu e realmente navegava pelo Estreito de Malaca na época do incidente.

Pois é pessoal… Parece que no final nunca saberemos o fim desta história, mas fica aí uma ótima lenda.

Qualquer dúvida ou idéias… Gritem no meu facebook! Abraços.

Written by Isis Müller

Historiadora em progresso, leonina, amante da leitura, da fotografia e um tanto quanto apaixonada por tudo aquilo que não posso ver, ou tocar. Prazer.

Comentários